História It's All Coming Back To Me Now - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Chris Colfer, Darren Criss, Grant Gustin, Lea Michele
Personagens Personagens Originais
Tags Chris, Chris Colfer, Colfer, Criss, Crisscolfer, Darren, Darren Criss, Drama, Romance
Visualizações 41
Palavras 3.038
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Lemon, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Chegaayyyyyyyyyyy, atrasada mas cheguei. (acho que essa vai começar a ser minha frase de efeito, rssrsrsrsrs)
Foi uma correria pra mim essa semana, mas por fim consegui finalizar o capítulo pra vocês.
Boa leitura!

Capítulo 9 - Renascendo.


Fanfic / Fanfiction It's All Coming Back To Me Now - Capítulo 9 - Renascendo.

-Mas você disse que passaria á tarde comigo! Thomas grita, entrando no quarto de Tracy.

-Eu sei! Darren grita de volta fechando a porta atrás de si assim que entra por ela. -Mas o que eu posso fazer? Me desculpa, ok?!

-Desculpas... Thomas diz desapontado e uma lágrima rola pela bochecha do noivo. –Claro! Você anda dizendo muito essa palavra ultimamente. Thomas limpa a lágrima em raiva. O noivo respira fundo tentando não permitir que mais delas rolem.

-Eu não tive culpa... Darren tenta explicar. -A mãe da mulher morreu!

-Não, você não teve... Thomas ignora o fato da enfermeira ter perdido a mãe, sua raiva o está cegando e tudo que ele vê é Darren o trocando por Chris mais uma vez. O noivo vai em direção ao banheiro e Darren o segue. –Mas não quer dizer que não esteja gostando da ideia. Thomas abre a torneira e molha seu rosto numa tentativa falha de se acalmar, enquanto Darren o olha desacreditado da porta.

-Eu não to acreditando nisso... Darren solta uma risada nervosa.
 Thomas seca seu rosto e joga a toalha em Darren com raiva, que cai no chão em seguida.

-Pois é... –Nem eu! Thomas passa por Darren que automaticamente se desvia com a brutalidade em que o noivo se aproximou.

-Thomas... Darren o segue, mas não consegue alcançar-lo. Thomas desvia do moreno e sai pela porta do quarto, saindo do apartamento em seguida. Deixando Darren cheio de culpa.

[...]

 Uma hora antes...

-Quero que prepare Tracy para se encontrar com Chris... Darren diz e parece que os olhos de Lea vão saltar de sua cabeça.

-M-mas... Lea gagueja.

-Amanhã Tracy volta pra casa! Darren diz decidido.

-D-Darren... Lea inicia, mas é interrompida pelo toque do celular do moreno.

-Sim? O moreno atende.

-Senhor Criss... A enfermeira de Chris parece nervosa.

-O que houve? O Chris está bem? Darren levanta bruscamente, assustando Lea que faz o mesmo.

-Ele está bem senhor... Ela diz e Darren respira aliviado, fazendo um gesto para que Lea não se preocupe mais.

-Então o que houve? Darren pergunta confuso.

-Eu preciso que me libere senhor, tive um problema familiar. A enfermeira agora parece chorar.

-Tudo bem! Darren diz sem hesitar. –Estou a caminho! Darren desliga o celular e olha para Lea que ainda não acredita na conversa que acabou de ter com o moreno.

 Darren a encara com um pequeno sorriso de canto de boca e ela apenas balança a cabeça, permitindo que ele vá em frente; então o moreno caminha em direção ao quarto de Tracy, para poder se despedir rapidamente antes de voltar pra casa.

[...]

-Ok... Darren revira uns papéis, onde estão todos os cuidados que ele tem que tomar com Chris na ausência da enfermeira, deixados pela própria. –Por onde eu começo? Darren coça a cabeça em confusão, enquanto Chris observa a paisagem de sua cama, com uma expressão serena.

