História Irresistível... - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Ámbar Benson, Delfina, Gaston, Luna Valente, Matteo, Miguel, Monica, Nico, Nina, Rey, Sharon, Simón, Tamara, Yam
Tags Gastina, Lutteo, Ruggarol
Exibições 206
Palavras 1.654
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Tentei postar mais cedo mais minha internet bugou
Mas aqui está mais um pra vcs!

Capítulo 10 - Capítulo 10


—Tudo bem Luna? -Perguntou Nina para a amiga, ao notar o semblante caído da mesma. Ela havia saído mais cedo de casa aquele dia pois queria conversar com ela antes de ir para a aula, já que cursavam faculdades diferentes porém no mesmo prédio. Assim que saiu da casa de Simón ligou para a amiga e elas marcaram em uma lanchonete perto do campus. E Nina não pôde deixar de notar o olhar perdido da morena. Até quem não a conhecia ou era amigo dela perceberia.

—Tive outro pesadelo com meus pais noite passada... -Disse Luna para a amiga, que compreendeu na hora o estado dela. Conversaram um pouco sobre o assunto, mas Nina, astuta como era, logo reparou que tinha algo a mais que Luna não havia contado.

 

—Tem certeza que é só isso? -Ela perguntou, e viu surgir na face de Luna um tom avermelhado que se espalhou bem facilmente. -Não vai me dizer que você e o Simón...

—Não! -Disse Luna a cortando. -Mas tem haver com o que você pensou. -Nina olhou para ela confusa, sem entender o que ela quis dizer.

—Como tem haver com você ter transado com o Simón sem você ter transado com o Simón? -Ela perguntou, querendo uma explicação contundente.

—Sabe aquele professor que eu te falei? -Perguntou Luna, já vermelha outra vez, e ao ver a amiga assentir, relatou o ocorrido no dia anterior e o de pouco antes de sair de casa. Viu a boca de Nina se abrir perfeitamente. Acabou rindo da reação da amiga, mas parou logo que viu que ela não achava graça.

—Isso é bem sério, Luna. O Simón realmente gosta de você... -Luna pode sentir o tom de crítica na voz de Nina e se moveu desconfortálmente, sentindo-se envergonhada.

—Eu sei que foi errado, mas não foi nada planejado! Eu não consigo me controlar com ele. É como se ele fosse um imã e eu fosse feita de puro metal! -Disse Luna, pondo em palavras como se sentia em relação a Matteo. -Eu nunca me senti assim, Nina! Lembra do Nico? Quando falei da nossa primeira vez, que foi por desejo e que jamais sentiria por outro o fogo que ele despertava em mim? -Luna viu a amiga assentir e continuou. -Com o Matteo, esse fogo explode em chamas que me queimam por dentro, e só se acalmam quando ele está com suas mãos em mim, me dando um tipo de prazer que eu nunca imaginei sentir... -Luna percebeu que havia falado demais quando alguém pigarreou atrás de si. Sentiu o medo se espalhar por seu corpo ao pensar que era Simón e que ele poderia ter ouvido todo o conteúdo da conversa. Mas era Gastón, namorado de Nina.

—E aí, Luna? -Ele a cumprimentou, sorrindo, levantando a mão. Luna bateu na dele, e sorriu. Esse sempre era o máximo de conversa entre eles. -Oi amor... -Ele disse puxando a namorada para um beijo apaixonado.

—O que você ta fazendo aqui? -Perguntou Nina após se afastarem.

—Vão dar uma festa hoje a noite. Sei que você não gosta de quebrar regras e tal, mas alguém vai dar um sumiço no que delataria que a festa vai ser por todo o campus, incluindo salas de aula, auditório, tudo isso hoje vai ser nosso... E aí, bora vim? -Luna na hora sentiu vontade de ir a essa festa. Era o que precisava pra esquecer seus dilemas pessoais. Pelo menos, por uma noite, mas uma festa dessas...

—Em plena segunda-feira? -Perguntou Nina, completando o pensamento de Luna.

—Não fui eu que te contou, mas o pessoal da limpeza ta envolvido, então não vão restar vestígios do que acontecer hoje... -Disse Gastón empolgado, ele realmente queria que a namorada fosse, e quando ela viu isso no olhar dele, acabou cedendo.

—Ok, eu vou... -Quando ele ia comemorar, ela completou. -Mas só se a Luna for! -E sorriu para amiga, sabendo que ela precisava se divertir. 

—Tô dentro! -Ela falou sorrindo. Viu a hora e percebeu que havia ficado muito tempo ali, e que chegaria mais uma vez atrasada na Aula. -Merda! -Ela disse, pegando sua bolsa e correndo em direção a sala do professor que a perseguia, não só na faculdade... 

Acabou encontrando a porta fechada. Bufou um pouco irritada e bateu a porta, meio tímida. Âmbar, uma aluna que geralmente sentava no fundo e sempre exagerava na sensualidade, chegou e passou a frente de Luna quando abriram a porta. Viu Matteo dar espaço para ela passar e notou um sorriso cúmplice entre os dois. Algo dentro dela se irritou, mas ela guardou esse sentimento e entrou na sala, porém, notou  que o espaço havia diminuído ao sentir que quando passou, seu corpo roçou levemente no dele. Mordeu os lábios para controlar o gemido que viria. Essa sensação de estar tão perto dele lhe causava uma excitação avassaladora. Precisava por um fim nisso. Terminou seu caminho até o lugar que sentava normalmente, e viu o professor da seguimento a aula. Se surpreendeu, porém, ao ver Âmbar se sentar ao seu lado de repente, já que a loira nunca o havia feito.

