História Isabella, a prostituta - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias 50 Tons de Cinza
Visualizações 166
Palavras 970
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Cuidado pra não se apaixonar pelo querido e gostoso Thamas!!!

Capítulo 4 - Capítulo 4


Ele pára o carro enfrente a casa dele , casa não, mansão, acho que isso é do tamanho de um estádio de futebol, e muito linda, principalmente o jardim, há flores de várias cores e tipos, o cheiro era muito bom, havia vários pássaros diferentes por volta, vários pés de macieira  seguindo até a casa,  sentia cheiro de hortelã, e tinha outros que não conseguia identificar, e uma grande mesa de madeira envernizado, no meio da multidão de flores, imagino que seja para alguma festa ou almoço em família, e o que deixava tudo isso mais lindo, era a grande lua que iluminava a parte de fora da casa. Sinto uma respiração no meu ouvindo.

- E muito lindo não é ?

- É tudo tão perfeito.- digo impressionada. escuto sua risada no meu cangote.

- Não tem nada mais lindo que você, Baby.

-Aposto que você diz isso pra todas.

- Nem todas. Vou pegar sua mala para modernos entrar está começando a ficar frio.

Ele tinha razão, estava começando a tremer e me arrepiar. Ele segue o caminho dos azulejos, e carregava minha mala, chegando na sala vejo que ela também é muito bonita, o chão as paredes eram de cerâmica de porcelana branca. era tudo tão limpo que podia ver meu próprio reflexo no chão, logo mais a frente tinha um enorme escada, o chão dela era transparente podia jurar que era de vidro, aqui era tudo tão lindo, sinto algo pousar sobre minha mão suavemente.

- Linda você não está me escutando chamar ? - estava tão impressionada com a beleza desse lugar que me esqueci dele.

- Me desculpe, eu me distrai, sinto muito- ele me encarava, olhava meu rosto como se tivesse algo, grandioso, começo a morder meu lábio, isso significa que estou nervoso, minha mão começa a suar e percebo que nossas mãos estão entrelaçadas, minha boca faz um pequeno barulho tirando ele de sua viagem.

- Você é tão linda não vejo a hora de beijar sua linda boca- ele da um sorriso atrevido e sexy que  deixaria qual quer mulher de calcinha molhada.

- Ficou sem graça linda ?

- Um pouco...- O que essa cara tinha que me deixava sem jeito e reação, nunca agi assim na frente de um homem, estava até mesmo com vergonha. Ele puxa minha mão e vai subindo as escadas, ao termina, logo a nossa frente a um grande corredor, com várias portas, suponho que seja todos quantos, ele dá mais alguns passos e abre a primeira porta, o quarto também era muito lindo, porcelana no chão e nas paredes e havia uma enorme cama de casal uma  estante com uma enorme televisão, e um guarda roupa grande, vai sobrar bastante espaço trouxe pouca roupa, no meio do chão tinha um grande tapete peludo preto, vejo, Thomas colocar minha mala ao lado no guarda roupa, ele aponta o dedo para uma porta grande ele dizia que ali era o banheiro.

- Agora que você sabe onde e seu quarto, vamos pra cozinha preparar algo pra gente ?

-Claro.

Ele sai do quarto e eu o sigo, até a cozinha, que também era muito linda, eu sento em um dos branquinhos e observou cada passo seu, ele pega alguns ingredientes e panelas. Pergunto um pouco sobre a vida dele. Puta merda o cara era um roteirista, e diretor, ele produziu vários filmes de sucesso como por exemplo: sobre rodas, correr ou morrer, e outros filmes ele diz que também criou uma série que está para lançar mês que vem chamada: Perdidos, essa série era uma das mais esperada pelo público. ele para de falar.

- E você ? fala um pouco da sua vida.

- bem você sabe onde eu trabalho.- digo sem graça

- Eu sei sobre seu trabalho, quero saber outras coisas, não precisa falar se não quiser.

Algo me diz que posso confiar nele.E começo a falar sobre minha vida medíocre.

-Meu pai nos abandonou anos atrás, com uma enorme hipoteca da casa pra pagar, passamos fome minha, irmã estava prestes a começar a faculdade mas teve que desistir por um tempo, eu tinha dois empregos e minha mãe um, e mesmo assim tínhamos dificuldade pagamos a hipoteca e as coisas se aliviaram minha irmã foi pra faculdade, mais um  tempo depois minhas mãe teve câncer, os remédios, medico cirurgia e tudo mais eram muito caro, então como não tinha o dinheiro pra pagar, comecei a trabalhar no bordel da minha tia eu não recebia o suficiente mais dava para poder pagar, eu trabalhava só de noite e no dia cuidava da minha mãe, quando ele estava melhor sadia,  saiu do bordel arrumei um emprego melhor que esse, mas a 6 mes atrás o câncer voltou, mas so que dessa vez pior o preço dos remédios e médico era o dobro, então voltei pro bordel, porque o salário era um pouco mais alto que o anterior, o médico disse que ela não tinha chance se viver e que os remédio só iria fazer ela ter uma morte menos dolorosa, ela só tinha uma pequena chance de viver mais só que ia ser muito cara então  Você caiu do céu- Ele me encarou por um bom tempo sua expressão, era de amor, dó e pena.

- Sinto muito minha linda- seu tom era de pena.

- Também sinto- começo a chorar.

Ele vem até mim colocou seus braços enorme em volta de mim, eu retribuo, me senti em casa nos seus braços.

- Sinto muito linda, espero que ela melhore- ele beija minha testa.

- Você fica linda até mesmo chorando. - ele me solta e continua a terminar a lasanha.

ficamos por um tempo em silêncio mais a grande curiosidade aparece novamente.

-Por que me contratou ?

- Eu já disse, por que você é linda.

- Entendo-Digo com desconfiança.

ele começa a servir a lasanha.

-Minha linda quando nos terminamos de comer , vou fuder você com todo minha força.














Notas Finais


Um pouco de drama sempre e bom!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...