História Inzest - Capítulo 2


Postado
Categorias Justin Bieber, Odeya Rush, Pattie Mallette
Personagens Jeremy Bieber, Justin Bieber, Odeya Rush, Pattie Mallette, Personagens Originais
Tags Drama, Gêmeos, Incesto, Inzest, Justin Bieber, Odeya Rush, Pattie Mallette, Sexo
Visualizações 1.845
Palavras 710
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi Oi Oi
Voltei bitches <3
Esses dois primeiros capítulos serão pequenos, porque está explicando mais as coisas sobre a fic, mas a partir do próximo, eles serão maiores
Desculpem se tiver algum erro

O nome do capítulo significa "Como tudo começou"

Capítulo 2 - Wie alles begann


Fanfic / Fanfiction Inzest - Capítulo 2 - Wie alles begann

Sete anos atrás

POV Stacie Jones Mallette

 

A mesa está cheia, com todas as pessoas que eu amo e todas sorrindo. Comia a comida deliciosa da mamãe e conversava com minha prima, que está sentada ao meu lado. Um almoço em família não é muito comum, mas papai irá viajar para fora por causa do seu trabalho e era mais uma despedida.

Nove meses sem ele.

Não que eu fosse aquele tipo de pessoa que não aguentava ficar longe da família por dois segundos, mas é que realmente meu pai e eu tínhamos um relacionamento muito bom, e ficar sem ele, não é nem de longe uma boa opção.

- Stacie! - Lila me balança e quase caio da cadeira.

- O que, o que foi? - arregalei os olhos assustada.

- Seu pai já está indo para o carro - dei um salto e saí correndo até a porta.

Vi Justin e Jack perto do táxi, mas nada do meu pai ou da mamãe. Andei até meus irmãos.

- Cadê eles? - o motorista saiu do carro e foi até a porta de casa.

- Estão descendo - foi Justin quem respondeu.

Mamãe deu uma mala para o motorista e ele a colocou no porta-malas.

Meu pai veio com mais duas malas e as colocou no porta-malas também. Todos da família saíram da casa e ficaram no jardim. Jeremy deu um abraço em cada um e entrou no carro. Entrei no veículo e acenei, sendo seguida por Justin e Jack. A mamãe falou algo com a tia Olga e depois entrou no carro.

 

♦♦♦

 

Quando chegamos ao aeroporto, demos tchau e o papai se foi.

- Vamos para casa crianças e quando chegarmos vamos nos divertir – Pattie disse.

Chegamos em casa e mamãe chamou eu e o Justin para o quarto dela, fomos e Jack ficou na sala. Todos já tinham ido embora.

- Agora os amores da mamãe vão se abraçar – ela disse com um sorriso, não sei identificar, mas não era um de felicidade, parecia que ela tinha feito algo errado... Olhei desconfiada para Justin, eu e ele nunca fomos muito próximos e um abraço entre nós era raro de acontecer – andem logo – Justin deu o mesmo sorriso que a minha mãe para mim e me abraçou – assim – ela pegou na minha mão e colocou em volta do pescoço dele e depois pegou as mãos dele e passou na minha cintura.

- É agora? - Justin perguntou. É agora o que?

- Sim filho, faça o que a mamãe te ensinou - eu não entendi isso, mas senti as mãos de Justin descer pela minha cintura e ir até a bunda, onde ele apertou.

- AI! – reclamei, doeu um pouco.

- Stacie não faça barulho. Quer que Jack escute o que estamos fazendo? – mamãe disse. Tentei sair do abraço de Justin, mas não consegui.

- Me larga! - o empurrei.

- Stacie - olhei para a mulher que estava ao meu lado - seja uma menina boa e pare de tentar sair daí – ela se sentou na cadeira perto da cama e meu irmão me jogou na cama de casal dela.

- Ótimo! Continue Justin - ele sorriu para ela e o mesmo subiu em cima de mim, segurou minha cabeça com as duas mãos e me deu um selinho, descendo as mãos pelo meu corpo. Me arrepiei, não era acostumada com toques assim, não mesmo.

- JACK SCOTT BIEBER - gritou ela, chamando meu outro irmão. Alguns segundos depois a porta bateu e senti a cama afundar ao meu lado. Agora são quatro mãos passeando pelo meu corpo. Uma sensação de dor se instalou em meu ventre e eu comecei a me sentir desconfortável.

- Ah, mamãe! Nela não tem graça, nem tem peito - escutei a voz de Jack - me deixe passar nos seus novamente? – ele perguntou sorrindo. PASSAR O QUE???

- Não, filho! Precisamos que sua irmã também aprenda - minha visão está ruim e algumas lágrimas surgem dos meus olhos. Eu queria sair dali. Nunca fui tocada assim antes e não gostei disso.

O que eles estavam fazendo? O que a mamãe está fazendo? Porque tem uma dor lá em baixo?

E os famosos "O que" e "porque" circulavam em minha cabeça.

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado <33
Até domingo...
Não se esqueçam de comentar

E leiam as minhas outras fanfics *u*
https://socialspirit.com.br/perfil/barbara_machado/fanfics


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...