—Oi, Luninha, tudo bem? -Ela perguntou. Algo no tom de voz dela alertou seu sexto sentido.

—Ah...Sim,claro. -Ela respondeu de modo vago. 

—Sei que não somos amigas mas vou te contar um segredinho: O professor é meu. Vi seu olhar para ele. Não se anime. Quem tem uma mulher como eu não corre atrás de meninas como você! -Ela disse, num folego só, e então, sorriu, e voltou para seu lugar anterior. Luna olhou para frente, estarrecida pela fala da garota, mas logo nota o porque dela ter lhe falado isso.

Matteo, que já estava sentado em sua mesa de professor, olhava exatamente em sua direção e parecia nem piscar, enquanto um meio sorriso brincava em seus lábios. "Puta Merda!" Foi o único pensamento de Luna. Sem dúvida esse homem a levaria a loucura, se apenas com esse olhar já conseguia despertar sua leoa interior. Sem perceber, acabou sorrindo de volta, mas o pior não foi isso, e sim, o fato de todos seus colegas terem notado essa nada singela troca de sorrisos. Ela acabou abaixando a cabeça, evitando assim, o olhar do professor.

##-##-##-##-##-##-##-##-##

—Tem certeza que essa é a roupa certa, Nina? -Perguntou mais uma vez Luna para a amiga, enquanto se olhava no espelho, admirando a forma como o vestido escolhido se moldava em seu corpo.

—Absoluta! -Respondeu Nina, vendo o modo como esse vestido realçava o corpo da amiga.

Depois da aula, Luna saiu apressadamente da sala, sendo uma das primeiras a sair. Ligou para Simón e avisou que passaria o dia com Nina. Ele disse que também estaria ocupado então seria bom para ela sair um pouco da rotina. obviamente ele não sabia que ela iria para essa festa, e se dependesse de Luna, nem saberia. Foi ele que disse que ela devia quebrar a rotina. Então faria isso em grande estilo.

—Então vai ser esse! -Respondeu Luna à Nina, sorrindo ao ver como o vestido dourado revelava seus atributos de modo sexy porém não vulgar. As lantejoulas na área do busto chamavam atenção para a parte superior, enquanto o restante do vestido era feito em um tipo de tecido fino, indo até a metade da coxa, um pouco soltinho. Nina estava usando um vestido azul na altura do joelho,um pouco rodado, com pedrinhas nas laterais.

—Vamos? -Disse Nina, estendendo o braço para Luna, sorrindo. Luna enlaçou o braço no de Nina e foram juntas, rumo a festa.

##--##-##-##-##-##-##-##-##

—Só pode ser brincadeira! -Disse Matteo, seguindo o olhar de seu amigo Gastón para as garotas que ele havia dito, sendo uma delas sua namorada. Ele havia acabado de dizer que ela havia chegado e junto dela. Sabia que conhecia a garota morena que estava junto com Luna em seu primeiro dia como professor na faculdade, só não lembrava que ela era namorada de seu melhor amigo! Então Luna era Melhor amiga da namorada do seu melhor amigo além de ser namorada do seu meio irmão que era primo do seu melhor amigo? Agora sim a história estava ficando confusa. Terminou se beber seu Whisky de uma vez só, para aliviar a confusão em sua mente.

—Oi amor! -Disse Nina abraçando o namorado, deixando os outros dois meio desconfortáveis. Matteo acabou por avaliar o corpo de Luna naquele vestido.

Era incrível como ela conseguia ficar gostosa de qualquer jeito. Seu olhar quase não conseguiu sair dos seios da morena, mas quando saiu, encontrou o olhar da mesma o avaliando também, enquanto mordia os lábios. Instantaneamente os desejou em um lugar muito diferente. Já estava começando a endurecer, ali, no meio da festa.

—Vamos dançar, Luna? -Perguntou ele, de repente. Luna se surpreendeu, mas foi. A música que tocava era bem sensual, mas depois de dois copos de Vodca, Luna deixou seu corpo tomar as rédeas, e lá estavam eles, envolvidos numa dança que muitos chamariam de erótica. Luna não sabia que ele estaria ali, assim como ele desconfiava que ela não iria a essa festa, mas tinha uma razão para estarem ambos ali...

A música continuava enquanto Luna movia os quadris de costas para Matteo, que segurava sua cintura controlando seu rebolado. Ele amava estar no controle, não importava a situação. 

A excitação entre os dois era crescente e quase uma presença física entre os dois, e em algum momento, entre o fim da música e o ínicio de outra, suas mãos se uniram em direção a outro lugar. No caminho, mais dois copos de Vodca foram para a gargante de Luna, enquanto Matteo se deliciava com seu Whisky.

Encontraram o lugar que procuravam, e ao entrar, olharam-se. O desejo nítido no olhar de cada um. A festa podia estar rolando lá fora. Várias pessoas dançando, bebendo e se divertindo. Mas a verdadeira diversão para os dois seria bem ali, onde seus desejos gritavam para ser aplanados.


Notas Finais


Beijinhos sabor Lutteo pra vcs ~^^~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...