História Is it love? (V-Hope - ABO) - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Abo, Bts, Jikook, Namjin, V-hope
Visualizações 240
Palavras 1.160
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oie, tudo bom?!

To morrendo de sono, já é uma da manhã, e sei que o cap não está tipo: "OH, A MELHOR COISA QUE EU LI NA MINHA VIDA", até porque nunca está. E como eu estou com sono, piorou tudo kkkkkkkkk

Espero (e torço) para que gostem.

E se gostarem falem por favor, eu gosto de ler comentário

...
...
...
...
...
...
Só uma sugestão

Capítulo 3 - Three


*Hoseok

Terminei de lavar a louça as quatro da tarde, e Jin-hyung e Yoongi já tinham ido embora, e deixaram Taehyung dormindo no sofá. Essa criança é fofa somente quando dorme, aish!

A minha campainha tocou e eu fui atender a porta, dando de cara com uma ômega desconhecida.

- Oi, Hobi! - ela sorriu.

Quem é ela?

- Quem és tu, cria de Satanás? - me assustei com Tae sentado no sofá, acordado e alerta.

Ai meu Deus...

- Então, Hobi, - ela ignorou Taehyung - esqueceu do trabalho da faculdade?

- Que trabalho?

- De ontem?

- Ontem eu faltei.

- Por isso não sabe do que eu estou falando. - ela riu e deu um sorriso sexy. - Posso entrar?

- Cla-...

- Cuidado, em, hyung, chamar demônio pra dentro de casa é ruim... - Taehyung comentou e minha cara foi no chão.

Ele é um segundo Yoongi.

Só que pior.

AISH!

- KIM TAEHYUNG! - me irritei e a ômega se encolheu um pouco. - D-Desculpe, eu não queria usar a voz de alfa... Hã, pode entrar....

Ela entrou e me deu um sorriso sedutor:

- Tudo bem, foi só um pequeno susto...

- Quer... Alguma coisa? Água? Panquecas? Coca-Cola...

- Aceito as panquecas e a Coca-Cola. - ela piscou enquanto mordia o lábio inferior.

- Nossa, que hyung burro. - Taehyung comentou. - Se a comida do mundo acabasse, você não teria nada na sua geladeira para sobreviver.

- Tae...

- Uma coisa que nunca se dividi: Coca-Cola. - Taehyung continuou. - Se Seul virasse um deserto do nada, o que você faria? Ia morrer de sede, né. Porque você deu sua Coca-Cola para uma desconhecida...

- Você também é um desconhecido. - o encarei. - E comeu da minha comida...

- Só que não né, - ele deu uma risada debochada. - o Jin-hyung que comprou.

Aff, ele tem razão.

- Só evite comentários, por favor... - revirei os olhos e me virei de costas para ele.

- Ta, se Seul virar um deserto, não reclame. - ele resmungou e eu ri.

Ele é muito exagerado e estranho... Gostei...

+++

Eu e a garota estávamos na metade do trabalho, e ela não parava de olhar para mim, e eu comecei a me sentir desconfortável, eu não sabia como pedir para ela parar de olhar. Ela me encarava com fome, e eu focava no trabalho para não ficar vermelho. Por que ela está me encarando tanto?

- Hyung, - Taehyung me chamou e eu respondi com um "Uhm?" - "Uhm?" o caralho, olha pra mim! - olhei pra ele com cara de tédio. - Que cara de cu essa?! Ta me assustando! Ah, já sei, está tentando imitar essa menina aí que está tentando fazer uma cara sexy, né?! - minha cara foi no chão de novo - Ah, vai colocar uma camisa, porque senão essa menina vai babar em cima do seu trabalho inteiro, se ela já não fez isso, né não?!

Não respondi nada, apenas me levantei e fui pro quarto, buscar uma camisa, porém acabei por trocar umas cinco vezes de camisa, porque elas estavam sujas. Pois é né...

Quando voltei para a sala. Taehyung estava dando um tapa na cara da ômega.

