História Irmãos Híbridos - Capítulo 3


Escrita por: ~ e ~Tails_gomes

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Hibridos
Exibições 37
Palavras 715
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Terror e Horror, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 3 - Confissões


Pov. Tails

A 1000 anos atrás, eu fui encontrado em um vila ;--; eles me criaram, como se fossem meus verdadeiros responsáveis, quando fiz 15 anos estava no lago, quando coloquei minha cabeça em baixo da água e tirei, meus colegas ficaram super irados, minha amiga Yasmim me dá um espelho, quando olho vejo um par de orelhas de raposa branca *--*, naquela época meus cabelos eram pretos ;--;.

Depois de um tempo, quando tinha 18 anos *0* uma cauda fofa e macia *--* apareceu em mim, eu fiquei vários dias sem ir a escola, tentando controlar a transformação. 

Na aula de lendas, eu descobri alo sobre as raposas de nove caudas, elas não morrem, tem poderes extraordinários e muito mais...100 anos se passaram muito rápido para mim, eu avia perdido meus amigos, responsáveis ;--; e eu tinha 9 caudas, acabei entendendo porque eu não morria.

Depois de um tempo sozinho no mundo eu consegui controlar várias habilidades. Eu avancei no tempo, e escolhi uma mae a qual iria me ajudar a nascer *-* (e possivel ^-^)para começar minha jornada de novo mais não perdi as 9 caudas e minha mente era a mesma de quando adolescente...

Um homem muito, um homem e uma mulher cujo eram águia e raposa do deserto me fizeram nascer depois de um outro bebé, digamos que eu tinha um irmão *--*, pouco tempo depois meus pais brigaram, meu pai foi embora com minha irmã cujo não iria mais conhecer... e minha mãe morreu de depressão.

Pouco tempo depois mais uma vez cuidaram de mim, eu fiquei triste e ficava fazendo coisas erradas

 ;-; e me colocaram no internato.

Pov.Analim

Acordo e vejo que Tails estava se debatendo, chorando e gritando ;--; ele falava que iria acabar sempre sozinho não importa o que fizesse ;--;. Eu fui e tentei acorda lo, acabei não conseguindo de repente sinto um corte em meu braço que nele tocava, foi muito rápido para mim ver quem foi, eu sento no chão e fico tentando aguentar a dor. Ele acorda fica assustado olha para suas mãos, vai até o banheiro pega um pano e enrola em meus braços eu e e ele ficamos corados *-* meu coração acelerou ele me dá um sorriso eu me tranco no banheiro troco de roupa e vou para a aula.

Chegando lá a Preili estava na porta, ela me pergunta porque estava com um pano em meu braço ;-; não consegui mentir e confessei.

Pov.Preili

Eu encontro Ana, ela estava seriamente machucado, fomos a enfermaria, eu e encosto na parede e começo a tentar resolver o quebra cabeças, e comecei com um enigma ;--;.

----Enigma on------

Quando dois irmãos completamente diferentes se encontrarem ;--; um novo poder será revelado, pois é só ele que salvará a humanidade.

------Enigma off------

Eu corro até o quarto de Ana a procura de pistas, quando chego na porta vejo um ser com Cabelos brancos como a Neve a luz do sol *0* orelhas e 4 caudas da mesma cor. Ele estava sentado na janela e era muito alto, as cortinas voavam atrás dele *-* que do fui tirar uma foto, ele antes sente minha presença as cortinas ficam maiores e o cobrem depois um vento forte vem dentro do quarto e ele não estava lá, olho pela janela e não vejo nada também ;--;

Eu nem precisava de pistas pois já avia *-* encontrado o nosso suspeito. Eu fico ocupada o dia todo ajudando Ana a encontrar o amigo dela o Tails. Mais não encontramos nada, quando anunciaram que era hora de entrar e ir dormir porque ia ter passeio amanhã *--* entramos.


Ana:Valeu Preili, amanhã a gente continua se ele não aparecer ;u;.

Preili:Ok.

Eu e ela entramos eu deito na cama e durmo rápido e tenho sonhos com meu pai *-*.

Pov.Analim

Quando abro a porta me surpreendo pois Tails estava bem ali sentado pensando eu fico feliz e corada, não consigo me segurar e abro meus braços e o abraço, o aperto com toda força, ele coloca sua mão em minha cabeça e começa a acariciar meus cabelos *-* eu aperto mais ainda.

Tails:Sentiu minha falta?

Ana:Talvez...Aonde você foi?

Tails:Eu fui dar uma volta pela cidade *-*.

Eu do um sorriso o abraço de novo troco de roupa no banheiro e vou para a cama, ele faz o mesmo. Damos boa noite um para o outro e dormimos *-* no meu caso durmo corada.


Notas Finais


Espero que gostem, e me desculpem a demora.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...