História I've Been Waiting for You. - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias David Bowie, Labirinto - A magia do tempo
Personagens David Bowie, Jareth, o Rei dos Duendes, Personagens Originais, Sarah Williams
Tags David Bowie, Labirynth
Visualizações 24
Palavras 1.779
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Festa, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 12 - Comfortably Numb.


Fanfic / Fanfiction I've Been Waiting for You. - Capítulo 12 - Comfortably Numb.

Sarah on.

Passou uns 3 dias.... E nada de eu falar a verdade para Julie. E por falar nela...logo corri para atender a campainha da porta que tocava.

Assim que eu abri tive uma enorme surpresa.....ao invés de ser minha garotinha, era Jareth que estava ali parado de frente com a porta de minha casa com seus belos óculos de armação transparente e com um belo suéter vermelho.

Jareth....o que faz aqui?-falei curiosa-Se veio falar com Julie....ela não está, mas Jajá está chegando!

Fiquei espantada com o que Jareth me falou. Aquilo me causou um leve arrepio.

Na verdade Sarah eu vim falar com você!- ele falou sorrindo de lado.

Sobre?- perguntei curiosa.

Sobre......a gente tentar se acertar de algum jeito!- ele falou me encarando misteriosamente- Sabe Sarah..... Eu sei que fui um babaca em só ter pensado em mim e não em você, por ter me deixado influenciar por pessoas ruins.....mas confesso que você foi e ainda é a única mulher que eu!

Olhei assustada para Jareth.....ele realmente estava certo no que estava me dizendo?

Sarah..... só não liguei pra você antes, porque eu perdi seu número!- ele falou tirando algo do bolso- Mas nunca esqueci de você.... aliás você era meu amuleto da sorte!

Logo Jareth me mostrou o pequeno chaveiro de raio que eu havia dado pra ele no primeiro dia que eu o conheci. Aquilo mexeu comigo.....mexeu muito comigo!

"Hello

Is there anybody in there

Just nod if you can hear me

Is there anyone home?

Come on, now

I hear you're feeling down

I can ease your pain

Get you on your feet again

Relax

I'll need some information first

Just the basic facts

Can you show me where it hurts?"

Olhei para Jareth que sorria de leve olhando para mim....ele me fitava como se lesse meu olhar pensativo.

Sarah.... não quero que me perdoe, só quero que me escute!-ele falou chegando perto de mim.

Jareth....- falei indo pra trás e logo topei na mesa na qual eu cai sentada nela.

Sarah.....acha que eu me senti como ao saber que durante 16 anos eu tenho uma filha com você que eu nunca conheci?- ele falou arrumando o óculos- Quero estar com você e Julie.....como uma família Sarah, não precisa ser agora, mas quero que aquele momento que tivemos no " Hell" continue.....e que daqui pra frente a gente possa se acertar e fazer tudo o que não fizemos por 16 anos!

"There is no pain, you are receding

A distant ship's smoke on the horizon

You are only coming through in waves

Your lips move 

but I can't hear what you're saying

When I was a child I had a fever

My hands felt just like two balloons

Now I've got that feeling once again

I can't explain, 

You would not understand

This is not how I am

I have become comfortably numb"

Olhei para Jareth com meu coração apertado. Abaixei a cabeça e logo ele segurou em meu queixo e me encarou.

Sarah.... não tenha medo!- ele falou baixo e logo depois me beijou.

Nos beijamos por um bom tempo....logo que paramos Jareth me falou algo que me fez tremer por falta de coragem.

Sarah.... você contou a verdade para a Julie que eu sou o pai dela?- ele falou aquilo me encarando.

Que?- uma voz ecoou da porta.

Julie!- falei assustada.

Olhei assustada para ela que fechou a mão em um punho e deixou lágrimas cairem do rosto. Logo ela saiu correndo para o meio da rua e eu fui atrás.

Julie..... Filha!- gritava chamando ela enquanto corria.

Jareth foi atrás de nós e logo não achei mais Julie. Cai de joelhos em meio a rua e minhas lágrimas se misturavam com a chuva que caia tortuosa.

Sarah!- Jareth me abraçou forte.

Jareth....a culpa é toda minha!- falei chorando- E olha o que aconteceu... Julie fugiu!

Calma....vamos achar ela!- ele me olhou em meio a chuva- Sarah...seja forte, e outra Julie não pode ter ido muito longe!

Voltamos para casa e liguei para Didy....contei o que havia rolado e ela me disse que se Julie aparecesse ali que ela me avisaria, mas que Ludo ajudaria a procurar por ela.

Sentei no sofá e chorava preocupada com minha garotinha. Jareth tentou usar o rastreador do telefone de Julie....mas a chuva não colabora-va com nada.

Logo depois ele me veio com uma xícara de chá de pêssego. Ele me estendeu e eu tomei aquilo tudo para ver se me acalma-va.

Jareth....- falei tristinha- Posso te pedir uma coisa?

Ele se abaixou em minha direção e logo me olhou. Ele limpou minhas lágrimas e eu sorri fraco.