- Taehyung! - tirei ele de perto dela. - O que pensa que está fazendo?

- Dando na cara dessa vadia, - ele arqueou as sobrancelhas. - só isso.

A garota estava com uma cara de choro, e os cinco dedos de Taehyung estavam marcados em vermelho no rosto dela.

- E-Ele me a-atacou do n-nada... - ela choramingou e eu encarei Taehyung.

- Mentira. - ele revirou os olhos e eu arqueei as sobrancelhas. - Hyung, você vai acreditar nessa vadia que você conhece a menos de duas horas?

- Hobi, você vai acreditar nessa criança... - ela se aconchegou mais no meu peito.  - Que você mesmo disse que é um desconhecido?

- Eu err... - continuei a encarar Taehyung, depois a ômega nos meus braços.

- Você acredita na vadia, né? - Taehyung riu. - Nunca vou entender os adultos. Foda-se também, caguei pra todo mundo... Se não quiser acreditar, não acredita, e cai que nem patinho no lago dessa piranha.

*Taehyung

Não que importasse em quem o Babaca-hyung acreditaria, mas eu não estava gostando da ideia dele acreditar nela, afinal ela está mentindo.

~ Momentos antes ~

- Então, pirralho, pare de se intrometer na conversa de adultos - deu um sorriso nojento pra mim. - senão eu vou te fazer sofrer, sabe eu tenho vários amigos alfas que tem fetiche com ômegas abusadinhos que nem você... Eles adorariam te conhecer. - arqueei as sobrancelhas. - O coração do Hoseok vai ser meu...

- Ah, você quer o coração do hyung... - murmurei. - É só pedir para ele fazer uma doação fia... Duvido que ele aceite, mas não custa nada tentar...

- Não nesse sentido, criança, - ela revirou os olhos. - Eu quero o amor dele para mim, para depois eu pisar em cima, e jogar fora como se fosse lixo. Adoro fazer isso.

Sabia que eu estava certo ao julgar ela como uma vadia, em apenas um segundo...

- Por que acha que o hyung merece isso? - fiquei frente a frente com ela.

- Ele não me merece, mas eu serei dele por algumas noites... E depois: fim no conto de fadas com final triste de Jung Hoseok.

- Sabe o que te merece? - ela arqueou as sobrancelhas. - O puteiro. - então dei um tapa na cara dela.

~ Voltando ~

- Teve muito motivo pra eu dar na cara dessa coisa, - o encarei - e faria de novo, viu? - a encarei - Eu em, onde já se viu, piranha se achando sereia, vá tomar no rabo vá...

*Hoseok

Meu Deus o que eu faço?

- Ainda bem que eu estava gravando tudo. - Yoongi brotou do nada com a câmera rosa do Jin-hyung. - A coisinha fofa está contando a verdade, Hobi.

ALELUIA! ALGUÉM ME LIBERTOU DA DÚVIDA!!!!

- A coisinha fofa? - a ômega repetiu. - Está falando de mim?

- Não, você é uma vadia, - Yoongi retrucou. - eu estou falando do Tae.

Ela ficou tipo: Ata.

- A quanto tempo estava gravando, hyung? - Tae perguntou.

- Eu gravei tudo, desde a chegada dela. - Yoongi respondeu.

- Você não tinha ido embora? - soltei a ômega e me joguei no sofá.

- Sim, só que eu voltei para buscar a câmera do Jin-hyung, enquanto você ainda terminava de lavar a louça, - Yoongi deu um sorriso sacana - gravei a treta toda. Cada revelação. - ele e Tae se entreolharam. - Enfim, to muito orgulhoso da coisinha fofa, você foi um perfeito ômega ciumento.

- Eu não estava com ciúmes. - Taehyung  murmurou encarando o chão. - Até porque eu não sou nada pro hyung, não é mesmo? Apenas um desconhecido...


Notas Finais


Gostaram? Sim? Não? Por quê?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...