História It was not real, it was all a dream- Imagine Kim Taehyung - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Lu Han
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 45
Palavras 1.588
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Heslou amorasss
EEEEE HOJE NOSSO JIMIN FICA MAIS VELHINHO AAAAAAH
QUEM DIRIA 22 ANINHOS
QUE BOLINHOOO

Capítulo 8 - The message


Fanfic / Fanfiction It was not real, it was all a dream- Imagine Kim Taehyung - Capítulo 8 - The message


S/n on


Meus tios acabaram me perdoando e ainda conversaram com a diretora da escola, dizendo que tudo não tinha passado de um mal entendido. Eles ficaram bem preocupados,  mas depois de um tempo pareciam até satisfeitos por eu ter me divertido. No fim das contas, chegamos a um acordo 


Eu poderia sair mais com minhas amigas, desde que só aos finais de semana e que nenhum momento eu poderia ficar sozinha com estranhos. Além disso, teria que voltar no máximo dez da noite. Era cedo, mas pra quem não podia nem sair antes, o toque de recolher até que era bem generoso.


Nam - Mas o mais importante - falou - é  que se você notar que alguém está te fazendo muitas perguntas a seu respeito ou te olhando com curiosidade, dê uma desculpa, saia de perto e ligue imediatamente que a gente vai te buscar!


Lu Han - Isso mesmo - concordou - Você vai fazer amigos, mas seja vaga, converse trivalidades. Não fale nada realmente importante!


Jin - E o principal - falou também contribuindo para a lista de recomendações - não arrume namorado!


Agora eles estavam abusando......


Eu - mas porque eu não posso gostar de alguém? - perguntei, sem entender - Não sou mais criança... Sei muito bem me defender e acho que tenho capacidade para saber se as pessoas são confiáveis ou não. Claro que não vou fazer nenhuma loucura, tipo fugir para me casar. Mas não vejo mal algum em conhecer garotos, como minhas amigas vivem fazendo....


Lu Han - S/n/c, você tem a vida inteira pra gostar de quem quiser! Mas só depois dos 18 anos! - falou meio brabo


Eu - Pelo amor de Deus - exclamei me exaltando também - vocês acham que estão em que século?? Tenho amigas que começaram a namorar com 12 anos! 


Os três se entreolharam, preocupados, e em seguida voltaram a me olhar sérios, parecendo irredutíveis.


Percebi que, se eu forçasse a barra, só iria fazer com que eles me prendessem de novo. Respirei fundo e resolvi negociar 


Eu - Olha, eu já prometi que não vou conversar sozinha com estranhos. Que volto pra casa antes das dez. Que não vou dar informações confidenciais. E.....- Pensei um pouco - Prometo também que se eu conhecer alguém conto pra vocês antes que vire namoro. Que tal?


Eles se entreolharam, parecendo meio indeciso, então continuei 


Eu - Olha, arrumar um namorado não está fácil assim tá? Minhas amigas vivem dizendo que está faltando homem no mercado.... E eu nem sei se tenho vontade de namorar ainda. Mas não quero que vocês continuem surrando por eu querer ser um adolescente normal.


Jin - S/n, nós prometemos pra sua mãe.... - falou, e percebi que os dois irmãos olharam meio espantados pra ele, que apenas revirou os olhos e continuou - Quando sua mãe ainda era viva, juramos que cuidáriamos de você, caso algo acontecesse com ela.... E infelizmente aconteceu. Então nos sentimos responsáveis. Por favor...


Dizendo isso ele é me abraçou. Os outros dois vieram em seguida, é eu fiquei no meio deles, sorrindo e me sentindo amada. Sensibilizada, jurei que não iria namorar ninguém até completar 18 anos e prometi a mim mesma que não iria desapontá-los.


Pelo menos agora eu teria um pouco mais de liberdade, por isso não via a hora do próximo sábado chegar para ir denovo aquele bar ou em algum outro. Mas, como tudo que a gente espera demora a acontecer, eu sabia que a semana iria custar a passar 


Porém, logo na segunda-feira surgiu uma novidade pra me distrair.


No colégio interno, na parte da manhã, sempre temos as aulas normais, de matérias que caem no vestibular, como matemática, Português, Física, História. Mas no período da tarde podemos escolher três atividades extra-classes. É possível ter aulas de esportes, de artes, de música, de culinária,  de dança, de línguas...


Naquele semestre eu havia escolhido estudar piano, canto e Inglês.


Eu estava saindo da aula de inglês e indo para a sala de música quando senti meu celular vibrar. De manhã o celular é proibido, mas a tarde, desde que não tocasse durante as aulas, tínhamos a permissão para usá-lo.


Vi que tinha chegado uma mensagem. Abri o aplicativo, pensando que seria dos meus tios, mas, para minha grande surpresa, o texto estava em inglês!


Mensagem on


?? - Hi beautiful! How are you?

(T:tradução)

T: Oi linda! Como você está?

Achei estranho pois além de não ter foto, a mensagem era de um número desconhecido. Mas como eu tinha acabado de sair daquela aula, resolvi treinar um pouco.

Eu - I'm sorry, but I think you were wrong.... I do not Know you. And speak Portuguese.

T:perdão, mas acho que voce se enganou.... Eu não te conheço. E falo português. 


