História Isn't Secret Anymore - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Grey's Anatomy, Jessica Capshaw
Personagens Arizona Robbins, Calliope "Callie" Torres
Exibições 110
Palavras 2.419
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi gente, beleza? Espero que sim. Bom resolvi fazer essa one shot, depois que a minha Diva Sara assumiu sua bissexualidade, ela sera dividida em dois cap, e aqui esta o primeiro.

Capítulo 1 - One shot - parte 1


Sara estava realmente ansiosa, pois em breve ela teria um evento muito importante, fora que ela queria muito contar algo de sua vida pessoal para o público, mas ainda não teve coragem suficiente, pois ela estava se sentindo sufocada em guardar esse segredo apenas para ela. A latina nunca escondeu que apoia e tem vários projetos para ajudar a comunidade LGBT, ela coloca esse projeto como prioridade em sua vida, ela quer um mundo melhor, ela quer igualdade, ela quer que o mundo enxergue com os seus olhos, que o mundo veja da mesma maneira que ela vê. Ramirez como uma mulher que vive no mundo da mídia, apesar de ser discreta, ela tem influenciado muito as pessoas positivamente e a morena gosta muito disso. Ela caminha de mãos dadas com a solidariedade, ela sempre arruma uma jeito de ajudar o próximo de alguma forma, seja dando palestra, fazendo arrecadações, serviços comunitários, não importa ela apenas quer ajudar e incentivar que outras pessoas ajudem também.

*

Hoje era o dia em que a morena iria fazer seu discurso, a maioria das pessoas acham que a Sara e Jessica não se falam, que elas se evitam, em parte é verdade, pois elas evitam serem vistas em público, pois alguns fãs não sabem separar a ficção com a realidade fazendo com que elas ficassem constrangidas algumas vezes, por causa desse assédio todo sem noção de alguns fã, mas sempre que possível elas conversavam, trocavam mensagens, elas eram boas amigas, elas se deram bem assim que se conheceram, tiveram uma química impressionante e depois do primeiro contato elas estavam sempre dando apoio uma para a outra. E hoje não seria diferente, o telefone toca:

[-Alô? - uma voz masculina chama.

-Oi, a Sara está? - a loira pergunta do outro lado da linha.

-Sim, quem gostaria? - pergunta de volta.

-É a Jess. - responde a loira em tom suave.

-Okay, aguarde um momento que vou chama-la. - o marido da latina vai chama-la. Jessica escuta o telefone sendo colocado em cima de algo e a voz de Ryan chamando a morena.

-Hey, como você está? - a morena pergunta animada.

- Eu estou bem e você?

-Estou ansiosa, eu acabei de escrever meu discurso, na verdade eu já escrevi e reescrevi esse discurso umas dez vezes. Acho que finalmente está bom. Você quer ouvi-lo?

- Eu adoraria. - quando a morena começa a ler a primeira frase do seu discurso, um choro alto começa a ser ouvido por ambas. - Acho que vai ficar pra depois, Jo acordou, tenho que ver o que aconteceu com ela... Mas lhe desejo sorte durante o discurso. Estou torcendo por você, okay?

-Okay, obrigado pela força e por ligar...

-Não foi nada, amiga é para essas coisas. - o choro da criança parecia ter aumentado. - Agora tenho que ir mesmo, Jô esta berrando... Tchau...

-Tchau. - o telefone foi desligado.

- Eu te amo. - sussurram em uníssono quando a linha ficou muda.]

Elas não tinham coragem de dizer o que sentiam, pois quando se conheceram há alguns anos atrás Jessica era casada com Christopher e hoje não mudou muito para a loira, pois ela ainda é casada com o homem, porém houve uma mudança depois de alguns anos para a latina, hoje em dia Sara também é casada. Mas quando elas se conheceram foi amor a primeira vista, mas o sentimento ficou ali guardado a sete chave dentro das duas, nenhuma das duas queria revelar tal sentimento, ninguém queria prejudicar o relacionamento da outra, no começo Sara pensava dessa forma, pois ela iniciou na série solteira, e ficou assim durante um bom tempo, mas Jess não, ela já chegou no elenco casada, com uma família formada... Mas no momento que elas se viram, seus corações palpitaram mais forte, o primeiro ensaio, o primeiro beijo dentro do banheiro entre suas personagens, fez algo mudar dentro de ambas. Mas infelizmente isso não era o suficiente para que elas assumissem o sentimento que sentiam. Afinal era melhor terem uma amizade do que nada.

