História Isso não é uma simples escola - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Asuma Sarutobi, Deidara, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Karin, Kiba Inuzuka, Kin Tsuchi, Matsuri, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Rock Lee, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shino Aburame, Shion, Tayuya, Temari, TenTen Mitsashi, Tsunade Senju
Tags Gaaino, Kibaten, Naruhina, Nejiten, Sasusaku, Shikatema
Exibições 81
Palavras 2.475
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Festa, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Como eu disse tenho prova hoje então vou postar antes de ir. Terminei esse cap ontem p postar hoje. Espero que gostem.

Capítulo 15 - Eu cuido de você


Hinata On

Eu estava conversando com o Gaara sobre tudo que tem acontecido com a gente, ele parece ser um garoto super durão mas nem é tanto assim, ele só não sabe como demonstrar direito o que ele sente. Fiquei muito feliz de saber que ele realmente sente algo pela Ino, ela pode ser um pouco exagerada quando quer mas ela é uma das melhores pessoas que eu conheci aqui, tem sido muito divertido estudar aqui, depois de tudo isso eu descobri que agora o Gaara era meu amigo também, Gaara e Ino eram o meu casal protegido, eles eram uma dupla incrível. Tudo que ele era de ruim ela era de boa e isso com toda certeza faria dos dois pessoas melhores.

Eu vi a Sakura saindo do banheiro com uma cara de chateada e logo atrás saiu Tenten com uma cara de desesperada correndo atrás da Sakura. Eu pude ter certeza que algo tinha acontecido, só não conseguia imaginar o que.

-Até qualquer hora Gaara, preciso ver o que elas aprontaram, caso contrário vão acabar se matando.

-Vai lá.

-Hinata!

Era o Gaara.

-Obrigada por não ser como as outras... E se Você encontrar minha... quer dizer, a Ino. Diz que eu quero falar com ela.

Ele tinha ficado um pouco vermelho com a palavra que ele havia falado. Minha. Essa palavra disse muitos mais do que um simples significado de posse.

Eu cheguei perto das duas que estavam conversando magoadas.

-Sakura, ele me beijou. Eu não queria.

-Eu não te culpo Tenten, mas... por que ele fez isso?

-Acho que ele sabia que era você que estava vindo.

-Ele queria me magoar?

-Vocês duas, podem me dizer o que aconteceu?

Eu perguntei olhando para elas tentando amenizar um pouco a situação que elas se encontravam.

-Eu estava indo beber água e o Sasuke estava lá com cara de cu, então eu perguntei o que estava acontecendo e ele estava pensando que ele estava sobrando. Então eu disse que ele estava afim da Sakura, e ai ele não sabia o que fazer para mostrar pra ela. E quando ele a viu entrando lá me beijou para fazer ciúmes nela.

-É. E eu encontrei ele agarrando ela e não quis ficar lá para ver.

Falou ela tristonha.

-Isso é complicado. Mas eu não entendo, a Sakura não está pegando o Itachi? Por que o Sasuke a quer?

Perguntei a Tenten.

-Ele gosta dela mesmo assim.

Respondeu Tenten.

-Ok, até agora eu entendi. Mas por que ele te beijou Tenten?

- Por que eu sou uma das poucas de nós que esta mal resolvida.

Falou ela um pouco tocada e alterada.

-Mas você esta com o Neji, não é?

Perguntei.

Sakura a olhou incrédula.

-Como assim? Era o Kiba ! Não era?

Tenten revirou os olhos.

-Estão vendo por que ele me beijou?

Ok, isso realmente fazia sentido, ela era a menos pior de todas nós. Ele não teria como arrumar uma briga por ela porque eles não fizeram nada para provar que ela era de algum deles. Mas mesmo assim ele sabe que vai ser bem pior tentar algo com ela porque tem dois correndo atras já. Ou quase isso né, já que o Neji é um pateta.

-Ok, vamos resolver isso. A culpa não é de nenhuma de vocês, a culpa é toda do Sasuke. Sakura continue com o Itachi que foi o único que demonstrou um sentimento por você de maneira certa. E Tenten tente por favor resolver essa sua dúvida absurda entre o Neji e o Kiba.

