História Is it love Matt ortega - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias .hack//G.U.
Visualizações 169
Palavras 1.403
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Amorrees!
Mais um capítulo, e esse com uma treta daquelas!
Eu espero que vocês gostem do capítulo, fiz com muito carinho para vocês, e boa leitura ❤
Amo vocês 💖😘

Capítulo 29 - E agora??


Fanfic / Fanfiction Is it love Matt ortega - Capítulo 29 - E agora??

Matt on:

Voltamos para Nova York, a viagem demorou cerca de 7 horas. Marjorie parece exausta, sinto que alguma coisa a incomoda.

Chegamos ao apartamento dela, ela se joga no sofá. Seus olhos estão distantes, e eu até percebi que ela ficou assim depois da festa de casamento.

– Agora você vai me dizer o que tá acontecendo, ou vou ter que descobrir?

– Não é nada, só estou cansada!

– Princesa, olha pra mim, porque você não me olha e fala o que aconteceu.

– Caralho! Que droga hein? Não é nada! Estou bem só estou cansada!

– Ok, então já vou pra você descansar!

– Não!

– O quê?

– Não vai! Fica comigo, dorme aqui hoje, eu quero dormir abraçada com você e não te soltar mais.

– Eu fico meu amor!

Ela me beija e vai tomar banho. Eu ligo a Tv, e assisto um seriado qualquer. Eu vou descobrir o porquê dela estar assim. Será que foi por causa do casamento? Será que ela se deu conta que é do Luke que ela gosta? Será que ela se arrependeu, e depois de vê-lo descobriu que ama ele? Eu balanço minha cabeça espantado esses pensamentos. Depois de alguns minutos ela sai do banheiro e senta em meu colo.

– O que você tá assistindo?

– Um seriado qualquer!

– Hmmm!

– Princesa?

– Oi!

– Posso te fazer uma pergunta?

– Claro!

– Você me ama?

Os lábios dela se esticam em um lindo sorriso, ela me dá um doce beijo.

– Como não te amar? É claro que eu te amo, eu sou louca por você seu bobo!

– As vezes eu tenho medo de você achar alguém melhor que eu! Que te faça mais feliz!

– Matt, eu não quero outro alguém, eu não quero outro sorriso, nem outra voz, nem outro perfume, nem outros braços! Eu quero você, meu coração quer você.

– Eu te amo princesa!

– Eu também, mais porque isso agora?

– Nada, só queria ter certeza!

Ela me arrasta pro quarto pra ir dormirmos. Ela deita em meu peito e se agarra a o meu corpo, eu acaricio os cabelos castanhos dela. Até nós dois pegar no sono.   ( Matt off)

Marjorie on:

Hoje acordei e minha vontade de ir trabalhar é zero. Não quero ter que dar de cara com o Gabriel, eu nem sei como vai ficar essa situação. Talvez fosse melhor eu me demitir, ou talvez ele me demita.

Eu estou muito aflita, Matt desconfia que escondo algo dele. Toda hora ele me pergunta oque está acontecendo, e eu não sei mentir, nem pra ele e nem pra ninguém.

Matt não vai comigo a o trabalho porque ele vai passar em casa primeiro. Eu vou andando até a empresa, preciso de um tempo pra reformular as coisas. Quando chego na empresa vejo que Lisa está desocupada e vou falar com ela.

– Bom dia amiga!

– Aí Lisa tô aflita! Nem queria vim hoje e nem dia nenhum.

– Marjorie se acalma, respira fundo, segura nas mãos de Deus e vai.

– Falar é fácil né Lisa, não foi você que foi agarrada pelo seu patrão.

Nesse momento Matt aparece atrás de mim e ouve toda a conversa.

– É o quê? O Gabriel te agarrou?

– Não meu amor, eu estava falando de um filme né Lisa?

Lisa balança a cabeça em positivo, mas  não abre a boca pra nada.

– Marjorie! Não me faça de idiota, eu ouvi bem, então foi por isso que você tava daquele jeito!

– Matt se acalma!

– Ah eu vou lá resolver isso agora!

Eu o pego pelo braço, impedindo ele de ir.

– Amor por favor não vai!

– Ele acha que vai mexer com minha mulher, e vai ficar por isso mesmo?

– Matt pelo amor de Deus, eu tô te pedindo, deve ter sido um mal entendido.

– Mal entendido? Princesa? Ele te agarrar é mal entendido?!

 Ele se solta e vai em direção a o elevador. Eu o olho sem nenhuma reação, Lisa me puxa pra irmos atrás dele. Meu Deus ele vai matar o canalha do Gabriel.

Eu passo por todo nosso setor e todos me olham, entro na sala do Gabriel sem bater e Matt já está em cima do Gabriel quase o matando de porrada.

– MATT! 

Eu grito mais ele nem me olha, então eu entro no meio de toda confusão.

