História It's time for payback - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shino Aburame, Temari, TenTen Mitsashi
Tags Naruto, Romance, Vingança
Exibições 38
Palavras 2.548
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Ecchi, Famí­lia, FemmeSlash, Ficção, Harem, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Pessoas lindas do coração me perdoem a demora !!!!!

Eu estou com alguns problemas para postar pois o Spirit está todo doido (pelo menos a minha conta) toda vez que vou postar aparece algum capitulo que já foi postado vou colocar o capitulo nove mesmo assim e estou rezando para que não saia da ordem.


Bjos e boa leitura.

Capítulo 9 - Ultimo Dia no Hospital e Uma Nova Guerra Pode Acontecer ?


Fanfic / Fanfiction It's time for payback - Capítulo 9 - Ultimo Dia no Hospital e Uma Nova Guerra Pode Acontecer ?

LEIAM AS NOTAS INICIAIS 

Já havia se passado seis dias e eu nem se quer tive uma cama dessente para dormir, pois nem ir para casa do senhor Saito eu estava indo para descansar. Eu estava começando a sentir as poucas horas mal dormidas se abaterem sobre mim enquanto finalizava uma cirurgia, conseguimos descobrir como remover o parasita sem causar a morte do paciente, mas era um tanto quanto cansativa e ao mesmo tempo que realizava a cirurgia eu treinava os poucos médicos daquele hospital. Depois da guerra o número de médicos diminuiu consideravelmente.

Terminamos a cirurgia com sucesso rapidamente me despeço da equipe que me ajudou e vou para a sala que eu dividia com o Seya, estava precisando descansar um pouco, a sala era grande e bem arejada com uma pintura em branco imaculado, por minha causa havia duas mesas de madeira em uma parede havia prateleiras de cima a baixo cheias de livros medicinais do outro lado da sala um grande sofá branco ocupava o espaço de uma parede a outra que aliás era o meu atual destino, me jogo no sofá, mas antes que eu consiga fechar os olhos o furacão chamado Ino entra na sala.

Ino – Testuda tenho uma má e uma boa notícia qual você quer primeiro ? – Mas que droga não tinha como ser todas umas boas notícias.

Já vi que eu não conseguiria descansar tão cedo e pela aparência da Ino ela também não estava conseguindo descansar muito.

Seky – A boa

Ino – Finalmente consegui descobrir o tipo de parasita que está no corpo dos nossos preciosos pacientes.

Seky – A ruim ?

Ino – Esse parasita é uma mistura genética de duas espécies diferentes que separadamente não causariam mal aos seres humanos. – Tenho que admitir a Ino é muito boa em pesquisas.

Seky – Então esse parasita foi fabricado digamos assim ?

Ino – Isso aí – Ela afirma ao mesmo tempo que balança a cabeça positivamente

Seky -  Tem certeza disso Ino ? Precisamos de todas as confirmações possíveis

Ino – No começo eu apenas desconfiava, mas depois que eu e a Hinata fizemos um dessecamento bem nojento em alguns parasitas as minhas desconfianças se concretizaram.

Seky – Isso é grave, apenas faça um relatório com tudo o que você descobriu e como descobriu para entregarmos Tsunade.

Ino – Haí – Ino ia me falar alguma coisa, mas alguém bate na porta.

Seky – Entre

Hinata – Sakura o Sasuke e a Tenten estão querendo falar com a gente, eles estão no refeitório nos esperando.

Ino – Achei que eles tinham se matado – Ela falou com um sorriso zombeteiro.

Seky – Avise ao Seya para nos encontrar lá

Hinata – Na verdade ele já está lá, só falta a gente.

Seky – Então vamos.

Tive que sair daquele sofá super confortável dando adeus a alguns minutos de descanso, não vejo a hora de ir para casa, seguimos até o fim do corredor para descermos uma escada em espiral para sairmos em outro corredor, seguimos até o final e finalmente chegamos no refeitório um grande espaço como mesas e cadeira distribuídas por ele e uma grande lanchonete ao lado oposto da porta por onde entramos.

