História Irmãs por acaso - Capítulo 7


Escrita por: ~ e ~MCsouza69

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Gemêas, Irmãs, Revelaçoes, Romance
Visualizações 16
Palavras 1.876
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oiiiii!
Desculpa pela demora.
-5Gabi

Capítulo 7 - Festa parte 2



OV Júlia 
A gente já tinha chegado na festa... Tinha muita gente, tinha gente se pegando, bêbada, drogada de todo tipo...
Eu, minhas amigas e os meninos estavamos em uma área "VIP" da festa conversando...Já minha irmã,bom eu não sei...Deve tá se pegando com o namoradinho dela...
-Júlia vamos dançar?-Miguel me chamou 
-Claro...- Falei dando um gole na minha tequila e levantando, Miguel se levantou também e fomos dançar...
Miguel estava me puxando, a gente já estava na pista de dança, mas parece que ele quer um lugar específico...
-Para onde você tá me levando?- perguntei 
-Vamos dançar na frente da sua irmã oras.-Ele disse e eu revirei os olhos... 
Depois de andar mais um pouco achamos ela... Então Miguel me puxou e começamos a dança seguindo o ritmo da música.
Depois de dançamos muito e meus pés já estarem doendo a gente parou...Acho que minha irmã nem percebeu a gente... Miguel foi lá perturbar ela e eu fui pegar bebida...
-Me dá uma dose de vodka- Pedi ao barman, ele apenas assentiu e foi pega a bebida... Depois de alguns segundos ele me deu 
-Origada - Falei e virei tudo de uma vez...
-Me dê outra, ou melhor...me dê a garrafa toda - eu falei e ele arregalou os olhos 
-Não acha que está exagerando?- ele falou e eu fiz uma cara feia 
-Me dá logo- falei e ele foi pegar... 
Logo ele chegou com uma garrafa de vodka e um copo... Eu botei o copo para o lado e peguei a garrafa se levantando...
-Obrigada- Falei piscando...
Eu estava na pista de dança... Abri a garrafa de vodka e comecei a beber... Depois começou a tocar música eletrônica e eu fui dançar ainda bebendo...
Senti mãos arrudinhado minha cintura, quando olhei para trás era um homem muito lindo...
-Oi gato.-Falei 
-Oi linda, vamos dançar?-Ele disse 
-Cala a boca, só me beija- Falei e comecei a beijar ele... 
Eu estava beijando ele e me esfregando de um modo sensual... Já estava sentindo sua ereção na minha coxa...A gente parou o beijo e começamos a dançar... Até uma mão me puxar... Como eu estava muito bêbada não conseguia enxergar muito bem...
A pessoa que me puxou me levou para fora da festa...
-O que você estava fazendo com aquele cara?-A pessoa perguntou, eu esfreguei meus olhos e pudi ver Zac na minha frente.
-Oi Zac-Falei
-Você não me respondeu- Ele disse
-Eu estava dançando...- eu falei
-NÃO, VOCÊ ESTAVA SE ESFREGANDO NELE- Zac gritou pegando nos meus braços com força
-Para você tá me machucando - falei com a cabeça baixa
-Você é minha, entendeu?- ele disse, na hora que eu ia falar ele me puxou e começou a me agarrar a força... Ele estava beijando meu pescoço e botando as mãos nos meus seios...
-Para...Para - Eu falei 
-SOCORRO-Dessa vez eu gritei.
Ele me jogou entre uns asbustos e quando ia começar a tirar minha blusa alguém puxou ele...A pessoa que puxou ele começou a dar vários socos na cara dele...
-Não encoste mais nela está me entendendo?-A pessoa falou, Zac se soltou do braço da pessoa e saiu bufando... Quando levantei meu rosto pudi ver quem era a pessoa...Era o Max...
-Err... obrigada-Eu falei 
-Não precisa pedir obrigado.-Ele falou se agachando na minha frente e botando uma mecha do meu cabelo atrás da minha orelha...
