História Senpai! - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Koisuru Boukun
Visualizações 59
Palavras 1.074
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Fluffy, Hentai, Lemon, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Aimeukoraçon

Capítulo 3 - Tão Difícil...


Fanfic / Fanfiction Senpai! - Capítulo 3 - Tão Difícil...

Me chamo Tetsuhiro Morinaga, sou um universitário que trabalha meio período no laboratório da própria escola. E... bem... ele, Souichi Tatsumi também trabalha aqui... comigo...

N-NÃO SÓ COMIGO CLA-CLARO! Bem, agora... somos só nós dois. Na mesma sala (de laboratório). E no mesmo apartamento~

Não que sejamos namorados ou coisa do tipo.

Ahn... por onde começo?

Flash Back On


-- Tsk! Ah oque você esta fazendo baka?!- indaga Tatsumi zangado.

-- Você está queimando de febre!- toco em sua testa, mas o mesmo a tira com uma delicadeza que só por Deus- oque você quer que eu faça então?- pergunto serio.

Ele revira os olhos e aponta para a porta.

-- Não vou sair!- me ajoelho, ficando mais ou menos de sua altura- Senpai, precisa se cuidar...

-- Oque você quer em? Virou minha mãe agora?! Eu não sou nada seu para ficar se preocupando!- Aah Senpai... assim você fere meus sentimentos.

-- Como você é difícil~

Me direciono para meu quarto, pego uma coberta, depois voltando para a sala.

-- Tome, assim ficará resfriado.

-- Não preciso disso, já disse para parar de ficar me tratando assim!

-- *suspiro* Se você ficar mais doente que já está, terei que gastar dinheiro para ficar comprando remédio.

-- Não estou lhe pedindo nada.

-- Apenas pegue!- jogo a mesma nele.

Vou até a cozinha.

Não sei como aguento alguém assim... Como eu, Tetsuhiro Morinaga, pode estar apaixonado por um homem tão..?!

Rabugento.

Infantil.

Teimoso.

Birrento.

Seu ego é maior que o UNIVERSO!

Impossível...

Coloco alguns legumes dentro de uma frigideira, começo a mechela.

Me viro. O encaro. Ele está deitado, meio que sentado? Embrulhado com a coberta, enquanto resmungava alguma coisa baixinho.

Impossível...

Não importa quantas fezes eu repita. Eu o amo.

Apesar do Senpai sempre ser assim, ele tem um lado doce e gentil... no começo foi difícil de acreditar. Mas agora, meio que já acostumei.

Ele sempre anda com a cara fechada e quase nunca sorri, ele é sincero, a ponto de ser frio. Ele foca em seu trabalho mais do que tudo.

...

...

...

-- Morinaga!!!!

AH! Saio de meus pensamentos. Encaro Tatsumi que estava levantando do sofá meio desajeitado.

-- O-oque..

Ele me empurra bruscamente, fazendo-me soltar a frigideira.

...

AH! AH FRIGIDEIRA!

Antes de eu me der conta, os legumes estavam pegando fogo, literalmente! Um fogo alto subiu sob a mesma. Fazendo que assim, o alarme de incêndio dispara-se.

Uma chuva se fez dentro do apartamento. Via as mobílias se molhando rapidamente. Em poucos segundos o chão estava uma pequena piscina.

Fico com receio de olhar para Tatsumi, então, abaixo minha cabeça mais ainda.

-- Des... culpa..?- o encaro... conseguia ver uma aura preta envolta de seu corpo molhado.

Me afasto lentamente, pego um pano que estava um porco molhado...

-- 'É-ér... Acho que dá pra... secar...- ele continua imóvel. Rio de nervoso.

-- Por que está rindo?- fala ele num tom normal, me fazendo estremecer- vai demorar um pouco mas, podemos secar isso...- ele se aproxima.

-- A-ahn..?

*PUM!*


Caio no chão, fazendo minhas calças molharem.

-- SEU IDIOTA!! OLHA OQUE VOCÊ FEZ COM A PORRA DA MINHA CASA! VOCÊ É UM... AAAAAAA!!- ele se senta no chão/piscina, com raiva.

*TOC TOC*


-- Licen...- uma senhora entra- ...ça ..?

Tatsumi se levanta.

-- Ouvi um gritos lá de baixo...- ela analisa o apartamento- uh! Festa na piscina?

Flash Back  Off


E foi assim...

Depois do acorrido, o Senpai veio morar no meu apartamento provisoriamente, até o seu estar por completo, arrumado.