 Darren as mexe pra lá e pra cá, as põem em ordem, mas sua mente insiste em baralhar-las. É como se seu cérebro recusasse a pensar em meio de tanto cansaço. A briga com Thomas tomou todas suas forças, e o fato do noivo ter desligado o celular, está matando o moreno de preocupação.

 O moreno larga as folhas em cima da cama e esfrega as mãos em seu rosto, pedindo aos céus para que lhe ilumine de alguma forma. Darren volta sua atenção a Chris que continua a observar encantado o vento que sopra as folhas verdes das arvores. Um passarinho pousa na janela e um sorriso se forma nos lábios do castanho; ao ver aquela cena Darren não pode deixar de sorrir também, seu coração se enche de alegria e é como se todas suas forças voltassem para seu corpo, junto com aquele sorriso, uma paz, aquela que só Chris poderia lhe dar. Ele tinha esquecido como aquele sorriso fazia efeito tanto efeito sobre ele.

 É como se todos os problemas do moreno tivessem desaparecido, e tudo o que importava agora era aquele momento. Ele daria tudo para ver aquele sorriso mais vezes. Darren arregala os olhos, e como se uma lâmpada acendesse em cima de sua cabeça, ele tem uma idéia.

-Isso... Darren caminha pra perto de Chris e senta ao lado do castanho, fazendo Chris voltar sua atenção pra ele. –Você gosta, não é? Darren olha para a janela e volta para Chris, e o castanho sorri, observar aquela linda vista fazia Chris esquecer do quanto estava insignificante em cima daquela cama.

-Que tal vermos de perto? Darren diz e o sorriso de Chris se abre mais ainda. É tudo o que o castanho mais quer, ele mal pode esperar pra sair daquela cama, é como se Darren tivesse ouvido suas preces, as que ele tanto faz em silêncio. –Acho que isso é um sim. Darren gargalha ao ver o sorriso de orelha a orelha do castanho.

-Então vamos tirar esse pijama?! Darren diz levantando e indo em direção ao guarda roupa. –Eu guardei algumas de suas roupas. Darren tira uma capa protetora de dentro do mesmo e a abre. –Que tal essa? O moreno mostra um look já pronto. –Você usou na última que fomos ao parque de diversão, na noite anterior de eu te pedir em casamento.

[...]

 Flashback on...

-Meu Deus... Chris gargalha junto com Darren. –Tinha uma menina gritando tanto, pena estar escuro, queria tanto ter visto a cara dela.

-Sim, claro... Darren vira seus olhos e dá um gole em seu chocolate quente. Graças a Deus Chris não percebeu que os gritos eram dele. Como não gritar? Aquilo era uma casa de terror. - Meninas.

-Vamos na roda gigante. Chris quase grita empolgado e puxa Darren pelo braço, que joga seu copo na primeira lixeira que vê na frente.
 Os dois correm de mãos dadas em direção ao brinquedo gargalhando como nunca, a ponto de suas barrigas doerem. Eles passam em meio ás pessoas que desviam dos dois. Bom... Nem todas conseguem desviar.

-Desculpa! Darren se desculpa com um estranho que esbarrou.

 Por fim os dos chegam ao destino, eles param na pequena fila que se formou a espera da próxima volta.

-Uau... Darren olha para o topo do brinquedo, sua boca está aberta, literalmente. –É enorme! E deve estar congelando lá em cima.

-É linda! Chris encara o brinquedo maravilhado. Seus olhos brilham e é como se ele voltasse a ser criança.

-Não quanto você! Darren diz tendo sua visão perfeita de Chris.

-Você é tão brega! Chris dá um tapinha no braço de Darren, voltando sua atenção para o moreno. –E é por isso que eu te amo! Chris sorri.

-Eu também te amo! Darren retribui o sorriso.

 Os dois se olham intensamente, é como se no mundo não houvesse alguém tão perfeito um para o outro como esses dois.

-Próximo! O homem grita abrindo o portão de entrada para a roda gigante.

-Nossa vez! Chris dá pulinhos de alegria.