Elas confirmam com a cabeça e sairam andando conversado sobre o que elas fariam para mostrar para o Sasuke que ele não pode fazer o que quer com elas e ficar por isso mesmo.

Coitado, por mais que a Tenten seja um doce de pessoa ela é vingativa. E ele iria descobrir isso.

Logo senti alguém me abraçando por trás. Me subiu um arrepio pela espinha.

-Como esta minha Hinatinha?

Naruto me perguntava sorrindo cafageste.

-Muito bem. Agora desgruda de mim seu tarado.

-Olha o respeito, o tarado aqui cuidou muito bem de você...

-Por que isso saindo de você nesse tom soa tão pornográfico?

Falei sorrindo divertida.

-Olha, pensei que fosse santinha demais para saber o que é isso.

Falou ele me prensando contra a parede respirando bem próximo ao meu ouvido.

-Não está nervosa. Está Hinatinha?

Perguntou ele se aproximando do meu pescoço.

O que eu ia fazer? Eu estava ficando apavorada com ele agindo assim comigo. Como ele conseguia ser tão cafageste e gostoso ao mesmo tempo.

-Por que eu estaria?

Perguntei tentando manter meu auto controle.

-Não sei. Me diga você, fiquei sabendo que não resiste a mim.

Sorri vitoriosa. Afastei ele alguns milímetros e aproximei meu rosto do dele.

-Verdade? Pensei que VOCÊ, Não resistisse a mim.

Falei chegando mais próxima.

-O que te faz achar isso?

Perguntou a poucos centímetros de mim.

-É simples. A gente faz um jogo, se eu não te tocar você não me toca.

-Que injusto.

Falou sorrindo próximo a mim.

Eu aproximei meus lábios até os dele mas não toquei neles. Sentia a respiração dele próxima a mim. Estava ficando um pouco descompassada.

-O que foi Naruto? Não está nervoso esta? Já que eu não tenho nenhum efeito sobre você.

Falei assoprando o pescoço dele e o vi se arrepiar.

-O que foi?

Cheguei mais próxima e a pontinha do meu nariz tocou o pescoço dele. DROGA!

Ele chocou o corpo dele no meu.

-Me tocou Hinatinha.

Falou isso antes de me dar um beijo.

Ah, nossa, dessa vez estava muito melhor que antes, eu estava sóbria e ciente do que eu estava fazendo. Eu o beijava quase que desesperada, aqueles joguinhos estavam me deixando nervosa. Não iria conseguir passar muito tempo sem beija-lo. Sentia sua língua passar em meus lábios enquanto ele me dava uma leve mordida.

MEU DEUS! ESSE LOIRO ME MATA!

Senti que estava ficando sem ar. Ele também estava. Nos separamos e vi um sorriso brotar em seus lábios que estavam um pouco vermelhos depois do beijo.

-Você fica bem gostosa sem graça!

Falou ele me deixando muito vermelha.

-Viu.

Falou fazendo carinho em meu rosto.

-Não se preocupe. Eu não vou fazer nada que você não queira... Se quiser, sabe onde me achar.

Eu fiquei perplexa. Do que ele estava falando afinal? Eu senti algo por ele, mas naquele momento eu não conseguia distinguir se o que ele disse havia sido de um jeito bom ou ruim.

Loiro idiota, seria muito mais facil se você dissesse tudo o que se passa dentro dessa sua cabeça oca.

Hinata Off

Ino On

Eu tinha vindo comprar um refrigerante e depois voltaria na quadra para encontrar com a Hinata. Eu estava morrendo de sede. Não que refrigerante mate a minha sede, mas eu amava refrigerante. Acho que no fundo eu era louca por qualquer coisa que tivesse muito açúcar. Eu ja tive muitos problemas com isso, então durante um tempo eu evitei esse tipo de coisa, mas eu voltei a tomar depois de um tempo.

Quando cheguei no portão da quadra Naruto passou por mim com uma cara de idiota maior que o normal. Fora que os lábios dele estavam mais vermelhos que o normal. Já imagino o que ele estava fazendo.

