História IReunite With Victorious - Irmão Gêmeo Da Jade 2 Temporada. - Capítulo 45


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ariana Grande, David Henrie, Elizabeth Gillies, ICarly, Jennette McCurdy, Leon Thomas III, Miranda Cosgrove, Victoria Justice, Victorious
Personagens André Harris, Beck Oliver, Carly Shay, Cat Valentine, Erwin Sikowitz, Freddie Benson, Gibby Gibson, Personagens Originais, Rex Powers, Robbie Shappiro, Sam Puckett, Spencer Shay, Tori Vega
Tags Bade, Cabbie, Crossover, Gêmeos, Icarly, Seddie, Tandré, Victorious
Visualizações 22
Palavras 2.302
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Luta, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpem a demora, o tempo para postar tá ficando escasso.

Boa leitura

Capítulo 45 - Batalha sobre Rodas


Na cidade abandonada, Jesse e Jade que já tinham entrado no carro, ficam observando Chip e o carro monstro que estava dirigindo, ele também estava parado.

Jade: Mano, isso não vai ser fácil.

Jesse: Temos uma cidade inteira para nos dar espaço para lutar e quebrar algumas coisas no processo.

Jade: Essa é a parte divertida.

Chip engata a partida e o carro monstro vai em direção do carro de Jesse e Jade, que também dá a partida e passa por meio das rodas gigantes.

Jade: Não que eu esteja com medo, mas sabe como lidar com isso?

Jesse: Isso me lembra a fase final de Twisted Metal, onde Sweet Tooth enfrenta os irmãos Grimm.

Jade: Deixa de ser Nerd!

Jesse: Deixa de ser mandona!

Jesse e Jade se olham, compartilham uma breve risada e voltam a atenção para o carro monstro, Chip pega um microfone.

Chip: Eu vou esmagar vocês dentro desse carro e o que sobrar, vou empacotar e mandar de comida para os mendigos!

Jesse: Será que mendigos curtem carne humana?

Jade: Sei lá!

Jesse aperta um dos botões que prepara um míssil para sair de um lado do carro, o carro monstro avança sobre eles passando por cima de uma casa, destruindo-a, Jesse libera o míssil e atinge o carro monstro, mas faz pouco efeito.

Chip: Quer brincar? Então vamos brincar!

Chip libera uma serie de misseis fazendo co que Jesse fizesse umas manobras e se desvia dos misseis e foge para se afastar do carro monstro e solta mais cinco misseis para ele. o carro monstro vai até o carro de Jesse e Jade, levanta a parte a parte das rodas da frente para esmaga-los, eles conseguem se desviar, mas o impacto das rodas com o chão causa um tremor.

De repente, o carro monstro começa a ser coberto por uma especie de armadura.

Jesse e Jade sentem o efeito do gás fazendo efeito e seus olhos começam a ficar amarelos.

Jesse: Peste do inferno!

Estou vendo que não é a toa que Spencer disse que esses pirralhos são os seus arqui-inimigos!-Diz Jade antes de pegar uma bomba no porta acessório.

Jade: Não se preocupe,Jesse, eu tenho uma ideia, me deixe debaixo daquele carro e deixe o resto comigo.

Jesse: Tome cuidado.

O carro de Jesse e Jade corre e tenta ficar debaixo do carro monstro, Jade sai pela janela e fica em cima do carro, pula e se agarra, Jesse sai debaixo para distrair Chip enquanto Jade instala a bomba, depois de alguns segundos, Jade instala a bomba, ela contata Jesse e ele vai pega-la, Jade volta para dentro do carro, eles se afastam ao máximo do carro monstro, Jesse pega o detonador e dá para Jade.

Jesse: Quer fazer as honras?

Jade pega o detonador.

Jade: Com todo prazer!

Jade aperta o botão e a bomba explode destruindo a armadura e causando vários danos ao carro monstro, o suporte das rodas começam a falhar, Chip ativa o banco injetor e sai pela parte de cima do carro e na hora aparece um paraquedas, ele assiste o carro indo aos pedaços, assim que ele chega no chão, ele sai do banco e cai, assim que ele se levanta, ele vê um bastão de choque apontado para ele, e quem estava segurando, Jesse, que já tinha voltado ao normal.

