História It ain't me - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Selena Gomez
Personagens Justin Bieber, Selena Gomez
Visualizações 68
Palavras 2.282
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


regrinha de sempre: LEIA AS NOTAS FINAIS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

boa leitura.

Capítulo 4 - Don't say goodbye, please.


Fanfic / Fanfiction It ain't me - Capítulo 4 - Don't say goodbye, please.

Você não pode fazer isso comigo, cada palavra sua é como um tapa-olho, escondendo a verdade e rasgando-me. Corta-me, me faz parecer louca, eu odeio tudo. Deixe-me ir embora agora, eu te odeio.

Movimento minha mão pela extensão do copo liso de vidro, pego-o e o balanço lentamente observando o liquido ser chacoalhado, levo o copo ate minha boca e bebo um pouco do wisky, sinto a pequena onda de calor passar por toda a extensão do meu corpo assim que o álcool entrou em contato com o meu inferior.

Levanto meu olhar e passo a observar a enorme sala branca, o silencio é o melhor companheiro dessa noite. As poucas luzes acessas apenas na sala, clareava o espaço, apenas o suficiente para que percebessem que tinha alguém ali.

Meu corpo esta sobre a poltrona que fica direcionada a porta central, desde que cheguei em casa, meu corpo me traiu em preocupação e de certa forma, não conseguiria sair dali ate que meus olhos capturassem ela chegando.

Selena é uma maldita filha da puta, que mesmo eu sentindo um enorme ódio pela mesma, não conseguia deixar de me preocupar com ela. Afinal foram cinco anos, cinco anos vivendo apenas do seu lado e amando todos os seus detalhes e toda a sua atmosfera amorosa.

Por mais que tentasse, é impossível deixar de amar Selena Marie Bieber.

Toda a historia do nosso relacionamento, todos os momentos e os “eu te amo” são um motivo extremamente grande para não deixar de ama-la. Selena foi a minha primeira em questão de tudo, primeiro amor, primeiro beijo, primeira relação amorosa e primeiro Eu te amo. Mas de algum jeito, não posso continuar tudo isso apenas por conta de momentos e uma paixão adolescente.

Encarando a realidade adulta agora, posso afirmar com toda certeza, de que, meu casamento com Lena era mantido apenas por aquela chama de amor adolescente.

Mas em certo momento da vida, essa chama se apagou e eu me perdi, perdi todo o amor por ela e apenas mantive o cansaço.

Eu estou tão cansado dessa vadia.

Cansado de todas essas confusões que ela faz, de todos os dramas e de todos os choros. Gomez é a pessoa mais insuportável que eu conheço, se eu pudesse, voltaria no dia em que a conheci e teria ficado apenas em minha cama.

Assim esse desastre de vida nunca teria acontecido.

Garota fudida do caralho.

O fato é, apenas mantenho essa porra de casamento pelo status que temos, afinal, um casal jovem e bem sucedido nos trás mais dinheiro do que ambos separados. Um casal em frente a mídia, a família e a todos aqueles considerados como próximos a nós. Por que, por trás da câmera e de toda aquela falsidade, apenas temos eu saindo todas as noites enquanto Selena finge estar dormindo e começa com todo aquele choro insuportável.

Não é surpresa para ela de que eu a atraio, todas as noites assim que passo por aquela porta, preciso aliviar-me com outras já que o corpo da minha querida esposa não me atrai mais.

Como eu me sinto sobre tudo isso? normal, a culpa não é minha se Selena se tornou desinteressante durante todo esse tempo.

Aperto o copo de vidro, que agora esta vazio, e conto ate dez tentando a todo custo controlar a grande irritação que instalou em meu corpo, é tudo culpa dela, se a minha vida é fodida agora, a culpa é inteiramente dela.

Jogo o copo em direção à parede e o barulho do vidro sendo estilhaçado, trouxe uma pequena paz para minha mente, por mais que, certa parte do meu corpo, queria que aquela parede fosse Selena.

Não que eu tivesse coragem de bater nela, longe de mim.

Talvez dar apenas um apavoro.

Meus olhos encararam a maçaneta da porta, o barulho do trinco em meio a todo aquele silencio, despertou a minha atenção. Meu coração acelerou de leve, a ansiedade de um modo na qual eu não faço ideia de como explicar, apoderou-se de todo o meu corpo. A porta é aberta e o corpo do meu melhor amigo apareceu, franzi o cenho em confusão ao vê-lo na porta.

Era obvio que eu não estava esperando por ele.

— O que esta fazendo aqui? –Perguntei e com a iluminação fraca, pude ver o rosto de Ryan completamente vermelho, um sinal de raiva.

Olhou para minha direção e começou a caminhar, conseguia sentir seus passos forte sobre o chão, Ryan está completamente furioso.

— O que esta acontecendo com você Justin? Olha a merda que você fez com ela. –Se aproximou e me levantou da poltrona. É obvio que aquela inútil chamou outros para se defender.

— Não se meta em assuntos de casal, Ryan. Ela não deveria ter procurado sua ajuda.

