História Irmão do Itachi - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Itachi Uchiha, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Colegial, Itachi, Sakura, Sasuke
Visualizações 892
Palavras 5.330
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiiiiiiii !
finalmente não é \o/
pois como disse para alguns, julho é impossível para mim (e Ansatsu só foi atualizada pq só faltava o finalzinho), mas cá estamos de novo \o/\o/

Já quero dizer que vocês são pessoas lindas e as amo.
os reviews ajudam muito S2
claro que tem coisas que não e que estou ignorando, mas é no desenrolar da fanfic.

e bem, a ultima coisa que tenho a dizer é que, gente, eu juro que sou legal asjasjajksjkasjkasjjs

sem mais delongas

VAMOS À FESTA!! \o/\o/\o/

Capítulo 14 - Capítulo 14


Fanfic / Fanfiction Irmão do Itachi - Capítulo 14 - Capítulo 14

 

 

ITACHI

 

Gaara havia espalhado a notícia da festa.

Como sempre, ele convidava um grupo ou outro como se fosse uma festa exclusiva. E de repente, ele recebia várias ligações de quem ele sequer conhecia, mas que jurava serem amigos dele ou de alguém do time até as mais melosas vozes de garotas, sobre um possível passe livre e o que as pessoas poderiam levar para serem convidadas para a festa.

E assim, quase nunca Itachi precisava gastar dinheiro com bebidas e petiscos. Alguns, se ofereciam até para a limpeza no outro dia.

Ele cedia seu “templo” e as coisas surgiam como oferendas.

Tudo para garantirem um lugar nas festas dos Corvos.

Mas, nada adiantaria se Sakura não fosse.

Ele trocou algumas mensagens com ela insistindo que a capitã do time comparecesse, mas ela respondia sempre alegando estar cansada ou sem clima e que as outras garotas do time a representariam, já que teoricamente a festa era para celebrar o time de vôlei.

Bem, na verdade era.

Itachi adorava vencer. E estava realmente orgulhoso do time de vôlei.

E se Konoha tivesse mais um time campeão seria a era de ouro para os atletas naquela escola.

Mas, a pessoa que ele mais queria que estivesse lá, era a capitão do time. Por que ela realmente merecia por ter lutado tanto, e sem Sakura nada daquilo estaria acontecendo. Mas, também por que essa era a melhor chance que ele teria com ela fora da escola.

Ele a desejava muito.

Nunca precisou de banhos longos ou mal precisava se tocar.

Sempre havia alguma garota em sua lista telefônica, pronta para aliviá-lo. Mas, desde que Sakura apareceu ele simplesmente não conseguia mais com ninguém.

Tinha que ser ela.

E comprar os apetrechos para o “quarto dos prazeres” não ajudou em nada.

Camisinhas, óleos de massagem, calcinhas comestíveis...

Imaginar tudo o que poderia fazer com Sakura não estava sendo fácil.

E a possibilidade de ela não vir somado ao desejo só de pensar naquelas pernas, exigia medidas drásticas. Ele pediu para que os amigos mais próximos insistissem com ela.

Isso incluía seu irmão.

Itachi se viu obrigado a informar ao perdedor-que-se-achava-bonitão que ele daria uma festa, já que só Hinata e Temari não estavam sendo suficientes para convencer Sakura.

Sasuke fez aquela merda de cara de quem desconfia de algo, mas disse que falaria com ela e sacou o celular se trancando no quarto.

Itachi só soube que ela viria mesmo no outro dia quando passou por ela concentrada em uma conversa no telefone.

- Oi Sakura, você vai na festa na minha casa hoje, não é? – perguntou ele com um toque de esperança disfarçada de sedução.

- Ah... Oi Itachi, acho que sim. – respondeu sem dar sinal de que desligaria para conversar com ele. – Bom, até mais tarde. – sorriu continuando seu caminho.

Itachi suspirou observando ela se afastar.

“Essa noite você não me escapa, Sakura”, pensou.

A medida que o dia avançava, os caras do time de basquete chegavam com bebidas, aparelhagem de som, luzes de neon e tudo mais que uma boa festa exigia. Já Itachi, preparava o quarto dos prazeres – seu próprio quarto – deixando-o perfumado e com pétalas de rosas espalhadas sobre a cama, champanhe em um balde de gelo e camisinhas na gaveta mais próxima.

