História Is it true? - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, JR, Mark, Youngjae, Yugyeom
Tags Got7 Markjin 2jae Jackbam
Exibições 35
Palavras 1.561
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oiii
Ent tudo bem ai?
Podem me matar a vontade eu mereço.
Eu sei q nao atualizo esta fic a mais de um mês mas finalmente consegui, pelo menos é o q eu acho.
Sorry pelos erros.

Capítulo 15 - 1 Dia


Fanfic / Fanfiction Is it true? - Capítulo 15 - 1 Dia

Mark pov on

   Já se faz 2 dias que durmo com o Bambam na sala. Eu nao sei no que deu nele para ter discutido com o jackson assim por uma coisa tão estupida. Pelo que o Bambam me contou é mesmo uma coisa parva, o Bam parecia as minhas irmas quando elas estavam de TPM. Eu nao estou a dizer que o Bambam tem toda a culpa não é  isso porque afinal o Jackson pode ser realmente idiota as vezes.

Sério minhas irmãs quando ficavam de TPM eu achava mesmo que elas iam matar alguém mas eu agora sinto falta delas e do meu outro irmaos e todos meus pais também. Sinto falta daquele tempo quando eu vivia com eles.

A falar em irmãos eu acho que nao sou o único que está ansioso para o dia de amanhã já que os supostos irmãos vem cá para nós visitar.

***********

- Mark hyung- disse Bambam a me balançar.

- Sim Bambam - digo saindo do "transe"

- Ah afinal você esta acordado- disse voltando para o outro sofá.

- Sim estou o que aconteceu? - digo enquanto me sento no sofa, a minha nova cama.

- Nada é que o hyung está muito estranho, estava olhando para o nada- disse Bambam apontando para o nada.

- É que eu estava a pensar . E quando eu penso tenho o hábito de olhar para o nada mesmo. Mas agora me diz porque é que tu te acordaste assim tão cedo. São 6:00 da manhã , nós so temos que acordar as 8:00.

- Eu pergunto o mesmo a voce.- disse Bambam.

- Eu perguntei primeiro- digo- mas eu vou te responder. Eu nao sei se sabias mas eu tenho o hábito de acordar cedo. Mas e agora e tu,  o que estás a fazer acordado a esta hora?

- É que... eu sinto falta do Jackson... eu nao consigo dormir direito... sinto falta do seu toque , do seu corpo...

- Sem querer ser grosso contigo mas tu sabes que a maior parte da culpa é tua.- digo.

- Eu sei. Eu nao sei o que me deu na hora...

- É... eu nao sei como eu te posso ajudar nesta situação, eu nunca passei por uma situação destas. Sorry.

- Nao é preciso pedir desculpas, só o fato de que voce está a tentar me ajudar já é o suficiente - disse e um silêncio percorreu pela sala- mas agora mudando de assunto. Como vão as coisas com o Jinyoung?

- Hã? O que? De onde você tirou essa ideia?- digo meio nervoso.

- Mark hyung nao vale a pena mentir porque você realmente mente muito mal. Você acha que eu nao percebi que logo na primeira noite que fomos dormir aqui , na sala , você foi para o quarto do Jinyoung e que depois voltou pela madrugada para aqui?
Você acha mesmo que foi discreto?

- O que? Eu nao sei de nada - digo com cara de inocente mas ele me olha com cara de Aham sei- É  verdade e não me olhes com essa cara.

- Mas pelo menos foi bom?- disse e eu sorrio com o que se passou a algumas noites atrás- Oh vez tu estas com um sorriso malicioso na cara então você foi mesmo ao quarto dele.
Conta-me tudo vá lá eu quero saber- suplicou como se dependesse disso para viver.

[...]

Eu contei tudo ao Bam, nós ficamos as duas horas a falar, eram essas duas horas que tínhamos antes de acordar todo o mundo.

Enquanto o Bam foi preparar o café e eu fui acordar o resto do pessoal.

O dormitório já nao era o mesmo, antes naquele dormitório reinava a agitação. O dormitório nunca ficava em silêncio só as noites mas às vezes nem as noites existia o silêncio. Mas agora quem reina no dormitório é o silêncio como se ninguém vive-se naquele local. Até o Jackson não fala constantemente.

Quando todos tomaram o café, todos foram se vestir para irmos para a gravadora.

Todos se vestiram , se arranjaram e fomos para a gravadora. A nossa rotina é a mesma todos os dias: acordamos, tomamos o café, nos arrumamos e vamos para a gravadora. Lá nós treinamos e tbm almoçamos. Depois voltamos a treinar , isto é,  treinar a voz e as coreografias.

É sempre a mesma todos os dias como se fosse a repetição do dia anterior , é muito secante.

Mark pov off

Jinyoung pov on

Finalmente chegamos a gravadora. Eu ja nao aguentava mais aquele silêncio constrangedor do carro. Na verdade é o silêncio do dormitório também. Só na gravadora é que falamos algumas coisas.

