História It's Wrong, i Know! - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook
Tags Bts, Incesto, Jikook, Kookmin, Lemon
Exibições 258
Palavras 1.232
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oie ~
Primeiramente: Essa fic é incesto, quem não gosta simplesmente não leia. E é entre pai e filho sim, os avisos já dizem que contém incesto.
Segundamente: Essa fic será uma Three Shot, ou seja, apenas três capítulos, que não demoraram para serem postados. O primeiro consiste em uma introdução, em como é o relacionamento dos dois. O segundo é o lemon, e o terceiro é um bônus.
Espero que gostem, boa leitura! ❤

Capítulo 1 - Posso ajudar?


  - Ah papai, por favor, fica em casa hoje, o Namjoon pode fazer o seu trabalho. - Disse com voz embargada, juntando as mãos na intenção de convencer o pai. Caminhava atrás do mesmo pela casa, esperando que ele desse uma resposta favorável.

Estava a minutos tentando convencer o pai a ficar em casa naquele dia. Fazia tempo que não tinham tempo para os dois, principalmente por parte de Jungkook, que fora um empresário atarefado e estava a maior parte do tempo na empresa.

Jimin buscava atenção de todas as formas, até mesmo chorava para conseguir que seu pai arrumasse tempo para si, e o acastanhado sempre acabava cedendo aos encantos do filho, pois não conseguia lhe negar nada.

- Eu já disse que não posso Jimin, tem coisas que apenas eu posso resolver na empresa. - Viu um bico se formar nos lábios fartos do pequeno, que cruzou os braços, pronto para fazer pirraça. Mesmo que já fosse um adolescente de dezesseis anos, Jimin era manhoso, principalmente quando se tratava de seu pai. - Vamos fazer assim, você pode ir na empresa comigo, está bem? -

- Sério? - Viu os olhos do moreno brilharem, como uma criança quando ganha doce. Sorriu em seguida pelo animo do filho. - Obrigada papai! - Pulou no colo do mesmo, enlaçando as mãos em seu pescoço. O maior segurou a cintura do pequeno e o rodeou no ar.

Era extremamente ligado ao filho, desde que ele nasceu. Sempre o tratou com mimos e carinho, e não é porque ele cresceu que seria diferente, Jimin ainda era tratado como um bebê que ganha tudo o que quer.

  Dentro de todo o amor que Jungkook sentia pelo seu filho, havia um sentimento diferente, o qual ele não sabia lidar e nem distinguir. Era como se estivesse... Apaixonado? Não, não poderia estar apaixonado pelo próprio filho, não era como se aqueles lábios carnudos e o traseiro avantajado lhe chamassem atenção, o chamando para fode-lo. Talvez fosse apenas desejo, mas não, isso era completamente errado, ele era seu filho de sangue, sua cria.

Despertou de seus devaneios quando recebeu um curto selar vindo de Jimin. Esse ato era normal entre os dois, adquiriram o hábito quando o pequeno era ainda uma criança, mas nunca deixaram de praticar. Sentiu seu corpo todo se arrepiar, era sempre assim quando aquela boca encostava na sua. Jurava que poderia ter uma ereção ali mesmo, se não estivesse atrasado para o trabalho, que, por mais que fosse dono gostava de cumprir horários.

- Estamos atrasados meu amor, vamos! - Soltou o pequeno no chão, beijando sua testa em seguida. Ouviu um resmungo do menor, que estava gostando do colo que estava recebendo.

Saíram em direção a entrada da casa, onde o carro de luxo os aguardava. Jungkook pegou a chave com o motorista e entrou no veículo, seguido de Jimin. Quando o mais velho começou a dirigir, sentiu uma das mãos do menor parar em sua coxa, apalpando de vez em quando. Estava se segurando para não ter o seu pau duro no caminho para a empresa. Portando, seguiu o caminho sem dizer nem sequer uma palavra, e nem mesmo moveu a mão de Jimin dali.

Não demorou para que chegassem ao local, adentrando o hall e sendo recebidos por alguma secretaria atirada, que sempre dava em cima do acastanhado ao te-lo em sua mira. Jimin apenas revirava os olhos, não era porque o seu pai era solteiro que elas poderiam dar em cima dele, aliás, ele tinha um filho.

