História Is love a weakness? - Capítulo 6


Escrita por: ~ e ~Sarakookie

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, Got7, TWICE
Personagens BamBam, Dahyun, Jackson, Jennie, Jihyo, Jimin, Jin, Jinyoung, Jisoo, Jungkook, Jungyeon, Mark, Mina, Momo, Nayeon, Personagens Originais, Rap Monster, Sana, Suga, Tzuyu, V, Yugyeom
Tags Bambam, Bangtan Boys, Bangtwice, Blackpink, Bts, Dahyun, Got7, Jennie, Jihyo, Jimin, Jin, Jina, Jinji, Jinmo, Jinsoo, Jinyoung, Jisoo, Jungkook, Mark, Mina, Momo, Namhyo, Namjoon, Nayeon, saida, Sana, Suga, Taehyung, Taeyeon, Twice, Tzukook, Tzuyu, Yoonnie, Yugyeom, Yuri
Visualizações 29
Palavras 2.369
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


LEIAM!!!! AVISO
ME PERDOEM. Gente me desculpa ter demorado tanto pra postar :'( !! É que eu tinha ficado doente (Tzukook_Forever: aí ela me passou germes e baracterias e eu tbm fiquei dodói :( ), aí n deu pra escrever, e dps a escola me atrapalhou tmb, e piorou. Gente o aviso importante é que nós vamos parar de postar quarta e quinta, nós não vamos mais ter um dia definido pra postar, pq vai atrazar com certeza, e as vezes nós n temos tempo pra escrever. Estou triste mas tem q ser assim. Sorry. Amo vcs e boa leitura ♥💖

Ass: @Sarakookie

Capítulo 6 - Casa misteriosa


Fanfic / Fanfiction Is love a weakness? - Capítulo 6 - Casa misteriosa

                          Nayeon off

                Sana on

Eu estava no carro com a Sra.Im e Nay. Estavamos indo para a casa delas. Eu estava com uma bolsa com algumas roupas já que havia combinado com Nay de ir dormir lá.

Sra.Im: Então Sana, o que vocês vão fazer lá em casa? Uma festinha, um trabalho, o quê? -ela parou o carro pelo semáforo estar vermelho, e me olhou pelo retrovisor sorrindo.

Sn: Vamos fazer um trabalho da escola. -retribuí o sorriso.

Sra.Im: Mas você vai dormir lá?

Sn: Se não for incomodo, vou sim.

Sra.Im: Claro que não é incomodo! Será ótimo pras duas! -ela me repreendeu. 

Percebi o seu doce tom de voz quando ela falou comigo, ela é uma pessoa gentil e amável, parece que ela superou bem a morte do marido, assim como Nayeon. Elas não gostam de falar sobre o assunto, mas eu sei que elas superaram, ou então elas desfaçam muito bem.

Depois daquela "conversa", passei o caminho todo olhando a paisagem pela janela do carro, e pensando no que eu havia vivido antes e o que eu estou vivendo agora, valeu muito a pena não ter me matado, agora eu me sinto tão segura e amada, não sofro mais, tenho muita sorte.

Alguns minutos depois

Nay: Sana?...... -ela encosta a mão em meu ombro e eu a olho imediatamente- Chegamos....vem. -ela sai do carro, logo eu também e fui até a porta.

Depois que a Sra.Im destrancou a porta entramos e eu olhei ao meu redor para apreciar o lugar.

Sn: Nay. -ela me olhou- Onde coloco minhas coisas?

Nay: Vem comigo. -ela subiu as escadas e eu a acompanhei até seu quarto- Tem um quarto de hóspedes se preferir, é que acho que fica mais fácil pra você, porque o outro quarto é no fim do corredor.

Sn: Está ótimo aqui, obrigada.

Nay: De nada. -ela sorri- Sinta-se à vontade.

Sn: Onde tomo banho? -falei pegando a toalha.

Nay: Pode tomar aqui no meu banheiro, depois eu vou.

Sn: Ok. -entrei no banheiro.

Depois do banho, me vesti e ajeitei o cabelo enquanto Nay tomava o banho dela. Peguei o meu celular e fiquei nas redes sociais.

Nay: Então, depois que terminarmos o trabalho, quer fazer o quê? -ela falou abrindo a porta do banheiro saindo do mesmo e indo em direção ao guarda-roupa o abrindo e procurando algo para vestir.

Sn: Tem Netflix?

Nay: Sim.

Sn: Bom....eu trouxe isso e....isso. -falei indo até minha mochila e pegando um pacote grande de salgadinho e algumas balas- Só não trouxe bebida.

Nay: Não tem problema, aqui tem suco e refrigerante se preferir.

Sn: Ok.