E claro, depois tomou um bom banho. Uma roupa estilosa e um bom perfume da Polo.

Modéstia à parte, estava irresistível. O que não era novidade.

Ele já ouvia o som vindo do andar debaixo da sua casa quando abriu a porta do quarto.

Algumas pessoas já haviam chegado.

Provavelmente os calouros e nerds corajosos o suficiente para frequentar festas. Ninguém legal chegava realmente na hora marcada.

Era tão verdade isso, que Sasuke já estava de pé no canto da sala.

Geralmente, quando Itachi dava festas ou ele se trancava no quarto ou ia para casa do namoradinho. Mas, se ele estava aqui é por que com certeza Sakura viria.

Ele não era obrigado a socializar com esses perdedores, então foi direto para perto dos caras do time.

O tempo passava e mais pessoas chegavam.

A maior parte de sua turma agora estava na casa e ele se descontraía mais. Mas, a toda hora olhando para a porta esperando a chegada de Sakura.

O time de vôlei estava quase completo ali já, ele só não via Sakura e Hinata.

Até Ino já estava ali em um vestido preto apertado. O interessante é que ao contrário das últimas festas em que ela tentava de tudo para seduzi-lo, desta vez ela dançava e fazia caras e bocas na tentativa de chamar a atenção de Sasuke.

Em um primeiro instante, soou até ofensivo para ele.

Mas, depois pensando com mais clareza, isso poderia ser... vantajoso.

A festa estava bem cheia. Ao ponto de começar a ficar apertado e muitos irem para o jardim ou para a beira da piscina.

Mas, mesmo em meio a gente se acabando ou de dançar ou com bebida, ou até com as duas coisas, Itachi viu cabelos rosas inconfundíveis passarem pela porta.

Se concentrou tanto na imagem de Sakura que por um instante sequer ouviu o som alto do ambiente.

Sakura conseguia ser linda em uma espécie de jardineira branca. Ele não era especialista em roupas, mas pressupunha que aquilo em forma de shorts e suspensórios era uma jardineira. Mas, o que chamava atenção mesmo era a blusa de mangas compridas que era larga nos seios, mas curta embaixo, e quando ela levantava a mão para cumprimentar as pessoas, a blusa se levantava deixando boa parte da barriga dela amostra. E ele pôde ver a pedra de um piercing no umbigo brilhando.

Itachi já saía do próprio corpo, ao se imaginar despejando oleos de massagem ali, alisando, apertando e depois tirar com a língua...

Ele se adiantou indo ao encontro dela e a abraçou cortando a conversa dela com.… sei lá quem. Não interessa.

- Que bom que você veio. – disse sincero depois de solta-la.

- Caramba! Você disse que era só uma festinha entre amigos. – disse ela.

Itachi deu de ombros.

Agora de perto ele via que ela também estava maquiada.

Ele também não entendia de maquiagem, mas conhecia garotas demais para saber que ela passara uns bons minutos fazendo aqueles riscos pretos sobre os olhos.

- Você tá linda! – disse.

- Obrigada. Você também. – disse ela rindo e dando um soquinho no braço dele como se fosse um dos caras.

E ele, se perdia mais uma vez no sorriso nas covinhas de sua bochecha.

- Oi Itachi.

Ele se sobressaltou.

- Ah, oi Hinata. – sorriu.

Ele estava tão concentrado em Sakura que cometeu a gafe de não cumprimentar sua companheira.

Ele sempre pisava em ovos com ela.

- Fiquem à vontade. – disse simpático. Ele precisava se livrar da morena sem parecer grosso. Hinata era uma aliada arriscada. Uma boa amiga para Sakura se afastar de Sasuke, mas apesar de duvidar muito que ela contaria a história sobre eles, preferia não arriscar, irritando a garota.

As duas começaram a circular e Itachi chamou Neji.

- Sua prima não veio com Naruto, assim que eu der o sinal, vai falar com ela. Inventa algum assunto de família, o que for – disse ele.

- Cara, eu não quero falar com ela. – suplicou apontando para a festa.

Itachi apenas o fulminou com os olhos e Neji levantou as mãos saindo de perto e acatando a ordem.