*

A noite chegou e a hora do evento começar estava bem próximo, Sara já estava com seu novo visual, seu cabelo curto, com um topete jogado para o lado e as laterais raspadas, pois algumas semanas atrás ela havia doado seu cabelo para uma instituição de crianças com câncer, ela estava simples, uma camiseta da ONG, com uma calça branca e um blazer preto, mesmo estando simples, ela estava radiante e incrivelmente fabulosa. Ryan resolveu acompanha-la, ela queria muito que hoje desse tudo certo, que tudo saísse como havia planejado durante dias. Ela sentou na platéia e esperou com toda paciência a sua vez, ouviu cada depoimento, cada história de vida, ela chorou, sorrio, se emocionou, com cada um que subiu ao palco e contou sua história. Até que chegou a sua vez, o mestre de cerimônia a chamou e ela subiu ao palco e encarou aquela multidão, ela estava nervosa, olhou para seu marido e sorriu nervosa, a morena buscou em seus olhos a paz que almejava naquele momento, porém não a encontrou, então ela decidiu seguir em frente e começar seu discurso.

-Boa noite, eu gostaria de agradecer a todos que compareceram hoje, vocês estarem aqui é muito importante... - Sara olha para cada um ou pelo menos tentou olhar, pois tinha muita gente. - Bom...Muitos dos nossos jovens que estão morando nas ruas são jovens cujas vidas se esbarram em cruzamentos de identidade de gênero, de expressão de gênero, raça, classe social, orientação sexual, religião e cidadania. - ela inicia seu discurso e ao passar os olhos na platéia ela encontra os olhos de safira que sempre lhe deu paz e conforto, a loira havia lhe feito uma surpresa, apareceu de última hora, Capshaw não queria perder o grande momento de sua amada amiga, por mais que seja uma amor secreto, que só ela sabe o que sente, ela foi prestigia-la, mesmo fazendo o papel de amiga, mas no fundo ela queria estar no lugar de Ryan, sentado ao seu lado assim que chegaram ao evento, para ficar próximo do palco e admira-la bem de perto. - E, por causa dos cruzamentos que existem em minha própria vida: mulher, mulher multirracial, mulher 'de cor', estrangeira, bissexual. - revelou olhando diretamente nos olhos de Jessica. A loira sentiu o chão sumir diante dos seus pés, ela nunca imaginou que Sara falaria isso assim, durante um discurso, pois a morena sempre foi discreta com sua vida pessoal. A latina por sua vez, não ia citar essa parte de sua vida, que nem seu marido mesmo sabia, ela simplesmente tomou coragem de se abrir e mostrar para Jessica que ela sempre esteve ali por ela, sempre a desejou, a amou secretamente.- Mexicana-irlandesa americana, imigrante, e criada por famílias fortemente enraizadas no catolicismo, estou profundamente investida em projetos que permitem que as vozes de nossos jovens sejam ouvidas, e que apoiam esses jovens a serem os donos de suas próprias complexas narrativas para que possa-mos ajudar da maneira que eles precisam. - concluiu. Aplausos e assobios eram dados para a latina que sorria. - Obrigada. - agradeceu. - Eu só queria acrescentar uma coisa muito importante, na verdade é uma observação... - os aplausos sumiram e as pessoas voltaram a prestar a atenção na morena. - A parte da minha bissexualidade não era algo programado para que eu revelasse hoje, pois nem meu marido sabia, mas era algo que vem me sufocando há muito tempo, algo que eu havia descoberto alguns anos atrás quando conheci uma linda mulher, que possui o sorriso mais lindo do mundo, que possuí o olhar mais penetrante e cheio de amor que já vi, eu amo meu marido, mas também amo muito essa mulher, embora ela e eu sejamos casadas com homens maravilhosos, eu ainda a amo, e gostaria muito que ela soubesse disso, ela não está aqui... - mentiu. - Mas eu sei que ela deveria saber disso. - quando a morena desvia seu olha da loira para o marido, ela vê o homem com uma carranca no rosto, é com toda razão, porém a morena não se importou, ela queria simplesmente colocar aquele sentimento guardado por anos para fora. Seus olhos voltou a se conectar com a loira. - Eu adoraria muito revelar quem é essa pessoa, mas por ela também ser famosa, devo respeitar sua vida pessoal, então manterei o sigilo. - concluiu. A loira ficou ali parada enquanto as pessoas voltaram a aplaudi-la e outras cochicharem, mas nada daquilo fora ouvido, pois ela conseguiu ler os lábios da loira, que soltou um "eu também te amo," mudo. E pra ela aquilo bastou pois ela sentiu como se tivesse entrado no paraíso, pois ela não consegui ouvir nada ao redor, parecia que havia apenas as duas naquele ambiente.

 

Após a revelação da sua bissexualidade Sara era capa de vários sites, revistas, mas o que a mídia realmente queria saber era: "quem era a mulher que Sara havia falado durante seu discurso? Quem era a mulher que ela amava?" Vários nomes surgiram, tweets de alguns fãs de Sara pedia para que Jessica se assumisse logo, pois eles já sabiam que a latina falava da loira em seu discurso. Sara foi entrevistada algumas vezes e em todas entrevistas os reporteis entravam no assunto de sua bissexualidade e emendavam na pergunta: " Quem é a mulher que tem seu amor, assim como seu marido?" Sara apenas se negava a responder a pergunta, mudando de assunto, focando em seus projetos.

