História Ironia do Destino - Capítulo 4


Escrita por: ~ e ~JSousa1

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha
Tags Hinata, Naruto, Romance
Visualizações 24
Palavras 632
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Estupro, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Sacrifício justo


Hinata pov on

Nem conseguia acreditar que estava na sala da diretora. Em 16 anos, nunca tive problemas na escola. E agora, logo no primeiro dia de aulas, ali estava eu. Só esperava que ela entendesse a situação e que nem eu nem o Sasuke fôssemos castigados. Ele foi muito querido em, mais uma vez, ter-me protegido. Queria conhecê-lo melhor mas ele ia pensar que me estava a apaixonar por ele só por me ter salvado. Saí destes pensamentos quando ouvi a diretora dizer:

- Francamente! No primeiro dia de escola, ainda por cima logo na primeira aula e já foram enviados para aqui – Suspira – Sasori, o que tens a dizer em tua defesa?

-A Hinata é que se armou em parva e me bateu só por uma palmadinha! E esse descontrolado do Sasuke, que se meteu no assunto sem ter nada haver com ele.

-Ah, então tu achas que a Hinata não teve razão para fazer o que fez depois de lhe teres tocado sem a sua autorização? – Perguntou a diretora admirada.

-As mulheres servem para comer e calar. Só têm de fazer e obedecer ao que os homens dizem e fazem e acabou!

-Achas mesmo que as mulheres só servem para estar em casa a fazer as tarefas domésticas e obedecer às ordens do homem?

-Exatamente.

-Então talvez precises de aprender sobre a igualdade de género e das qualidades do sexo feminino! Irás começar a aprender fazendo as tarefas que, como tu dizes ”só deviam ser mulheres a fazer” na escola, como a limpeza e trabalhando na cantina.

-Isso não é justo!

-Se é justo ou não, não te cabe a ti opinar! Este é o teu castigo. Agora retira-te. Mas antes, pede desculpa à Hinata. 

-Desculpa, para a próxima sou mais meiguinho – Disse, rindo.

-Sasori! – Chamou a diretora, levantando a voz e batendo com força na secretária.

-Pronto, pronto. Hinata, peço desculpa pelo que fiz - Disse Sasori, amedrontado pelo estrondo.

-Obrigada.

-Agora retira-te para puder falar com os teus colegas.

O Sasori irritava-me! Não tinha qualquer tipo de respeito pelas mulheres. Era um machista ordinário!

-Sasuke, por muito que eu entenda que quisesses proteger a tua colega, foste demasiado agressivo e não posso deixar passar isso em claro – Continuou a diretora Tsunade depois de Sasori sair.

-Eu compreendo.

O Sasuke estava muito calmo, sentia-me mal por o ter metido em toda aquela situação.

-Sendo assim o teu castigo será limpar a vossa sala durante uma semana.

-Entendido.

-Hinata, não te vou castigar. Apenas agiste em auto-defesa. Se algo do género voltar a acontecer, peço-te que venhas falar comigo.

-Agradeço Tsunade-sensei, mas penso que também eu devo ser castigada. Fui agressiva com o meu colega. Além disso, na minha opinião o Sasuke não devia ser castigado ou não ter um castigo tão pesado. Ele apenas me defendeu.

-Muito bem. Eu não posso retirar o castigo do Sasuke mas posso aliviá-lo se tu não te importares de ajudá-lo. O que achas?

-Concordo plenamente. Obrigada Tsunade-sensei.

-Sasuke, concordas?

-Sim. Obrigado Tsunade-sensei.

-Muito bem. Podem voltar para a vossa aula. Tenham um bom dia.

-Obrigada e igualmente. – Dissemos ao mesmo tempo, saíndo da sala.

-Porque me ajudaste? – Perguntou ele assim que saímos.

-Simplesmente para ser justa. Tu ajudaste-me, eu ajudei-te, apenas e só.

-Tens noção de que vais ter de limpar a sala comigo todos os dias durante uma semana?

- Tenho e não há problema. Se cada um fizer o seu trabalho é fácil e rápido.

- Se tu o dizes... Obrigado.

- De nada. Vá, vamos para a aula. Já perdemos demasiado tempo.

Estava séria com ele para que ele não pensasse que me ia apaixonar ou que estaria na mão dele.

-Vamos.

Fomos para a sala. O dia decorreu com normalidade até ao fim das aulas…

Hinata pov off



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...