Enquanto isso, ele voltou a acompanhar Sakura com os olhos.

Por enquanto, estava cercada pelo time.

Todas conversavam e comemoravam à medida que relembravam lances do jogo.

Enquanto Sasuke, permanecia no canto tentando se desvencilhar de uma caloura bêbada que tentava conquista-lo. Itachi quase teve pena dele.

O irmão era muito trouxa, por ficar tentando dispensar a garota de forma educada.

Por enquanto, estava tudo sob controle.

Neste primeiro momento, ele daria um espaço a Sakura para falar com outras pessoas, para que também não parecesse desesperado ou que estivesse sufocando marcando em cima.

Mas, depois... ah, depois.

Ela seria só dele.

Quando outras pessoas começaram a se aproximar para parabenizar, Itachi já ligou o alerta e pediu para Sasori para preparar o microfone.

Itachi subiu na mesinha de centro e viu Sasuke se desvencilhando das pessoas tentando alcançar Sakura.

- Pessoal! – gritou e sinalizou para Gaara cortar o som.

E a maioria se virou para ele quando a música parou. Foi por um triz.

Sasori entregou o microfone para ele.

- Estão curtindo a festa?

Todos responderam felizes gritando que sim.

- ESTÃO CURTINDO A FESTA? – gritou mais alto.

Todos gritaram muito levantando copos e se abraçando.

- Essa festa maravilhosa é para comemorar a vitória do nosso mais novo time de vôlei feminino – gritos e aplausos tomaram o lugar e Itachi esperou o silêncio se fazer novamente – Pois é, galera. Essas meninas fantásticas provaram para todos que elas podem sim honrar o nome da nossa escola – mais aplausos – E tudo começou do sonho de uma pessoa incrível que é a nossa capítã, Haruno Sakura.

Itachi apontou para ela, e todos gritaram ainda mais.

- Discurso! Discurso! – Deidara puxou o couro, e Sakura mesmo a contra-gosto se viu na obrigação de dizer algo.

Itachi esticou a mão para ajudá-la a subir e permaneceu ao lado dela com a mão em seu ombro.

- Bem pessoal, eu quero agradecer a todos que acreditaram no nosso time. Itachi tem razão em dizer que era um sonho, mas eu tenho que agradecer a essas meninas maravilhosas – apontou para o time – que acreditaram e sonharam junto comigo. Sem vocês, nada disse seria possível.

Todos aplaudiram e ovacionaram, enquanto as garotas se abraçavam emocionadas.

- Eu também quero agradecer a todos que nos apoiaram. O treinador Gai, a escola, vocês da torcida – gritos da plateia estouraram e Sakura riu divertida até que parassem – a você Itachi, por me ajudar a montar esse time e convencer o professor Gai a nos treinar. – ela olhou para Itachi sorrindo e com aquele sorriso mais lindo, ele pensou que não queria esperar mais para beijá-la. Avançou.

Mas, Sakura se virou de repente.

- E não podia deixar de agradecer a pessoa que primeiro acreditou nesse sonho. – Sakura vasculhou com os olhos as cabeças abaixo dela e apontou – Sasuke! Obrigada, de verdade, por me apoiar quando tudo parecia tão distante.

Todos olharam para Sasuke que se abraçou sobre a jaqueta sorrindo desconcertado, vermelho como um tomate.

Itachi também deveria estar vermelho, mas de raiva. Só esperava que ninguém tivesse notado seu fracasso.

Mas, era o anfitrião e a festa precisava continuar.

- Então vamos comemorar! – pegou o microfone e gritou.

Respirou fundo, pegou Sakura pela a mão e a puxou para dançar.

Ele pretendia fazer mais comemorações e cultuações –  à Sakura – ao time, mas precisava partir para o ataque.

Ele era bom em dançar.

Uma dança levava a toques, toques levavam à proximidade, proximidade permitia acesso ao pescoço e a beijos no pescoço. E por fim, a beijos.

Caralho, como ele precisava beijar essa garota.

Começaram a dançar um pouco distantes. Itachi olhou para Gaara que cuidava do som, e ele entendeu que era para trocar por alguma música não eletrônica, mais balada.

Isso permitiu a ele se aproximar dela.

Sakura se entregava à dança.

Poderia apostar que era uma das coisas favoritas dela.