Ryan, por sua vez não ficou nada feliz com o discurso da esposa, eles brigaram e o homem se negou a sair com a morena por algum tempo, até a poeira abaixar. Ryan odiava câmeras, odiava aparecer, não era uma pessoa simpática, que sabia ser gentil, ele parecia mais um bonequinho de luxo que Sara usava para se exibir e dizer que tinha um marido. No começo da relação o homem parecia um príncipe, sempre fazendo surpresas, sempre agradando, sempre buscando uma forma de fazer algo diferente para agradar sua mulher.

Alguns dias se passaram e Sara continuou com a divulgação de seus projetos, teve alguns encontros para acertar os últimos detalhes com alguns amigos e parceiros, como Cindy Lauper e Daniela... Hoje teria um jantar beneficente, onde eles arrecadariam fundos para um lar de crianças e adolescentes trans que foram rejeitados por seus pais. Sara não aguentava mais ficar sem notícia de Jessica, então a morena resolveu ligar para a loira:

[- Jess? - chamou.

-Não aqui é o Luke, quem é? - perguntou o garoto.

-Hey garoto, tudo bem? Aqui é a Sara, sua mãe está?

-Aham, ela tá dando mama pra Jô, eu nunca vi um bebê comer tanto. - diz o menino em tom divertido e Sara ri do modo que o garoto falou. - Espera só um pouquinho que eu vou levar o celular até ela. - a linha fica muda por alguns segundos, mas logo ela ouve passos rápidos e depois algumas pisadas fortes. Então a morena supôs que o garoto havia corrido subindo a escada até o andar superior da casa. Ela tem certeza que o garoto havia feito, pois ouviu uma voz um pouco sem fôlego falando com a loira. - Sara? - chama.

-Oi, tudo bem? Eu... Eu queria saber como você está, não nos falamos desde aquele dia. - disse um pouco nervosa.

-Ai, Sara me desculpa, mas Jô esteve gripada e os dentinhos dela começou a nascer, ela ficou enjoada, não tive tempo pra nada. - falou um pouco culpada. Pois ela queria ter ligado, mas não teve coragem, principalmente depois do que houve.

- Eu queria te ver, estou com saudades... - confessou a morena. Sara queria ver a loira nem que fosse como amiga, como ela estava fazendo todos esses anos.

- Eu também quero, mas acho que vai ser impossível, Christopher está em casa e depois que você falou da sua bissexualidade, alguns fãs encheu o saco dele e ele ta puto da vida. Por mais que tente contornar essa situação ele resiste de alguma forma.

-Bom, hoje tem um jantar beneficente, vocês poderiam vir e mostrar para esse povo que ele não está nem ai, para o que falaram, o que você acha? - jogou a ideia. - Eu estou morrendo de saudades, pensa com carinho.

- Eu vou pensar... Vou ver se consigo convencer a fera de ir hoje... Beijos, tenho que desligar, Poppy esta brigando com a Eve.

-Beijos e ate mais...]

Sara imaginou que o clima seria mais tenso entre elas, JCap não disse com todas as letras naquele momento que a amava, mas recordou do dia em que fez o discurso, ela conseguiu ler perfeitamente os lábios da loira e neles diziam "eu também te amo." ela não estava louca ou será que estava? Talvez louca de amor, mas nada que seja tão trágico, se o amor não lhe enlouquecer de alguma forma, não é amor. Depois da loira pensar em como chegar em seu marido e depois de uma longa conversa conseguiu contornar o homem que concordou em ir para o evento.

 

Um enorme tapete vermelho estava estendido no chão, para que os convidados desfilassem em suas roupas de grifes, Sara foi uma das primeiras que chegou, pois ela era a anfitriã, a morena estava com um vestido preto acima do joelho e botas da mesma cor. A latina cumprimentou as pessoas que chegaram algum tempo depois dela e Ryan, posou para algumas fotos,fez presença ao lado do marido que sorria para as câmeras, apesar de não gostar muito, mas ele queria tirar os holofotes dos boatos em que eles estariam em crise, que iriam se separar, Sara por ser discreta, entrou nesse jogo, ela não estava muito afim de mais fofocas sobre sua vida. As horas se passaram e amorena já estava preocupada, pois até o momento Jessica ainda não havia chego,ela já estava ficando inquieta, hora ou outra ela procurava a loira pelo salão,olhava o celular, para ver se não tinha chego alguma mensagem ou ligação perdida. As atrações eram apresentada por um amigo e eis que ele a chama para cantar, a loira sobe ao palco e faz sua performance, jamais deixando de procurar a loira entre a multidão. Quando a música estava chegando ao fim ela avista de longe sua loira chegar acompanhada do marido, Jessica estava com um vestido vermelho frente única que tinha um decote bem generoso, deixando seus seios fartos em evidência. 


Notas Finais


E ai, o que vocês acharam? Não deixem de comentar.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...