História I've Become So Numb - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Aaron Carpenter
Tags Brenner Mariano, Drama, Enaldinho
Visualizações 17
Palavras 1.973
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Colegial, Escolar, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem, é minha primeira história. OBS: Meu teclado foi atualizado e ainda não sei qual tecla é o ponto de interrogação, espero que entendam ;-;.

Capítulo 1 - Feeling So Faithless


Fanfic / Fanfiction I've Become So Numb - Capítulo 1 - Feeling So Faithless

-Filha depressa, já são 12:47 é hoje é seu primeiro dia de aula na escola nova!

-Eu sei! Já tô descendo, só falta eu achar meu caderno de desenhos. Pode entrar no carro já.

-Tá bom mas vai rápido que eu também tenho que trabalhar.

Era o terceiro ou quarto dia no meu novo apartamento em Belo Horizonte; quando minha mãe me disse que íamos de Itumbiara eu quase tive um infarto. Foi uma explosão de emoções positivas e negativas, estava animada pois eu sabia que meus youtubers favoritos moram em Belo Horizonte e também triste pois ia deixar meus amigos da escola, passei meu contato pra todos os meus amigos da sala e também pra outro amigo que estudava numa sala no segundo andar da escola; eu não hesitava fazer ligação de vídeo com eles TODOS os dias depois da mudança porque a saudade batia mais forte que minha mãe quando eu fazia alguma merda(kkkkkkkk).

Organizei minha mochila que era do Canal Canalha, tomei um banho, fiz minhas obrigações pela manhã(eu iria estudar no período vespertino), como eu ainda não tinha o uniforme da escola decidi colocar uma camiseta que tinha o número 99 com desenhos de rosas e caveiras na frente e as costas e as mangas da camiseta eram pretas. Peguei meu caderno de desenho e levei na mão mesmo pra eu não carregar muito peso nas costas; chegando na escola eu estava a caminho da minha sala de aula quando dois garotos me pararam e começaram a me zoar por causa das pontas azuis do meu cabelo.

-Kkkkkkkkkkk, a gente vai ter uma MC Tati Zaqui na escola esse ano kkkkkkk.

-Que menina mais estranha, vestindo camiseta de malandro kkkkk.

Aquilo me deixou um pouco magoada mas também brava, passei por eles sem dizer uma única palavra pois não queria arrumar briga e também aqueles garotos eram mais fortes que eu ;-;. Me dirigi pra minha sala e quando cheguei a porta estava fechada, perguntei pra uma garota que parecia estudar na mesma sala:

-Licença, por que a porta tá trancada.

-Os alunos ficam do lado de fora da sala no primeiro dia de aula e só entram quando o professor chega.

-Ah tá.

Então fiquei esperando o professor chegar e pra não ficar no tédio decidi desenhar, peguei meu celular e abri a foto de uma pessoa tocando violão e comecei a desenhar quando um garoto do cabelo castanho com mechas loiras, com um piercing na sombrancelha e uma argolinha no nariz sentou do meu lado e perguntou:

-Oi prazer, meu nome é Brenner, como você se chama.

-Oi meu nome é Isa Dora(sim meu nome é separado kkk), prazer.

-Posso ver o que você tá desenhando.- perguntou.

-Pode.

Ele pegou a folha do desenho e sorriu, eu não tinha entendido por que ele havia sorrido afinal, eu havia desenhado só metade da imagem, mas acho que ele havia percebido que era uma pessoa tocando violão. Nesse momento ele perguntou:

-Você toca violão por acaso.

-Não, mas estou pensando em talvez fazer aula.- quando eu falei isso ele disse:

-Bom, eu posso te ensinar, aliás, eu canto também.

-Sério, eu também canto.- me subiu um arrepio quando ele disse que cantava(MEUS DEUS JÁ ACHEI PELO MENOS UM AMIGO)

Logo após essa pequena conversa o sinal da escola tocou e o professor chegou na sala, eu estava entrando na sala quando Brenner grita:

-Me espera Isa! Eu fui pegar minha mochila!

Eu não sabia que eu iria estudar na mesma sala que ele, nesse momento me bateu uma sensação boa, acho que era alegria ou satisfação; então esperei ele chegar pra podermos entrar na sala juntos e decidirmos os lugares, eu logo escolhi uma cadeira no fundo da sala e Brenner sentou-se na cadeira em frente a minha. A aula havia começado e o professor estava falando sobre algumas regras da aula dele(tipo, se quiser conversar tem que falar baixo e não pode ficar andando pela sala) quando um aluno chega atrasado, o professor disse:

-Atrasado no primeiro dia Enaldo. 

