História Itazura na Kiss - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Mikoto Uchiha, Naruto Uzumaki, Rock Lee, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, TenTen Mitsashi
Tags Naruto, Romance, Sasuhina
Visualizações 72
Palavras 2.894
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Escolar, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá meu povo, estou de volta com mais um cap
Agradecendo desde já pelos favoritos e comentários
Bora lá então??
vejo vocês nas notas finais
Bjooo

Capítulo 2 - Vivendo juntos?


Fanfic / Fanfiction Itazura na Kiss - Capítulo 2 - Vivendo juntos?

Depois daquela falha enorme em declarar meus sentimentos, fui direto para o restaurante do meu pai, nem mesmo compareci as aulas extracurriculares. E por mais que estivesse decepcionada, magoada e irritada pela frieza que ele me tratou, ergui minha cabeça pra ver o grande Hiashi Hyuuga.

Meu pai tem uma aparência completamente fria, mas ele é um verdadeiro amor de pessoa com aqueles que são importantes pra ele, e isso me inclui, já que sou filha única, e minha mãe, bom ela morreu durante a gravidez da minha irmã, nenhuma das duas sobreviveram.

Chego em frente o restaurante e logo o sr.Teuchi vem me atender, o cozinheiro era um grande amigo da família do meu pai e os dois decidiram abrir o restaurante juntos. O cumprimento tranquila e sigo para o balcão onde meu pai termina de recolher alguns pratos

- Tadaima otou-san!
- Hime, como foi a aula?-me pergunta fazendo um leve carinho no topo da cabeça- algum garoto? Além daquele Naruto é claro!

Ri nervosa e respondi que não. O Naruto ele já conhecia e por mais que não gostasse de nos deixar sozinhos, ele tinha um pouco de confiança no loiro, agora como explicar Sasuke Uchiha? Ele provavelmente me tiraria da escola, e isso seria pior, se bem que nesse momento já devo ser alvo de todas as risadas.

- Estava pensando em trazer Neji, seu primo para Tokyo, ele poderia estudar na mesma escola que você! O que acha? Além do mais nossa casa ficou pronta

- Nani?... Não.. Quer dizer, o nii san está feliz em Nagoia... E nossa casa realmente está pronta?

- Entendo, sim iremos nos mudar amanhã, você irá sair da escola mais cedo- foi a única coisa que ele disse antes de ir para a cozinha, eu amo meu primo, de verdade, mas se ter um pai protetor demais já é ruim, imagina um primo que é dez vezes pior?! Kami, se isso acontecer, faça o Neji negar onegai!! Ah e arigato por deixar nossa casa pronta.

Saí do restaurante e fui pra casa, e é obvio que a Ino e a Tenten foram pra lá, apenas pra rir da minha cara, e fazer milhares de perguntas seguidas, o dia!!

                                                                                                     -*-*-*-*-

(No dia seguinte)

Cheguei no portão e me arrependi na mesma hora, tinha bolos e mais bolos de alunos nas escadas, todos cochichando e rindo, o motivo? A garota burra da turma F que se declarou para o grande Uchiha. Parabéns Hinata! Ia passando direto quando ouvi o berro alto atrás de mim

- Estão olhando o quê palhaços?- berrou a loira vindo em minha direção- Se eu ouvir mais uma risada mostro o que uma garota da turma F é capaz de fazer, não só eu, mais essa morena aqui também, tenho certeza que conhecem o nome Mitsashi

Bem, era verdade que Tenten era conhecida como a garota que batia em meninos e fazia várias lutas com o Lee e o pai dele, portanto, digamos que por um acaso, a escola teme um pouco ela. Isso é comprovado quando todos ficam quietos e começam a se dissipar. Agradeci as duas por aquilo e fomos direto pra sala, quanto menos atenção, melhor!

 

Nos sentamos nas carteiras e vejo o loiro mais que apressado correndo pra dentro de sala, acompanhado por Lee que vinha plantando bananeira e Shino que caminhava calado como sempre.

- Hina chan, que história é essa que você se declarou pro Sasuke, tinha certeza que gostava de mim- disse Naruto fazendo um pequeno beicinho

- Naruto kun, eu.. Bem, você sabe que..

- Hina, é verdade que ele te rejeitou?

- Hai- afirme desanimada. Naruto bufou alto e pediu para Shino colocar o bento na minha mesa, o moreno apenas assentiu e se sentou nas mesas próximas.

