História Is-it Love? Drogo - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce, Diabolik Lovers
Tags (seunome), Amor, Drogo, Romance, Sadomasoquismo, Vampiro, Vampiros, Violencia
Visualizações 379
Palavras 1.523
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Fantasia, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência, Visual Novel
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá minna-san❣
Boa Leitura❣
Agradeço pelos favoritos:
~gege76
~Yiamiij007lari
~rubyLorenz
~amandasimony
~Sasha-Sai
~luizaSenpai

Capítulo 3 - Two


''Toda conquista começa com a decisão de tentar''

S//N: Teria que ver o Sr.Bartholy para me informar sobre o que espera de mim.
Nicolae: Meu pai está ausente ~Como ausente? ele me colocaria para encontrá-lo aqui! Não é muito correto de sua parte,eu me controlo para permanecer em silêncio embora isso me custe muito,eu olho para ele que adota uma atitude neutra e eu espero que ele fale novamente. ~Não se preocupe,eu sei tudo o que há para fazer. Eu vou estar feliz de esclarecer todas as suas dúvidas. ~(Que fácil para ele! bem,não importa,é melhor passar para outra coisa: Acho que não vou conseguir mais nada)
S//N: Então, Lorie é sua irmãzinha?
Nicolae: Sim,exatamente.
S//N: E você também tem um irmão...
Nicolae: Na verdade, eu tenho dois: Drogo,você já conheceu,e Peter. ~Sem esperar pela minha reação,ele me faz um sinal para segui-lo~ Venha, eu mostro-lhe os seus aposentos... ~Eu puxo minha mala escada acima, Nicolae corre até mim ~Deixe,eu cuido disso! ~Ele pegou minhas bagajens sem nenhum esforço e sobe as escadas, E eu corro atrás dele.
 Uma vez lá em cima,eu dou uma olhada sobre meus ombros : O hall é ainda mais impressionante visto a partir daqui.
Nicolae: S//N,por aqui... ~Eu o sigo de novo,ao longe,ouço música melancólica através de uma das portas.
S//N: De onde vem essa música? Ela é muito bonita. Um pouco triste,mas bonita.
Nicolae: Oh! É o Peter. Ele adora tocar esse tipo de melodia. (Melodias? Música,você quis dizer!)
S//N: Ele é o único que toca? (É magnifico!) ~Nicolae continua até o fim do corredor sem me responder. Decididamente, ele também é muito misterioso...Acho que vou ter que me acostumar com isso,eu me apresso para alcançá-lo antes que eu me perca,. Por fim, ele para na frente de uma porta e abre-a.
Nicolae: Aqui está. Bem-vindo ao seu novo lar! ~Ele educadamente me deixa passar. A primeira coisa que chama a minha atenção do quarto são suas dimensões(é enorme!),eu amei a imensa janela que tem vista para o jardim e todos os espelhos que ampliam ainda mais o espaço, Nicolae apressou-se em deixar a mala que eu trouxe comigo,colocando-se em um canto do quarto. ~O resto das suas coisas vieram ontem,como planejado...Irie deixar que se instale tranquilamente. Enquanto isso, vou ver o que pode ser preparado para o jantar. ~Ele sai do quarto, mas rápidamente volta. ~Amanhã de manhã,apresento-te a Lorie. A esta hora,ela está dormindo e eu não quero acorda-la.
S//N: É claro. Deixe-a dormir. Eu a conhecerei mais tarde.
Nicolae: Muito bem...Bem-vinda á nossa casa. ~Eu não tenho tempo para respondê-lo: ele se vai do mesmo jeito que ele veio...Rápido, É uma verdadeira mania deles,essa maneira de ir e vim sem que eu me de conta. Eu começo a desfazer minhas malas, como Nicolae me aconselhou, eu desabo na cama para recuperar minhas emoções: Fico imovel, e me contento em sonhar acordada, dou uma bela olhada pelo quarto...Abro a primeira mala e começo a guardar as minhas coisas,enquanto eu coloco minhas roupas no armário,volto pensar nos dois irmãos que acabei de conhecer. Nicolae é,sem dúvida,mais agradável do que Drogo, ele imediatamente me fez sentir confortavel e sua atitude de cavalheiro é surpreendente...Eu não sabia que esse tipo de homen existia ainda,no nosso tempo...Eu não sei qual é o problema do Drogo,mas eu prefiro não saber,quase tenho vontade de vê-lo novamente apesar da sua atitude fria,devo confessar que ele me inquieta e intriga...Seus lindos olhos me fazem esquecer sua descortesia.
Quando eu abro minha segunda mala, eu permaneço imóvel por alguns segundos. Vejo um objeto que é muito valioso para mim: É um cartão. Eu me viro e contemplo a mensagem no verso com uma ligeira pontada no coração, eu tenho um coleção inteira,este é o meu favorito: o que meus pais me trouxeram de Paris, o trabalhos os obrigava a viajar constantemente, e cada vez me traziam uma lembrança da cidade que tinham acabado de visitar, entre todas elas estão: Londres,Madrid,Nova Iorque,Toronto,Rio,Recife,Pequim,Tunes,Roma...Muitas se perderam,mas a coleção nunca terminava. Um acidente de carro custou-lhes a vida quando voltavam para casa,eu ainda sinto uma pontada dolorosa quando as olho e ainda sou incapaz de me livrar delas,estas reliquias são a única ligação com minha familia,tudo o que me resta,juntamente com as minhas memórias. Eu permaneço imóvel por um momento,perdida em meus pensamentos e em sua imagem...Então eu continuo esvaziando minha mala,pego meus livros e meus CDs,e os coloco cuidadosamente nas prateleiras...Pego as últimas coisas da mala contendo coisas de banho,e ao entrar no banheiro