— E você queria que ela fizesse o que? Prestou atenção na onde você a largou? Esquece Justin, eu cansei de ver você a maltratando e fingindo que esta tudo bem, chega.

— Você se cansou, mas ela não, muito pelo contrario, a mesma continua morando nessa casa, dormindo na mesma cama que eu, continuo usando aquela aliança no dedo. Se ela ainda esta aqui Ryan, por que se mete? Sua amiga não é um anjo, a porta do inferno esta sempre aberta para ela, mas não, ela fica. –Fiquei cara a cara com ele, é a primeira vez em que brigamos e seria por culpa dela, tudo é culpa dela. —Deveria tomar cuidado com o tipo de vagabunda na qual você defende.

Respondo em puro sacarmos, o sorriso em meu rosto ao pronunciar tais palavras denunciava isso. O mesmo sorriso que foi apagado ao sentir meu olho ser atingido, aquele idiota havia me batido, que belo exemplo de amigo. Gargalho debochado e descrendo de que aquilo tinha realmente acontecido.

— Vem na minha casa, me fala coisas sem noção e ainda me bate? A que nível chegou Ryan?

— A que nível você chegou Justin? Eu cansei de ver você agindo assim. Chega, não procure mais por Selena, essa merda de casamento termina aqui.

— Como se isso fosse uma decisão sua, some da minha casa e fala para Selena voltar.

— Não espere por ela, Bieber. –Encarou e saiu da minha frente, não antes de fazer o famoso “tombar de ombros”. Garoto infantil.

Caminho ate a porta e a tranco, mesmo que tivesse pedido, tenho total consciência de que Ryan não vai deixar Selena voltar, não hoje. Talvez isso fosse o melhor a se fazer, vai que o destino esta me dando uma chance de me livrar de todo esse peso e finalmente ser feliz.

Longe dela.

Minha mente é trairá, apesar de todo ódio, grande parte do meu tempo eu passava pensando nela. Mesmo que sejam as piores coisas do mundo, eu pensava. É, o destino não quer me dar uma chance, muito pelo contrario.

Apago as luzes e me direciono as escadas, aos poucos e devagar, o silencio era absurdamente grande. Avisto a porta do nosso quarto e adentro no local, a cama ainda esta arrumada e não ver o corpo ali me deu uma pequena sensação de perca.

Meus sentimentos são confusos e perplexos demais para que eu entenda.

Suspiro e sento sobre a cama, o quarto estava frio e a cama se igualava ao quarto.

Tateio a mão sobre o bolso traseiro da minha calça e procuro pelo aparelho celular, se Selena não iria vir ate mim, eu iria ate Selena. Esta na hora de dar um basta em toda essa situação.

Movo meu dedo sobre a superfície digital, em busca pelo seu contato que ainda esta salvo como “amor”. Não ligava para isso, é o menos importante em toda essa situação.

Cliquei no contato e rapidamente a tela acendeu indicando que estava fazendo a ligação, por um descuido, havia deixado o telefone dela sobre sua bolsa, mas tenho certeza de que ela não sabe disso. Ao menos espero que ela atenda essa ligação.

A voz eletrônica se pronunciou informando que a ligação está sendo feita, suspirei novamente e meus dedos apertaram o telefone com força ao perceber que Selena não atendia. 10 vezes, tentei ligar dez vezes, a voz eletrônica era quase como uma melhor amiga minha de tanto que escutou meus múrmuros e gritos enraivecidos. Tento uma ultima vez, e no terceiro toque, a linha chiou e em seguida ficou em silencio. Selena havia atendido.  

—Ei amor, só queria ligar para dizer que, eu te amo muito e que você é o amor da minha vida. –Iniciei a conversa, mordo meu lábio querendo segurar a vontade de gritar, iria ser um pesadelo vestido de sonho ate que ela voltasse para casa.

— O que quer Justin? –Perguntou com a voz baixa, como sempre.

—Volte para casa Selena, pare de incomodar os outros com os nossos problemas.

— Eu não posso Justin. –Sua voz tremeu, lá vai ela começar a chorar. — Nos dois já não estamos dando certo, você só me machuca e todo esse relacionamento me machuca. Eu estou cansada Justin, cansada de você e de toda essa merda que você tornou em minha vida.

— Eu não fiz nada, eu vou te tratar bem, por favor, volte para casa.

—Por que eu faria isso sabendo que vou me machucar? Eu lhe dei muitas chances Justin, eu estive do seu lado quando ninguém mais esteve, e por mais comum que seja falar isso, por longos anos você teve somente a mim do seu lado, mas seu ego e ingratidão não lhe permite ver isso, não é mesmo? Eu te dei tudo, te dei meu coração, minha mente e emoção, porem, parece que isso não é suficiente para Justin Bieber.

—Não ache que suas palavras vão me atingir, Selena. Você é fraca, eu tive que aturar o pior desse casamento por muito tempo e veja, esta me vendo desistir? Deixe de ser hipócrita e estúpida. Volte para casa agora ou então termine tudo de vez, ou também não consegue fazer isso?  –Argumentei acido, levanto da cama ainda com o celular sob o ouvido e ando em direção ao guarda roupa.