- Baka, como ele pode? Pois saiba que eu irei me vingar, ele fica andando com esse jeito achando que é melhor que alguém, pois eu vou colocar ele no lugar dele, ainda mais agora, como pode te rejeitar e te humilhar daquele jeito?! Hunf, vou fazer alguma coisa ou não me chamo Uzumaki Naruto tebayo!

- Fica calmo Naru kun, eu não vou mais me importar com ele, vou seguir em frente!

Todos me olharam com os olhos arregalados e eu apenas sorri, iria fazer isso por mim, e não seria fraca de jeito nenhum. Logo todos concordaram e começamos a comer o que o Naruto trouxe pra nós.

 

Sai do colégio um horário mais cedo, meu pai me buscou na escola com o caminhão de mudanças que ele alugou, juntamos dinheiro durante muito tempo e finalmente compramos uma só nossa, era o sonho da minha oka san.

Chegamos cedo e logo começamos a levar as coisas pra dentro da casa, as 16hrs Naruto e os outros chegaram e nos ajudaram a mover o restante, foi até bem rápido.

Meu pai fez uma janta especial para comemorar nossa nova casa, Ino me ajudava a manter o Naruto quieto em relação ao Sasuke, e estava bem difícil já que o loiro não sossegou o dia todo com esse assunto, quando nos sentamos na mesa e falamos: Itadakimasu!, o pior aconteceu, um terremoto justo naquela área começou a tremer a casa toda, saímos correndo pro lado de fora assim que uma das primeiras estruturas começaram a quebrar. Meu pai foi o último a sair, e logo depois vimos quando a casa simplesmente foi ao chão com tudo, nossos móveis, roupas, nosso sonho desmoronou e virou pó.

                                                                                                    -+-+-+-+-

Naquela noite dormimos no restaurante, e é claro que na mesma hora a imprensa apareceu, já que a nossa foi a única casa que caiu no bairro todo, a suspeita é que os materiais usados eram de péssimas qualidades, é valeu construtora!

Isso iria entrar em processo na justiça, e nós teríamos que esperar a resposta, então estamos sem casa, morando num canto do restaurante, e nesse exato momento estou com a cabeça deitada no balcão pensando em tudo isso, meu pai está na mesma situação, Kami por quê?

O telefone tocou e antes que eu levantasse o sr.Teuchi já estava atendendo, voltei a deitar a cabeça e ouvi quando ele chamou meu pai, a partir dali prestei atenção na conversa, e meu pai parecia animado com a ligação.

- Fu kun, quanto tempo... Sim, você viu na tv?.... O quê, não, não podemos aceitar isso... Temporariamente... Desde que aceite que eu pague um aluguel... Sim será necessário sim... Então nas contas no mínimo... Fechado? Fechado... Muito obrigado por isso está salvando nossas vidas... Te devo essa... Hai, até amanhã

- Quem era otou san?
- Um antigo amigo meu, e graças a Kami ele irá emprestar quartos pra nós até o processo ser resolvido, ele disse que está apenas pagando pelo favor de anos atrás, mas não poderia aceitar, então ajudarei a pagar as contas durante o tempo que estivermos lá. Ficaremos bem hime!- disse meu pai sorrindo, e agradeci por isso também, agora só tinha uma coisa, quem eram?

                                                                                                 -u-u-u-u-

No dia seguinte quando fui para a escola, me encontrei com Ino e Ten no caminho e fomos para uma cafeteria primeiro e depois para a escola, quando chegamos na entrada Naruto andava de um lado pra outro com a mão no queixo, quando ele me viu veio correndo e me segurou nos ombros

- Hina chan, como está?
- Estou bem Naru, por quê?

- Estão vendo- disse ele gritando- Mesmo depois de perder uma casa tão importante ela vem pra escola sorrindo, sigam o exemplo de Hinata seus manés

- Naru kun, onegai para com isso- não dava pra acreditar, todo mundo nos encarava e ria da cena, além de me deixar com vergonha conseguiu me irritar de manhã cedo, ele sorria e me abraçava, Ino apenas tampava os olhos e Tenten ria.

Naruto parou de me abraçar de repente e andou em direção a alguém, as pessoas que antes voltavam para seus rumos, se viraram novamente, e grande foi a surpresa ao ver Naruto segurando a gola do uniforme do SASUKE!

- Baka, a culpa é toda sua- disse o loiro batendo no peito de Sasuke- você rejeitou a Hina chan, e logo depois a casa dela caiu, o que vai fazer a respeito?