paro de repente. É super luxuoso,eu adorei a pia de mármore e a banheira de outro tempo,pelo menos,não vou precisar me preocupar com meu conforto. Eu coloco uma foto emoldurada de meus pais na mesinha da cabeceira e eu sento na cama,e olho por um momento(tudo irá ficar bem...)pego o quadro sorrindo tristemente presto atenção,mas nada quebra o silêncio,está tudo tão silêncio! Até demais...Deito e olho para o teto um bom tempo,estou exausta,mas feliz por finalmente ser instalada...De repente,sinto uma presença(devo dizer que está impressão deu lugar a um rangido,e então o pânico me força a me mover). Drogo está apoiado na parede,em um quanto longe de mim,me observando em silêncio, Cruzo com seu olhar que reflete um brilho intrigante...Ele fica imóvel perto do quadro da porta,o que me pertuba(desde quando ele está ai?) eu tento levantar,mas de repente,Drogo está muito perto de mim,com uma atitude ameaçadora,tão perto que eu consigo distinguir a tonalidade de suas iris mudando,o desenho de suas sobrancelhas,seus lábios entre abertos. Nem sequer o ouvi chegar,como eles se moveu tão rápido? É como se ele tivesse andado num milésimo de segundo,niguém pode ser tão rápido! Não consigo tirar meus olhos dele,sinto que estou sendo invadida pela sua presença..Como se uma forma invísivel me mantivesse,o ar está eletrico,meu corpo está completamente estendido. Eu tento dizer algo,mas eu sou incapaz de pronunciar uma úniva palavras,não estou com vontade ou não sonsigo...Eu não sei,sinto-me enfeitiçada,está me assombrando? Está tão perto...E sua pele é tão pálida...Diria que é uma aparição,estou sem fólego,para meu arrependimento sinto-me atraida...Seu olhos,tão intensos,mudam de cor,Parecem de uma cor sangue(como é possivel?) a luz do quarto está me jogando um mal passe e não vamos esquecer a minha fadiga...Não vejo outra explicação!institivamente eu acho que essa aura emana de Drogo(como ele fez isso?)sem ser capaz de impedi-lo,ele vem para cima de mim e imobiliza-me na cama {( ͡° ͜ʖ ͡°)} Mas seus olhos ordenaram-me que me calasse,privada de vontade,eu me viro abruptamente. O corpo dele pesa no meu...Eu posso adivinhar a forma do seu torso,seus músculos impressionantes,ele está me apertando,não me machucando,eu tremo ao distinguir um brilho predatório em seu olhar,a pressão de suas calças contra minhas coxas nuas me provacam tremores incontroláveis,suas mãos seguram meus punhos,a boca dele desce ao meu pescoço,meu coração pulsa a toda velocidade,enquanto um calor inesperado me envolve,em instantes abaixo os olhos para me conter,em vão. Seu cheiro é violante,como se fosse solicitado a deixar-me levar,o ar parece estar cheio de eletricidade,há uma clara tensão perceptível entre nós,me falta toda a energia,como se ele controlasse todos os meus sentidos...Eu evito fazer qualquer gesto,mas eu sinto que ele tem percebido perfeitamente o meu desejo,eu não entendo o que está acontecendo comigo,seus olhos fixa-me no fundo dos meus e parecem sondar a minha alma,esqueci-me de respirar,estou fascinada e aterrorizada ao mesmo tempo,suas mãos ainda estão segurando a minha,seu polegar acaricia minha palma me dando arrepios suaves,eu deveria falar,gritar e fugir..Mas uma parte de mim quer continuar assim,sujeito a este homem que mal conheço,esta atitude não é minha e ainda assim é tão agradável,tão inebriante...Fecho os olhos...Drogo se aproxima imperceptivelmente e sussura perto da minha nuca:
Drogo: Abra os olhos coisinha,eu não vou te comer... ~Engulo minha saliva com esforço e o obedeço,ofegante. Mais uma vez eu preguei meu olhar em seus olhos brilhantes e congelei,estou loucamente tentada a me jogar,aqui e agora,em seus braços(para que lutar?)tento agarrar-me a algo real antes de desligar completamente e ficar á mercé do meu carcereiro(pensa,s//n,pensa)um fluxo desconcertante de energia flui através de mim,sinto-me embrulhada num tipo de casulo reconfortante,sinto um formigamento na pele quando noto seu contato,é intrigante....De repente,ele está surpreso com um chiado vindo do corredor,virando sua cabeça um momento,ele pisque várias vezes como se saisse de um longo sono,meu coração está acelerado,meu corpo está tenso,meus sentidos retornam como se eu tomasse pose do meu corpo novamente, eu fortemente me fecho contra ele e percebo toda realidade da situação.
S//N: Solte-me!!! ~Ele vira sua cabeça em direção a minha e eu o vejo pular para um lado,um ruido de vidro esmagado contra o chão definitivamente quebra o encanto,caido no chão ao lado da cama,ele esfrega a cabeça rosnando. Eu levanto rapidamente e pulo para o outro lado da cama. ~Mas, o que você fez comigo?
Drogo: Nada que manche sua reputação,apenas acabei de te encurralar! ~De canto do olho,eu vejo uma lâmpada quebrada no camurça,meus olhos acusadores,assentam novamente sobre Drogo.
S//N:O ritmo do meu coração é perigoso,minha respiração vacilou. O que era aquele brilho estranho de seus olhos...? E por que me senti ao seu controle?
Nicolae: DROGO!!! ~Ainda chocada,Drogo fica tenso brutalmente,uma sombra ameaçadora avança pela sala...


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...