-Eu te amo tanto! Darren puxa Chris em seus braços e lhe dá um rápido beijo. 

 Seus lábios ficam juntos por alguns segundos, se descolando delicadamente em seguida. Um sorriso estampa o rosto dos dois, a noite não poderia estar mais perfeita.

-Vamos? Chris diz e Darren acena em positividade.

 Os dois caminham em direção ao brinquedo e se ajeitam na “cadeira”, um frio se instala na barriga dos dois.

-Acho que estamos velhos demais pra isso. Chris comenta dando uma risada nervosa.

 Darren entrelaça seus dedos nos de Chris, levando confiança imediata ao castanho, que já não sente mais medo de estar alí, afinal o que poderia acontecer de errado? Darren está com ele.

 O brinquedo dá algumas voltas, enquanto conversas para descontrair, gargalhadas, e até mesmos algumas “bitocas” chamam a atenção dos responsáveis pelo brinquedo, os fazendo escolher-los para ter “o memento” no alto da montanha russa.

-Uou... Chris se assusta com o brinquedo parando, os deixando bem no topo. –O que está acontecendo?

-Acho que gostaram da gente! Darren diz olhando de longe as pessoas acenarem para eles. –Estamos tendo “o momento”

-Ah sim... Chris acena rapidamente para as pessoas de volta. –Eu não culpo eles... Chris encara Darren intensamente. –Nós somos demais! Chris diz tirando uma risada de Darren, que leva seus lábios nos de Chris, iniciando um beijo apaixonado.

-Obrigado! Chris separa seus lábios do de Darren.

-Pelo que? Darren o olha confuso.

-Por tudo isso... Chris olha em volta. –Quero dizer... -Fico feliz que depois de tanto tempo ainda consigamos nos divertir tanto. -São seis anos, certo?! Chris começa a respirar ofegante, o pânico começa a tomar conta de seu corpo.

-Você está pirando! Darren gargalha.

-Eu to pirando! Chris puxa todo o ar gelado pra dentro de seu pulmão na tentativa de se acalmar.

-Ta tudo bem, você... Darren inicia.

-Seis anos é muita coisa... Chris o interrompe. –E se esse for o máximo pra gente? Chris arregala os olhos.

-Isso não vai acontecer. Darren ainda gargalha.

-E se amanhã a gente acordar e ver que não tem nada a ver e começar a brigar por qualquer coisinha e começar a se odiar e perceber que jogamos seis anos de nossas vidas fora e... Chris enlouquece.

-Hei! Darren agarra as mãos de Chris. –Isso não vai acontecer ok?! Chris tenta se acalmar com as palavras de Darren. –E sabe por quê? Darren aproxima seu rosto do de Chris. –Porque a gente se ama, e esse amor só se fortalece a cada segundo. –Eu vou te amar pra sempre! 

-Você tem razão! Chris sorri. –Quem vai me tirar dos meus surtos a não ser você? Chris diz e os dois gargalham.

-Eu te amo tanto! Darren diz acariciando o rosto de Chris, que descansa sua cabeça na mão do moreno.

-Uou... Chris se assusta novamente, agora com o brinquedo voltando a rodar. –Eu nunca vou me acostumar com isso. O castanho respira fundo. –Podemos andar de novo? Chris diz e Darren gargalha.

-Quantas vezes você quiser! Darren leva seus lábios de volta aos de Chris, iniciando outro beijo apaixonado.

 ...Flashback off

[...]

 Darren mostra o look composto por uma calça vermelha e uma blusa preta com detalhe, também vermelho, no colarinho.