-Desculpa "fessor" eu tinha pegado o número da sala errada.

-Beleza então, rápido, sente-se.

-Ok.

Brenner me disse que Enaldo era o melhor amigo dele e que eles se conheciam a muito tempo, Enaldo se sentou na frente de Brenner e eles se cumprimentaram, depois Brenner me apresentou a Enaldo e também ficamos amigos. Os dois eram muito engraçados e legais então de acordo com o tempo eu fui me acostumando a nova escola e fui ficando mais aberta com eles; certo dia Enaldo me perguntou se eu gostaria de ir na casa dele pra gravarmos alguns vídeos pro canal dele, de início eu não havia entendido direito e disse:

-Perai, tu é um youtuber.- perguntei

-Sim, meu canal chama Enaldinho, aliás Enaldinho é meu apelido.

-Nossa que legal! Então eu topo.

Ele me passou seu endereço e também convidou o Brenner, quando eu olhei de novo o endereço percebi que Enaldinho morava no mesmo prédio que eu, resumi que Brenner seria vizinho de Enaldo. Depois da aula perguntei pra minha mãe se eu podia ir na casa do Enaldo pra gravar vídeo e ela deixou, peguei o endereço do apartamento dele e fui correndo, chegando lá a mãe de Enaldinho me atendeu:

-Olá, pois não.- perguntou.

-Olá senhora, eu sou uma amiga do Enaldo ele me convidou pra eu gravar vídeos junto com ele.

-Ah sim, pode entrar. Qual seu nome.- perguntou.

-Isa Dora

-Muito prazer, Maria Luiza. Pode ficar a vontade.

-Obrigada.

Enaldinho estava jogando videogame em seu quarto, estava tão concentrado no jogo que nem me viu entrar, bati duas vezes na porta pra ver se ele desconfiava de que alguém além dele estava no quarto(kkkkk), ele rapidamente olho pra porta e me viu, se levantou, me deu um abraço e disse:

-O Brenner vai demorar um pouco pra chegar, enquanto isso, você gostaria de jogar comigo.- perguntou.

-Claro, que jogos você tem.

-Tenho FIFA 2018, Street Fighter V, GTA V, Mortal Kombat X, Call of Duty: Black Ops e Far Cry 4.

-Bora jogar Street Fighter, parece legal.

Começamos a jogar e depois de alguns minutos Brenner chega, Enaldinho foi cumprimentá-lo e pegou a câmera pra podermos gravar o vídeo, logo perguntei:

-Vamos fazer um vídeo sobre o quê.

-Já viu aquele desafio que 4 pessoas levantam uma usando só dois dedos, vamos tentar fazer.

-Já, parece legal, com quem vamos tentar.

-Com minha mãe primeiro.

Enaldinho chamou sua mãe pra sentar numa cadeira que estava no meio da sala e explicou como o desafio seria feito, fizemos a primeira tentativa e deu certo, depois eles tentaram com o Brenner, depois comigo e por último o Enaldinho. Logo depois de gravar, me ofereci pra ajudar a guardar o material da gravação(luz, tripé e outras coisas), quando terminamos de guardar tudo a mãe de Enaldinho nos chama pra lanchar. Minha mãe me liga dizendo que vamos sair a noite e que era pra eu lanchar e voltar pra casa, depois de comer me despedi de todos e agradeci pelo lanche e por poder ter vindo gravar com eles, quando eu estava indo embora, Brenner disse que iria comigo pois ele morava perto do meu apartamento e que tinha que ensaiar uma música no violão pra uma apresentação da sala, eu perguntei se no fim de semana ele gostaria de me visitar e ele disse que sim e que iria aproveitar pra me ensinar a tocar violão.

Quando cheguei em casa avisei a minha mãe de que um amigo meu iria me visitar no fim de semana e ela disse:

-Que bom filha, já está fazendo amigos.

-Na verdade eu tenho só tenho 2 amigos mas eles são melhores que uns dois pivetes sem noção da sala da frente.

