História It's Time to Wake Up! - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Pokémon
Personagens Ash Ketchum, Calem, Delia Ketchum, Diamond, Gary Carvalho, Giovanni, Misty, Platinum Berlitz, Ruby, Sapphire Birch, Serena
Tags Amourshipping, Commonershipping, Egoshipping, Franticshipping, Kaloshipping, Pokeshipping
Visualizações 120
Palavras 1.617
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - The Truth..........


Fanfic / Fanfiction It's Time to Wake Up! - Capítulo 1 - The Truth..........

 

 

 

 

Na região de Kanto.............. A alguns anos atrás......

A chuva caia fortemente nos arredores da humilde cidade de Pallet. Uma garota de aproximadamente 12 anos pescava quando foi surpreendida pela chuva, ela já estava de saída, mas foi surpreendida por uma mordida, ela lutava contra o pokemon, quando finalmente conseguiu o fisgar viu que era um garoto.Um garoto? O que um garoto estaria fazendo ali? Antes que ela pudesse se mexer, o garoto rouba sua bicicleta e coloca seu Pikachu extremamente ferido na cesta da bicecleta e sai pedalando na direção da cidade de Viridian. A garota entra em fúria, tenta perseguir o garoto, sem chances, na bicicleta ele iria muito mais longe do que ela. A garota se cansa quando, de repente, vê um raio rasgando os céus e acertando o meio da estrada. Depois de alguns segundos, ela começa a escutar um grito de um Pikachu, seria o Pikachu do menino? Com os piores pesadelos, já com uma cara de preocupada, ela sai em disparada na direção do garoto. Ao chegar na pista, ela vê o menino esticado no chão e o seu Pikachu a chorar, ela entrou em desespero, começou a chorar, que desgraça havia acontecido com ela? O que iria fazer? Quem seria esse menino........................?

 

 

 

IT'S TIME TO WAKE UP

 

 

Capítulo 1: The Truth (A verdade)

 

 

 

 

Na cidade de Pallet, dia seguinte.....................

Uma humilde mulher cozinhava um delicioso almoço para si mesma, o filha acabara de sair em uma jornada pokemon e agora ela estava sozinha em casa. Ela usava um avental branco e bordado, uma bandana azul na cabeça e luvas de cozinha rosa. 

O telefone começou a tocar, ela ficou irritada, teria que parar de cozinhar para atender o telefone:

-Nossa que saco! Vou ter que parar com isso para atender a merda do telefone!- Resmusgou- Odeio isso!

Ela desligou o fogão, colocou as duas luvas em baixo de um dos braços e foi atender o telefone com uma cara de poucos amigos.

-Alô?- Disse ao atender o telefone. Uma voz masculina, já adulta, a ligava.

-Senhor Kethcum?- Disse em um tom de voz triste. Logo a mulher percebeu que não vinha notícia boa por ai.

-Sim sou eu.-

-Meu nome é Edwards e eu sou o delegado da policia de Viridian...- Respondeu o homem.

-Sim, e o que quer comigo?- A mulher já começava a tremer.

-Senhora Ketchum.............. Eu lamento em informar, mas seu filho sofreu um acidente grave.- Com a notícia, a mulher acaba deixando as luvas caírem e uma lágrima escorre sobre seu rosto.

-Ele foi encontrado pela líder de ginásio da cidade de Celadon no meio da Rota 1, seu Pikachu estava junto a ele, pelo que tudo indica, ele foi atingido por um raio e corre sérios riscos.-

A mulher coloca a mão sobre a cabeça e começa a chorar, ela coloca o telefone no viva voz e se senta no sofá cobrindo a cabeça com as mãos.

-É uma notícia triste e sei como deve estar se sentindo.- Nem mesmo o delegado conseguia aguentar o choro.

-De uma passadinha no Hospital Geral de Viridian, seu filho está lá!- O delegado desliga a ligação deixando a mulher em estado de choque.

Delia, que era o seu nome, logo pegou um taxi até a cidade de Viridian, ela mal conseguia andar, mas conseguiu chegar ao hospital.

 

 

 

 

A noite já reinava sobre a cidade de Viridian quando Delia foi deixada na frente do Hospital Geral de Viridian, vendo o estado da mulher, o taxista nem pediu o dinheiro, apenas a deixou-la e foi embora. Ao entrar ela deu de cara com um garota ruiva sentada na frente da sala de emergência.

-C-com licença.- Disse Delia quase sem voz. - Você sabe aonde esta Ash Ketchum?-

Ao ouvir o nome do garoto, a menina acordou de seu "transe" e olhou para Delia.

-Ash Ketchum?-

-Isso mesmo- Confirmou Delia.

-Quem é você?-

-Eu sou a mãe dele!-

A garota se levanta e abraça a mulher começando a chorar.

-M-me desculpe!-

-Desculpe por que?- Disse Delia confusa.

-Me desculpe por não ter conseguido salvar seu filho!- Delia entende quem era aquela menina, começa a chorar junto a ela e passa suas mãos nos lisos cabelos da garota.

-Não foi culpa sua!- Consolou Delia

-Foi sim! Se eu tivesse chegado um pouco mais cedo......-

-Pare de falar, me diga apenas seu nome-

A garota olha diretamente para os olhos de Delia com os olhos cheios de lágrimas.

-M-meu nome?- Disse a menina.

-Sim-  Confirmou Delia

-M-Meu nome é Misty- Respondeu a garota.

-Foi você que trouxe meu filho até aqui?-

-Foi!- Respondeu Misty.

-Obrigado.- Respondeu a mãe.

As duas se sentaram nos bancos a frente da sala de emergência, elas estavam esperando o laudo médico.