Quando entrei dentro da quadra Hinata estava escorada na parede com cara de taxo e com os lábios inchados.

Coincidência, não?

-Relaxa Hina, a parede não vai cair. Não precisa ficar segurando.

-Foi mal Ino, é que eu estava pensando.

-Sei, deixa eu ver se eu acerto. Em um certo loiro de olhos azuis, que adora a cor laranja e que tem cabelos loiros e tem uma pele bronzeada...

-Ta bom. Chega, entendi.

Respondeu ela ficando um pouco vermelha com tudo que eu havia falado de Naruto.

-A propósito, ele beija bem?

Perguntei dando um sorriso sapeca.

-Não sei. O Gaara beija?

-Ai, grossa.

-Relaxa loira. Ele é só seu. A propósito ele quer falar com a loira DELE.

Falou ela dando ênfase no "dele" e eu acabei ficando envergonhada.

-D-dele ? De onde tirou i-isso?

Eu gaguejei, socorro. Eu gaguejei. Isso nunca acontece.

-Ele falou.

Pronto, agora eu virei um pimentão.

-Ok. Depois eu falo com ele.

-Nananina não. Vai lá falar com o SEU ruivo.

Assenti com a cabeça e andei em direção aonde ele estava, ele estava sentado debaixo de uma árvore olhando para o céu.

Ele era tão lindo , por mais que eu tente eu não consigo evitar de vê- lo ele era como um garoto dos sonhos... Dos meus sonhos, era estranho porque eu nunca quis ficar tão proxima assim de alguém, porquê eu poderia me machucar. Mas o Gaara era completamente diferente dos outros meninos que eu conheci antes do ensino médio. Ele não explanava tudo que acontecia entre a gente, Não queria me usar como um troféu qualquer.

Eu estava petrificafa, Não conseguia mover meu corpo, só conseguia olhar para aqueles olhos cor de água e para aqueles cabelos cor de sangue. Ate que os olhos dele se econtraram junto aos meus.

-Perdeu algo em mim?

Perguntou dando um pequeno sorriso de canto.

-Acho que sim, ainda não tenho certeza.

Falei me sentando ao lado dele e oferecendo um pouco do meu refrigerante para ele. Ele bebeu um pouco da lata e me devolveu.

-A Hinata disse que você estava querendo falar comigo.

-Não queria falar com você.

Eu olhei para ele confusa.

-Então por que ela disse que você queria me ver?

-Ahh! Agora você disse certo loira. Eu queria ver você. Ou melhor eu queria fazer algo bem mais interessante .

Falou ele aproximando o rosto do meu.

Por mais que eu tentasse evitar ele, eu não conseguia, era como se ele fosse algo forte. Ele era meu imã.

Eu senti os lábios dele tocarem os meus. Eu estava estática, fechei meus olhos e me permitir sentir o momento, eu queria estar ali com ele, eu queria beija-lo, eu queria abraça-lo, eu queria que ele fosse meu. Só meu.

Eu sentia os lábios dele, eram quentes, ele beijava muito bem, eu Não estava sobre efeito do álcool e nem estava ficando com ele porquê não tinha ninguém para beijar. Estava beijando ele porquê eu queria. Eu queria ELE. Eu queria o beijo DELE.

Sentia sua respiração. Sentia sua língua brigando com a minha por espaço. Sentia suas mãos em mim, subindo e descendo pelas minhas costas. Sentia que por um momento eu estaria feliz de ficar só com ele ali, naquele momento era só nós dois, sem ninguém para atrapalhar.

Eu estava com vontade de sair gritando para quem quisesse ouvir e para quem não quisesse também.

EU ESTOU COM O GAARA SUAS RAPARIGAS, NINGUÉM VAI TOCAR NELE. ELE É MEU. EU SOU A LOIRA DELE HAHAHA.

Mas por mais que isso seja algo muito tentador, eu tinha algo muito mais tentador a fazer. Dar uns beijos no meu ruivo.