Ela voltou ao banheiro para se vestir. 

Logo ela saiu.

Sra.Im: MENINAS, ALMOÇO! -ela gritou da cozinha.

Nay: JÁ ESTAMOS INDO! -ela gritou de volta- Vamos?

Sn: Uhum. -concordei com a cabeça.

Nós descemos as escadas e eu senti o cheirinho bom da comida, parecia deliciosa. Me sentei na cadeira e me servi.

Após comermos, voltamos ao quarto para fazermos o trabalho.

                       Sana off

Um tempo depois

                       Mina on

Já eram 14:00, estava na hora de eu ir na casa de Tzu para ajudá-la a escolher a roupa do encontro, ela iria sair ás 15:30, e não sei quanto tempo demora pra ela se arrumar.

Avisei a minha mãe para aonde eu iria e saí.

Depois de alguns minutos caminhando, passei por um beco, olhei rapidamente para ele e vi três homens lá, mas um rosto me era familiar, voltei um pouco e vi Mark, me escondi atrás da parede e olhei o que eles estavam fazendo, parecia que eles estavam.....bebendo.....ele olhou para onde eu estava e eu logo me escorei totalmente na parede esperando que ele não me visse. Esperei um pouco e olhei para o beco novamente, eles continuaram bebendo e conversando, saí de lá o mais rápido o possível. 

Logo cheguei na casa de Tzu. Toquei a campainha e esperei atenderem.

                       Mina off

                       Tzuyu on

Já eram 14:15 e Mina ainda não havia chegado. Eu estava sozinha em casa, meus pais só voltariam amanhã à tarde.

Logo a campainha tocou. Corri até a porta e abri a mesma, era Mina.

Tzu: Oi, unnie! -a abraçei.

Mn: Oi Yoda! -ela retribuiu o abraço.

Tzu: Vamos entrar. -abri passagem pra ela e depois fechei a porta- Vamos logo pro meu quarto! -a puxei pelo braço- Então...pode abrir meu guarda-roupa e olhar o que tem aí.

Mn: Ok. -ela foi até o mesmo e ficou procurando alguma roupa legal- Você está realmente animada com esse encontro! -ela riu um pouco.

Tzu: Estou sim! Mas também estou muito nervosa, não sei o que vou falar com ele, queria alguém pra me auxiliar. -sentei na cama.

Mn: Acho que não sou muito boa em conselhos, mas, se eu fosse você, eu iria ser eu mesma, não iria tentar impressioná-lo, porque na maioria das vezes isso não dá certo. Você só precisa ser quem você é todo dia, se ele gosta de você do jeito que você é, por que você iria querer mudar? 

Tzu: É verdade. Obrigada pelo conselho.

                       Tzuyu off

                       Mina on

Continuei procurando uma roupa, até que achei uma blusinha de manga longa e uma saia jeans (foto do cap), virei pra ela.

Mn: Olha eu gostei dessa combinação, acho que fica legal pra sair à tarde. -ela nem olhou pra mim, ela estava pensativa- Tzu? -a mesma olhou pra mim imediatamente- Eu achei essa roupa bem bonita, acho que vai ficar legal. 

Tzu: Ah, ok, eu gostei dela. -me sentei ao seu lado.

Mn: No que você estava pensando?

Tzu: Nada não.

Mn: Tzu....você não me chamou aqui só pra isso né? Pode falar. -sorri de lado e a olhei.

Tzu: Eu estou muito preocupada com a Jihyo. Tenho medo de ela não aguentar e, sabe.....cometer suicídio. Por isso te chamei aqui, você sempre sabe o que fazer, nos ajuda sempre que pode. Queria poder fazer alguma coisa. -ela encarou o chão.

Eu não estava mais aguentando ficar calada sobre o assunto, então resolvi contar o que tinha visto o Mark fazer.

Mn: Bom.....quando eu estava vindo pra cá, vi o Mark e outros dois homens bebendo, ele olhou pra mim mas eu me escondi. Também estou com medo que ele vá bater na Jih ou que ele me reconheça na escola e venha fazer algo comigo. -ela me encarou com um olhar de preocupação.

Tzu: Temos que fazer alguma coisa, não suporto pensar que ele pode estar batendo nela agora. -ela se levantou- Vamos até a casa dela e avisá-la! -ela foi em direção a porta, mas eu a puxei.

Mn: Tzu agora não!! -ela me olhou assustada- Não podemos interferir nisso agora, nós temos que falar com ela antes de fazer algo, ela sabe do que ele é capás, nós não. Precisamos da permissão e dos conhecimentos dela sobre ele, se não podemos acabar piorando as coisas pra todo mundo. Entende? -ela concordou com a cabeça e eu a soltei devagar- Agora vá se arrumar, vai acabar se atrasando. -ela pegou a roupa e foi se trocar.

