História It's the Destiny - Emison - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Pretty Little Liars
Personagens Alison DiLaurentis, Emily Fields
Tags Emison, Pll, Romance, Sashay
Exibições 56
Palavras 2.168
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fluffy, Hentai, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Voltei! Então, estou muito feliz com os comentários de vocês. Isso motiva muito, queria agradecer a todo mundo.. E essa fic promete muita coisa, não vou desistir dela. Prometo! Criei até um "roteiro" ... E é isso obrigada pelo o carinho de todo mundo...
L
O
V
E

U 🌈

Capítulo 3 - I can fix you.


Fanfic / Fanfiction It's the Destiny - Emison - Capítulo 3 - I can fix you.

...

"Olho para trás e vejo Lucy dando risada, meu deus. Ela quer matar uma mulher grávida?."

— Lucy, você quer me matar do coração? Quase que eu ia gritando. - Dou um suspiro e arrasto ela para fora do quarto.

— Você estava dormindo com ela? - Lucy começa a pular de comemoração.

— O MEU QUARTO, vocês tomaram conta. E a Emily é muito gentil, está sendo conosco. Quando eu voltar para Los Angeles eu desejo todas vocês juntas comigo. - Pego as suas mãos.

— Quantos meses? Essa criança é uma benção, vai ser muito amada por todos, prevejo uma mini Alison, doce, gentil, bondosa e carinhosa e de personalidade de ouro. Todos nós temos uma missão, e nada é por acaso, as vezes tudo pode estar desmoronando, mas é tudo mudando para melhor. Talvez é a hora de abrir a porta para novos ares, novos sentimentos, novas pessoas. E essa gravidez é algo muito especial, não se esqueça que nós estaremos sempre aqui. - Lucy diz em meio de lágrimas.

 

— Agora são exatamente 3:28 da manhã, hoje de madrugada na hora que eu tinha ido dormir, quis chorar. Chorar de saudade, de dor. Chorar de colocar sentimentos para fora. De gritar, esperniar. Mas como todas as outras noites, eu não fiz isso, prefiri ficar com mais uma dose de coisas guardadas dentro de mim. Eu não sei o que é pior, ficar sem jogar tudo para fora, ou ter que aguentar tudo sem falar nada com alguém. Eu sempre fui uma pessoa de sofrer calada, como eu pude aguentar todas essas humilhações, as vezes eu só queria ter a minha mãe aqui sabe, chorar no colo dela e dizer: Mamãe doe, por que logo comigo? Eu só quero que isso acabe. Graças a deus que eu tenho a minha irmã, minha segunda mãe. Eu só preciso voltar para casa, chorar em seus braços. - Digo enquanto me aproximo do sofá e as lágrimas começam a cair.

— Ali, eu não sei nem o que dizer. - Ela indaga. — Podemos acreditar que tudo que a vida nos ofecerá no futuro é repetir o que fizemos ontem e hoje. Mas, se prestarmos atenção, vamos nos dar conta de que nenhum dia é igual a outro. Cada manhã traz uma benção escondida. - Lucy diz emocionada e logo trata de cercar a suas lágrimas.

"Emily nos interrompe."

— Sempre é preciso saber quando uma etapa chega ao final. Se insistirmos em permanecer nela mais do que o tempo necessário, perdemos a alegria e o sentido das outras etapas que precisamos viver. Encerrando ciclos, fechando portas, terminando capítulos - não importa o nome que damos, o que importa é deixar no passado os momentos da vida que já se acabaram. - Anucia Emily, seus olhos estão vermelhos cheios de lágrimas e nos abraça.

"As vezes tudo o que nós precisamos é de uma abraço sincero, tem pessoas que chegam nas nossas vidas em momento certo? Não é mesmo! Hoje foi um dia de tantas emoções, nem tudo na vida é planejado. Há coisas que nos pegam de surpresa, e trazem felicidade. Um filho não planejado é um presente inesperado muito especial. É algo capaz de mudar completamente a vida. Deus sempre escreve certo por linhas tortas, e jamais confiaria um dos seus pequenininhos anjos nas mãos de alguém que soubessem que não seria capaz de amar." 

— Emily, eu te conheci hoje. Mas eu posso dizer que eu não esperava muito de você. Ter pessoas especiais em nossa vida é como querer recomeçar todos os dias uma vida nova, eu te amo muito minha Amiga preferida. - Estico os braços e dou um abraço apertado e olho profundo nos seus olhos.

"Vou cantar uma música que eu fiz".

" You're the only one who can make things right . And I can't fix you I can't fix you.

I still love you You're everything you need, I hope you know. That I still need you To get yourself out of this road."

— Realmente é muito linda. - Lucy diz encantada. — Vocês querem pão de queijo com ketchup? 