Jesse: Levanta! Eu não vou te dar a surra que você merece levar se você fazer exatamente o que eu disser.

Chip: Você não é meu pai para me bater!

Jesse: E quem disse que eu preciso ser? É só me tirar do serio que o olho roxo é garantido.

Jade, que também já tinha voltado ao normal, chega por trás de Chip e o levanta.

Jade: Ele disse para você levantar!

Nessa hora, Beck, Carly e os outros chegam correndo até o local.

Beck: JADE! JESSE!

Jesse: Olha quem chegou.

Carly: Vocês estão bem?O que aconteceu aqui?

Jade: Pergunta para esse pestinha aqui.

Spencer: Eu sabia que tanto você e seu irmão fossem uma ameaça, mas nunca pensei que fossem até esse nivel, Chip.

Jade olha para Cat, ferida.

Jade: O que houve com ela?

Sam: Foi a Nora, mas não se preocupe que já dei uma surra nela, temos que procurar um lugar para tratar dos ferimentos da Cat.

Jesse: Enquanto fazem isso, vamos que localizar o Nevel e saber mais sobre esse plano dele e do chefe dele.

Freddie: Eu baixei os arquivos, agora preciso de um computador, ou Notebook ou Laptop para vermos.

Sinjin: Toma, eu peguei quando, estávamos correndo.

Freddie: Valeu.

Freddie pega o Notebook, insere o pendrive e aparece os dados dos arquivos e esquemas de Nevel e seu Chefe, enquanto isso, Sam e Spencer estão amarrando Chip com fita adesiva, depois de esvaziar seus bolsos.

Jesse:Wow! Quanta coisa!Mas parte disso eu não consigo entender.

André: Deve ser por que está em outra lingua.

Freddie:Mas qual será? Eu nunca vi uma lingua como essa antes.

Tori: Vai ver o chefe do Nevel é de outro pais.

Carly: Faz sentido, o Chuck disse que usaram pessoas do pais do chefe como cobaias para uma experiencia.

Jesse: Eu não sei identificar essa língua, e olha que Carly e eu tivemos muitas aulas de idiomas lá na Itália.

Carly: E eramos os melhores da turma.

André: Olhem, ali está dizendo que fizeram o uso de videos com forte contudo para testar nas cobaias.

Jesse: Os meus videos, mas como eles conseguiram pegar? Se bem que eu não mexi neles depois que voltamos de viagem.

Freddie: Será que eles esperavam por isso?

Beck:A não ser que eles tenham arrumado uma distração para o Jesse não desconfiar de nada.

Freddie desce a pagina e de lado tinha a foto de Carly beijando príncipe Klaus, Jesse olha brevemente, suspira aborrecidamente e vai andando para longe de grupo alguns percebem outros não , Tori cochicha para Carly.

Tori: Vai atrás dele, Beck e eu seguramos a Jade.

Ouvindo a Tori, Carly vai atrás de Jesse, depois de alguns segundos, ele para, Carly para também, mas chega um pouco perto dele.

Carly: Jesse...

Jesse se vira e diz.

Jesse:Aproveita enquanto não têm um maluco querendo cortar nossas cabeças e começa a se explicar!

Carly: Eu não esperava nada daquilo...

Flashback on

Duas semanas depois de Sam ter ido embora com Jesse, Tori, André e os outro Carly , Spencer, Freddie e Gibby estavam com muitas saudades dela , Freddie principalmente, e Carly não estavam com saudades de Sam, mas de Jesse também, de vez em quanto, ela ficava se lembrando do momento em que eles iriam se beijar, se não fosse pela inesperada interrupção de Gibby.