A noite estava fria, um fenômeno estranho para um dia de verão, parece que a própria natureza estava triste com o acidente de Ash. A porta da sala de emergência se abriu, imediatamente, Delia e Misty se levantaram, um doutor veio de encontro a elas, ele deu uma rapida olhada numa prancheta e fez uma cara de preocupação.

-Senhora Ketchum?- Disse ele.

-Sou eu mesma.- Respondeu a mãe.

-Eu tenho uma notícia boa e outra má-

-Fale a boa primeiro! Esta me deixando nervosa!- Delia estava suando frio e Misty estava roendo suas unhas.

-A boa é que seu filho vai sobreviver.-

-Graças a Arceus!- Respondeu aliviada Delia.

-Nossa, você tirou um peso enorme do meu peito!- Respondeu, também aliviada, Misty.

-Já a má.....- Disse o doutor serio.

-Qual é a má?- Disse preocupada Delia.

-A má é que seu filho entrou em coma profundo- 

-O que?- Disse Delia não acreditando.

Misty voltou a chorar, ela se sentia culpada por tudo aquilo que estava acontecendo.

-Seu filho entrou em coma profundo, e a única coisa que pode o tirar desse estado é o tempo!- Voltou a falar o doutor.

-Q-quanto tempo doutor?-Conseguiu falar Delia, a mulher já não aguentava mais ficar em pé.

-Não sabemos, a única coisa que podemos fazer e deixa-lo vivo até que o corpo saía desse estado- Disse o doutor.- Precisamos de sua autorização para deixa-lo vivo, você aceita?- Continuou ele.

-M-mas é claro!- Respondeu Delia.

-Vou dar um conselho a vocês- Voltou a falar o doutor.- Rezem, é a única forma de ajuda-lo, tenho certeza que os deuses vão escutar sua oração.- Disse e se retirou.

Misty voltou a se sentar e colocou suas mãos em sua cabeça cobrindo seu rosto, Delia mal conseguia andar, mas precisava fazer algumas ligações importantes.

-Preciso ligar para algumas pessoas- Pensou Delia.

Ela conseguiu chegar no telefone do próprio hospital, colocou uma moeda e discou um número.

 

 

 

Vaniville Town, um lugar tranquilo na região de Kalos....................

 

 

Uma mãe cozinhava uma carne deliciosa numa panela, estava de dia, o fuso horário fazia com que em Kanto fosse de dia e em Kalos de noite. A mulher vivia na pequena cidade de Vaniville, era uma montadora de Rhyhorn profissional, e assim como várias mães tinha um filho, ou melhor, filha em jornada pokemon, já fazia mais ou menos um ano que a mulher estava sozinha em casa.

-Delicioso!- Disse a mulher ao provar o prato que fazia.

O telefone começou a tocar, ela desligou o forno e foi atender o telefone.

-Residencia dos Grace, Grace falando- Disse ao atender o telefone.

-G-Grace- Disse uma mulher com uma voz fraca.

-Delia? O que aconteceu?- Disse ao reconhecer a voz de sua velha amiga.

-A-amiga aconteceu um desastre!- Respondeu chorando Delia.

-Fale logo! Esta me deixando preocupada!-

-O Ash amiga!-

-O que aconteceu com o Ash?- Disse tremendo Grace.

-Ele entrou em coma!- Disse Delia gaguejando.

-O que?- Grace acaba deixando uma lágrima cair, sua filha e Ash se conheciam desde criança, mesmo pela grande distancia.

-Ele acabou sendo atingido por um raio e entrou em coma- Disse Delia.

-Que desgraça amiga!- Se comoveu Delia.

-Aonde está Serena?- Perguntou Delia.

-Serena? Eu não sei aonde ela esta!- Respondeu Grace.

 

 

Geonsege Town, na costa de Kalos...................

 

(Opcional: Leia este trecho ouvindo: Pokemon X and Pokemon Y Lysandre Labs Theme)

Uma arma suprema havia destruído metade da pequena cidade, ela emitia uma luz vermelha pronta para atirar e destruir toda a viada na terra, três amigos tentavam impedir que a temida Team Flare controlasse a arma suprema.

-Temos que sair daqui!- Disse uma garota.

-Calem!- Disse outra.

-Sim!- Respondeu o garoto.

-Vamos sair daqui!- Disse a mesma garota.

-Não Serena, tenho que impedir o pokemon Y!- Respondeu Calem.

-Se não sairmos daqui não iremos sobreviver!- Disse a outra garota.

Calem abaixou a cabeça, ele não tinha outra alternativa a não ser mandar as garotas para fora dali.

-Eu não tenho outra alternativa....- Disse o garoto.

-O que você irá fazer Calem?- Perguntou Serena.

-Serena, Shauna, se não vão me ajudar, não me atrapalhem!- Disse pegando uma pokebola.

-Calem, não faça nenhuma besteira!- Disse Shauna. O garoto se virou e atira a pokebola anunciando o pokemon.

-Vai Charizard!- A fera sai de sua pokebola, ele possuía um colar com uma pedra no centro.

-Leve essas duas daqui! Ordenou o treinador.

Charizard começou um curto voo, cruzou as duas garotas e agarrou seus ombros com suas garras inferiores e saiu do lugar.

-Calem!- Gritaram as duas!

(Pare de ouvir aqui!)

As duas foram deixadas no lado de fora da cidade.

-Calem!- Disse Shauna ficando de joelhos e começando a chorar.

-Seu idiota!- Disse Serena.

O Holo Caster de Serena começou a tocar, ela atendeu e viu a figura de sua mãe.

-Mãe?- Disse Serena confusa.

-Serena volte para casa!- Disse Grace com uma voz seria.

-Por que?-

-Seu amigo Ash está em coma!- Disse friamente Grace.

-Ash! O que?- Disse entrando em desespero.

Continua......................



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...