Depois que Tzu terminou de se ajeitar, eu fui pra casa e fiquei pensando no que poderiamos fazer pra ajudar Jihyo.

                       Mina off

                       Tzuyu on

Depois que Mina saiu, não demorou muito pra campainha tocar de novo. 

Fui até a porta e fiquei parada na frente da mesma já sabendo quem era. Respirei fundo tentando me acalmar e abri a porta sorrindo para Jungkook.

Jk: O-olá! -ele estava muito nervoso.

Tzu: O-oi! -eu estava quase desmaiando por causa da timidez.

Jk: Você está linda! -ele me olhou de cima abaixo.

Tzu: Obrigada, você também! 

Jk: Vamos?

Tzu: Uhum. -concordei com a cabeça, saí e fechei a porta.

Estava um clima esquisito entre nós dois, como se não nos conhecessemos, e eu estava odiando aquilo.

Tzu: Então, o que vamos fazer hoje? -ele olhou pra mim quase que imediatamente.

Jk: Não quero contar.

Tzu: Por que não?

Jk: Quero que seja surpresa, mesmo que não seja tão legal assim.

Tzu: Ok. -ri um pouco.

E lá vamos nós para o clima esquisito de novo.

Depois de um tempinho resolvi me pronunciar.

Tzu: Aish!

Jk: Que foi? -ele ficou meio assustado, provavelmante achou que eu queria voltar pra casa ou algo do tipo.

Tzu: Esse clima esquisito entre nós, não gosto disso!

Jk: Ah. Desculpa, é que eu não sei o que falar. -ele respirou fundo- Você está cansada de andar?

Tzu: Um pouco, mas não tem problema, gosto de caminhar.

Jk: Quer subir nas minhas costas?- olhei pra ele.

Tzu: Tá falando serio? -sorri.

Jk: Estou sim, mas se não quiser não precisa.

Tzu: Não, tudo bem, acho que vai ser legal ver tudo de cima. -ri e ele também.

Jk: Ok, vem. -ele se abaixou para que eu pudesse subir- Você é leve. -ele falou se levantando comigo já em suas costas.

Tzu: Isso era pra ser um elogio? -voltei a rir.

Jk: Sim,...não,....depede do seu ponto de vista! -ele riu junto comigo.

Tzu: Então vou aceitar como um elogio.

Não andamos muito, ou melhor, ele não andou muito, logo chegamos na sorveteria. 

Jk: É aqui, minha sorveteria preferida! Espero que goste. -ele me pôs com delicadeza no chão.

Tzu: O sorvete parece ser delicioso.

Jk: E é. 

Entramos na sorveteria e fomos fazer o pedido. Pedi um sundae de chocolate e ele um frozen yogurt de morango. Fomos para uma mesa e esperamos o pedido aprondar. 

Ficamos conversando sobre bobagens, até que o pedido chegou.

                       Tzuyu off

                    Jungkook on

Enquanto tomava o frozen yogurt, fiquei olhando para Tzu, ela é tão linda, mas então ela olhou pra mim e eu rapidamente desviei o olhar.

Tzu: Kookie. -voltei a olhá-la- Você melou o cantinho da boca. -tentei limpar com a língua- Ainda tá sujo. Espera. -ela pegou um guardanapo e limpou cuidadosamente o local sujo enquanto eu a encarava- Prontinho!-ela me olhou mas dessa vez eu não desviei o olhar, fazendo com que passassemos alguns segundos nos olhando- Então, eu ja terminei ,e você? -ela falou pegando o copinho do sundae e parando de me encarar.

Jk: Sim. -ela se levantou.

Tzu: Eu vou pagar. -me levantei rapidamente e puxei seu braço.

Jk: Deixa que eu faço isso.

Tzu: Certeza? Eu posso pagar.

Jk: Eu pago. -fui até o caixa. 

Tzu: Kookie eu vou ao banheiro ok?

Jk: Tudo bem, eu te espero aqui.

Ela saiu e foi até o banheiro. Quando ela saiu, uma garçonete falou com ela.

Tzu: Vamos?

Jk: Vamos.

Saimos do local e eu a levei até o carro que tinha eu havia alugado e que já estava pronto para irmos ao próximo local.

Tzu: Você não tem idade para dirigir!

Jk: Eu sei. Mas eu já aprendi, então acho que não tem problema uma única vez. Já tenho altura, pelo menos isso. -percebi que ela estava nervosa- Tzu, você confia em mim?

Tzu: Claro!