Já fazem duas semanas desde então. Ele ainda está bravo comigo. Não foi minha culpa!

Bem, meio que foi minha culpa...

Agora, o mesmo está todo concentrado em sua pesquisa.

"A Pesquisa", diria ele.

Vejo-o me olhar de soslaio. Só agora percebo que estou o encarando. Viro meu rosto, sinto-o esquentar.

Oque eu fa--

-- Já terminou?

-- AAH!- dou um pulo para trás, assustado.

-- Oque te deu idiota?

-- Não chegue assim do nada!- ele me olha indiferente.

-- Mal começou o dia e já está está assim?- ele se vira e vai até sua mesa- E TERMINE LOGO DE LIMPAR ISSO!!- me assusto com seu grito repentino.

Apenas aceno com a cabeça.

¤

Umas horas se passam, quando vejo, eram 20hrs.

-- Senpai, nosso trabalho já terminou.- falo tirando minhas luvas.

-- Só se for o seu. Estou ocupado, não está vendo.- diz ele não tirando sua atenção à uns frascos com líquidos coloridos dentro.

Ele não cansa não?

-- Pois bem, vou indo. Prepararei algo, para quando voltar.

-- NÃO! SE ATREVA!- só assim para ele prestar atenção em mim.

-- Okay, okay. Comprarei então.- ele não diz mais nada. *suspiro* que indelicadeza.

¤

Chego em casa com algumas sacolas, comprei umas besteiras e muitas bebidas. Sento-me no chão frente à mesa. Pego uma latinha e espero.

Espero...

Espero...

E espero...~

-- AH!- ergo minha cabeça rapidamente, fazendo-a doer um pouco.

Era o Senpai. Ele se sentou também, pegou uma latinha e a bebeu por completa, com apenas poucos góles.

-- Você anda se assustando demais...- diz ele, com frieza na voz. Rio fraco. Ele me olha.

-- Como esta indo sua pesquisa?- pergunto.

-- Ah...- ele suspira profundamente- está indo. Não mudou muita coisa mas, está indo.

-- Uhn...- aceno com a cabeça.

Ele parece cansado. Se passam alguns minutos e...

-- ELE ACHA QU~ QUE PODE FALAR ASSIM SABE...- coça a nuca- COMIGO POR QUE EU!~~

-- Serio?- falo nem um pouco interessado.

Sempre quando bebe demais ou fica me xingando o tempo inteiro, ou reclama do trabalho/pesquisa.

-- VOC *soluça* CÊ ACREDITA NISSO?!- ele me encara, apontando a latinha pra mim, a balançando um pouco- EU VOU ME DEMITIR E DIZER "FODA-SE!" P..R..A..T..U..D..O..!- ele sorri meio tonto.

-- Sim, sim.

Suspiro, me levanto indo em direção ao mesmo.

-- Senpai, vamos para cama.- toco em seu ombro para irmos, mas ele o empurra.

-- NÃO~ me toqu..e~

-- Sim Senpai, não vou te tocar...- seguro seus braços o levantando.

-- AISH~ EU SEI ANDAR SOZINHOOO!!- ele me dava leves murros no braço.

-- Senpai fique quieto..! S-Sen..!!


...


...


...


A-aah legal..

Eu... Senpai... sofá...

EU PRECISO SAIR DAQUI ANTES QUE...

-- Morinaga...

O encaro, EXTREMAMENTE CORADO. Acho que vou desmaiar...

-- Senpai..?

Ele estava vermelho e meio perdido, por conta da bebida.

Me aproximo um pouco.

Minha mão se encaixa perfeitamente na parte de trás de seu pescoço. Seguro-o firmemente, deixando-o imóvel.

-- I-idiota..!? Oque você..~

Aproximo meus lábios dos seus.

-- Desculpe Senpai... você que começou Senpai...

-- Saia de cima de mim..!! Retardado!

Me aproximo mais e mais...

-- AAAH!! *cof* *cof*

-- EU DISSE..! PARA SAIR DE *soluça* CIMA DE MIM!~

Ele vai para seu quarto cambaleando e, fecha a porta com força.

...

...

...

E aqui estou eu. Um "retardado"  jogado no chão, com a barriga doendo. Da onde ele tira toda essa força?

*Suspiro*

-- Eu queria só um beijinho...



Notas Finais


Turubom abiguinhus!
Tá iii ahsushsyshy
Espero que tenham gostado.
Kissus♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...