—Por que eu amo você? Por que justamente alguém tão cruel como você? E o pior de tudo, eu não consigo te deixar. Eu preciso de você, preciso da sua ajuda, mas você só sabe piorar tudo isso que criamos, estamos um caos Justin, eu não aguento tudo isso, eu realmente sou fraca, fraca por desistir e não te ouvir, mas eu não posso Justin. –Respirou fundo e sua voz travou. —Você me destruiu todas as noites, quando passava por aquela porta, destruiu o nosso casamento, você nos destruiu e eu não posso mais fingir estar bem com tudo isso. Eu não sou um boneco Justin, eu tenho sentimentos, mas você parece não ligar para tudo isso e chega, estou dando um fim nisso tudo.

— Você não pode acabar com nos Lena, somos inseparáveis. Por favor, querida, volte para casa e vamos concertar tudo isso do nosso jeito, ainda nos amamos.

— Pare de tentar fazer a minha cabeça, pare, pare. Eu não vou voltar Justin, chega; Sei o motivo para estar desse jeito, status né? Não quer perder seu dinheiro ou sua fama. Não faço questão, pode ficar com todo o dinheiro e bens, sou o contrario de você, Bieber.

— Vai mesmo terminar anos de casamento apenas por uma besteira sua? Céus, esta realmente ficando louca.

—Se eu estou, é por sua culpa, você me faz ficar louca e se diverte com isso, por favor, não me peça mais para voltar para casa, esqueça-se da minha existência, por favor.

Engulo em seco, ainda não acredito que ela vai terminar por isso, e certa parte do meu orgulho, não estava satisfeito por ela ter terminado. Não quero aceitar ser livrado dessa forma, mas é melhor que ela realmente saia da minha vida, ainda mais se for deixar o dinheiro para mim.

— Me desculpe, Lena.

— Não peça desculpa agora que acabou com tudo. Adeus Justin, agora você finalmente esta livre de mim, como sempre quis.

Escuto o barulho da sua respiração descompensada, meu coração se aperta, por alguns segundos, minha mente voltou no tempo em que éramos dois adolescentes. A época mais feliz da minha vida.

— Selena?

—Diz. –sussurrou.

— Eu te amo.

—Desculpa, eu te odeio.

Assim como meu coração, a ligação foi cortada sendo finalizada toda aquela dor, sua ultima fala foi um choque, ser odiado por ela era um objetivo para que tudo aquilo acabasse, mas escutar de sua boca era como um inferno. Um inferno no qual eu criei.

Jogo o celular na parede o vendo cair, cair. Tudo esta caindo, eu cai a muito tempo e não percebi o que estava transformando com tudo em minha volta, eu não me escutei, não prestei atenção em minhas atitudes, a ambição tomou conta do meu corpo, eu transformei todo o ouro que tinha, em poeira. Uma poeira que o vento levou, transformei Selena em poeira e por minha causa, ela se foi.

Não consigo falar isso, mas eu preciso dela, devia ter tentado me acostumar mais com a falta da presença dela. Tudo esta acabado agora, deveria estar feliz por esse momento ter chegado.

Mas eu não tenho coragem, não após escutar tudo aquilo e finalmente ter deixado de fingir não prestar atenção, foram tantos meses sendo cobrado pela mesma coisa, que em momentos eu ao menos prestava atenção, já acostumado com todo aquele discurso de sempre. E finalmente abrir meus olhos e escuta-la, era doloroso, mas não posso mentir, Selena agora faz parte de um passado, no qual eu quero distancia.

É tarde demais para perceber que tudo caiu por minha culpa. 


Notas Finais


VOCES PENSARAM QUE EU NAO IA TRAZER UM JUSTIN BABACA HOJE???????????

pelo amor de jelena, quem ficar com dó do jb nesse cap eu vou dar um tapa, mentira bebe amos vcs
Sei que o capitulo ficou romantizado pra cacete, mas precisava ser assim para que voces sintam a bipolaridade do nosso garoto

AMEM QUE AS AULAS VOLTOUAAAAAAAA bicho eu n sirvo pra ficar de ferias nao, eu em casa fico sem criatividade e eu quase apaguei a fanfic (um beijo pras @ que me procuraram e me mandaram mensagem de apoio, kells love vcs)
e agora que voltou aula, curso, teatro e tudo mais, minha inspiraçao ta enormeeee, obvio que vai demorar um pouquinho mais para ter caps novos, mas com fé em selegod, tudo da certo.

AQUELE OUTRO CAPITULO NÃO ERA UM CAPITULO, ERA UM AVISO D Q EU IA PARAR COM A FIC MAS APAGUEI E A GENTE FINGE QUE NUNCA EXISTIU

uma coisinha também, esse quarto cap é a continuação do segundo/terceiro. O primeiro capitulo é a continuação desse quarto (não sei explicar desculpa) e bom, o foco da fanfic é mais no passado, mostrar tudo aquilo que a selena sofreu para chegar ao ponto de desistir, ok?

Bom, é apenas isso. Obrigada pelos favs e coments (estamos em quase 70 favs aaa) eu amo vocês, não se esqueçam de comentar <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...