História Irresistivelmente Nosso (Imagine Kim Taehyung) - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtam Boys, Bts, Hot, Imagine, Jeon Jeongguk, Jeon Jungkook, Jhope, Jimin, Jin, Jung Hoseok, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Kim Taehyung, Kpop, Min Yoongi, Park Jimin, Rap Monster, Sexo, Suga
Visualizações 516
Palavras 1.096
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Fluffy, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem!!! Boa leitura!!!

Capítulo 20 - 20


Fanfic / Fanfiction Irresistivelmente Nosso (Imagine Kim Taehyung) - Capítulo 20 - 20

~(Tae)

 

    Por que?! Percebi que (S/N) entendeu o que estava escrito nas placas e olhou para baixo.

 

    -(S/N) você está bem? – pergunto preocupado e ela afirma com a cabeça. – Olha me desculpe por isso! Vamos sair daqui! – falo ligando o carro. Ela me impede com lágrima nos olhos ainda de cabeça baixa.

 

    - Você falou... – a lágrima cai – que enfrentaríamos juntos. Vamos enfrentar juntos! Não importa se me odeiam! – ela fala segurando minha mão. – Tae, - ela olha para mim – eu te amo! – enxugo as lágrimas que ainda saem de seus olhos e beijo seus lábios tranquilamente.

 

     - Eu também te amo meu anjo do mau! – ela ri e eu beijo-a outra vez.

 

     Saímos do carro. Assim que nos viram, uma multidão ficou em volta de nós. Staffs tentavam ajudar para que entrássemos no prédio. Muitas pessoas gritavam coisas do tipo ``Amante não merece ser feliz´´ ``A amante e o seu filho deveriam ir para o Inferno´´ e outras coisas maldosas. Outra multidão aplaudiam e gritavam ``Irene o caralho!´´ ``Melhor casal!´´ ``A felicidade vem primeiro´´ enquanto tentávamos caminhar de mãos dadas.

 

      Algumas aprovavam outras a odiavam, mas eu não precisava da aprovação de ninguém. Eu só preciso de uma coisa, eu só preciso de você (S/N), agora sou eu, você e o nosso Feijãozinho.

 

     Senti que algo não estava certo. Senti que precisava por questão de vida ou morte do gosto dos lábios da (S/N) outra vez.

 

      Eu a parei e fiz todos pararem. Parei (S/N) na minha frente. E falei em voz alta.

 

     - Pessoal vocês gostam de mim? – pergunto gritando olhando para (S/N) que não estava entendendo nada.

 

     - Siiiim! – Todos da multidão gritam.

 

     - Vocês querem a minha felicidade? – pergunto e seguro na mão da (S/N), que ficou corada de repente.

 

     - Siiiiim! – Todos respondem mais alto.

 

     - Que bom! Mas eu acho que vocês ainda não entenderam que minha felicidade é essa mulher e o meu mini eu que ela está carregando. – Todo se calam – Eu espero que vocês os amem assim como me amam, porque eles são parte de mim! – falo com os olhos cheios de lágrima – Eu os amo muito, até mesmo o meu Feijãozinho que eu ainda não conheço, mas já sei que vai ser a maior alegria da minha vida! – deixo uma lágrima cair.

 

     Todos ainda estão calados. Eu olho para (S/N) que deve estar pensando: Esse menino é doido! Eu sorrio e ela sorri de volta também com lágrima nos olhos.

 

       Eu ignorei todas as pessoas que estavam lá, para mim só existia (S/N)! A beijei com necessidade, com vontade, com intensidade! Algumas pessoas faziam cara de nojo outras aplaudiam em sinal de aprovação.

 

      - Vamos?! – falo parando o beijo.

 

       - Vamos! – ela fala ainda corada.

 

       Saímos de lá e entramos no prédio da Big Hit. Entramos no elevador.

 

         - Aquilo que você fez era loucura Tae! Elas podiam ter tacado uma bomba em mim! – ela fala cruzando os braços enquanto a porta do elevador fecha.

