História It's ok, that's love - Capítulo 38


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Hentai, Hot, Hotfic, Jeon Jungkook, Jimin, Jungkook, Sexo
Visualizações 290
Palavras 2.344
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oieeeee pessoas lindas... voltei...

Ahhhhhhh estou tão chorosa esse é o nosso antepenúltimo capítulo 😭😭😭😭😭, bom ao menos vou estender o fim por um dia, a fic vai acabar dia 13, domingo que vem!!!

Gente esse capítulo tem um significado importante pra mim, la nas notas finais vou explicar pra vcs o porque... tá???

Obrigada pelos favoritos ahhhhhhh meu povo eu sou só alegria, obrigada também pelo enorme carinho, gente já sao quase 400 fuckings comentarios!!! É MUITA COISAAAA!!!

Boa leitura e até ate lá embaixo 😚

Capítulo 38 - Uma nova chance.


Fanfic / Fanfiction It's ok, that's love - Capítulo 38 - Uma nova chance.

Um semana, desde de tudo, tinha se passado.

Agora eu estava desempregada e impossibilitada de sair de casa, com minha dignidade em cash diante da internet e mal falada por todo o país. Parecia que todas as pessoas do mundo resolveram ser juízes e julgarem meu relacionamento com o Jungkook e meu profissionalismo, como se eu nao tivesse lutado pra nao ama-lo, como se eu simplesmente fosse tão anti-profissional ao ponto de só tacar um foda-se e seduzi-lo. O que definitivamente não era o caso, se formos falar de assédio aqui, desde o início ele tinha me assediado, mas no fundo eu gostei! Quem nao gostaria?

Graças às turbulentas notícias o BTS tinha ido para o Japão dar seguimento a sua turnê e eu já estava há alguns bons dias sem ver o Jungkook. Ele estava sempre me ligando e até pediu algumas vezes pra eu ir pra lá, mas sinceramente eu nao queria ser um peso para ele, o olho do furacão ainda nao tinha passado e isso só ia gerar mais notícias, sem contar que eu não podia por o pé pra fora de casa sem ser assediada por algum paparazzo ou alguma sasseng enfurecida que estavam fazendo campana na frente do prédio.

Resumindo de uma forma bem simples, eu estava fodida! Passei a maior parte dessa semana deitada em minha cama assistindo doramas e colocando minhas séries favoritas em dia, passei a maior parte desse tempo chorando indignada com os relacionamentos perfeitos nos dramas enquanto o meu estava sendo destruído pela maldade no coração das pessoas. Nesses tempo eu estava novamente mais sozinha do que nunca, tinha que encarar esse problema sozinha.

Fui até a cozinha beber um pouco de água quando meu telefone tocou, nem me apressei para atender, devia ser outro jornalista querendo uma exclusiva comigo. O telefone tocou até parar, caminhei tranquilamente até meu quarto e catei o telefone que me assustou ao tocar novamente. Era um número que eu nao conhecia.

- Alô? - falei.

- Eu gostaria de falar com a srta. Park - a mulher falou.

- É Ela, quem fala?

- Ah, senhorita Park eu sou a diretora de pessoal da empresa SM Entertainment eu ouvi sobre seu trabalho com o grupo BTS e gostaria de conversar com a srta. pessoalmente teria como? - a mulher falou pausadamente.

- Sra. Isso é algum tipo de trote? - perguntei sabendo que tinha muita gente ruim nesse mundo. - De onde que a SM, maior empresa da Coréia ia vim atrás de mim? - Eu fiquei um pouco irritada com a brincadeira de mal gosto.

- Desculpe srta. Park, mas não é nenhuma brincadeira. Eu realmente estou interessada em conversar pessoalmente com a srta. sobre o excelente trabalho que fez com o grupo BTS, exclunido os fatos lamentáveis claro - suspirei. Será que era verdade?

- Onde quer me encontrar? - perguntei.

- Onde preferir - respondeu.

- No seu escritório - se Era verdade eu teria que ir ate a SM e isso já seria prova suficiente de que era verdade.