Ele alcançou a sua cintura e ela colocou uma mão em seu ombro. Bom.

Mesmo que estivesse de olhos fechados concentrada só em dançar, era mais um avanço.

Odiava admitir, mas estava nervoso.

Mas, era Uchiha Itachi. E ele conseguia o que queria.

Decidiu pular a parte do pescoço e tentou avançar novamente para um beijo, mas desta vez levou a mão ao rosto de Sakura para que ela não fugisse.

- Começaram a festa sem a gente! – ouviram alguém gritar.

E todos olharam para a porta, de onde uma ruiva de óculos gritou.

- Caralho! – Itachi soltou bufando.

- Poxa, Itachi, antigamente você me ligava para eventos dos Corvos de Konoha. – outra ruiva falou, mas esta era mais morena.

Mais uma vez a chance passou.

Hinata se aproximou de Sakura tentando dispensar Neji de sua cola.

- Insuportáveis. – a morena cochichou.

- Quem são essas? – Sakura perguntou curiosa a amiga.

Hinata soltou o ar.

- São as líderes de torcida dos Dragões de Oto. A de óculos é Karin, a morena é a Karui e a outra com bandana é a Tayuya.

- É impressão minha ou todas elas são ruivas? – Sakura perguntou.

- Não é impressão – Ino respondeu se aproximando do outro lado de Hinata – elas se intitulam, as Chamas dos Dragões, e todas as líderes deles tem cabelos vermelhos.

Sakura olhou para Ino.

- Não sei se isso é legal ou se é uma baita falta de personalidade.

Ino não queria, mas riu.

- O fato é que elas são as nossas maiores rivais na disputa anual de melhores animadoras. Mas, adoram as nossas festas e o nosso time. - Hinata deu um olhar bem sugestivo para Itachi.

E essa foi a deixa para que ele cumprimentasse as garotas de Oto longe de Sakura.

Inferno.

Hinata provavelmente soube da história do ménage dele com Tayuya e Karui.

O que ele podia fazer. Ele tentou dispensar Karui que ele sempre pegava quando jogavam em Oto, mas quando ela sugeriu uma amiga para eles, ele tinha que experimentar.

O fato é que a tal Tayuya ficou tão encantada que começou a falar demais.

Ele foi falar com Karui e puxou Sasori para falar com Tayuya e talvez dar outro assunto para ela falar.

A festa continuou, mas ele percebeu que Hinata não abandonou Ino que fuzilava as ruivas com os olhos e com isso, Sakura também não saía de perto de Hinata.

Itachi saiu para pegar mais bebidas e quando voltou, as Chamas dos Dragões se aproximaram das meninas.

Merda.

- Ora, ora, ora, se não é Ino Yamanaka aqui. Quase não reconheci, tão apagada. – disse Karui.

Itachi sabia qual a verdade nessas palavras. No primeiro ano que Ino foi capitã, próximo do julgamento das líderes, foi que tudo aconteceu entre ele, ela e Sasuke.

E um dos juízes, disse que “a capitã parece um pouco apagada” e as líderes de Konoha perderam para as Chamas dos Dragões.

- Talvez você esteja ficando velha demais e perdendo a visão, fofa. – Ino respondeu sabendo que Karui era repetente.

- Caramba, é sério isso? – Sakura disse entre as garotas e todas olharam para ela. – é sério que eu estou vendo um monte de garotas se atacando pra resolver seus problemas.

- E quem é você? – perguntou Tayuya. – outra que vai perder esse ano pra gente?

Itachi queria mandar elas embora dali, mas Sakura só revirou os olhos.

- Alguém que com certeza não tá afim dessa conversa quando tem uma festa rolando. Venham. – puxou Ino e Hinata pelo braço e chamou Itachi para se afastar.

As ruivas se entreolharam sorrindo e ele sabia que isso não acabaria ali.

E quase como uma profecia, começaram a dançar.

O fato é que elas faziam questão de dançar de forma perfeitamente coreografada olhando para as meninas de Konoha em um claro desafio.

Ino estava trincando os dentes e Sakura observava Hinata saindo do sério e bufando de raiva.

- Elas estão na nossa “casa”. – disse a morena.

- A gente tem que responder. – Ino disse e Sakura olhou entre as duas e depois para Itachi pedindo ajuda.