— Pelo amor de Deus Lucy, eu não vou comer essa porcaria. - Digo com o timbre enjoado, saio correndo em direção ao banheiro para vomitar.

— Eu tenho que confessar que essa sua amiga "sininho" é tão fofinha, que vontade de apertar. - Emily dá uma gargalhada.

— Porra, segura o meu cabelo. - Eu falei resmungando. Emily pega segura os meu cabelos, e em seguida eu dou descarga e vou escovar os meus dentes.

— Você não vai começar a ser grossa comigo não né sua velha. - Emily fala em um tom provocador.

— Não começa Emily, estava totalmente diferente. Agora já mudou? - Pergunto incrédula.

— Minha querida eu sou áriana é 8 ou 80, se acostume. - Ela dá uma piscadela e sorri maliciosa.

— Agora vamos dormir, porque eu estou cansada. - Nós três saímos em seguida a cama da Emily.

"Nós três juntinhas, como 3 amigas inseparáveis. Faltou a Hanna, mas ela tem um sono passado que só por Deus.."

(...)

POR EMILY

"Eu acordo com a claridade, abro os olhos lentamente e lembro da noite passada, olho para o lado e vejo Lucy e Alison dormindo, Alison com a mão em sua barriga e Lucy aconchegada perto dela. Levanto e coloco à minha camisola preta. E vou em direção ao banheiro, faço um coque no meu cabelo e lavo o meu rosto, paro para me olhar."

"Estou sentindo uma coisa muito especial que eu não posso desmontar ou descrever. Parece que está tudo mais bonito, mais doce, mais feliz. A vida é o que acontece enquanto ninguém te observa. É aquilo que se desenha no silêncio e que os olhos dos outros não alcançam. Sinto que hoje tudo pode mudar, é algo bom."

Meu celular começa a vibrar e eu vou correndo pegar.

— Quero saber mais sobre a Ali. - Digo enquanto pego o meu notebook. — Eu acabei de dizer Ali, é Alison, Emily chega de ser doce.

Começo a pesquisar sobre ela.

"Alison Lauren DiLaurentis, é uma atriz, cantora. Alison nasceu em 17 de fevereiro de 1992. Alison começou atuando com cerca de 14 anos de idade. Alison participou do filme G.B.F, atualmente, a Atriz decidiu largar a carreira para seguir outra profissão. Seu companheiro Hudson Sheaffer."

Então ela é Aquariana, será que Áries combina com Aquário?..

"Essa pode ser uma boa combinação, pois tanto Áries quanto Aquário são signos dinâmicos e agitados. Ambos prezam a liberdade, são aventureiros, detestam a rotina e a mesmice e adoram desafios. Além disso, fogo e ar são elementos que combinam muito bem."

— Bom saber, essa loirinha está em minhas mãos. - Dou uma piscadela e fecho o notebook.

— Falando sobre a Alison é? - Hanna me pega de surpresa.

— Sim, eu estava pesquisando sobre ela. E fazendo umas combinações, e ela me parece ser difícil e certa demais. E ela é mais velha que eu, apenas uns 2 anos, mais eu consigo domar essa doçura. - Dou um sorriso malicioso.

— Sinto que está rolando AMOR. - Ela grita e bate palmas. - Aí eu já posso montar o nome do shipp.. Eu não faço idéia.. aah.. pode ser Emison. Isso Emison. - Ela sorri e logo em seguida faz uma expressão de medo.

— Emison que porra, você vai me ajudar? Han, sua linda nunca te pedi nada. - Imploro para ela. — E que cara é essa? Fala logo.

— Ela está grávida de outra pessoa. - Ela faz uma cara de decepção. — É de 2 meses certo?

— Sim, e ela vai voltar para Los Angeles hoje. - Dou um sorriso triste. — Mas nós podemos voltar com elas, o que acha? Paris já deu o que tinha que dar, eu vou ligar para a minha assistente e mandar ela preparar o vôo, ainda hoje. - Digo confiante.

— Vamos fazer algo para elas comerem? Grávida com fome é a pior coisa. - Ela diz sorrindo.

— Claro. - Assenti.

POR ALISON 

Acordo com um cheiro delicioso vindo da cozinha, levanto e faço a minha "limpeza" pego algumas roupas da Emily, uma vestido de alça soltinho, e ilumino o canto dos meus olhos com um sombra  e rímel. Começo a acariciar a minha barriga.

— É apenas nós dois, eu te amo muito Baby! - Sussurro e em seguida olho no espelho.

"É tanta falsidade que depois de um tempo, a vida nos faz acreditar que caminhar sozinho nem sempre é ruim, talvez ser uma pessoa fria, as pessoas vão começar a dar valor. Todo mundo agora tem a Alison que merece, a tristeza e a decepção ensina e mostra coisas."

