História It's all about a fake guy - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Shawn Mendes
Personagens Justin Bieber, Shawn Mendes
Tags Shawn Mendes Fanfic, Shawn Mendes Fic
Exibições 67
Palavras 749
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Se pouco movimentar, continuação não haverá. </3 Aí fica como oneshot mesmo! hehe~
(nem sei se isso é um ship, mas só sei que eu quis escrever sobre, haha')
Enjoy it! <3

Capítulo 1 - Capítulo Único


- Então quer dizer que você não teve uma inspiração real para Stitches? ㅡO entrevistador seguia tentando adentrar na pouca privacidade que eu ainda possuía.

 

- Não exatamente, foram fatos aleatórios que juntando acabou criando tal história. Mas nada em específico. ㅡRespondi rapidamente e pareci um tanto desinteressado, mas não pude evitar meu desconforto, queria acabar logo a entrevista e tomar um banho, relaxar, ser quem realmente sou, dentro da minha “caixa de sapato”.

 

- Então para terminar, uma última pergunta e que seus fãs estão euforicamente querendo saber, recebemos muitos pedidos para lhe perguntar isso em nossa entrevista… ㅡeu já sabia o que estava vindo pela frente, que tipo de pergunta era e que iria dar o check mate em todo meu incômodoㅡ Você está namorando? Saiu uns rumores de que você e a Camila estavam começando um… Romance. Isso é verdade?

 

- Eu gosto muito dela, a gente se identificou muito nas gravações, adorei trabalhar com ela, tanto como pessoa e como profissional, acho que podemos considerar a nossa empatia nesses rumores, mas somente isso, nada além da amizade. Estou muito ocupado com o trabalho, acredito que ela também esteja se dedicando à carreira, então não tenho tempo agora para um relacionamento, mas quem sabe futuramente, não é mesmo? ㅡTerminei de falar e abri um sorriso de orelha à orelha, a fim de esconder todo meu incontrolável sentimento de desgosto em momentos como esse. Quantas mentiras e omissões, eu sempre me pergunto se depois de adquirir fama, a vida pessoal de uma pessoa possa ser recuperada, mas a resposta é bem óbvia: Não.

 

Terminamos de gravar a entrevista para um canal de TV do qual pouco me fiz questão de recordar, sai rapidamente dali com vontade de chorar, me sentia sempre o tolo de todos. Mas o que me confortava era justamente a verdade por trás de todas as mentiras, o motivo de todas as omissões e mentiras, e para isso era que eu sempre corria após uma entrevista como essa, desgastante.

 

Meu motorista me deixa no estacionamento do apartamento, após passarmos com dificuldade por alguns fãs amontoados na entrada do edifício, então ali meus seguranças seguiam a distância me dando a privacidade que ainda me resta.

 

Entro no elevador e ansiosamente desejo que ele voe para o vigésimo quinto andar, enquanto espero totalmente sem paciência pego meu celular e averigo as notificações, sorrio ao perceber a sua mensagem no aplicativo de mensagens instantâneas, dizendo “Quanta demora, já estou no tédio sem você. Faz algo radical e rebelde e então eles vão ter o suficiente para lucrar com notícia e então você diminui o tempo da entrevista. -J”.

 

Por fim o elevador apita e noto ser o vigésimo quinto andar, saio do mesmo e caminho até a porta do meu ambiente de conforto físico e mental. Toco a campainha, não queria me importar com chaves e algo do tipo, e em alguns segundos a porta se abre, sorrio ao notar sua presença em minha frente, recebo uma puxada pelo pulso e um beijo já do lado de dentro do apartamento, o som da porta batendo e fechando me faz parar por breves segundos o beijo.

 

- Quanto tempo você esperou aqui? Alguém notou sua presença no caminho? Eu vi que tinha fãs seus lá fora, não muitos, um total de três que pude ver, mas qualquer número de suspeita é relevante para estragar as coisas. ㅡSinto minha jaqueta preta ser retirada do meu corpo e logo depois um aperto em minha cintura.

 

- Tempo suficiente para ficar no tédio, mas o que importa é que está aqui agora. Ninguém me viu, pode ter certeza, eu tô doido pra… ㅡSeu jeito rebelde poderia nos prejudicar, isso não era um ponto forte, mas sinto sua boca se aproximar do meu pescoço e sua respiração quente me faz arrepiar completamente que não consigo resistir e brigar, repreender.

 

- Justin, você sabe que é muito famoso, não pode achar que sempre é o esperto, não subestime seus fãs e tampouco os paparazzis, mas eu juro que deixo esse papo pra depois, agora… ㅡDigo por fim e me entrego ao momento, sua pegada era máscula e dominante, embora eu fosse mais alto um pouco que ele, me deixo ser conduzido e ele faz corretamente, como sempre.

 

Já estamos deitados no sofá, meu tênis jogado pela sala, seus beijos só param quando ele começa a retirar minha blusa branca com estampa de gato preto, e então eu sabia o que viria depois disso…


Notas Finais


Então, o que achou? Comenta aí, rapariga(o)! <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...