História It Just Happens - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Inuyasha
Personagens Inuyasha, Kagome, Miroku, Personagens Originais, Rin, Sango, Sesshoumaru
Visualizações 71
Palavras 865
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Mil perdões pelo capitulo curto, mas bateu uma bad aqui, e não saiu mais nada, gomen!
Desculpem os possíveis erros ortográficos e boa leitura!

Capítulo 10 - Lies!


Fanfic / Fanfiction It Just Happens - Capítulo 10 - Lies!

Rin.

Cá estou, noite de núpcias. Estou mais nervosa do que nunca.

Rin? -Sesshoumaru me tirou dos meus pensamentos. -Está tudo bem?

-E-Está, só... Estou um pouco nervosa. -Sorri sem jeito.

-Tudo bem...

-Não, não está! -Respirei fundo. -Não sou mais virgem. -Aquilo saiu mais rapido do que eu planejei.

-Como é?? -Ele não pareceu ter ficado bravo. -O que...

-Um soldado... -Meus Deuses, o que estou fazendo? -Um dia, no castelo, um soldado invadiu meu quarto no meio da noite e... Bem... -Abaixei a cabeça, não conseguia olha-lo nos olhos, mas se contasse a verdade, ele mataria Inuyasha, então continuei com a mentira. -Contei à minha mãe e ela fez de tudo para que ficasse em segredo, e ficou.

-E o guarda que fez isso? -Agora ele parecia bravo.

-Eu não sei, nunca mais o vi. -O quarto ficou em silêncio alguns segundos. -Eu não podia deixar de contar, antes de... bom, não queria que descobrisse de outra forma. Gomen!

-Não se desculpe. -Ele me lançou um sorriso carinhoso. E veio em minha direção. -É um recomeço para nós dois, finja que esta é sua primeira vez, e de certo modo, é.

Ele fez um leve carinho em meu rosto, logo pôs a mão na minha nuca e me beijou. Um beijo lento e calmo, ele me pegou no colo e me levou até a cama. Deitou sobre mim, e lentamente foi desfazendo os laços do meu vestido, enquanto ainda me beijava. Não demorou muito, e eu estava apenas com uma peça de roupa, uma camisola que ficava por baixo do vestido.

-posso? -Ele me perguntou se podia tirar o resto da minha roupa, concordei apenas com a cabeça.

Ele puxou devagar, passando os dedos pelo meu corpo, me fazendo arrepiar com seu toque. Estava completamente nua agora, ele se lavantou, e me observou, corei com seu olhar sobre meu corpo, e ele sorriu.

-Você fica linda assim... Corada. -Sorri para ele.

Tirou sua roupa, estava nu, e eu não pude desvia o olhar sobre ele.

xxxxxx

Inuyasha.

Estava em meus aposentos, não dava pra ficar na festa, como poderia? A mulher que amo, acabou de se casar com meu irmão, e agora está lá, em sua cama.

-Ah, Inuyasha! Porque teve que se apaixonar por ela?! -Perguntava pra mim mesmo, enquanto me lembrava daquela noite, em que à tive em meus braços, ainda sinto seu cheiro doce. Gostaria de te-la novamente, somente minha. Por quê ela não fugiu comigo?

Estava sonhando com aquele dia, quando alguém bateu na porta. -Entre.

-Inu... -Era Kagome.

-O que quer, Kagome? -Perguntei desinteressado.

-Queria saber, porque foi embora da festa? -Estava mais próxima.

-porque não estava no clima para festejar. -Respondi seco.

-Eu me preocupo com você Inu, posso ajuda-lo de algum modo? -Perguntou-me e eu a encarei.

-Não, nada. -Voltei a fechar os olhos.

-Então desça, venha dançar comigo, se divertir um pouco.

-Já disse que não! -Ela estava me tirando do sério.

-Mas é o casamento do seu irmão, dev...

-Exato! Agora, por favor, saia e me deixe em paz. -Kagome ia dizer mais alguma coisa, mas desistiu e acabou saindo.

xxxxxx

(No dia seguinte.)

Rin.

Acordei com Sesshoumaru olhando pra mim.

-Bom dia. -Ele disse me lançando um sorriso.

-Bom dia. -Me dei conta que ainda estava completamente nua, somente com o lençol me cobrindo. Corei instantaneamente.

-Hahaha. -Riu da minha cara. -Não fique envergonhada, somos marido e mulher agora, além do mais, você é linda. -Pronto, virei um tomate.

-O-Obrigada. -Ficou um tanto quieto por uns segundos.

-Está com fome? -Perguntou levantando. Ele estava usando somente uma calça larga, sem camisa e todo escabelado, o que, devo dizer, deixava ele lindo. E quem acaba de vir em meus pensamentos? Inuyasha, lembrei da nossa noite, e em como ele é lindo todo desarrumado.

-Estou faminta! -Disse, levantado enrolada no lençol, peguei minha camisola e vesti.

-Pedi para que tragam o café aqui. -Disse se aproximando.

-... -Não sabia exatamente o que dizer, por sorte, o criado havia chegado com o café.

Passamos a tarde no quarto, conversando, e mais algumas coisas. -aquela carinha- porém, Iniyasha sempre aparecia em meus pensamentos. Chegou a hora do jatar. Jantariamos lá embaixo, afinal, temos convidados.

-Está pronta? -Ele me perguntou sorrindo.

-Hai! -Descemos em silêncio. Chegando lá, estavam: Inuyasha, Kagome e Miroku, já à nossa espera.

-Olá! -Disse Kagome. -O dia deve ter sido bem animado, hein. -Disse dando uma risadinha. -Só apareceram agora.

-Kagome! -Inuyasha levantou a voz. -Ela é sua Rainha! Tenha mais respeito. -Ele me encarou. Kagome pareceu ter ficado envergonhada.

-G-Gomen! -Se curvou para nós.

-Jantamos em silêncio. Peguei Inuyasha me olhando uma que outra vez, discretamente, é claro. Sesshoumaru acabou quebrando o silêncio.

-Então, Inuyasha. -Inu o olhou sem interesse. -Soube que nem aproveitou a festa.

-Sim, estava me sentindo indisposto. -Ele respitou fundo.

-Isso não é normal, sempre aproveitou muito bem uma festa. -Sesshoumaru tomava seu café..

-Pois... Acho que mudei. -Ele me encarou.

-Ah, Sesshy? -Chamei-lhe. -Se importaria de eu dar uma volta? Estou com saudade do Dracarys.

-Mas, agora? Está tarde.

-Mas é somente no jardim.

-Bom...

-Eu à acompanho, se não tiver problema, alteza? -Kagome disse.

-Ah, claro. -Levantei-me e subi para por uma roupa mais confortavel e quete, pois estava um tanto fria a noite. Já estava lá esperando Kagome.

-Kagome. Está pronta?

-Hai!

Continua...


Notas Finais


Espero que tenham gostado.
Ah, no próximo vai passar um poukin de tempo, pois tenho suprises -tentando falar Inglês- bjin da Kira-Chan!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...