–Uma vez por mês as levo na lavanderia, que também é tinturaria para conservar-las. Darren diz orgulhoso e Chris o encara com os olhos mais abertos que o normal, isso é loucura! Chris pensa. -Eu não sou louco, ok?! –Não é como se eu tivesse guardado todas... Darren tenta explicar. –Só as que você usou em momentos especiais... Darren pensa melhor. –Ok, isso é maluquice! O moreno sussurra pra sim mesmo. –Mas... Darren balança a roupa. -Eu sei que você gosta dessa! Darren sorri e joga um olhar sacana em cima de Chris, que sorri de volta. –Se eu não tivesse feito isso você não a usaria hoje. Darren tenta convencer Chris de que foi uma boa coisa a se fazer. –Ok então... O moreno diz colocando a roupa na cama e voltando ao guarda roupa. –Só vamos pegar alguns acessórios... Ele diz tirando um cinto preto de dentro de uma das gavetas. –E... Ele puxa um banquinho que estava num canto ao lado do guarda roupa e sobe, pegando uma caixa de sapato e tirando um sorriso maior ainda de Chris. Pequenino. O castanho pensa. Darren tira um par de sapatos pretos de dentro da caixa e também os coloca na cama, enquanto Chris observa a empolgação do moreno com um sorriso e olhos mais brilhantes que nunca. –Meias. Darren estala os dedos e aponta para Chris que solta uma risada, fazendo Darren se surpreender, o castanho nunca tinha feito algo do tipo desde que acordou, e esse progresso deixa o moreno mais alegre ainda. Darren corre, pega as um par de meias dentro de uma das gavetas e volta com elas fazendo o mesmo que fez com as outras peças de roupa. –Hora de se trocar. Darren diz e Chris sente suas bochechas queimarem, assim como as de Darren nesse exato momento.

 É apenas uma troca de roupa, mas ainda sim, os dois não ficavam íntimos assim á muito tempo, era algo assustador para ambos, apesar de ser tão simples.

-Ok... Darren se aproxima de Chris e se senta ao lado do castanho.
 Darren pega o braço do Chris e o passa por dentro da camisa com cuidado; o castanho o encara com toda a atenção do mundo, ele está encantado, é como se tivesse esquecido o quão bonito o moreno é.

 Chris sente levemente os toques de Darren em sua pele, quase nada, mas isso é o suficiente para fazer seu corpo estremecer, assim como o do moreno ao sentir a maciez da pele do castanho.

 Darren termina de tirar a camisa de Chris e se prepara para colocar a outra, ele encara o peitoral do castanho por alguns segundos, sentindo seu coração acelerar ainda mais.

 Darren puxa o corpo de Chris delicadamente para perto do seu, o castanho parece tão frágil que o moreno tem medo de qualquer movimento que vá fazer.

 Darren apóia Chris em seu peitoral e começa a vestir a camisa no castanho, que com a cabeça apoiada no ombro do moreno, fecha seus olhos e começa a reconhecer o cheiro do mesmo, aquele por qual ele se apaixonou, ele senti agora, ele sente um pouco daquele amor adormecido renascer dentro dele.

 Chris se sente tão protegido que poderia ficar ali para sempre.

-Pronto! Darren deita Chris na cama de volta e termina de abotoar os botões da camisa do castanho, que o encara com um leve sorriso, assim como o do moreno.

 Darren retira a calça de Chris rapidamente, evitando ao máximo fazer aquele momento parecer mais embaraçoso do que já é. Se ele pudesse enfiaria a cabeça no chão agora mesmo. Por que ele está tão envergonhado? Não é como se ele nunca tivesse visto. O moreno se questiona em pensamento.

 Darren joga a calça de Chris em algum canto da cama e pega a outra para vestir o castanho, seus olhos dão voltas pelo quarto na tentativa de não pararem em Chris. O moreno veste com rapidez a calça no castanho e passa para o cinto. Os dois se entreolham, varias vezes e um silencio embaraçoso enche o quarto.

-Prontinho! Darren sorri dando um tapinha no braço de Chris, que retribui o sorriso. –Vamos por os sapatos agora! Darren pega as meias para por em Chris.

[...]