– Sai daqui princesa, eu vou matar ele. Desgraçado! Eu vou acabar com a sua vida.

Eu choro descontroladamente. Não sei oque fazer, Gabriel com o rosto sangrando no chão, Matt com um corte no lábio. Eu tento tirar Matt da sala, mas ele voa em Gabriel mais uma vez. Eu puxo ele, seguro seu rosto em minhas pequenas mãos, e olho no fundo dos olhos dele.

– Matt! Olha pra mim, por favor para!

– Marjorie! Esse canalha tocou em você, ele achou que você era o quê? 

– Eu tô te pedindo, por favor! 

– Eu sempre te avisei, que se ele encostasse em você eu o matava.

– Eu sei, vai lá pra fora e me deixa falar com o Gabriel!

– NÃO! NÃO VOU TE DEIXAR AQUI COM ELE NÃO!

– Matt não grita!

– Não!

– Eu tô te pedindo, só vou falar com ele, depois disso ele não vai tentar nada.

– Ok, mas você não demore muito se não eu entro.

Eu viro pra Lisa que está assustada sem saber oque fazer.

– Lisa, vai com o Matt por favor!

Ela concorda, e vai com ele pra fora. Antes de sair Matt encara Gabriel.

– É bom você se comportar, ou eu acabo com você, eu tô avisando seu canalha.

Lisa sai puxando ele me deixando sozinha com Gabriel. Eu olho pra ele, ela está com cortes nos lábios e perto do olho, eu me sinto até um pouco culpada. Mas eu tentei, Matt descobriu sozinho, se eu não tivesse essa boca grande talvez isso não teria acontecido.

– Tá vendo o que você fez Gabriel?

– Seu namoradinho dá sorte de eu não poder demitir ele.

– Mas eu você pode! Eu quero minha demissão Gabriel!

– O quê?? Não, de jeito nenhum.

– Não dá pra mim continuar trabalhando aqui com essa situação.

– Marjorie, eu fui um idiota, um imbecil e eu estava bêbado. E você sabe dos meus sentimentos por você!

– Isso não justifica nada!

– Eu sei, e por isso você não pode pagar o preço da minha canalhice.

– Não vai ter um clima bom de trabalho aqui!

– Ei, eu vou te respeitar e entender que você namora o ogro do Ortega.

– Eu não sei.

– Você é uma das melhores funcionárias da empresa, Ryan gosta do seu trabalho. E outra quando o Luke souber que você não trabalha mais aqui ele vai fazer um inferno, eu sei que ele também é louco por você, e ele é sócio.

– Eu quero que você prometa, nunca mais chegar perto de mim de novo! Nunca mais falar desses assuntos. Vamos ser extremamente profissionais.

– Ok, se é isso que você quer, aí aí!

Gabriel dava um gemida de dor, Matt não estava pra brincadeira.

– Aqui tem álcool ou algo assim?

– Tem ali na gaveta.

 Eu vou até a gaveta, pego. Peço o lenço de seu terno coloco um pouquinho do líquido, e lhe dou pra colocar no rosto.

– Aí, isso ardeu!

– Coloca no rosto e não reclame!

– Por que tá sendo gentil comigo?

– Porque sou diferente de você!

Eu me viro para sair de sua sala, eu espero que isso tenha acabado por aqui. Antes que eu saísse Gabriel me chama.

– Marjorie?

– Oi.

– Obrigada por me ajudar com os cortes.

– Tudo bem, coloca isso em cima e logo passa e vai lavar o rosto é bom.

– O Matthew tem sorte em ter você.

Eu apenas olho pra ele e saio da sala. Quando saio vejo Matt e Lisa inquietos.

– Amiga! ainda bem, você demorou! Impedir o Matt três vezes de entrar lá.

Eu olho pra Matt que está com um corte no lábio.

– Vamos a sala de descanso, que eu vou ver esse corte.

– Isso não é nada, eu deixei ele bem pior.

– Verdade, mas vamos logo.

Lisa me dá um tchauzinho e volta para recepção, eu puxo Matt para a sala de descanso.

– Onde você achou isso?

– Sempre tenho na minha bolsa.

– Ah!

– Agora fique quietinho! Que eu vou limpar isso.

– Você é incrível!

– Olha aqui, eu não quero você fazendo isso de novo tá?

– Basta alguém mexer com você, e eu faço quantas vezes for preciso.

– Eu te amo meu moreno lindo!

– Eu te amo mais princesa.

O resto do dia seguiu normal, não vi o Gabriel. Fiz meu trabalho como sempre, sem nenhuma confusão e nem nada do tipo, acho que ninguém ficou sabendo do ocorrido, porém eles desconfiam. 

( CONTINUA...)




Notas Finais


Gostaram do capítulo amores?
Um super beijo pra vocês!
Até o próximo....
Amo vocês 💖


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...