História Is that love? (Camren) - Capítulo 38


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Ally Brooke, Amor, Camila Cabello, Camren, Dinah Jane, Faculdade, Fifth Harmony, Homossexual, Lauren Jauregui, Normani Kordei, Ucla, Yuri
Exibições 859
Palavras 928
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Romance e Novela, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


E de novo eu fiquei um tempo fora.... Mas foi o que eu expliquei. O problema, é que cheguei ontem quase 21:30. Ai nao deu ora escrever. E hoje fiquei estudando pra prova. Amanhã terá outro cap. EU ONTEM FEZ 4 ANOS DE CAMREN. DIVAS MARASSSS. Me desculpem a demora e espero aue gostem, masss....
Seguinte galera eu quero começar outra fic. Dessa vez vai ter um ar mais tenso, e vai passar uma mensagem mais importante, sobre o que querem que eu escreva?

Capítulo 38 - Beber?


P.O.V. Camila

Eu não sabia se falava. Na verdade, nem sabia se eu estava correta. Apenas suspeitava de algo... Então olhei para as meninas e depois para Lauren. Fiquei alternando por um tempo e parei meu olhar em Dinah.

Camila: Lauren está preocupada!! A gente estava conversando mais cedo sobre nossos pais nos aceitarem. E ela lembrou o fato de que o pai dela é um homofóbico e a mãe extremamente religiosa - Eu olhei pra Lauren - É isso Lo? - Ela afirmou com a cabeça e permitiu que uma lágrima descesse pelo seu rosto
Normani: Oh meu amor - Mani abraçou ela de lado e acariciou seus cabelos - Não fica assim não. A gente está aqui
Dinah: Verdade Lauren. Sabe que pode contar com a gente
Lauren: Eles jamais vão me aceitar. Vão me julgar e xingar - Lauren chorava mais a cada palavra que pronunciava - Eu sempre fui a decepção e agora que eles vão me considerar isso mesmo - Ela se encolheu no colo da Mani
Ally: Olha só Laur, ter uma sexualidade que não seja hétero, não é vergonha e nem decepção nenhuma.
Lauren: Pra eles vai ser... Sempre trataram isso como piada e eu sempre xinguei... - Ela continuou chorando - E mais... Eu sempre fui chamada de masculina. Eu gostava de esportes "de meninos", odiava usar vestido e saia, jogava jogos violentos e meus amigos eram na maioria homens até o 9º. Eu fui tão julgada... - Lauren já soluçava
Camila: Olha Laur - puxei ela dos braços de Mani e encarei o fundo da imensidão verde - Estamos aqui pra TUDO. Não vamos apenas chorar, rir, lutar COM você. Faremos tudo isso POR você. Eu sempre vou te apoiar. Você conta a sua família se quiser, mas se for contar, estarei lá com você. E se precisar, brigarei com todos por nós, pelo nosso amor. - Lauren pareceu se acalmar um pouco e me abraçou
Troy: Sabe Lauren... - Ele finalmente disse algo - Às vezes temos tanto medo de nos magoar com o que os pais irão pensar, que acabamos nos magoando muito mais por esconder. E mais, por mais duros que vão ser, você mora em outro país e já é maior. Não deve satisfações à eles
Lauren: Obrigada gente, de verdade. Amo vocês - Todos sentamos ao redor dela e a abraçamos

Ficamos ali por um tempo. Apenas dando apoio aquela pessoa tão maravilhosa, mas que estava passando por um momento difícil e não conseguia se alegrar. Então, Lauren se levantou de uma vez e olhou todos nós.

Lauren: Vamos acabar com esse jogo? Eu quero beber - Lauren pegou um copo maior de Vodka e virou de uma vez
Camila: Você está doida? - eu fiquei preocupada. Ela não estava acostumada a beber nem cerveja, imagina virar doses de vodka?
Lauren: Não Camz, mas hoje eu vou beber de verdade pela primeira vez - eu olhei séria pra ela
Camila: Lauren... - ela me interrompeu
Lauren: Você sempre bebe Camila. Hoje eu vou beber, preciso esquecer os problemas
Camila: Tem razão Laur... Mas você não é acostumada. Se prepare pra ressaca
Lauren: Que seja - ela revirou os olhos e eu me sentei no sofá. Tudo o que eu poderia fazer era ficar de olho

Dinah e Mani acompanharam ela na bebida. Troy bebeu muito pouco, ficou apenas alegre. Eu e Ally tomamos refri e ficamos de olho nas três. De tempos em tempos eu dava água pra Lauren e alguns doces também.
Elas ligaram a música. Começou a tocar All in my head e Lauren dançava de um jeito que estava me matando.

Lauren: Vem Camz. Vem curtir - ela sussurrou no meu ouvido e me puxou pra pista. Lauren ainda não estava bêbada, apenas tonta. Pois parou um pouco com a Vodka e ficou na cerveja
Camila: Ama provocar, né?
Lauren: Não sabe o quanto - ela falou rebolando bem perto de mim
Camila: Aguarde... Ainda tem fim de semana aqui...
Lauren: Aguardarei.
Camila: Vamos sentar lá fora? Na varanda? Tomar um ar e conversar?
Lauren: Vamos - ela pegou mais uma garrafa de cerveja e fomos pra fora da casa
Camila: Você tá bem?
Lauren: Estou Camz. Só quero novas sensações.
Camila: Mas elas podem te custar cada, Laur. Tipo uma dor de cabeça forte pra caramba e uma noite de vômitos
Lauren: Que custem! - ela revirou os olhos
Camila: Tá né Lo... Amanhã faremos o que?
Lauren: O que quiser. Se for com você... - sorri
Camila: Vamos aproveitar muito - ela assentiu e ficamos mais um tempo conversando. Até que ela foi pra dentro de novo.

Lauren dançava e bebia demais. Eu dei água e doce pra ela, mas em um certo ponto nem isso adiantava. Então eu me sentei no canto e fiquei mexendo no celular, vendo fotos e de olho na Lauren bebendo. Mas eu dei uma cochilada de 15 minutos, e Lauren sumiu!!

Camila: Viram a Laur? - falei com Dinah
Dinah: N-naau - ela embolava tudo o que dizia

Fui até a parte de fora e me deparei com algo que parou meu coração. Eu sabia que se algo acontecesse, meu mundo acabaria. E a culpa daquilo era minha. Uma onda de medo atravessou meu corpo e eu tremi como nunca.
O corpo de Lauren estava esticado na grama. Ela não mexia um dedo e eu me aproximei com receio. Segurei sua mão e graças a Deus ela tinha pulso e estava respirando.

Camila: LAUREN!! - gritei desesperada

Porém, nada funcionou. Lauren permanecia... Inconsciente?! 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...