 

       - Eu nunca deixaria ninguém machucar você! – falo encostando-a na parede prendendo-a. Ela desenrola seus braços e encosto suas mãos na parede. Ela estava presa. Entrelaço nossos dedos e começo a beija-la intensamente. Solto suas mãos e seguro sua cintura e ela agarra minha cabeça bagunçando meu cabelo.

 

   O elevador parou de repente e nós paramos o beijo assustados.

 

     - O que foi isso Tae?! – ela parece assustada

 

    - Acho que o elevador está com defeito. Ou seja estamos presos. – falo pegando o telefone de emergência do elevador.

 

(ligação on)

 

    - Olá, em que posso ajudar? – uma mulher fala do outro lado da linha.

 

    - Moça estou ligando do telefone de emergência do elevador. Assim...ele parou. Estão minha namorada e eu. – falo preocupado.

 

   - Certo senhor. Já estamos cientes, enviaremos alguém para concertar o elevador o mais rápido possível. Pode demorar de uma a duas horas.

 

   - Tudo bem. – falo

 

(ligação of)

 

 

   (S/N) olha para mim preocupada.

 

     - E aí Tae? – ela cruza seus braços de novo.

 

    - Ficaremos presos aqui por mais uma ou duas horas. – falo e ela fazuma cara ainda maior de preocupação.

 

    Do nada ela começa a tirar a blusa preta que estava. Eu fiquei sem entender, mas a vista era maravilhosa.

 

    - O que você está fazendo. – pergunto sorrindo e admirando a vista. Ah se ela não estivesse com sutiã.

 

    - O que você acha? Aqui vai ficar muito quente. O ar-condicionado está desligado. – eu olho maliciosamente para seu corpo

 

   - Eu pensei que ficaria quente por outro motivo. – falo brincando e me aproximando.

 

    Ela me encara. Eu seguro seu queixo gentilmente e dou um beijo em seus lábios. Sem pressa!

 

     - Você é muito mais sexy do que eu me lembrava (S/N)! – sussurro em seu ouvido – Seria errado eu quebrar seu sutiã e rasgar sua calcinha agora? - continuo falando em seu ouvido e deslizando minhas mão em sua cintura deixando-a toda arrepiada.

 

    - Agora não Daddy! – ela fala destruindo meus sonhos eróticos no elevador.

 

    O elevador volta a funcionar na mesma hora. Ela vestiu a blusa.

 

    O elevador foi concertado rápido. A porta abriu. Antes de sair recebo um beijo no canto do lábio dado por (S/N). Eu a seguro pelo pulso e puxo-a contra meu corpo.

 

    - Só isso? – pergunto. Inicio assim um beijo intenso. Nossas línguas roçavam, nossa saliva sendo compartilhada, nosso desejo sendo aliviado e ao mesmo tempo estava aumentando. Paramos o beijo.

 

   - Só isso! – ela brinca e sai do elevador e eu vou logo atrás.

 

  Eu segurei sua mão. Como eu amava estar com ela!

 

 

 

~(S/N)

 

  Saímos do elevador. Ele segurou minha mão e entrelaçou nossos dedos.

 

  Achamos a sala do chefe do Tae, batemos na porta e entramos.

 

   - Ah Tae e (S/N)! Finalmente chegaram! – ele fala animado.

 

   - Olá senhor! – ele fala

 

   - Podem sentar! – sentamo-nos em poltronas de frente para a mesa do chefe. – Na verdade chamei vocês aqui por causa da (S/N).

 

   - Por minha causa? – pergunto confusa.

 

   - Sim! – ele pega uns papei e fica observando enquanto fala – Vimos todo o seu histórico e percebemos que você trabalha com dança e cantou no coral da Igreja quando tinha 17 anos. A minha proposta é a seguinte: Convidaremos você a ser treinee da Big Hit! – ele fala com alegria nos olhos. – Você terá que fazer um teste, mas tenho certeza que passará. E então o que você acha?! – ele pergunta animado.

 

     Olhei para o Tae que parecia estar orgulhoso de mim. E não tinha duvidas.

 

   - Claro que eu aceito! – falo com um sorriso no rosto.

 

    Eu vou ser a nova treinee da Big Hit!!!


Notas Finais


Obrigada por ler!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...