História Is the end of the world but not of love - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Walking Dead
Personagens Carl Grimes, Carol Peletier, Daryl Dixon, Enid, Glenn Rhee, Maggie Greene, Michonne, Negan, Paul "Jesus" Monroe, Rick Grimes
Tags Ação, Hentai, Romance, Tragedia
Visualizações 15
Palavras 751
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Romance e Novela, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Insinuação de sexo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olaaa amoresss ai esta o cap novo espero que gostem beijos..

Capítulo 27 - O que você tanto queria.


Eu: qual e eu sei que você ESTA AI Enid saia logo daí você faz muito barulho.

Digo já me irritando.

Enid: aff que ruim você em.

Diz se aproximando e sentando um pouco longe.

Eu: O que quer? Digo sem olha-la.

Ela não diz nada apenas fica encarando o lago, eu não me sentia bem com a enid perto, parece que o meu lado Mascarado há desejava mais o meu outro lado estrela não queria, era muito confuso, eu não sabia quem eu era só sabia que um lado meu queria tela, queria beija-la sentir seu cheiro seu gosto isso estava me enlouquecendo enid mexia muito com esse meu lado.

Enid: Porque você não faz o que deseja?

Ela diz me olhando e se aproximando para mais perto. Puta merda ela consegui ler pensamentos? ou o que? Não podia ceder os meus sentimentos eu tinha que ser forte.

Eu: Do que está falando garota, bebeu foi?

Enid: dá para ver pelos seus olhos que você me quer tanto quanto eu te quero.

Eu: Você está louca só pode.

Ela da um sorrisinho de lado e toca minha mão a apertando, e olhando em meus olhos com um olhar que não sei distinguir mais que mexia comigo há mexia sim.

Enid: Não seja malvado por favor, serio nesse mundo de dor e sofrimento você foi a única coisa que me fez acreditar que o amor existe.

Eu: Não quero que se iluda enid.

Puxo minha mão que ela ainda segurava.

Enid: então você não quer nada comigo? Se você falar isso eu te deixo em paz diz pra mim que não quer nada comigo.

Sim eu te queria muito mais não podia enid perdão.

A olhei nos olhos com o coração na mão e disse o que ela tanto queria ouvir.

Eu: Eu não quero enid.

Tenham certeza doeu mais em mim do que nela, vi seus olhos se encherem com umas poucas lagrimas.

Eu: não chora enid por favor puta merda não faz isso, olha eu faço o que você quiser se você parar de chorar qualquer coisa sério.

Enid: qualquer coisa mesmo? Diz limpando as lagrimas que se atreviam a cair.

Eu: sim qualquer coisa.

Enid: já que você não quer mais nada comigo me dá apenas um último beijo por favor.

Diz ela manhosa, nossa nunca tinha visto enid desse jeito ou falando nesse tom, mas o que eu iria fazer dar o beijo ou não? Claro que eu ia ne logo eu mascarado foda-se o sentimento da outra metade estrela, o que importa e o agora, e não seria nada demais só um ``último `` beijo.

Eu: ok enid, eu lhe darei o que você pede, mais não aqui.

Ela sorri e se levanta, faço o mesmo e ela sai puxando meu braço rápido e me levanto para algum lugar que não sei, já que acho que ela entendeu que eu não iria baixar minha mascara ali. Me levando para um lugar mais afastado, cegamos no local de Alexandria que não tinha visto ainda era escuro a única iluminação era de alguns postes das ruas mais não era na rua, e sim atrás de algumas casas perto das cercas.

Enid: pronto aqui ninguém ira ver você faça o combinado agora.

Dei um sorriso meio insano confesso que ela me deixa louco, como estávamos atrás de umas casas a puxo pela cintura a colocando contra a parede, ela dá leves sorrisos com a situação, aperto sua cintura e ela abaixa devagar minha máscara com suas mãos, estava escuro mal conseguimos olhar e ver um ao outro, me aproximei mais dela para o tão esperado beijo que aquela boca implorava para ter.

Eu: esse e o ultimo enid.

Enid: então deixe que seja especial.

Ela aproximasse e logo pude sentir seus lábios, o que tinha começado com um selinho inofensivo começou com um beijo de desejo, nossas línguas faziam movimentos explorando todos os lugares de nossas bocas, eu apertava sua cintura e a encostava cada vez mais na parede a apertando.

Como sempre tudo que e bom acaba então foi isso, nosso ar faltou, então tive que soltar aquela linda boca, encostamos nossas testas e enid dava mais selinhos em mim, até que eu a tirei de perto, deu para perceber que ela ficou confusa.

Enid: o que foi?

Eu: nada só acabou esse último beijo, até logo enid.

Dei as costas e sai dali cobrindo meu rosto novamente, eu realmente não queria que acabasse mais fazer o que.


Notas Finais


eae o que acharam emmm??? fiz esse cap para vocês que pediram tanto kkkk, espero que tenham gostado ate o proximo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...