- Papai, não de bola para elas! - Bufou, cruzando os braços mais um vez, olhando raivoso para o mais alto, que sorriu ao ver que o filho não gostou.

- Não se preocupe Jimin, nunca vou te trocar por nenhuma delas. - Sorriu mais abertamente e apertou as bochechas cheinhas do menor.

- Melhor assim! - Ficou na ponta do pés e beijou a bochecha do pai, que segurou sua cintura e seguiu consigo para o elevador.

Logo que saíram da caixa metálica foram direto para o escritório de Jeon. Chegando lá, Jungkook se sentou e sua cadeira confortável e afrouxou a gravata, em seguida ligando o computador. Jimin apenas fazia olhar para todos os cantos, a  tempos não ia até aquele escritório, que já havia mudado bastante.

Viu que o pai mexia com vários papéis e escrevia em alguns, ficou curioso sobre como ele trabalhava ali. Foi para atrás do acastanhado e começou a fazer uma massagem em seus ombros, aliviando a tenção que o outro sentia. O maior apenas encostou as costas na cadeira e se permitiu fechar os olhos, aquelas mãos eram magníficas. Imaginou como seria se elas passassem por todo o seu corpo. Foi desperto por Jimin lhe chamando.

- Papai, o que você faz aqui? - Estava de fato curioso, já que algumas vezes o pai chegava cansado em casa, mesmo que só ficasse sentado naquela cadeira mexendo com alguns papéis.

- Uh? Eu nunca te disse não é mesmo? Basicamente eu assino diversos papéis de audiências, e também de alguns projetos. Muitas vezes eu tenho reuniões, tendo que ir a outras empresas, o que me deixa estressado e cansado. - Jimin ouviu atentamente cada palavra vinda do mais velho, tendo então sua explicação. Jungkook apenas se deixava relaxar pelas mãos milagrosas do filho. Afinal, não teria mal em receber uma massagem e depois começar o serviço.

O moreno cessou a massagem quando achou que já estava bom, parando então de apertar os ombros alheios. Olhou alguns livros que estavam em uma estante, pegando algum mas colocando de volta no lugar em seguida. Voltou para perto de seu pai que agora procurava por algo no computador, sentou-se de lado no colo do mesmo, recebendo um olhar indagador.

- Fazia tempo que você não me dava colo papai. - Olhou para Jungkook com aqueles olhinhos pidões e escondeu o rosto na curvatura do pescoço do maior.

- Eu acho que te mimei demais. - Sorriu pesando no quanto o seu filho era manhoso. Deixou com que o pequeno se ajeitasse em seu colo, afinal, gostava de te-lo ali. Abraçou-o pela cintura e com a mão livre começou assinar alguns papéis.

Jimin apenas observava calado o que o pai fazia com a papelada. Admitia que estava com sono, mesmo que ainda fosse de manhã. Cansado da posição, o pequeno se remexia, fazendo uma fricção no membro sensível de Jeon, o que o deixava desconfortável, respirando pesadamente.

Por que seu filho tinha que dificultar as coisas para si? Além de ser demasiado gostoso, estava ali se remexendo em seu colo, apertando seu pau, que não conteve um ereção ao ter as pernas de Jimin enlaçadas em sua cintura e sua bunda farta ficar bem em cima do mesmo.

O moreno sentiu que havia algo duro embaixo de si, e não relutou em perguntar. Era óbvio que o pai havia tido uma ereção, era normal dos homens, não havia hora e nem lugar.

- Papai, está exitado? - Perguntou fazendo um pouco de força com seu corpo para baixo, para sentir o órgão rígido.

- É J-Jimin... - De fato não sabia o que dizer, não poderia simplesmente falar que teve uma ereção pensando nele, no próprio filho, mas ficou pasmo quando ouviu o que Jimin tinha a dizer, ainda com uma expressão inocente no rosto.

- Posso ajudar?


Notas Finais


Espero que tenham gostado, e no próximo tem lemon.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...