-Sério, obrigado mesmo...Se você não tivesse chegando não sei o que ele ia fazer...- Falei abaixando minha cabeça e começando a chorar 
-Eii, olha pra mim, eu sempre vou proteger você- ele disse e me abraçou em um abraço bem apertado que eu nunca mais queria sair...Quando ele me soltou ficou me encarando e começou a alisar minha bochecha... Eu fechei os olhos com o carinho, quando abro estávamos muito próximos... Ele vai se aproximando mais..Até selar nossos lábios, ele pediu passagem com a língua e eu cedi e demos início a um beijo calmo... Até eu perceber o que eu estava fazendo e o empurrei...
-O que foi? Não gostou?- ele perguntou 
-Não, eu gostei..Mas isso é errado... Desculpa.-Falei e saí correndo...
         Pov Giulia
Ele foi embora...Eu e a Lari ficamos conversando até que decido procurar o Max...Encontrei ele chorando perto de uns arbustos...
-Max, o que foi que aconteceu? -Pergunto preocupada.
-A-a Júlia. -Ele fala.
-Que merda minha irmã fez?-Pergunto irritada. 
-Nada, será que eu posso falar depois?-Ele pergunta, foi aí que me dei conta que eu estava falando muito alto. 
-Ok, mas nada de esconder isso de mim.-Falo.
-Ok.-Ele ia se levantando, mas foi surpreendido por um abraço. 
-Posso nunca ter dito isso, nunca tive amigos, e sei que estou sendo estranha, mas só posso te falar que em menos de um mês você já faz parte do meu coração, Max, você foi meu primeiro amigo, você é muito especial, e não importa o que minha irmã fez ou falou, se alguém mexer com você tem que se ver comigo.-Falei me soltando dele, que logo pôs um sorriso. 
-Estou estranhando essas palavras bonitas.-Ele fala rindo.
-Cala boca, estou dando o meu melhor.-Falo.
-Bora voltar para lá? -Ele pergunta.
-Isso é o que eu quero ver, bora.-Falo e ele me puxa para o local que a gente estava.
Vimos a Lari que logo veio falar com a gente...
-O que aconteceu para o Max tá com cara de choro?-Ela pergunta preocupada também. 
-Nada não.-Eu falo.
-Bora esquecer isso e vamos dançar? -Lari pergunta.
-Não, já tô com as pernas doendo.-Reclamei.
-É verdade, qual é a hora?-Lari pergunta.
-01:30.-Max fala.
-Já? Eu tenho que ir para casa.-Eu falo desesperada. 
-Calma, amanhã é sábado. -Max fala.
-Falando em sábado, queria saber se vocês querem vir tomar banho de piscina amanhã? -Lari pergunta.
-Pode ser.-Eu e Max falamos na mesma hora.
-Ei, vocês não tem que fazer ciúmes para a Júlia? Que tal dançarem ali.-Ela fala baixo, apontando discretamente para um lugar onde a Júlia dava para ver a gente dançando.
-Não sabemos dançar. -Eu falo.
-Você sabe, o Max que não.-Ela fala rindo do Max.
-Aff.-Max fala revirando os olhos.
-Vocês podiam então conversar aqui sobre coisas que os dois gostam, enquanto eu vou ali.
-Fazer?
-Bom, fiquem aí. -Ela fala e sai.
-A louca.-Max fala o que me faz rir.
-Esse negócio da gente conversar e não brigar não vai dar certo.-Ele fala.
-Por que?
-Você já se viu conversando sem brigar? -Ele fala.
-É verdade.-Eu falo rindo.
-Podemos então ir conversar lá fora, tenho certeza que ela vai ficar curiosa e vai ir ver o que tá acontecendo lá. -Eu falo.
-Verdade, mas não vai só ela.-Ele fala.
-Por que?
-Tenho certeza que o Miguel vai seguir e vai ficar com mais raiva minha, pois estou conversando com a mina que ele gosta. -Ele fala rindo.
-E o que o Miguel tem haver com isso?
-Ele gosta de você.-Ele fala.
-Sério? Eca.-Eu falo fazendo cara de nojo o que faz o Max rir.
-Por isso que te amo, irmã. -Ele fala me abraçando, o que faz Miguel e Júlia nos olharem torto. 
-Agora vou ter que ir embora.-Ele fala se levantando. 
-Adeus!-Eu falo mandando beijo para ele.
-Tchau!-Ele fala e vai embora.
Fico sozinha...Até que vem a minha irmã e o traste do namorado dela.
-Bora?-Ela fala.
-Bora!-Me levanto e nem olho nos olhos deles.