Já estava cansada daquele hospital que mais parecia um grande labirinto todo em branco, ok, que é um hospital mas tinha que ser todo banco daquele jeito ? O branco ia do teto ao creme dental que usamos, não aguentava mais aquilo nem o refeitório escapava do branco, tenho vontade de sair correndo.

Invés de ir para mesa onde o pessoal estava passo direto e vou para a lanchonete para pegar um café ou então acabaria dormindo no meio da explicação deles, não precisei pedir a atende quando me avistou de longe já tinha começado a preparar meu café, sinal que eu deveria diminuir na cafeína consideravelmente, ela me entrega uma xícara fumegante, pego e me viro para ir para a mesa onde o pessoal estava todos ali estavam com caras de cansado sem exceções, A Ino estava sentada de frete para Karin há  fuzilando  com o olhar ao seu lado estava Sasuke que parecia indiferente a tudo o  que acontecia e ao seu lado estavam a Tenten, o Seya e a Hinata,( só para constar a mesa é redonda), eu me sentei entre a Ino e a Hinata e acabei de frente pra Sasuke . Nem bem sentei e a Tenten já começa a falar tudo o que descobriu.

Tenten – Segundo os parentes das vítimas elas haviam desaparecido por pelo menos duas horas antes de aparecerem muito cansadas, no começo os lugares que elas desapareceram eram muito variáveis, mas depois de uma olhada no mapa da região ficou claro que as pessoas desapareciam ao redor de um pequeno riacho quando fomos lá descobrimos um caverna cheia de equipamentos e materiais de uso médico e o lugar estava abandonado, mas achamos um dossiê com muitas informações de Suna como por exemplo um mapa detalhado de Suna, número de médicos existente no hospital, o número da população, onde o atual Kazekage mora, quem é a sua família e assim em diante. – Ela deu uma pequena pausa, parecia que queria me contar alguma coisa, mas estava em dúvida.

Seky – Pela sua expressão sei que tem mais coisa ai, então desembucha de uma vez. – Dessa vez foi o Sasuke que falou.

Sasuke – Também encontramos uma pasta cheia de informações sobre você, essa pasta contém informações de todos nós mas nada tão detalhado quanto as informações sobre você – Meu coração gelou, quem poderia ser esse maníaco.

Ino – Pelos chifres de Kaguya essa pessoa só pode ser doida.

Sasuke – Tanto tempo com alguém te seguindo e conseguindo informações suas por ai você deveria ter notado, mas até que não me surpreendo você nunca foi uma boa ninja – Puta que pariu como essa pessoa conseguiu tantas informações ?. E ele ou ela tivesse presenciado cenas vergonhosas minhas, como quando eu depilo as pernas ou quando coloco aquelas roupas ridículas para limpar o espaço onde fico nas minhas viagens .............. PERAI O QUE FOI COM ESSE VIADO DISSE. Antes que conseguisse falar alguma coisa o Seya se intromete.

Seya – Não fale assim da Sakura-Sama, ela é ninja mil vezes melhor do que você porque ela se preocupa com o bem-estar dos outros enquanto você só quer sabe do seu dinheiro no final de cada missão.

Hinata – Sasuke você continua o mesmo babaca de sempre que só sabe se desfazer dos outros para se sentir bem.

Tenten – Você se acha superior que todos aqui quando na verdade você não passa de infeliz invejo.

Ino – Você é um desprezível mal-amado que não sabe reconhecer quando uma coisa boa te acontece por que está ocupado de mais olhando para o próprio umbigo.

Seky – Sasuke em vez de você ficar preocupado se eu sou uma ninja útil ou não você deveria se preocupar em achar uma garota legal e tentar reconstruir o seu clã como você tanto quer não acha ?

Sasuke – E você está doida para ser essa garota né, mas fique sabendo que não fico com inúteis como você – Sem querer lembranças do que aconteceu no passado me atingem com força, mas felizmente essas lembranças não me afetam tanto quanto achei que afetariam.