- Tudo bem, venha ao meu escritório no prédio da SM, vou deixar avisado na recepção a sua chegada, que horas fica melhor pra srta.?

- Às duas ta bom pra mim - falei

- Ok então eu te espero as duas! - a ligação foi encerrada, sentei em minha cama sem entender direito o que tinha ocorrido, alguém da SM Entertainment realmente tinha me ligado para falar de trabalho? Pisquei sem ver tentando absorver a informação, a SM não era aquela empresa rígida? Que nao gostava de escândalos? O que estava acontecendo?

Almocei um lamem, coloquei uma boa roupa, meus pertences dentro da bolsa, dei um último retoque em minha maquiagem e chamei um táxi, a única coisa que pedi era que assim que chegasse deixasse a porta aberta para que eu entrasse de imediato evitando assim o assédio das pessoas. Assim que entrei dei o endereço da empresa para o taxista, levou algum tempo para eu chegar la, mesmo nesse horário o trânsito era pesado.

Assim que cheguei na recepção da empresa dei logo de cara com o Heechul do Super Júnior, respirei exasperada ao ver um dos idols do meu grupo de kpop favorito, o cumprimentei timidamente e logo ele sumiu do meu campo de visão. Me anunciei e logo a moça me indicou que andar eu devia ir. Apertei o botão do elevador e mais um idol famoso apareceu, dessa vez era a Yoona do Girl Generation, também a cumprimentei timidamente saindo do meio para que ela e o Manager ficassem à vontade. Deus! Essa empresa era cheia de ícones da música sul coreana, cresci ouvindo boa parte dos artista daqui. O que mesmo eu estava fazendo aqui?

Logo cheguei ao andar indicado, cumprimentei novamente a artista e seu manager e sai, procurei pela sala indicada pela moça da recepção, sendo essa a penúltima sala do corredor vazio. Dei uma batida e logo ouvi um "entre".

A senhora de meia idade, muito bem vestida me olhava séria, minhas pernas tremeram, Deus o que eu estava fazendo aqui? Era óbvio que um empresa como essa nao ia me querer.

- Boa tarde srta. Park. - a mulher falou gesticulando para que eu sentasse.

- Boa tarde - sentei vagarosamente na cadeira dando uma boa olhada no escritório pomposo da mulher.

- Fico feliz que tenha atendido ao meu pedido e tenha vindo me encontrar- sorriu.

- Eu estou curiosa sobre o motivo de eu estar aqui - fui sincera, a mulher riu.

-Eu acompanhei as notícias sobre seu trabalho com o grupo BTS, na billboard, e os inúmeros elogios que eles receberam, e ate mesmo o título de fashionistas, geradores de tendência... Essas coisas. - pisquei atônita enquanto a ouvia, esse tipo de noticia esta mesmo circulando? Minha abstinência de internet não me deixou saber dessa informação. - Claro que sabemos que a mídia não é justa e não dá os devidos créditos, mas com uma simples pesquisa fiquei sabendo que foi você a responsável por aquelas roupas da premiação e por tanto, os elogios sao todos para você. - tentei digerir tudo o que ela falava.

- Para falar a verdade sim, foram minhas criações - falei por fim.

- Ótimo... Eu fiquei muito interessada no seu trabalho e gostaria de oferece-la uma vaga de estilista aqui na empresa - arregalei os olhos.

- A Sra. esta falando sério? - perguntei.

- Por que estaria brincando? - me encarou.

- Porque... A senhora sabe do que esta acontecendo não é? Envolvendo meu nome e de um dos artistas do BTS? - a mulher sorriu.

- Querida, felizmente seu talento supera o escândalo, se você nao se envolver em nada que prejudique o nome da nossa empresa, nao tenho motivo nenhum para refugar seu talento...

- Eu sei mas...

- Se precisar de algum tempo para pensar na proposta, tenho aqui o contrato com todas as informações, leia e amanhã você entra em contato comigo para me dizer o que achou - sugeriu escorregando um envelope marrom por sua mesa em minha direção, olhei para o envelope antes de pega-lo.