Todos chegaram e fomos todos embora...Chegando em casa, nosso pai e mãe estavam acordados...
-Iae, como foi a festa? -Mamãe pergunta com cara de sono.
-Nada mau.-Falo subindo a escada...
Vou direto para o meu quarto...Tomo um banho...E fico pensando...Por que o Max estava chorando? O que será que a Júlia fez com ele? Estou começando a gostar dela, espero que ela não faça eu parar...O chato é que quando o Max e ela ficarem juntos eu vou ficar de vela, junto com a Lari que provavelmente vai estar pegando alguém...Sou interrompida por meu celular tocando...
          ~Ligação ONN~
-Alô? 
-Gi?-Logo reconheço pelo apelido.
-Henrique.-Era meu primo.
-O que foi?-Pergunto preocupada.
-Nada não, a vovó quer falar com você. 
-Ok, pode passar.
-Giu?
-Vó, como a senhora tá? 
-Tô bem minha querida.
-Então o que foi?
-É que...Eu preciso da sua ajuda.
-Para?
-Para fazer seu tio e seu pai conversarem.
-Pode ser.
-Diga para o seu pai que eu vou para aí junto com o Henrique, não tem como ele não aceitar, a gente chega amanhã de manhã. 
-Vou dizer...
-Ok, tchau, te amo minha neta.
-Também te amo vovó. 
        ~Ligação ONN~
Ah não! O Henrique vai vim...Não posso deixar ele ver a Larissa...Ele é muito galinha e ela mais ainda...Eles não podem se ver...Vou fazer de tudo para ele não ter que ir amanhã para a casa da Lari...Menos um casal para eu ficar de vela...Sinto meus olhos se fecharem....
POV Júlia
Eu saí correndo para dentro da festa... Minha cabeça estava a mil, como eu pude beijar o namorado da minha irmã? Apesar que foi ele que me beijou, mas eu cedi então os dois tem culpa, mas a única coisa que eu quero saber é o porquê dele me beijar? Max não faz o tipo de cara que trai a namorada... Sinceramente estou muito confusa... Mas a única coisa que eu sei, é que isso não pode acontecer novamente... 
Eu estava andando super rápido pra pegar uma bebida, até sentir mãos tocando meu ombro...
-O que aconteceu ?- Miguel perguntou
-Só me segue.-Falei e comecei a puxar ele... Cheguei perto do Barman e fiz meu pedido
—uma dose de uísque - falei
Não demorou nem 19 segundos e ele trouxe meu pedido, eu virei tudo de uma vez... 
— iae , pode me contar oque aconteceu?- Miguel perguntou calmo 
— eu sou uma vadia... - falei sentindo meus olhos marejados
— que isso Júlia, você não é uma vadia não - ele Falou
— sou sim, o namorado da minha irmã me beijou e eu cedi...que pessoa beija o namorado da irmã ?- eu falei já chorando
— mais foi ele que te beijou- ele disse
— mais eu cedi - eu falei
— vem cá vem - ele falou abrindo os braços, eu me inclinei e o abracei, fiquei um tempo chorando em seu ombro e depois me levantei
—melhor ?- ele perguntou
— sim , eu te amo meu Bff preferido- falei sorrindo
— também te amo Bff- ele disse rindo... 
Então a gente ficou em silêncio e eu procurei minha irmã com os olhos...eu a achei abraçando Max. Idiota...ele traí minha irmã e ainda se finge de santo...
— vou chamar a Giulia pra ir para casa , você me leva ?- perguntei para Miguel ele assentiu , então fomos até ela...
— bora ?- perguntei
— bora - chamamos os meninos e as meninas e fomos embora... O caminho foi todo em silêncio. Chegando em casa encontramos mamãe e papai na sala...
— iae, como foi a festa?- mamãe pergunta
— nada mau - minha irmã respondeu e subiu para seu quarto... 
— foi ótima mãe- falei pra ela que estava me encarando... 
— boa noite- falei e subi para meu quarto...
Eu tomei um banho e depois tirei a maquiagem, vestir meu pijama e deitei...
O único pensamento que vinha na minha cabeça era a imagem de Max me beijando... Eu não sei o que está acontecendo comigo... Ou pelo o menos quero que não seja oque eu Estou pensando...
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...