Sakura – Não se preocupe não pretendo ser essa garota nem que você me implore de joelhos e agora já chega dessa discussão idiota e se preparem para irmos embora daqui a dois dias e usem esse tempo para descansar. – Simplesmente me levanto e volto para sala que dividia com o Seya, me deito no sofá e fecho os olhos depois de alguns minutos alguém “entra”, mas não abro os olhos pois já sei que era o Seya, nesses últimos quatro dias havíamos passado bastante tempo juntos e ele se tornou um ótimo amigo.

Seya – Não liga para o que ele falou

Seky – Está tudo bem, eu meio que já estou acostumada com as patadas dele isso é algo que não me afeta mais.

Seya – Isso é bom, Sakura eu vou sentir a sua falta se eu pudesse te amarrava aqui só para você ficar perto de mim – Eu ainda estava deitada com os olhos fechados quando sinto os lábios dele nos meus, ele pede passagem com a língua e eu permito ele deita sobre mim ficando empolgado sinto as suas mãos passearem pelo meu corpo até que a sua mão direita aperta o meu seio por cima do sutiã e eu deixo escapa um pequeno gemido, nos separamos por falta de ar, ele começa a beijar o meu pescoço enquanto eu aperto o seu membro já ereto por cima da calça – Eu te amo Sakura. Fica aqui comigo, eu posso te fazer feliz. –  Isso foi como um banho de água

Seky – Sinto muito Seya, mas eu me tornei uma pessoa que sou de todo lugar e de lugar nenhum, amo as viagens que faço e sei que faço a diferença em algum lugar, não me entenda mal eu pretendo parar um dia, mas isso só vai acontecer quando encontrar a pessoa certa, alguém que me ame com do jeito que eu sou com todas as minhas qualidades e defeitos e que eu o ame de volta.

Seya – Eu te amo desde que te vi pela primeira, para me você era uma flor em meio a tanto ódio e sangue derramado, mas que ficava de pé não importava a dificuldade. Me dê apenas uma chance Sakura.

Sakura – Sinto muito Seya, mas a eu não te amo pelo menos não do jeito que você me ama. – Me levanto e recolho as minhas coisas da minha mesa improvisada e caminho até a porta antes de sair dou uma olhada para traz, ele me olhava de forma carinhosa – Adeus Seya.

Seya – Adeus não, isso é só um até logo – Dou um sorriso feliz por saber que não havia perdido a sua amizade e vou embora

SAKURA OFF

 

SEYA ON

 

A minha flor sai da sala com um sorriso nos labios, eu não preciso que ela me ame eu tenho amor o suficiente para nós dois só preciso que ela seja minha.

Seya – Eu não desisto assim tão fácil minha flor, ainda vou te conquistar.

 

SEYA OFF

 

SASUKE ON

 

O que aquela maldita acha que é para falar que não quer ser a escolhida para restaurar o clã Uchiha ao meu lado, logo ela que desde criança vivia correndo atrás de me. Tcs isso não ficara assim vou mostrar a ela que ainda me deseja que aquele amor de quando éramos crianças ainda existe, eu sei que ela não me esqueceu por que ninguém esquece Uchiha Sasuke, eu só preciso esperar o momento certo.

SASUKE OFF

 

SAKURA ON

 

Depois que sai da sala do Seya fui resolver os últimos detalhes para a minha saída do hospital, algumas pessoas ficaram com medo por não achar que conseguiriam fazer os procedimentos que eu havia ensinado para que retirassem os parasitas dos corpos das pessoas infectadas, mas garanti que eles eram perfeitamente capazes de fazer isso sem nenhum problema.

Nesse exato momento eu estava sentada em um banco em frente ao hospital esperando a Tenten, havia pouco mais de 10 min. Que lhe enviei uma mensagem para que me encontrasse aqui, eu quero que ela me leve até a caverna onde encontrou os dossiês, não sei porque eu queria ir lá mas parecia a coisa certa a se fazer.