“-Sabe Wendy quando o primeiro bebe riu pela primeira vez, o riso dele quebrou em milhares de pedaços e todos eles saíram pulando, e esse foi o começo das fadas. -Por isso - continuou Peter, simpático. –Devia existir uma fada para cada menino e menina; -Devia existir? Mas não existe?-Não. As crianças sabem de tanta coisa hoje em dia que logo param de acreditar em fadas. E toda vez que uma criança diz "Eu não acredito em fadas", uma fada cai morta em algum lugar.” Lea lê o livro de Peter Pan para Tracy, enquanto as duas estão na sacada deitadas em uma rede de balanço.

-Eu acredito em fadas mamãe! Tracy interrompe Lea. –Você acredita em fadas? 

-Claro que sim meu amor! Lea deposita um beijo na testa de Tracy.

-O papai Darren também, e disse que o papai Chris também acredita. Tracy diz e Lea gosta que a menina tenha comentado sobre Chris, a hora perfeita para fazer o que Darren a pediu.

-Sim... –Eles acreditam. Lea sorri. –E sabe por que? Lea diz e Tracy espera ansiosa pela resposta. –Porque elas são reais! Lea gargalha e Tracy faz o mesmo. –Você sente saudades do papai Chris?

-Sim! Muita! Tracy diz entristecida.

-E se eu disser que você pode ver-lo de novo? Lea diz e Tracy abre um enorme sorriso.

-Vamos ao hospital ver o papai Chris hoje, mamãe? Tracy diz ansiosa.

-Não, não vamos a hospital. Lea diz e Tracy entristece. –Vamos ver o papai Chris em casa! Lea diz e a menina pula em cima da mãe a dando um abraço de agradecimento, o mais fofo do mundo. 

-Ele acordou? Tracy pergunta, seus olhos brilham tanto.

-Você é mais esperta do que eu achava. Lea leva o dedo no nariz de Tracy e a menina gargalha. –Sim... Lea se ajeita na rede, sentando e colocando Tracy em seu colo. –O papai acordou, mas ele está muito frágil ainda. Lea diz e Tracy presta toda sua atenção, as vezes é difícil acreditar que ela só tem seis anos. –Então quero que cuide dele, ok? –Que o ajude a se recuperar e tenha paciência com ele. -Tudo bem? 

-Sim mamãe! Tracy diz empolgada. –Eu vou fazer com que ele fique bom! Vou brincar com ele todos os dias pra ele se sentir bem feliz e nunca mais ficar doente de novo!

-Você é a melhor filha do mundo, sabia? Lea puxa Tracy para um abraço.

[...]

-Chegamos! Darren para a cadeira de rodas de Chris do lado de um banco na praça, aquele mesmo em frente ao carrinho de sorvete. 
 Chris passa os olhos por aquele lugar encantado; é como se nada tivesse mudado. De repente as memórias começam a vir na cabeça do castanho, entre elas o dia que conheceu Darren. Chris olha para o carrinho de sorvete e sorri. 

 Chris fecha seus olhos e respira fundo, sentindo o vento bater em seu rosto. Que sensação maravilhosa, ele quase havia esquecido de como é. 

 Chris olha para Darren que se sentou no banco ao seu lado. O castanho vira sua mão que está apoiada no braço da cadeira com dificuldade, ele abra sua mão e encara Darren torcendo para que o moreno entenda o recado, e o moreno entende.

 Darren leva sua mão na de Chris e a agarra, eles se encaram por algum tempo É como se seus olhares falassem, Chris não poderia estar mais grato e Darren mais feliz por ver o amor de sua vida o olhar com tanta alegria.

 Os dois ficam sentados lá de mãos dadas por mais algum tempo, Chris apenas observava em volta; enquanto Darren não desgruda os olhos do castanho, ele sabia que seu sentimento por Chris era forte e que o fazia duvidar, mas ele não podia evitar. Ele ainda o ama com todas suas forças, ele nunca parou.
 


Notas Finais


Quanto CrissColfer <3
Espero que tenham gostado!
Comentem o que acharam, a opinião de vocês é muito importante pra mim! <3
Até o próximo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...