Quando meu pai ouviu que eu iria receber um garoto em casa, ele não ficou muito feliz; meu pai detesta que eu faça amizade com garotos mas nunca segui essa regra dele, na minha opinião, ter uma amizade masculina é melhor do que uma feminina. Eu fiquei preocupada por causa dessa situação, mas mesmo assim não deixaria meu pai levantar a voz pra um amigo meu. Passou-se a semana e o sábado chegou, o dia que o Brenner vinha me visitar, quando deu 13:35 alguém bate na porta, era ele, vestido com uma camiseta grande da Kings, uma calça preta rasgada e um boné branco com estrelas pretas que estava virado pra trás, por sorte meu pai ainda estava trabalhando quando Brenner havia chegado, ele se apresentou pra minha minha mãe com a maior educação(que fofo^-^) e depois fomos pro meu quarto jogar videogame e assistir filme; notei que ele não havia trazido o violão e disse:

-Ué, e seu violão.- perguntei.

-Ah uma corda arrebentou, levei pra consertar.

-Ah tá.

Chegando no quarto acendi as luzes, na parede ao lado da minha cama estava um quadro com a foto do DJ Aero Chord, Brenner quase desmaia ao ver o quadro, parecia que ele era fã de Aero Chord também, lembrei que eu tinha um poster do Aero Chord que nunca coloquei na parede e decidi dá-lo ao Brenner:

-Já que você é fã de Aero Chord, vou te dar um poster dele que eu nunca usei.

-SÉRIO.- perguntou surpreso.

-Sim kkk.

Ele rapidamente me deu um abraço forte e demorado, depois de me abraçar percebi que ele corou um pouco. Liguei o videogame e ele se sentou na cama, eu mais folgada, me deitei de bruços me apoiando com os cotovelos, ele percebeu que a folga era enorme e fez o mesmo; ficamos jogando por uma hora e meia depois decidimos assistir um filme, perguntei:

-Qual filme você quer ver.

-Eu queria ver o novo A Bela e a Fera, você tem.- perguntou.

-Acho que sim, peraí........achei.

-Uhuuu.- disse todo entusiasmado, dei uma leve risada.

Coloquei o filme e ficamos assistindo no escuro, quando minha mãe chega no quarto e diz:

-Filha seu pai tá chegando em 10 minutos.

-Peraí, ele já tá no prédio.- perguntei preocupada e um pouco assustada.

-Sim, ele já está no elevador. 

-Não vai dar tempo do Brenner ir embora, meu pai ia encontrá-lo saindo daqui!- disse super preocupada.

-Qual o problema do seu pai me encontrar aqui.- disse ele um pouco preocupado.

-Meu pai é muito bravo quando tenho um amigo homem, ele pode partir pra cima de você se te vir aqui.

-Isa esconde o Brenner em algum lugar onde seu pai não possa ver, e Brenner não sai do esconderijo até eu falar que meu marido saiu daqui ok.- avisou ela.

-Ok.- disse ele meio assustado.

Decidi escondê-lo embaixo do meu edredom branco, meu edredom era grosso e não era possível enxergar nenhum movimento de quem estivesse embaixo dele, minha cama era uma box, meu guarda roupa estava muito cheio e fazia muito barulho, rapidamente coloquei meu edredom por cima de Brenner e mandei ele ficar deitado com os joelhos dobrados sem se mexer e sem fazer o mínimo de barulho possível. Quando meu pai havia chegado em casa, Brenner já estava escondido e eu estava fingindo dormir pra que meu pai não desconfiasse  de nada, a luz do quarto estava apagada quando meu pai chegou, ele achou que eu estava dormindo e foi pra sala, minha mãe pediu pra que ele fosse buscar refrigerante numa lanchonete em frente ao prédio, ele foi o mais lentamente possível mas saiu do apartamento. Minha mãe foi até meu quarto avisar que meu pai havia saído e que Brenner já podia ir embora sem problemas, estávamos saindo da minha casa o mais rápido possível, quando abrimos a porta meu pai estava parado mexendo no celular, quando ele olhou pra nós e viu o Brenner:

Eu e o Brenner: -Fudeu........

Meu pai: -QUE PORRA TÁ ACONTECENDO AQUI!! EU VOU QUEBRAR ESSE PIVETE!!!

CONTINUA.

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado, é minha primeira história. Espero que o Brenner e o Enaldinho leiam essa história kkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...