História It's Our Secret - " É O Nosso Segredinho" - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Tom Holland
Visualizações 10
Palavras 1.019
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Gente...

Essa é a primeira vez que escrevo um capítulo assim então...

Gente, eu me sinto muito mal. 😅

Aproveitem!

Capítulo 26 - 25.


Fanfic / Fanfiction It's Our Secret - " É O Nosso Segredinho" - Capítulo 26 - 25.

Um dia perfeito para Tom.

Era dia de aula do professor Lucas, uma ótima chance.

- Bom, alunos, se arrumem em fila para eu corrigir a atividade, após isso, vocês  estão  liberados pro intervalo.

Todo mundo se levantou e se arrumou, Tom ficou no meio da fila e olhou vagarosamente para a carteira de Jasmine, ela se mantinha sentada, com certeza esperando ser a última a ficar na sala, Tom sorriu levemente.

Quando sua vez chegou, ele bateu de frente com a mesa e se curvou em dor, soltando um gemido baixo.

- Bradley, preste atenção! - Lucas falou com o susto e preocupado. - Você está bem?

Thomas se mantinha curvado a frente, uma mão entre as pernas e a outra apoiada na mesa.

- Acho que bati as bolas. - Ele falou de forma rouca.

- Me entrega depois, tudo bem? Vá pro intervalo ou pro banheiro. - Lucas respondeu, Tom sorriu e agradeceu ao professor com um aceno de cabeça, lentamente ele saiu da sala, quando a porta se fechou atrás dele, sua atuação se desfez e ele correu pro banheiro, se trancou em um cubículo e colocou os fones.

- O que você fez? - Thomas sussurrou aparecendo ao seu lado.

- Eu tô ouvindo a escuta.

- Escuta? Que escuta?!

- Eu coloquei um microfone debaixo da mesa do professor Lucas quando "bati as bolas" na mesa dele.

Thomas parecia chocado.

- Você  não...!

- Shhhhh! Eles tão falando!

Thomas pegou um dos lados do fone de ouvido e começou a escutar.

- Eu adorei tudo, Lucas! - Jasmine falou.

Ouviu-se uma risada leve de Lucas.

- Eu ainda tenho muitos lugares pra te levar.

- Então, sexta a gente se vê? - Jasmine perguntou em expectativa.

- Ahm... Jas, desculpe mas essa sexta não vai dar... Eu... Tenho algumas coisas pra resolver, sabe? Coisas de adulto. - Ele riu levemente.

- O filho da puta deve tá  planejando sair com outra mina, com certeza. - Tom comentou.

- Shhhh, a Jasmine vai falar.

- Ah... Tudo bem, quando você  tiver livre me avisa. - Seu tom de voz indicava tristeza.

- Tudo bem... Desculpe de novo.

- Relaxa, até  mais, Lucas.

- Até.

Tom guardou o celular e se levantou, um sorriso de canto indicava que ele teve uma ideia.

- O que vai fazer? -Thomas perguntou nervoso.

- Nada de mais... - O sorriso se alargou em seu rosto.

###

Jasmine e Lilly estavam sentadas na mesma mesa de sempre, mas o lugar de Thomas estava vazio.

- Ele deve ter tido um pirepaque de novo. - Lilly comentou, Jasmine se sentia preocupada, o que teria acontecido pra ele sumir desse jeito? Com certeza não era algo bom.

Após o lanche, Jasmine foi ao banheiro das meninas, mas, de repente, uma mão agarrou seu pulso e a puxou rapidamente para dentro de um local pequeno e levemente escuro, cheirando a detergente.

O depósito do faxineiro.

Ela olhou ao redor e viu uma forma masculina fechando a porta.

- Lucas? É  você? - Ela sussurrou, mas rapidamente ele se aproximou e colou os lábios  macios nos dela, Jasmine se assustou de começou mas, quando os lábios se moveram devagar e com cuidado, ela começou a ceder, Jasmine nunca havia tido um beijo intenso, mas Lucas tocava em seu rosto para lhe passar confiança e mantinha o ritmo lento até que Jasmine pudesse aprender como mover os lábios, quando Jasmine se sentiu mais segura, ele logo começou  a investir no beijo de língua, o que causou arrepios em Jasmine, ela soltou um leve gemido e agarrou a camisa dele com força, suas mãos habilidosas percorriam todo seu corpo por cima do largo sueter, mas, em al3guns momentos, se atrevia e passava por sua barriga até sobre o sutiã, massageando levemente o seio delicado, Jasmine se esforçava o máximo  para não soltar um gemido alto, sua pele estava sensível e seu rosto queimava, uma leveza estava tomando conta  de seu corpo e de sua mente, Jasmine nunca havia sentido tanto desejo, desejo esse que também  era retribuido por ele de forma evidente roçando entre as pernas dela, os toques não eram intrusos e rudes, eram calmos e tocavam seu corpo nas áreas  mais sensíveis, os beijos logo desceram por seu pescoço, Jasmine agarrou os cabelos de Lucas e ficou boquiaberta, ofegando fortemente por causa da temperatura que parecia ter aumentado no pequeno local, as mãos fortes desceram por sua cintura até seu bumbum, apertando-os por um momento até  descer para a parte de trás de suas coxas e a puxou com força, a fazendo pular e envolver as pernas na cintura dele, Jasmine o envolveu firmemente, Lucas logo investiu em leves mordidas em seu pescoço, que fizeram Jasmine engasgar os gemidos e apertar as unhas nos ombros da camisa dele, Jasmine estava totalmente entregue naquele momento, e, se não fosse pela calça Legging, com certeza eles já  teriam transado ali, no depósito de limpeza.

- Lucas... - Ela sussurrou totalmente entregue, os lábios  se colaram aos seus novamente em um ritmo intenso e sensual, Jasmine sentia cada vez mais a cabeça girar e a vontade de arrancar as roupas dele aumentar.

Foi então que ele se afastou...

Ofegante e quente de desejo.

Jasmine apertou os ombros dele com certa força, ela não  qeuria que ele parasse, não agora...

-Lucas... Por favor... - Ela implorou ofegante. - Por favor...

Ouviu-se um grave e baixo riso, as mãos soltaram as pernas de Jasmine no chão, mas ela ainda segurava ele pela camisa para que não  se afastasse.

- Lucas... Não  me deixe assim... Não dessa forma...

O leve riso voltou.

- "Lucas" é?

Seus olhos se arregalaram em surpresa.

Aquela não  era a voz de Lucas.

- Aposto que o Lucas teria coragem de fazer isso...

Aquela voz...

- Thomas?! - Ela exclamou em surpresa, ele riu e lhe deu um selinho, Jasmine ficou estática  enquanto Thomas saia pela porta, a luz revelando seu rosto corado, a roupa e o cabelo desarrumados e um sorriso  malicioso nos lábios.

- Até  a próxima. - E piscou para ela antes de sair e encostar a porta.

Jasmine ficou ali, encarando a porta, ofegante e com a pele sensível, o coração batendo com força no peito,o rosto quente o suficiente para fritar algo.

Ela esperava Lucas...

E recebeu Thomas...

Jasmine colocou as mãos  na cabeça cabeça de forma confusa.

Merda... Eu gostei... EU GOSTEI!





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...