— Lucy vai acorda, se troca e nós vamos partir ainda hoje. Não vou pegar as minhas roupas no hotel que eu estava, prefiro evitar conflitos. - Digo fria.

— Eu concordo, e que bicho te mordeu? - Ela resmunga e em seguida levanta correndo.

Vou andando até a cozinha e vejo Emily e Hanna socializando e gravando.

— Emily, acabei de falar com a nossa assistente e ela falou que é para nós estarmos no aeroporto às 12:30. - Hanna diz e em seguida me olha.

— 12:30 como assim? Vocês vão junto? Para Los Angeles. - Pergunto confusa.

— Não Miami, é claro que é Los Angeles. Eu preciso voltar e resolver algumas coisas, tenho eventos e coisas do meu canal para cuidar. - Ela da de ombros.

— Aah que legal, é uma pena que todo mundo se importa. Para de brincadeira, porque eu ainda não te perdoei sobre aquele acontecido. - Encaro Emily e ela debocha.

— Hey, nós fizemos algo especial para você, e chega logo na ignorância menos. - Ela levanta a sua sombrancela e dá de ombros.

— Ali, nós fizemos Cookie o seu favorito. Não quero o meu sobrinho ou sobrinha com fome. - Hanna retira a bandeja de cookie do forno e Emily pega o suco na geladeira.

— Hum que fome, que eu estou. Obrigada Hanna você é muito fofa. - Aperto as suas bochechas.

Lucy chega na cozinha e logo mete suas mãos e começa a comer. Eu e Hanna começamos a dar risada e Lucy nos interroga.

— Eu estou morrendo de fome, eu não comi porra nenhuma. - Ela saborea o cookie e bebe o suco rapidamente.

— Nem eu que estou grávida estou assim. - Arregalo os olhos e começo a comer. — Isso aqui está divino, obrigada Han e Emily.

— Não há de quê, posso acariciar a sua barriga? - Hanna me pergunta.

— Mas é claro. - Ela vem correndo e começa acariciar e Lucy também vem.

— Eu vou ser a tia mais babona. - Lucy dá uma piscadela. — Eu também suas cadelas. - Hanna indaga.

— Eu não duvido de nada suas fofas. - Em seguida  eu começo a sentir enjôo e algumas dores nas costas. — Eu não sabia que os enjôos de gravidez era tão ruim.

— Meninas, está quase na hora de nós partimos. Precisamos ir. - Emily pega todas as malas e nos interrompe.

— Ok, vamos então.. Hanna banana, coloca os cookies em alguma vasilha. - Eu Pergunto e ela Assenti.

Hanna coloca na vasilha, todas nós nos despedimos de Paris, Entramos no jatinho de Emily.

"Emily está tão calada desde quando nós entramos, ela não falou uma palavra. No percurso de Paris até Los Angeles todas nós adormecemos..

POR EMILY

[Alison's home] 19:47

"Eu na casa da Alison, ajudando ela com algumas coisas, mas sem papo."

— Eu vou sair com uma amiga Alison, te vejo em breve. - Vou me despedindo dela, mas ela me impede.

— Quem é? Eu posso saber. - Alison me encara.

— É o nome dela é Paige, eu combinei de falar com ela. Assim que eu chegasse de Paris. - Cruzo os meus braços.

— Ata, eu só queria me desculpar pelo o meu jeito bipolar e rude as vezes, é que parece que as vezes eu sou obrigada a fazer isso sabe. Eu realmente queria te pedir desculpas, não quero causar mais conflitos. - Ela me dá um beijo na bochecha, como desculpa.

— É melhor você parar de me provocar Alison, eu já estou de saco cheio disso. - Chego perto dela e dou um abraço. — Me Desculpa por isso. - Dou um beijo carinhoso nela, e ela retribui. Em seguida ficamos abraçadas por um momento.

"Sinto o seu perfume doce. O que está acontecendo comigo? Seus olhos a cor do mar, seus cabelos, seu jeito me deixa louca. O seu sorriso me alegra, o seu jeito doce e tímido. Uma pessoa sem apoio, eu não mudo por ninguém, mas melhoro por quem merece. Que abraço reconfortante, esse jeito simples que me faz sorrir. Devo sorrir porque somos amigas ou chorar porque numa passaremos disso?"

 

 


Notas Finais


Eu escrevi esse capítulo escutando a música da Sasha ❤ : https://www.youtube.com/watch?v=bAmc2c-vQtE&index=3&list=LL_8Ll6rQ7jEqXVrk-r0HEfw
Esse final eu morri, que perfeição essas duas. Obrigada pelos os comentários de vocês, vocês são maravilhosos.. Sou muita grata mesmo.
Diga o que acharam.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...