História It's Always Gonna Be Stefan - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Vampire Diaries
Personagens Bonnie Bennett, Caroline Forbes, Damon Salvatore, Elena Gilbert, Jeremy Gilbert, Stefan Salvatore
Tags Stelena
Visualizações 12
Palavras 955
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Desculpa quem estava acompanhando os outros capitulos, vi que ficou meio paia, então reescrevi a historia, espero que tenha ficado melhor <3

Capítulo 1 - Sempre


Fanfic / Fanfiction It's Always Gonna Be Stefan - Capítulo 1 - Sempre

*POV Stefan*

A idéia de deixar Elena aqui em Mystic Falls me amedrontava. Eu a amo tanto, como conseguiria lhe dar essa notícia ? Sempre fui apaixonado por ela, mas nunca a disse isso, nunca tive coragem o suficiente para a beijar.  Não sei se ela sente o mesmo, mas quando estou com ela, é como se o mundo nunca fosse acabar, como se o tempo parasse para observá-la e admirar o quanto ela é linda. Percebo os olhares dela para mim quando estou sem camisa, ou quando seu olhar se dirige a minha boca. Seu olhar encontra o meu com desejo, mas ambos dos dois nunca tiveram coragem de fazer a nossa historia acontecer, mas isso não importaria mais para mim, eu vou embora amanhã. Hoje é minha ultima noite com Elena, no tão falado baile. Ela não sabe que eu partirei para Inglaterra. Daqui uns anos talvez eu volte, mas nossas vidas terão mudado, mas ainda reservarei o que eu sinto por ela, não importa qual mulher esteja ao meu lado, sempre irei amar Elena, SEMPRE.

  Já estava pronto, o Baile seria clássico, então apenas coloquei um terno de cor azulada escuro e uma calça social, coloquei uma gravata escura também. Minha tristeza estava dividida por a ver sorrir, era tudo o que eu precisava ver nela pela ultima vez, mas não tenho certeza de como a verei quando notícia-la sobre minha ida.

Lá estava eu, em frente sua porta, segurando um buquê de flores vermelhas que são suas preferidas. Estava sem coragem de ao menos bater em sua porta, mas isso tinha que ser feito. Tentei colocar um sorriso no rosto, isso parecia tão fácil antes, só de pensar nela eu sorria, mas só de pensar que hoje era o ultimo dia que poderia vê-la, não era uma tarefa fácil de sorrir.

Bati em sua porta, Elena não demora de abrir. Há vejo me olhando com seu sorriso encantador, impossível não admira-la.

_Ha, você me trouxe flores ! – ela me olha, seu olhar era profundo. Sorria em quanto pegava as flores de minha mão.

_Achei que iria gostar, então comprei rosas vermelhas.

_Eu adorei. Obrigada Stefan.  –Ela me abraça docemente.

Elena colocou as flores em um vaso que havia em sua sala, e logo saímos.

Chegando ao baile, Elena apoiou seu braço ao meu. Peguei duas bebidas, enquanto esperávamos a pista de dança ser liberada.

Dançamos algumas músicas, entre elas estava Give me Love, A drop in the ocean, A thousand Years.

Chegou o final do baile, meu coração pulava enquanto criava coragem de dizer a Elena.

Chamei ela para ir em um banco que ficava de frente a um lago, do lado da escola. Confusa ela aceitou.  Conversamos um pouco, até que criei coragem, e segurei sua mão, e a olhei, prestes a soltar a bomba.

_Elena... Amanhã eu irei partir para Inglaterra. Vou morar com meu tio Zach, ele está idoso, e não há ninguém para cuida-lo... Não queria que fosse assim Elena. Eu te amo.

Elena me olha confusa, com seus olhos cheios de lágrimas, como se não entendesse nada. Ela abaixou a cabeça, e já não me olhava mais.

_Por que não me disse antes Stefan ? Fica, por favor, eu te amo.

_Não queria estragar esta noite com você... Não posso Elena, partirei amanhã de manhã. Só queria me despedir de você está noite.

Elena não diz nada, ela apenas está imóvel em meus braços chorando. Ficamos 2 minutos em silencio, até que a levantei, colocando-a de pé em frente.

_Adeus Elena. Eu te amo.

Seu rosto estava coberto de lágrimas. Ela me abraçou novamente. Nossos olhos se encontraram, nossos rostos estavam a poucos centímetros do meu, quando senti seu doce lábio me beijando. Nosso beijo não foi tão lento, nos beijamos apaixonadamente, sua língua dançava em minha boca, enquanto tentava eternizar este momento.

Nós chegamos em minha casa, eu apenas me despedi de Elena saindo de seu carro. Ela se manteve estável dentro do carro, enquanto andava com meu coração destruído.

_Stefan ! Se você for embora agora, será por que você quer, porque eu sei o que eu quero !

Paro por um momento, meus olhos estavam cheios de lágrimas, me mantendo ainda de costas para ela. Me viro, e a vejo fora do carro, seus olhos estavam vermelhos, me olhando com desejo. Andei até ela e a beijei, beijei-a um pouco mais de pressa. Andamos até meu quarto, de mão dadas. Tiramos nossa roupa, parei por um momento para admira-la nua. Segurei sua mão na cama, prendendo-a, enquanto a penetrava. Não trocamos muito de posições, apenas queríamos sentir um ao outro. Seu toque era doce, não queria machuca-lá, embora seja a primeira vez dela. Passamos a noite toda juntos. Eu a abracei, e adormecemos assim.

Acordei com a luz do dia em meu rosto, olhei para o lado, Elena ainda estava dormindo. Virei ela com cuidado para o lado. Me vesti e arrumei minhas coisas. Em 30 minutos meu vôo partia. Beijei a sua testa, e sai. Meu coração estava em mil pedaços.

*POV ELENA*

Acordei virando-me. Não tinha ninguém ao meu lado, ele havia mesmo partido. Droga, porque agora ? Eu ainda o amo, precisaria de décadas para isso mudar. A dor em meu peito era enorme, sentia sua falta em cada décimos do segundos que passavam. Havia agora um grande espaço em meu peito. De toda forma, eu SEMPRE amarei Stefan.  Ele foi meu primeiro amor, o Homem que na noite passada me fez sentir coisas que eu nunca senti, o meu amigo, meu companheiro, protetor, gentil, amável, com um grande caráter. Homem igual a ele é impossível de encontrar.

Agora,  apenas passava uma pergunta em minha mente, como irei esquecê-lo ?.


Notas Finais


Vou tentar não demorar para postar o proximo Cap <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...