- Obrigada, amanhã entro em contato - falei me levantando. A mulher também levantou caminhando ao meu lado até a porta de sua sala.

- Eu espero que você saiba apreciar essa oportunidade que estou te dando - sorriu para mim de forma acolhedora, a cumprimentei antes de sair de sua sala.

Peguei o elevador, depois um táxi e pedi para que me deixasse em um parque as às margens do rio Han, o horário e é o fato de estarmos no meio da semana me favoreciam, tinham poucas pessoas no parque de forma que eu pudesse sentar em baixo de uma árvore e respirar um pouco de ar. De toda forma coloquei minha máscara preta para tentar não ser reconhecida.

Já devidamente sentanda em baixo de uma árvore e com o Rio Han como plano de fundo abri o envelope do contrato, o vento soprava ameno trazendo uma sensação gostosa sobre minha pele, que ja estava implorando por alguma vitamina D há dias.

Comecei a ler o contrato, era para trabalhar com um grupo de garotos que ia debutar daqui a seis meses, o valor do salário anual saltou sobre meus olhos, nunca tinha visto tantos zeros em um contrato de trabalho.

- Nossa - falei para mim mesma. Parecia ser um trabalho irrecusável, mas eu nao podia não pensar no fato de que um trabalho assim me afastaria muito do Jungkook, nossas vidas iriam para caminhos diferentes, teriam horários diferentes, como faríamos?

Peguei meu celular o encarando por um longo tempo, minha proteção de tela era a última foto que ele me mandou, tão lindo, tão amável, Jeon Jungkook era um sonho. Novamente eu me via entre meus sonhos pessoais e meus sonhos sentimentais. Como se de alguma forma ele sentisse que eu precisava dele, a foto dele apareceu na minha tela, ele estava me ligando. Atendi sem hesitação.

- Oi docinho - a voz anasalada e rouca dele soou do outro lado da minha, mas fofa do que talvez ele quisesse.

- Oi Oppa... - Falei.

- Ué nao está em casa? Está ocupada?

- Não e não... Nesse momento estou de frente para o Rio Han - suspirei.

- Só queria estar com você aí agora, deitado na grana tomando um pouco de sol... ouvindo música... Yah.... seria bom demais!

- Não viaja Jungkook, seria impossível ficarmos em paz - falei rapidamente, me arrependendo em seguida. - Desculpa.

- Não tudo bem, nao é nenhuma inverdade - quase pude ver ele dando de ombros.

- Tenho uma coisa pra falar - disse, percebendo seu silêncio diante das minhas palavras presumi que eu devia continuar. - Recebi uma proposta de emprego!

- Sério? - ele parecia realmente surpreso.

- Sério, da SM Entertainment- ele ficou mudo por um tempo.

- Você falou SM? Tipo a SM mesmo?

- Foi, SM, me oferecendo um salário incrível pra ser a estilista de um novo grupo que ainda vai debutar - suspirei.

-E você aceitou? Quando isso aconteceu?

- Me ligaram hoje, na verdade sai de lá a pouco tempo, mas ainda nao aceitei, fiquei de dar a resposta amanhã - disse.

- Mas por que nao aceitou?

- Não é que eu não aceitei... Eu só disse que ia pensar...

- Bella, é uma oportunidade incrível, sabe como é difícil entra nessa empresa? Eles só escolhem os melhores...

- Eu sei mas...

- Mas...? - indagou. Suspirei novamente.

- Se eu aceitar trabalhar lá significa que vai ficar ainda mais difícil de nos vermos, a gente vai seguir caminhos muito diferentes Jungkook, não sei se quero andar em uma estrada desconhecida sem você... - meus olhos encheram de lágrimas, quando nesse mundo eu tinha deixando de ser uma mulher independente e determinada e virado essa garota dependente dele?

- Bella... - pude ouvi seu suspiro do outro lado da linha. - Amor... nada vai mudar entre a gente. Não precisa se preocupar, a gente dá um jeito...

- Não sei em que momento do nosso relacionamento eu me tornei tão necessitada de você Oppa... - as lágrimas me cegaram. - Mas estou tão fragilizada que nao sei se consigo sem você!