Sasuke apenas se soltou das mãos de Naruto e o encarou mortalmente, de longe era possível ver as faíscas saindo dos olhos

- Está me culpando de uma coisa que acontece no Japão e em várias outras partes do mundo por motivo de placas tectônicas? Bom, se é tão importante- ele veio em minha direção e meu coração sonhador disparou, mas se quebrou no momento que ele tirou a carteira para for e de lá me deu cinco mil ienes.

- O que está fazendo?- de onde tirei forças pra dizer isso e o encarar ao mesmo tempo? Não me pergunte

- Estou pagando pela minha “culpa”- ele me disse isso com uma ironia tão grande que minha vontade foi de socar a cara dele

- Eu não quero o seu dinheiro, não quero nada que venha de você!- cuspi as palavras e vi quando Ino me olhou orgulhosa

- Tem certeza disso Hina chan?- me perguntou com um tom que sabia de algo que eu não

- Absoluta- respondi convicta e ele apenas deu um sorriso de canto e deu um leve soquinho na minha testa. Agora tinha certeza, Sasuke era u  grande idiota, esgoísta, frio e mal amado, e de jeito nenhum eu Hyuuga Hinata o amaria de novo.

(A caminho da casa do amigo de Hiashi)

- otou san, como eles são?
- Bem, Fugaku é um antigo amigo meu, ele seguiu pra faculdade e passou indo para negócios e administração, se casou com Mikoto e eles têm dois filhos, um é da sua idade e o outro tem apenas doze anos.

- Entendi.- apenas confirmei enquanto ia observando o caminho que seguíamos, acontecesse o que for agora, sei que ficaria bem.

 

Chegamos em frente uma casa enorme, eles com certeza eram bem ricos, descemos em frente a casa e comecei a observar o jardim muito bem cuidado, até que paei meus olhos na placa da entrada: Uchiha’s Family. Que legal né! Opa, perai!!!

Não podia acreditar, Uchiha? Não, não pode ser, isso não aconteceria certo? Certo, busquei me acalmar mas aquilo realmente me incomodou aos extremos, até ver um homem da altura do meu pai, de cabelos extremamente pretos assim como os olhos, e atrás dele uma mulher linda com um sorriso de orelha a orelha. A semelhança era enorme, mas de jeito nenhum seria isso.

- Hiashi kun- disse o homem mais velho, indo e abraçando bem forte o meu pai

- Fugaku, quanto tempo? Como tem estado?

- Estamos bem, e agora ficaremos melhor, eu e Mikoto tínhamos saudades de vocês, e Kami olha como a Hinata cresceu, se lembra de mim?

- Na verdade, não muito!- disse sendo sincera, não me lembrava de nada relacionado a ele

- Você era pequena na época, tinha cinco anos apenas- dessa vez quem falou foi a mulher chamada Mikoto- eu sempre sonhei em ter uma menina, espero que nos demos bem- disse sorrindo e eu concordei.

Fomos para a casa, e nas escadas estava o filho mais novo, o nome dele era Katsuo, tinha doze anos, ele cumprimentou o meu pai, dizendo o nome todo, a idade e o ano escolar, ele parecia ser extremamente inteligente e eu gostei dele logo de cara, mas quando ele me olhou apenas me ignorou e voltou a subir as escadas, mas parou no meio do caminho, e quando não tinha ninguém por perto, puxou o olho esquerdo pra baixo e me deu língua. Sério o que eu fiz? Kami, não permita que inicie errado!

 

Estávamos na mesa tomando café da tarde, conversando, meu pai e Fugaku colocavam os assuntos em dia enquanto eu e Mikoto conversávamos coisas aleatórias, ela me contou um pouco da minha mãe, e como eu parecia com ela, mas o que mais queria saber era quem era o filho mais velho, então decidi sanar minha dúvida

- Mikoto chan, você tem mais algum filho?
- Hai, ele é muito inteligente e quer seguir os passos do pai, pra falar a verdade já era pra ele ter chegado, já que estuda na mesma escola que você

Meu coração parou de bater? Claro, mas permaneci firme dizendo pra mim mesma que jamais seria ele, e quando ela ia me dizer o nome do mais velho, e aporta na sala se abriu, e ela sorriu dizendo: Ele chegou

Apenas sorri e peguei um pedaço de bolo, terminei meu suco, e quando o filho adentrou na cozinha eu basicamente cuspi os pedaços de bolo pra fora, todos me olharam rápido e eu tentava ao máximo engolir o pedaço que agarrou na minha garganta, e sem perceber eu estava de pé apontando pra ele

- Olá, sou Uchiha Sasuke o filho mais velho, é um prazer!- ele disse aquilo e sorriu na minha direção, senti um leve puxão na blusa e vi meu pai me olhando sem entender

O bolo desceu quadrado e pra tentar disfarçar a situação que eu mesma me coloquei, tentei justificar

- É que ele se parece muito com o sr.Fugaku- dei um sorriso fraco e parece que a desculpa funcionou, meu cérebro estava girando e não podia acreditar naquilo, Kami o que está acontecendo, por quê justo ele? Voltei a me sentar com o rosto mais vermelho que tomate, vi quando Katsuo entrou na sala, a essa altura Sasuke já estava sentado comendo como se nada estivesse acontecendo, eu o encara perplexa.