Mas não era apenas isso, as vezes Carly sonhava com ele, mas esses sonhos nunca tinham um final feliz e isso só aumentava mais a dor em seu coração, tirando o fato em que ela tentava entrar em contato com ele, mas o proprio não respondia, ela sentia como se Jesse tivesse dado adeus para sempre para ela, Carly não estava conseguindo viver sem ele, Spencer tentava consolava o melhor que ele podia, mas não adiantava muito, ela estava ficando carente.

Um dia depois, Carly estava voltando da escola e entrando no apartamento, ela olha principe Klaus sentado no sofá enquanto alguns guardas atrás do sofá, assim que ele a olha, ele se levanta.

Klaus: Oi Carly.

Carly: Príncipe Klaus? Você por aqui? Olha, não que eu não goste de ter você...Ou melhor, vossa alteza em minha casa, mas o que está fazendo aqui?

Klaus: Eu fiquei sabendo que o seu irmão é um grande escultor, então eu vim para cá e pedir que ele fizesse uma escultura minha.

Carly: Por essa eu não esperava.

Nessa hora, Spencer entra no apartamento com os materiais para a escultura.

Spencer: Oi Carly, vossa alteza.

Klaus: Não precisa me tratar com formalidade, Spencer, não quero parecer apressado, mas quando é que vai ficar pronto?

Spencer: Se der tudo certo, vai ficar pronto amanhã pela tarde.

Klaus: Ótimo!

Spencer: Mas...Eu vou precisar do espaço da sala.

Klaus: Entendo, Carly, poderia me mostrar o estúdio do ICarly?

Carly: Claro!

Carly leva Klaus ao estúdio do ICarly e chegando lá...

Klaus: É muito...Como vocês americanos dizem...Legal!

Carly: Que bom que gostou.

Klaus: Quem dera se tivesse coisas assim no meu pais.

Carly: Não têm webshows por lá, não é?

Klaus: Não, somos um pouco remoto do mundo, a primeira vez que cheguei aqui a America, eu fiquei impressionado, aqui praticamente têm de tudo...Até mesmo garotas bonitas.

Carly:Que é isso, eu sei que em River tambem deve ter muitas garotas bonitas.

Klaus: Mas eu estou olhando para uma agora.

Carly cora com esse comentário.

Carly: Err...Acha mesmo?

Klaus: Só um cego não veria isso.

Carly: Com todo respeito, mas acho que você diz isso para todas as garotas.

Klaus: Acha que sou um galanteador, então?

Carly: O que eu posso dizer? Você é um príncipe e cantor de musica pop.

Klaus vai se aproximando de Carly, que começa a se afastar, mas ela se encontra prensada no automóvel do estúdio, assim que ela vira para frente novamente, Klaus já estava frente a frente com ela, os rostos quase colados.

Klaus: Não precisa ficar com medo de mim, Carly, você sabe o que quer.

Klaus beija Carly nos lábios, que segundos depois, retribui o beijo e envolve o braço no pescoço dele, mas segundos depois, ela tira o braço e vira o rosto, quebrando o beijo.

Klaus: O que foi?

Carly: Não devíamos fazer isso?

Klaus: Acha proibido um príncipe ter alguma relação com a plebeia?Saiba que você parece mais um princesa.

Carly: Klaus...Por favor...Eu não posso fazer isso.

Klaus: Entendi, você gosta de outra pessoa, compreendo, então, eu estou indo.

Klaus sai do estúdio, Carly fica um pouco atordoada com o que houve, minutos depois ela também sai do estúdio,assim que ela sai, uma figura sai de trás de uma cortina que tinha no set, segurando um celular e sem seguida, aperta o botão de enviar e quem iria receber a foto tinha o nome de Jesse.

Flashback off.

Carly: Foi isso que aconteceu.

O corpo de Jesse estava envolto por uma energia amarela, ele estava com muita raiva, os olhos estavam começando a ficar amarelos, mas o proprio estava tentando se controlar.

Carly: Jesse, acalme-se.

Jesse: Não me diga o que fazer!

Carly: O gás Rage está fazendo efeito!

Jesse: Você acha que eu não sei? Estou tentando me acalmar! Agora fica quieta!