- Assim você me entristece Bella. - ele falou. - Você é forte, independente, determinada, valente, cheia de personalidade, guerreira... E eu amo isso em você! Você pode! Você consegue, você nao precisa de mim pra brilhar, você é o Sol... você é meu Sol, você brilha sozinha! - Fiquei muda diante de suas palavras, eu sempre pensei que era ao contrário, que ele era o Sol e eu girava em torno dele, desde quando tínhamos invertido os papéis? - Eu te amo, e vou apoiar suas decisões, mas a minha Bella, a garota por quem eu me apaixonei, não deixaria jamais essa oportunidade passar.

- Oppa... - falei chorosa. - sinto tanto a sua falta.

- Eu também sinto amor, o tempo todo, mas temos que ser fortes. Quando a gente se ver a gente aproveita! Logo logo estarei de volta.

- Promete que vem me ver quando você chegar? - limpei as lágrimas em meu rosto.

- Não, eu nao preciso prometer, porque mesmo se você nao quisesse eu ainda iria. Você não vai escapar de mim mocinha! - brincou.

- Quem disse que eu quero escapar? - provoquei.

- Se você continuar me provocando assim, te amarro na cama de novo - sussurrou tão sensualmente que cheguei a sentir umas borboletas no estômago.

- Vou pensar em todo tipo de provocação possível pra que isso aconteça...

- Se quiser que eu te amarre é só pedir amor... vou fazer tudo o que voce quiser, absolutamente tudo. - nesses momentos ele mudava o tom de voz de uma forma tão assustadora que quase ficava irreconhecível.

- Tentador... - pude ouvir alguém chamando o nome dele do outro lado da linha.

- Tenho que ir agora, preciso ensair, depois do show te ligo tá? Te amo.

- Também te amo, se cuida e vê se nao se machuca - a ligação foi encerrada.

Encarei o Rio Han por algum tempo, o Jungkook tinha razão, ele tinha toda razão, eu nao podia ficar me fazendo de coitadinha, eu tinha que ir a luta, ser uma grande estilista de um grande grupo e ficar reconhecida pelo meu trabalho era o meu grande sonho, eu abandonei tudo nos estados unidos por esse sonho e agora estava me esquecendo de quem eu era de verdade. A vida estava me dando uma nova oportunidade de mostrar à que vim nesse mundo e eu nao podia desperdiçar me sentindo pequena por causa do julgamento das pessoas.

Eu iria provar para meu pais, para a Boo Hee, para os haters e principalmente para o Jungkook que eu era uma pessoas digna, talentosa e que podia ser reconhecida apenas pelas coisas boas e pelo meu talento.

Eu ia me tornar uma pessoa digna de estar ao lado do Jungkook onde quer que fosse!


Notas Finais


Gente... nesse capítulo eu quis trazer uma mensagem muito importante, a maioria das leitoras aqui são menores de idade, é nao tem muito experiência na vida, então eu quis mostrar que vcs não podem levar em consideração apenas aquele boy bonito... vcs precisam levar em consideração um cara que admire vcs por serem independentes, vcs nao podem se sujeitar nunca aos caprichos de um cara só pq gosta dele, quando pensarem em alguém para namorar pensem nas características do nosso menino kook da fic da unnie aqui. Um cara que instiga vc a ser quem vc é e que nao te exige mudança nenhuma para estar com ele!!! É isso meu povo.

INDICAÇÕES:

Estreei a fic nova do nosso líder, as 9 tenho uma surpresa pra vcs lá, quem ainda nao foi la, vai lar uma olhada e uma forcinha, pra fazer a unnie feliz...

https://spiritfanfics.com/historia/summer-dream-9880417

Estou indicando essa outra fic, porque estou lendo e estou amando, vão lá também dar uma força pq é muuuuuuuuuuuito boa mesmo.

https://spiritfanfics.com/historia/acompanhante-de-aluguel-9533904

É isso meu povo ufaaaa... até quarta... bjos 😚😚😚😚😚


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...