- Então vocês já se conheciam?- perguntou meu pai

- Sim, de uma maneira bem inusitada, não é Hinata?

- Nani? Hai, nós nos esbarramos na entrada- disse vermelha torcendo pra ele não falar nada. Ele apenas riu e disse um claro, até Katsuo chamar a atenção na sala

- nii san, me ajuda com esses símbolos Kanji?- mas então ele olhou pra mim, ele sorriu e disse- melhor, Hinata me ajuda, você está no terceiro ano do ensino médio, não deve ser difícil

- Claro Katsuo kun- sorri, afinal ele estava no fundamental ainda, então ele veio e me mostrou os símbolos. Que troço era aquele, como ele podia estudar aquilo, mas a essa altura minha boca grande já tinha me ferrado, já que todos me olhavam aguardando a resposta

Símbolos: TONIKAKU- de qualquer modo

Eu realmente não sabia o que aquilo, então lembrei que já tinha os visto antes, foi a Ino chan que me mostrou, era fácil até, os símbolos significavam: Usagi-ni Tsuno- o coelho chifrudo

Sasuke revirou os olhos, e Katsuo se levantou me encarando incrédulo, ele se levantou e disse:

- O quê, está doida? Isso é tonikaku, de qualquer modo- ele se virou e mais uma vez parou- De qualquer modo, não gosto de você- e sumiu para a sala. Mikoto me pediu várias desculpas, e Sasuke ria de canto, quer dizer que os dois estavam contra mim, que beleza não?!

 

Terminamos o café e não disse mais nada, Mikoto me chamou pra que eu pudesse ver meu quarto novo, subimos a escada e na porta estava escrito meu nome em uma plaquinha rosa cheia de ursinhos, eu amei, e só então vi a placa do lado, o nome Sasuke estava escrito em azul com patinhas e o do Katsuo em verde logo abaixo do dele, deixei isso de lado e entrei no quarto. Ele era lindo, todos decorado com coisas de menina, a cama tinha um lenço que descia de uma armação acima da mesma, cheia de borboletas coladas, parecia uma cama de princesa, eu sorri e me sentei na cama, observando cada detalhe

- E então gostou?- me perguntou Mikoto preocupada

- Eu adorei- disse feliz- Quando se é filha de Hiashi e não tem uma mãe por perto, fica bem mais difícil ter coisas femininas, arigato

Ela sorria ainda mias que eu e se sentou ao meu lado me abraçando bem forte

- Posso  te ter como filha?

- Hai, e posso te ter como mãe?

 -Claro, arigato, não tem ideia de como eu queria uma menina, arigato Kami sama

- E então, vão parar com a baboseira?-olhei pra porta e Sasuke já estava de roupa trocada, dessa vez uma camiseta e calças mais largas, ele olhava para o meu quarto enquanto a mãe dele o repreendia por atrapalhar o momento, ouvi quando ela disse algo sobre me ajudar com as malas e ele se ofereceu, peria, Uchiha Sasuke se oferecendo pra me ajudar? Que milagre é esse?

Ele pegou minhas malas e foi deixando no meu quarto, sua mãe já havia saído e só estávamos nós dois, eu continuava sentada enquanto alisava o lenço.

- Vai me ajudar ou o quê? Ou não precisa da minha ajuda pra nada?

- Sobre isso gomen, mas é que basicamente me humilhou na entrada

- Já se humilha sozinha por ter um amigo como aquele loiro irritante. Bom, não pense que algo vai mudar entre nós só porquê moramos juntos agora

- Pois eu não quero nada com você, fique tranquilo

Ele veio em minha direção e ficou parado na minha frente, ouvi sua respiração chegando no meu pescoço quando ele se abaixou pra falar no meu ouvido

- Isso é o que veremos Hyuuga!


Notas Finais


E ai? Oque acharam?
A partir de agora começa as maraloucuras do casal
Tenho certeza que vamos rir bastante juntos, nos emocionar e ficar com raiva
Um bjão meu povo e até o próx


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...