- É o jeito de líderes resolverem sua rivalidade. – ele sabia disso. E apontou com o queixo para Hinata.

Sakura viu a amiga com olhos de quem realmente se sentia desafiada, e então deu de ombros.

- Vão lá.

Ino e Hinata cochicharam e gritaram para Gaara colocar uma música da Beyonce e começaram a dançar super bem, mesmo que só estivessem em duas.

A essa altura a roda em volta das garotas já havia se formado e as pessoas que assistiam gritavam bastante assistindo a batalha.

A dança das garotas havia sido muito boa, mas quando as Chamas pediram “Shape of you” do Ed Sheeran e começaram a rebolar e cadenciar os quadris todos gritaram muito. Era fantástico de assistir, Itachi tinha que acrescentar.

- Uau, elas acrescentaram toques de dança do ventre! – Sakura comentou ao seu lado.

- Essa vai ser difícil de superar. – ele tinha que admitir.

Sakura olhou para ele e depois para Hinata, vendo que o rosto preocupado dela de quem discutia com Ino sobre o que fariam confirmava o que ele havia dito.

Provavelmente elas desistiriam, mas então Sakura as chamou para perto o suficiente para que ele escutasse a conversa.

- Vocês têm alguma coreografia que caiba em “Cool for the Summer” da Demi Lovato?

Elas se entreolharam e Ino bateu as mãos.

- Tem aquela dos passinhos desfilados.

E Hinata concordou.

- Ok, eu tento seguir o ritmo enquanto vocês dançam. Vocês têm força para me dar apoio, não é? – elas assentiram – quando eu bater no ombro de vocês, se preparem.

Hinata concordou, mas Ino levantou uma das sobrancelhas cruzando os braços.

- Não sei não. Você nem líder é. – disse sem muita gentileza.

- Ok, é verdade. Eu só queria ajudar, mas se você tiver alguma coreografia que supere as ruivas é a hora de usar.

Itachi podia ver claramente a luta interna de Ino, provavelmente se odiando por ter que admitir que não tinha nada.

- Tudo bem, mas se for para você fazer a gente passar vergonha, eu juro que acabo com você.

- Ela não vai. Confiem na Sakura. – disse ele, olhando nos olhos dela e recebeu um sorriso com covinhas em troca e um “valeu” sussurrado.

Itachi avisou a Gaara qual a música seria, enquanto as Chamas terminavam e arrancavam mais gritos e palmas. O ruivo colocou para tocar, enquanto Itachi procurou um lugar melhor para assistir.

As garotas se posicionaram com Sakura no meio com o rosto coberto pelos cabelos rosas, enquanto Hinata e Ino em suas laterais com a mão na cintura e a perna de fora dobrada olhavam para os lados de queixo erguido.

Um dedilhar de piano começou e Sakura levantou o rosto, enquanto Ino e Hinata olharam para frente e mudaram de posições como se estivessem em uma sessão de fotos.

Quando a voz na música começou, Ino e Hinata deram passinhos a frente como se desfilassem e começaram a dançar de forma bem sensual e ritmada ondulando o corpo e jogando os quadris de um lado para o outro.

Mas, Itachi mal conseguia prestar atenção já que os olhos dele estavam em Sakura.

Por que enquanto Hinata e Ino faziam o pequeno desfile de três passos até pararem, Sakura as seguiu fazendo o mesmo pseudo-desfile, parando no meio um pouco mais atrás.

Ele desconfiava que era justamente para ver o ritmo das outras.

Tell me what you want
What you like
It's okay
I'm a little curious too

Sakura se movia lentamente no mesmo ritmo das outras, mas ao invés de dançar com o corpo todo mexia mais a cintura em um rebolado delicioso, enquanto levantava os braços e uma das mãos deslizou pelo outro braço devagar e correu os cabelos, pescoço e seios. Nesse momento, Itachi sentiu a garganta seca e uma necessidade enorme de engolir.

Tell me if it's wrong
If it's right
I don't care
I can keep a secret, can you?

 

Hinata e Ino jogavam os braços para a direita e depois para esquerda em ritmo e tempo perfeitos. Elas eram ótimas, não tinha como negar, não deixando de mexer os quadris.