Pensei que ia ficar só naquilo, mas qual foi minha surpresa quando, menos de um minuto depois, outra mensagem chegou, dessa vez em português.


?? - Que bom! Eu falo inglês, mas minha escrita não é muito boa!


Fiquei olhando para o celular por uns segundos e pensei que devia ser alguma brincadeira das minhas amigas. Provavelmente era a Aisha, que queria ser poliglota. Resolvi entrar no jogo.


Eu - sei que você escreve em inglês tão bem quanto em alemão e italiano. Aliás, bem melhor do que eu jamais conseguirei! 


A resposta foi imediata.


?? - Eu não entendo nada dessas outras línguas! Mas pelo pouco que deu para perceber sou inglês é ótimo! Digo o mesmo do português...


Aquilo estava indo longe demais.


Eu - Eu te conheço??


?? - Não... mas eu adoraria te conhecer. Pela foto, você parece muito bonita.


Desliguei o celular imediatamente, pensando se tratar de algum louco. Aquela conversa toda com meus tios sobre não falar com estranhos e tudo mais, tinha ficado na minha cabeça. Além disso, eles sempre me alertaram sobre pervertidos do mundo.


Pensei que aquilo fosse suficiente para desencorajar o indivíduo - provavelmente agora ele iria me mandar mensagem para o número certo, aquele que havia confundido com o meu. Porém, a noite, poucos minutos depois de ligar novamente o celular, quando eu já estava me preparando para dormir, mais uma mensagem surgiu na tela.


?? - Oi princesa, você sumiu hoje a tarde, acabou a bateria?


Pensei em desligar novamente, mas resolvi acabar com aquilo de uma vez.


Eu - Não, eu desligueI o telefone de propósito. Posso saber o que você quer comigo?!


?? - Conversar.


Eu - Mas eu nem te conheço!


?? - Prazer! Meu nome é  LittleL. Tenho 19 anos. E você??


Toquei tecla de desligar. Porém quando eu ia apertar, ele mandou mais uma mensagem.


LittleL - Não quero te assustar. Sei que deve estar aí pensando em desligar o celular de novo. Mas é que você despertou minha curiosidade, só isso.... Fiquei com vontade de saber mais sobre você.


Fiquei parada só olhando para a tela por uns segundos. Eu podia desligar o celular e esquecer aquilo para sempre. Mas era a primeira vez que algum garoto trocava algumas palavras comigo, ainda que por escrito. Que mal poderia fazer? Ele estava do outro lado da linha! Não é como sé pudesse me puxar para dentro do celular. Claro que ele poderia estar mentindo a idade, o nome e até o gênero.... mas eu resolvi arriscar.


Eu - S/n, Meu nome é S/n.


LittleL - Que nome diferente. S/n! Muito bonito. Quantos anos você tem?


Eu sabia que não devia dar informações a meu respeito, mas por algum motivo, algo começou a girar dentro do meus estômago. Algo bom.... Algo que eu nunca havia sentido. Uma mistura de curiosidade com outra coisa.


Eu - Quinze. Quer dizer... Acabei de completar 16. Como posso ter certeza que você está falando a verdade? De que não é um psicopata?


LittleL - Acho que voce vai ter que confiar na sua intuição.....


A minha intuição dizia que eu deveria desligar o celular e até mudar o número.  Só que eu simplesmente não conseguia desgrudar os olhos da tela.


Eu - Mas o que você quer? Você me mandou uma mensagem mais cedo por engano, não foi?


Little - Quero conversar, S/n, já falei.


Antes que eu pudesse responder,euu manu outra mensagem. 


Little - E te conhecer melhor. Foi amor a primeira... palavra! Hahaha! 


Amor. Por mais que eles estivesse brincando, meu coração deu um leve salto. Céus, isso é o que acontece quando você passa a vida inteira reclusa, sem ter contato com meninos: uma carência do tamanho do mundo! Um cara me manda uma mensagem por engano e eu já fico toda derretida!


Eu - Tenho que desligar. Estátarde e minha amiga já está dormindo, meu celular está iluminado o quarto inteiro.


LittleL - Amiga?? Você não tem um quarto só seu??


Eu - Só nos finais de semana. Eu estudo em um colégio interno e durante a semana durmo aqui divido o quarto com outra menina.


Little - Posso te chamar amanhã de novo??


Fiquei uns segundo sem responder. Eu sabia que deveria falar não, que do outro lado poderia estar qualquer pessoa:meus tios, me restando. Uma das minhas amigas, zoando minha cara. Um sem-vergonha qualquer, pronto para me seduzir com suas doces palavras... Mas é se não fosse nada daquilo? R se fosse apenas um garoto que o destino resolver colocar em minha vida assim,  por meio de mensagem enviada por engano, considerando que seria bem difícil nos  conhecermos de outra forma... A curiosidade estava me consumindo e eu só descobriria a verdade se fosse em frente.


Eu - Pode...


LittleL - Você não imagina o quanto eu estava torcendo para que a sua resposta fosse eustavssa! Boa noite, princesa!  Até amanhã!


Coloquei o celular no criado-mudo ao lado da cama e fechei os olhos. Porém, o ritmo acelerado do meu coração e o trânsito intenso de pensamentos não me deixaram dormir....







Notas Finais


Espero que tenham gostado
E essa pessoa LittleL??? Já tem teorias de quem seja????
Adeua até amanhã minhas amoras❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...