Tenten – Está pensando na morte da bezerra ? – PUTA MERDA

Seky – Que susto seu pau no cú – Falei irritada estava tão distraída que nem percebi quando ela chegou.

Tenten – Pau no cú é você sua arrombada, mas fico feliz que esteja mais relaxada, desde que chegamos aqui você nem parecia ser você mesma de tão tença que estava.

Seky – Ok, vamos logo até aquela bendita caverna.

Tenten – Ok !!! Então apenas me siga Lady Sakura – Ela disse fazendo a reverencia mais falsa que já vi.

Seky – Adorei, de arrombada passei para lady – Falei rindo

Depois daquela discursão de retardadas segui a Tenten que estava correndo entre as arvores aquela floresta era tão densa que sinceramente eu não tinha reparado, mas ninguém pode me jugar afinal nem tinha saído daquele hospital até hoje.

Até que não demorou muito par chegarmos em riacho muito sem graça aliás, tudo ao redor parecia estar morto. A Tenten apontou para uma caverna que tinha perto do riacho a sua abertura estava meio fechada por galhos mortos de uma arvore tombada, o lugar é realmente assustador.

Entrei sem hesitar e o que eu vi me deixou bem admirada, sei que não deveria ser assim mas o lugar era bem organizado, depois que passamos pela abertura seguimos por um pequeno corredor estreito que deu em um grande salão que continha os mais variáveis tipos de equipamento de pesquisas e tudo organizado em bancadas de madeira , mas ao olhar para as paredes um frio desceu pela minha espinha, nas parede haviam prateleiras com fracos de vidro transparente cheios de um liquido que eu não sei dizer o que é, porém o problema era o que estava submerso nesse liquido, em cada vidro havia um parasita, acho que eu não vou esquecer tão cedo o seu formado comprido com o de um filhote de cobra com suas duas pontas achatadas e em cada ponta havia um olho e uma pequena boca a cor dos parasitas que estavam aqui eram branca e a cor deles quando tirávamos do corpo das pessoas eram as mais variáveis cores possíveis, deduzi que as cores variavam de acordo com cada chakra.

Respirei fundo sentido o cansaço me abater eu realmente já estava de saco cheio daquilo tudo.

Tenten – Os documentos que achamos estavam em uma sala que é para ela a essa, mas acho que não vamos encontrar mais nada pois o senhor Saito mandou que recolhessem tudo para averiguação e eu creio que amanhã vai ser a vez dessa sala aqui também.

Seky – Não foi muito fácil entrar aqui ?

Tenten – Tem um anbu vigiando o local, mas provavelmente não veio até nós por já nos conhecer e saber que temos total liberdade para vir até aqui. – Ela deu uma pequena pausa e respirou fundo – Sakura você acha que uma nova guerra pode acontecer ? Com tudo o que descobrimos aqui é obvio que alguém quer atentar contra a vida do Kazekage de Suna e com isso pode surgir desconfianças.

Seky – Entendo o que você quer dizer, tudo vai depender do Kazekage agora, mas se ele começar uma guerra com certeza Konoha ficara ao lado de Suna já que os dois tem a aliança mais forte, porem quem quer que seja que está querendo começar uma guerra é muito louco porque ninguém venceria Suna e Konoha caso elas decidissem lutar lado a lado.

Tenten – Pois é, enquanto Suna tem um grande poder de fogo Konoha tem um grande poder de cura mesmo que a quantidade de ninjas médicos esteja desfalcada, ganharíamos com certeza, mas eu odiaria entrar em outra guerra.

Seky – Nós odiaríamos, - Dou um longo suspiro, o cansaço já tinha me pego de jeito – ok então, agora vamos voltar, precisamos descansar um pouco antes de seguirmos viagem. – Voltamos em total silencio, cada uma foi para o seu quarto descansar, depois de bom banho eu me joguei na cama e só queria dormir pelas próximas horas sem problema nenhum.

Mas não foi o que aconteceu ...


Notas Finais


Se gostaram não deixem de comentar.

Me desculpem os erros ortográficos e boa leitura.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...