Ele adorava quadris.

E o de Sakura se retraiu para frente e empinou para trás quando a letra da música perguntava se era errado ou se era certo enquanto ela mantinha um dedo no queixo como se estivesse em dúvida, e depois ela se aproximou das outras antes que o verso terminasse.

Mais especificamente de Hinata.

Got my mind on your body
And your body on my mind

 

Sakura aproveitou que Hinata estava de costas para ela e se aproximou pelas costas segurando em sua cintura com uma mão, e elas dançaram para frente e para trás ondulando a cintura enquanto Sakura passava a mão nos cabelos de Hinata como se os bagunçasse.

Itachi estava próximo e viu um rápido cochicho entre elas, que só quem estava muito concentrado na boca deliciosa de Sakura poderia ter visto.

Então Hinata se virou de frente.


Got a taste for the cherry
I just need to take a bite

Quando Sakura fez uma cara sapeca curvando bastante a coluna para trás enquanto a cantora dizia “prove a cereja”, Itachi se arrepiou inteiro. E quando Hinata se curvava junto como se estivesse sobre Sakura e fingiu morder sua barriga a gritaria foi imensa.

Mais ainda quando Sakura continuou curvando a coluna até colocar as duas mãos no chão e se virar completamente apoiada sobre as mãos como uma ginasta, já ficando de pé e se virando de frente para Ino.

Don't tell your mother
Kiss one another

Sakura levantou o cabelo de Ino expondo a orelha e olhando para a plateia fingiu contar um segredo.

Se colocou frente a frente, que do ângulo de muitas que assistiam elas poderiam estar sim se beijando. E desceu rebolando até as pernas de Ino.


Die for each other
We're cool for the summer

Sakura saiu da frente de Ino como se desfilasse de costas para plateia, enquanto Ino e Hinata voltaram com um coreografia condizente com a música já que agora o verso tinha um tom eletrônico.

E então Sakura voltou com um olhar confiante desfilando e colocou as mãos nos ombros das meninas que entenderam a deixa e se abaixaram um pouco.

Itachi estava abismado com a sincronia delas.

Sakura, ainda segurando em seus ombros, colocou o pé na coxa de cada companheira e subiu e em um impulso dado por elas saltou e girou o corpo no ar, caindo com as pernas abertas em um espacate perfeito.

E a casa foi ao chão com a gritaria.

Take me down into your paradise
Don't be scared, 'cause I'm your body type
Just something that we wanna try
'Cause you and I
We're cool for the summer

 

Sakura dançou alguns instantes ainda naquela posição, apenas jogando o corpo para frente e voltando como se desenrolasse a coluna e depois a curvava para trás.

Ela era incrível!

Ele poderia passar horas vendo ela fazer isso.

Mas, em um pulo só, apoiou as mãos no chão e jogou as pernas para trás apoiando nas pontas dos pés, e Ino e Hinata a acompanharam, mesmo que Ino estivesse em seu vestido justo, provavelmente estava empolgadíssima com a vitória, e a cara de falso desdém das Chamas. Colocaram as pernas para um lado e girando para o outro no chão, até ficarem em pé de novo.

As meninas continuaram, e agora elas davam passos firmes focando bastante em mexer o quadril. Ao que parecia era algum passo comum, já que Sakura também o conhecia e a música era mais uma mistura de dança provocativa com dança da vitória.

Itachi só fez aplaudir.

Olhou para o lado e viu Sasuke com a cara mais abobalhada impossível. Não poderia julgar o irmão, ele provavelmente estava com a mesma cara.

Quando ele pensa que Sakura não poderia ser mais incrível, ela vem e prova o contrário.

Elas se abraçaram depois da clara desistência das Chamas mesmo antes da música terminar, e várias pessoas se amontoaram para parabenizar, e claro, voltarem a dançar e beber.

Itachi se aproximou delas e desta vez não teve como evitar a aproximação do irmão.

- Parabéns, vocês detonaram! – disse ele.

- Obrigada! – disseram elas.

- Vocês foram incríveis! – Sasuke disse e Sakura olhou para ele sorrindo.

- Eu nem percebi que você não tinha coluna. - Itachi brincou tomando a atenção de volta e Sakura riu da piada.

- Minha mãe me arrastou para fazer yoga desde pequena.