Depois de algum tempo dando muitos beijos e falando muitas besteiras. Bem quentes por sinal.

Paramos. E agora conversávamos normal.

-Eu não consigo entender. Por que você era tão ruim como a Temari disse?

Ele me parecia pensativo.

-Se eu te contar promete para mim que não vai contar a ninguém?

-Prometo, incluse eu te conto o meu maior segredo também.

-E qual seria?

-Você primeiro ruivo.

-Bom, vamos lá. Quando eu era pequeno as pessoas diziam que eu era estranho e feio, que eu tinha cara de psicopata. E então um dia eles marcaram de me bater e aí eu no desespero acabei empurrando um deles e ele caiu e bateu com a cabeça e ficou inconsciente durante meses e todos me chamavam de assassino mesmo tendo apanhado muito. Eles diziam que eu não tinha apanhado o suficiente.

-Nossa, sinto muito Gaara. Eu não sabia.

Falei dando um abraço nele que estava gelado e pela primeira vez eu senti que ele estava com frio e com medo. Mesmo que ele não demonstrasse.

-E Você? Tem um segredo pior que o meu?

-Na verdade eu não feri ninguém. O que aconteceu comigo foi que quando eu tinha 12 para 13 anos eu era gordinha então as meninas da minha escola acabavam implicando muito comigo e eu fui ficando com aquilo na cabeça e minha mãe acabou me levando para um psicologo que disse que eu tinha Bulimia nervosa.

Ele me olhou espantado e perguntou.

- Mas isso não é aquela doença que as pessoas ficam sem comer?

-Não. É pior, é quando elas comem muito e vomitam tudo depois.

-Ino, por que você fazia isso com você? Eu duvido que você fosse uma garota feia.

-Eu era gorda. Eu estava cansada de todas aquelas piadinhas horriveis sobre mim e sobre o meu corpo. Eu só conseguia sentir medo e me afundar cada vez mais nesse inferno. Era escuro Gaara. Tinha cheiro ruim, gosto ruim e mesmo assim era inevitável que eu o fizesse.

Falei ja aos prantos enquato ele me abraçava.

-Mas você melhorou?

-Depende, eu estou melhor, faz alguns meses que eu parei de fazer isso, mas é só algo ruim acontecer que eu provavelmente vou fazer tudo de novo. Acabou virando um vício incontrolável.

Ele me deitou no colo dele ficou fazendo carinho no meu cabelo e falando palavras bonitas que ninguém nunca havia me dito, mesmo enquanto se diziam preocupados.

-você, Ino, é a garota mais bonita que eu conheci durante anos estudando nessa escola. E quando eu estudava na outra também. Nunca vi uma garota tão linda feito você. Acho um absurdo que você faça isso consigo mesma.

-Queria que isso fosse verdade.

-E eu queria que não fosse. Queria que você não tivesse se tornado tão importante pra mim em uma semana. Queria que você não fosse tão bonita ao ponto de me deixar sem palavras so de me olhar com esses olhos. Queria que não tivesse se tornado essencial na minha vida. Mas aconteceu de você ser tudo o que eu tinha medo, Você é o meu pesadelo e o meu sonho ao mesmo tempo. Tenho medo de você porque nunca senti por ninguém o que eu sinto por você. Nunca alguém foi tão importante quanto o ar que eu respiro. Nunca encontrei uma garota que me deixasse sem ar como você. Acredite Ino. Você é muito mais do que o que as pessoas dizem que você é.

Eu estava chorando desesperada no colo do Gaara. Eu não conseguia parar por nada, era algo incontrolável.

-Eu vou cuidar de você como ninguém cuidou antes.

Falou ele enquanto me dava um beijo na testa. Eu ainda estava chorando, mas agora me sentia aliviada. Por ele não ter vindo com quatro pedras na mão. Pela primeira vez eu não senti vontade de me esconder, ele me olhava calmo e carinhoso. Era inevitável, eu sabia que estava me apaixonando por ele. E eu não conseguia parar.

Ino Off


Notas Finais


Esse foi um cap q eu adorei escrever. Espero que gostem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...