Dois minutos depois e o efeito do gás passa.

Jesse: Assim que tudo isso acabar, eu vou acabar com ele!

Carly: Jesse, não!Não faça isso!

Jesse: Fica fora disso, Carly! Você sempre teve essa mania que querer apartar as minhas brigas!

Carly: E você sempre teve essa mania de querer brigar com qualquer um que te provoca invés de deixar para lá!

Jesse: Eu lá tenho cara que de leva desaforo para casa?

Carly: Não, isso você me provou na pratica, mas qual o seu problema com tudo isso? Por que ficou uma fera quando viu a foto de Klaus e eu nos beijando?

Jesse: Nossa, você fala como se eu fosse obrigado a ficar feliz só por que você beijou um garoto...E quer saber por que? Eu odeio esse cara, assim como qualquer cantor de musica pop, e te ver beijando ele praticamente acabou comigo!

Carly: Me desculpe por isso, eu não tive a intenção de te machucar.

Jesse: Eu não devia ligar para isso, mas eu não precisava ver.

Carly: Não fui eu quem enviou a foto, juro!

Jesse: Seja quem for, sabe o meu numero e te conhece, e queria registrar aquele momento e queria que eu soubesse disso.

Carly: Mas pra que?

Jesse: Talvez para arruinar nossa amizade.

Assim que Carly ouve essa última frase, ela sente seu coração quebrar de novo, todo o ciume que Jesse estava sentindo por um lado estava dando esperança a ela de que ele sentia o mesmo que ela, mas parecia que ela estava redondamente enganada, ele ainda tinha usado essa "maldita" palavra, amizade.

Carly(pensando): O que é pior? Você não me amar do mesmo jeito que eu te amo ou ter você fora da minha vida?

Jesse: Carly?

Carly: Hum?

Tirando tudo isso, é muito bom te ver de novo, eu...Estava com saudades- Diz Jesse fazendo Carly sorrir.

Carly: Eu tambem estava morrendo de saudades suas, Jesse.

Carly vai até Jesse e o abraça, que retribui, segundos depois, Jesse olha para o lado.

Jesse: Aquilo lá é um Shopping?

Carly olha na mesma direção que Jesse estava olhando.

Carly:É sim, por que?

Jesse: Vem, vamos te livrar dessas roupas de Michael Jackson e vê se encontro algumas para o André e o Beck.

E assim eles entram no Shopping que ainda estava intacto, apesar da destruição causada na cidade(Quase) deserta.

Enquanto isso, no canto onde estavam Freddie, Sam e os outros.

Freddie: Ok pessoal, eu peguei esses comunicadores portáteis para facilitar nossa comunicação caso a gente se separe, precisamente ou involuntariamente, têm bastante para todos.

Gibby pega um, coloca e posiciona no ouvido.

Gibby: Marmota2, Mamota2, aqui é o Lobo branco, cambio!

Sam: Gibby, isso não é um brinquedo!

Nessa hora, Jesse e Carly( Que já tinha mudado de roupa) voltam.

Jesse(Que estava segurando roupas masculinas): André! Beck!

André: Oi, o que foi?

Jesse: Trouxe umas roupas para vocês, se troquem nesse restaurante que está perto daqui.

Beck: E se tiver alguém lá dentro?

Jesse: Relaxa, a cidade foi evacuada apenas para servir de arena.

André e Beck pegam as roupas e foram se trocar no restaurante, Jesse vai até Freddie que lhe entrega um comunicador.

Jesse: Wow! Pra que isso? Vamos para alguma missão militar?

Freddie: Mas ou menos isso, localizamos paradeiro do Nevel, estamos pensando em invadir.

Jesse: Nem precisa pensar, vamos fazer isso.


Notas Finais


Agora sabemos que a Carly não é tão culpada assim,e felizmente, ela e Jesse voltaram aos bons termos.
E o confronto ainda não acabou,ainda há muita coisa para acontecer, e uma bombástica revelação ira acontecer no próximo capitulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...