Além de linda, inteligente, divertida ainda era flexível.

Ah... quarto dos prazeres, essa noite você vai ver e ouvir coisas como nunca antes.

- Valeu pela ajuda. - Ino disse a contragosto, mas realmente agradecida.

- Parabéns Ino - Karui se aproximou com as outras duas atrás.

- Você só venceu por que não conhecíamos essa daí. - Tayuya apontou com o queixo para Sakura.

- Quer dizer que vocês se preocupam com a nossa equipe, own que fofo. - Ino ironizou.

- Tudo bem. Nos veremos no próximo jogo. - Karui cortou - não é, Itachi. - olhou sugestiva para ele, e Itachi manteve a face inalterada.

- Mas, o que eu quero é ver o tão falado novo jogador - Karin se aproximou de Sasuke alisando a camisa dele - eu estava de olho em você desde que cheguei.

Ela disse baixo, mas o suficiente para que quem estivesse perto ouvisse. Sasuke ficou desconcertado e ao mesmo tempo paralisado.

Era um frouxo mesmo.

- Não sai tocando nas pessoas como se fosse uma coisa. - Sakura interveio.

- Deixa ele em paz.  - surpreendentemente Ino saiu em defesa dele ficando entre Sasuke e Karin. 

- E você é quem? Namorada dele? - Karin colocou a mão na cintura.

- Não - Ino olhou para Sasuke - mas, ele é um cara especial.

Ora, ora, ora...

Itachi pensou e observou o olhar de Ino para o irmão que desviou os olhos para os sapatos.

E ao que parecia Sakura também notou.

- É dos especiais que eu gosto. - disse ela sorrindo e passando por Ino para segurar de novo no braço de Sasuke. - vamos lá gato, só uma dança.

Sasuke tentava articular algo, mas só balbuciava "não", "então", "desculpa"...

Sakura fez menção de dizer alguma coisa para ajudar o imbecil. Mas, Itachi pegou a deixa.

- Eu se fosse você nem entraria nessa. - cochichou.

- Por que? Seu irmão não quer essa moça na cola dele. - respondeu ela indignada.

- É que pelo que soube, Ino está tentando reatar com Sasuke, só olhe como ela está toda arrumada - ele apostaria que era isso e seguiria essa linha enquanto ia afastando Sakura aos poucos deles  - e meu irmão depois da sua ajuda está, como diria, popular com as garotas.

- O que você quer dizer? - Sakura parou olhando para ele.

- Quero dizer que ele está curtindo o momento, e tentando se dar bem com todas as garotas.

- O Sasuke não é assim, Itachi. – Sakura riu.

- É sério. Soube até que ele saiu com uma garota do time de vôlei que vocês enfrentaram.

Ele pôde ver a dúvida passar pela face dela. Mas, precisava continuar atacando.

- E se ele não ficar com a Karin hoje, com certeza ficará com a Ino essa noite. - se aproximou para cochichar - se elas não brigarem, talvez até com as duas. 

Sakura olhou para ele e piscou algumas vezes.

Ele precisava aproveitar a oportunidade. Se algum dia ela soubesse do ménage dele, já não seria mais tão novidade já que o certinho do irmão supostamente era um adepto.

Itachi tentava não se incomodar com a face de atordoada que ela fazia.

E uma breve olhada para trás, para sorte dele quando Karin se pendurou no pescoço dele como quem cheirava de leve e Ino bufando o puxou pela mão saindo e pisando alto com Karin atrás rindo e mordendo os lábios.

Em poucos instantes eles sumiram no meio da multidão, que Itachi notou só agora que estava ainda mais cheia do que antes.

E alguns imbecis que ele não reconhecia sendo de Konoha jogando um frisbee na sala só fazia as pessoas se amontoarem mais, imprensando ele e Sakura que ainda não dizia nada depois da cena.

Talvez fosse a hora certa. Sakura devia estar puta com Sasuke e ele estava fora da jogada. E claramente o lugar lotado era um incômodo.

Se aproximou do ouvido dela.

- Aqui tá apertado, você quer subir comigo, respirar e conversar um pouco... você sabe. – deu de ombros lambendo os lábios.

Sakura pensou alguns instantes e então assentiu.

- Claro. Por que não? 

Bingo!