Eu ate tento falar com alguém mas o Mark sempre aparece , assim do nada, e então eu nao consigo prestar atenção no resto da conversa. Sempre que eu olho para ele eu me lembro daquela noite.

Flashback on ( isto aconteceu na noite do Cap. "3 dias" quando Mark e o Bam foram dormir na sala)

Mark tinha acabado de falar comigo e com o yug e explicou que iria dormir na sala com o Bambam.

Ele nao quis dizer o porque dessa decisão, mas eu também nao me importei muito.

Foi no que eu pensei, porque quando eu fui dormir eu nao estava a conseguir adormecer ( eu estava a pensar muito sobre isso ).

Até que ouço a porta do meu quarto a ser aberta. Eu pensei que fosse o yugyeom que queria ir a casa de banho. Eu estava enganado porque de repente sinto um corpo em cima de mim.

- Mark?...

- shiuuu... eu realmente preciso de fazer isto.....

- Fazer o que?....

- Isto....

Mark agarrou meus braços e os pós para trás  ( cima,  nao sei) e com a sua mão livre começou a deslizar sua mão  pela minha cintura e uma parte do meu abdômen. Sua mão estava fria o que me casou arrepios.

Nao sei como mas aquilo estava a me deixar excitado, eu estava prestes a gemer.

Eu ja estava a sentir uma ereção na minha boxer e isso estava a me deixar muito desconfortável.

Mark começou a passar com a sua ponta do nariz pelo meu pescoço e depois com os seus lábios.

Aquilo já estava a ficar insuportável. Meu corpo estava a suplicar por mais toque, um toque mais aprofundado.

Ele tinha parado de repente e me olhou nos olhos e lentamente começou a se aproximar dos meus lábios. Quando faltam uns 3 centímetros para os nossos labios se juntarem ele pára de se aproximar e sorriu com um ar vitorioso.

Depois daquilo ele se deitou ao meu lado e me abraçou por trás e um leve arrepio percorreu pelo meu corpo.

Eu nao tinha entendido nada, eu simplesmente tinha ficado em choque. Eu estava muito excitado e nao me podia tocar.

- És realmente muito fraco- disse Mark que deslizou sua mão ate chegar ao cós da minha boxer e puxando o mesmo me fazendo arfar e enterrar mais a minha cabeça no travesseiro.

E daí eu adormeci.

Eu tinha acordado com o vazio na minha cama. Eu até pensei que tinha sido um sonho mas eu ainda estava com aquele ereção dentro da minha boxer.

Eu nao me queria aliviar mas tive que o fazer porque aquilo estava mesmo insuportável.

Quando acabei o serviço eu fui para a sala e vi o Mark. Ele me olhou com a mesma cara, de ignorância como se nada da noite passada tivesse acontecido.

Flashback off

- Jinyoung você está bem? Você está vermelho que nem um tomate- diz Jb fazendo com que eu saísse do meu transe.

- É... eu estou bem...eu ja volto! Vou ao banheiro- digo tocando nas minhas bochechas que estavam a escaldar.

Entro no banheiro e ligo a torneira e lavo minha cara para que volta se a cor normal.

Eu estava tão focado que nem reparei a porta do banheiro ter sido aberta. Quando eu olho para o espelho e vejo o Mark e me assunto levemente.

- O que? Eu sou assim tão feio para você se assustar desse jeito?

- Não.... é que nao vi voce entrar e você nao é feio é mais o contrário.

- Eu sei que sou- riu-se - entao porque o senhor Jinyoung está assim tão corado ?- perguntou Mark se aproximando e tocando em meu rosto- foi por se lembrar de alguma coisa?- disse Mark se aproximando de mim.

Enquanto ele se aproximava eu recuava aos poucos até sentir a parede fria do banheiro.

- É... nao, nao foi nada disso- digo com a voz tremula, eu estava muito nervoso.

- Tem a certeza? - disse Mark se aproximando quanda vez mais perto dos meus labios. Quando estávamos quase a nos beijar ele de repente desvia sua cabeça e sussurrou em meu ouvido- És  mesmo fraco...

Quando ele disse isso ele saiu de perto de mim e antes que ele fosse embora eu lhe agarrei o pulso e o puxei para mais perto de mim.Ele me olhou assustado e surpreso mas como eu nao fiz nada ele sorriu e beijou minha testa e foi porta fora para o ensaio.

Porra Mark Tuan o que tu queres?  Para de fazer essas coisas , eu estou a ficar muito confuso. Mas eu gosto desse teu jeito... controlador...


Notas Finais


Ent foi isso
Espero q tenham gostado
Serio eu nao tenho mais nada flr tem sim
Obrigado a todos vcs
Vejo vcs no próximo cap.
Kiss kiss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...