Jk: Então fica calma, nada vai acontecer. Só vamos de carro porquê o lugar para onde vamos é meio longe daqui.

Tzu: Ok. Desculpa.

Jk: Sem problema. Não tem motivo para se desculpar, mas ok. -abri a porta do carro para ela entrar, logo depois eu também entrei.

Logo chegamos.

Jk: Sim, vamos ao cinema. Quer escolher o filme? Eu dei uma olhada na internet para ver quais eram, mas achei melhor você escolher.

Tzu: Não vejo problema em virmos ao cinema, eu gosto. -ela sorriu e começou a ver os catálogos com os filmes.

Jk: E então?

Tzu: Pode ser esse? -ela apontou para um que tinha gênero de românce e trágedia.

Jk: Claro! Gosta desse tipo?

Tzu: Uhum, gosto dos sentimentos que sinto por esse tipo de filme.

Jk: Ok.

Tzu: Você quer mudar?

Jk: Não. Quero assistir esse também, quero ver se sinto a mesma coisa que você sente. -ri um pouco e ela também.

Paguei as entradas, a pipoca e o refrigerante, e então entramos na sala.

Antes do filme começar, lembrei que a garçonete da sorveteria tinha falado algo para Tzu, então redolvi perguntar o que era.

Jk: Tzu.

Tzu: Oi.

Jk: O que aquela garçonete te falou?

Tzu: Qual?

Jk: A da sorveteria.

Tzu: Ah, ela só agradeçeu por termos ido tomar sovete lá.

Jk: E você gostou?

Tzu: Adorei! Virou minha sorveteria favorita também. -ela sorriu e eu retribuí.

Logo o filme começou.

Faltava mais ou menos 30 minutos pro filme acabar e estava em uma cena que a mulher havia morrido. Olhei para Tzu, ela estava chorando, então aproximei minha mão da dela devagar, até que nossas mãos se tocaram e ela segurou fortemente a minha tentando conter o choro. Adorei aquela sensação.

Depois que o filme acabou nós voltamos para o carro. Já estava anoitecendo.

Tzu: Vamos pra casa agora?

Jk: Não, ainda tem mais um lugar em que eu quero te levar.

Tzu: Ok.

Depois de algum tempo, chegamos em uma casa um pouco isolada das pessoas. 

Tzu: Que lugar é esse?

Jk: É um lugar importante pra mim. Um lugar em que eu fico quando quero ficar sozinho. 

Tzu: Ele dá um pouco de medo.

Jk: Só por fora , eu arrumei as coisas lá dentro, é uma casa normal. Os meus pais haviam compro ela anos atrás com a intenção de alugá-la, só que não deu certo, então eles a abandonaram, e hoje eles nem lembram dela, eu sei porquê já fiz perguntas sobre ela e eles ficam confusos sem saber do que eu estou falando. Então eu venho aqui pra ficar sozinho, pensar na vida, jogar videogame, coisas do tipo.

Tzu: Uau, bela história. -ela riu.

Jk: É, mas vamos entrar, está ficando frio. -ela me acompanhou até a porta e entramos- Sabe, você é a primeira pessoa que eu trago aqui.

Tzu: Nossa, então esse lugar é realmente importante pra você, quer dizer, você nunca trouxe ninguém aqui, obrigada por me deixar ser a primeira pessoa.

Jk: Não precisa agradecer. -sorri- Vem eu quero te mostrar uma coisa. -ela me seguiu até o jardim da casa.

Tzu: Que jardim lindo! Ele é enorme! Tem várias árvores.

Jk: É sim. Mas vou te levar  pro final dele, vem.

Tzu: Ok.

Andamos um pouco, até que chegamos ao local que tinha um balanço e uma vista linda do pôr do sol.

Tzu: Uau! -ela olhou a paisagem.

Jk: Senta. -ela sentou no balanço e eu ai seu lado.

Tzu: Isso é tão lindo! -ela pegou o celular e bateu uma foto, depois colocou na câmera frontal e tirou uma selfie nossa.

Jk: Esse é o meu local preferido da casa.

Tzu: Dá pra ver porquê. -logo depois de falar, ela bocejou e encostou a cabeça em meu ombro fechando os olhos- Sabe, naquela hora que eu disse que a garçonete tinha agradecido por termos tomado sorvete lá, eu menti. -fiquei confuso- Na verdade, ela disse que nós formavamos um belo casal, e eu concordo com ela. -sorri aberto e ela adormeceu.

Espero que ela não tenha dito aquilo só pelo sono.

A peguei no colo e levei a mesma pra dentro, colocando-a na cama do quarto.


Notas Finais


Obg por ler. Beijo! (Desculpem qualquer erro)

Ass: @Sarakookie


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...