Pegou em sua mão e a puxou até as escadas. Quando começou a subir ainda de mãos dadas, Gaara o viu e fez uma pergunta silenciosa e Itachi só respondeu com um piscar de olhos vitorioso.

Ele finalmente teria Sakura.

Ele era o vencedor.

 

 

 

 

 

 

 

SASUKE

 

Essa festa estava sendo difícil demais.

Ele só concordou em participar por que era uma homenagem à Sakura e as meninas do time de vôlei.

Mas, desde que chegou , mal conseguiu falar com Sakura.

Hinata provavelmente tinha ido embora. E ele estava entre um monte de gente que não conhecia e não se identificava, e agora essa garota ruiva que invadia demais seu espaço pessoal. 

Ele tentava dizer a ela que não queria dançar, tentando não ser rude, mas ela simplesmente ignorava o que ele pedia.

E ainda tinha Ino.

Ele realmente não esperava por essa. Não que houvesse interesse em voltar com ela, mas era estranho ver a garota que pisoteou seu coração, o defendendo e ousaria dizer , parecia estar lutando por ele.

Mas o ruim disso tudo é que mal viu quando Sakura se afastou dele. E o pior, com Itachi.

Seu coração disparou quando notou isso e ele precisava dar um fim a essa discussão entre as garotas e ir atrás dela.

- Garotas! - tentou falar mais alto buscando coragem da necessidade de procurar Sakura - obrigada pelo convite, mas eu não quero dançar com vocês.

- Poxa, gatinho, mas nós...

- Karin. Por favor. - respirava fundo tentando se manter firme - eu agradeço, mas eu preciso ir.

- Sasuke... – Ino chamou.

Ele só balançou a cabeça. Em um claro aviso que não queria aquilo de novo, e viu Ino sair furiosa.

Sasuke se virou e saiu antes que alguma delas argumentasse ou tentasse agarra-lo pela camisa mais uma vez.

Procurava cabelos rosas entre o mar de gente que se juntou dentro daquela casa, mas com as luzes e fumaça estava sendo impossível. 

Ele também não via Itachi e isso só o aborrecia mais.

Correu para fora da casa, desviando de garotas que tentavam alcança-lo. Voltou passando pela lateral indo ao deck da piscina, mas só mais rostos que ele nunca viu.

Voltou para dentro da casa onde estava a maior concentração de pessoas. Ela tinha que estar lá.

Olhou de um lado a outro e tentava subir em algo, mas tudo estava ocupado com gente deitada, bêbada, se pegando...

Até ver onde Gaara estava, era o único lugar mais alto.

Se espremeu até lá e tentou subir, mas algumas garotas tentaram subir com ele.

- Gaara! - gritou.

O jovem ruivo tirou o fone e olhou para ele.

- Você viu a Sakura? - perguntou gritando.

- Cara, a essa altura ela está bem ocupada.- disse ele com um sorriso sacana –  Ela subiu com o Itachi. Pro quarto dos prazeres. - Gaara riu e falou mais alguma coisa.

Mas a esta altura, Sasuke não escutava mais nada. Não por que o som estava alto, mas por que em sua mente só havia um zunido enquanto seu coração disparava.

Ele não podia acreditar.

Saiu de supetão e subiu as escadas.

Ele não conseguia acreditar...

Cada degrau ou cada pessoa que ele desviava, mais seu coração disparava e um bolo já formava em sua garganta.

A Sakura não ... por favor, de novo não ...

Sasuke se aproximou do quarto de Itachi e percebeu que sua mão tremia e suava quando tentou alcançar a maçaneta.

Mas antes que a tocasse, ouviu um barulho vindo de lá de dentro. 

E um soco no estômago doeria menos.

Era um gemido feminino.

E sons que ele ouvia sempre vindo dali, os sons de pessoas fazendo sexo.

Mais especificamente seu irmão.

E Sakura.

Sasuke talvez chorasse, talvez tivesse um acesso de raiva, talvez vomitasse.

Mas, por enquanto ele só saiu dali.

Derrotado, mais uma vez.

Mais uma vez ele era só o irmão do Itachi.

Por que mais uma vez, Itachi tinha vencido.

 

 

 

 

 


Notas Finais


( A autora não se encontra mais aqui)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...