Fica aqui essa noite.... não vou conseguir ficar sozinha, sabendo que Julie está em algum lugar por ai!- falei chorando- Me desculpa...okay?

"O.K.

Just a little pin prick

There'll be no more aaaaaaaah 

But you may feel a little sick

Can you stand up?

I do believe it's working, good

That'll keep you going through the show

Come on it's time to go

There is no pain, you are receding

A distant ship's smoke on the horizon

You are only coming through in waves

Your lips move

but I can't hear what you're saying

When I was a child

I caught a fleeting glimpse

Out of the corner of my eye

I turned to look, but it was gone

I cannot put my finger on it now

The child is grown

The dream is gone

I have become comfortably numb"

Me levantei e logo o abracei forte, Jareth tinha o melhor abraço de todos....era algo que me mantia calma e segura.

Sarah....perdoar o que?- ele falou arqueando a sobrancelha.

Por ter escondido a verdade sua e de Julie esse tempo todo!- falei me escondendo em meio ao abraço dele- Me desculpa por ser fraca!

Sarah Willians!- ele falou forte- Você não é fraca....olha a mulher forte que você se tornou....e estou orgulhoso disso!

Jareth beijou minha testa e eu fechei os olhos. Me aconcheguei nos braços de Jareth enquanto estavamos sentados ali no sofá até que ambos adormeceram.

Na manha seguinte....eu acordei e notei que eu estava em minha cama, assim que levantei tomei um bom banho e me troquei. Desci e vi que Jareth havia feito o café da manhã...o abracei por trás por impulso que o fez dar um lindo sorriso.

Bom dia!- ele falou me entregando uma xícara de chá- Pronta para irmos atrás da Julie?

Sim....- falei tristinha.

Logo saímos de casa e rodamos tudo ali perto. Foi ai que quando fomos ao parque atrás dela Jareth falou algo que se fosse verdade iria me confortar muito.

Sarah....eu acho que tenho uma idéia de onde Julie possa estar!- ele falou e fez sinal para mim- Vem....

Segui Jareth e logo entramos nos fundo de algo que parecia uma antiga livraria abandonada. Logo que ascendemos as lanternas de nossos celulares ouvimos um chorinho vindo dali de perto.

Julie!- falei e logo a abracei- Ah Julie....fiquei muito preocupada!

Logo ela me empurrou me deixando chocada. E foi ai que Jareth incorporou o papel de pai.

Hey...hey mocinha, sua mãe e eu estavamos muito preocupados com o seu sumiço e você reage assim com ela?- ele falou sério.

Olhei para Jareth sem reação....ele parecia que havia entrado de vez no modo pai. Ele falou algo que me surpreendeu mais ainda.

Sei que sua mãe errou em não ter falado a verdade para você que eu sou pai por 16 anos- ele disse parando ao meu lado- Mas entendo que sua mãe fez isso.... não só por medo, mas sim pra proteger você...e eu se estivesse no lugar dela faria o mesmo!

Julie olhou para mim e logo fiz sinal para irmos para casa e conversar sobre isso tudo. Jareth me surpreendeu muito com aquilo tudo que ele falou e eu fiquei o caminho todo pensando naquilo.... Jareth me amava mesmo a ponto de ver meu lado e eu devo me acertar com ele?

Assim que chegamos em casa Julie foi tomar um banho e eu fiquei na sala com Jareth esperando ela descer depois.

Como.... você sabia onde ela estava?- falei incredula.

Só deduzi....porque aquele lugar era meu refúgio de brigas e coisas ruins....ela provavelmente queria pensar bem e resolveu ir lá- ele falou sorrindo- Mostrei para ela aquele dia no parque então deduzi e acertei!

Obrigada....por ir atrás dela comigo e pelas coisas que disse!- falei e sorri.

De nada.... só fiz a minha função de pai!- ele falou e logo apontou para Julie que estava sentada na escada.

Julie....vem aqui!- falei chamando ela de forma doce.

Assim que ela veio....eu a abracei forte, muito forte e pedi o perdão dela. Julie sentou na poltrona do meio do sofá e cruzou os braços.

Mãe...porque escondeu a verdade de mim?- ela falou me encarando- Meu pai estava presente na minha vida o tempo todo sem eu saber!

Julie.... Eu era nova quando descobri que eu ia ter você e seu pai...bem, ele estava começando a carreira então nos separamos!- falei abaixando a cabeça- Eu tive medo de seu pai não aceitar você ou pior....de você alimentar as esperanças de um dia ele vir te buscar e isso não acontecer por que....ele tinha uma nova vida e tinha uma nova família mesmo tendo na época só um caso de fã e ídolo!

Olhei para Jareth que me encarou com um semblante de culpado. Fiz carinho em seu ombro mostrando que ele estava errado em pensar isso.

Me perdoa filha.....me perdoa por ter sido a pior mãe do mundo e não ter falado a realidade pra você?- falei abaixando a cabeça.

Logo Julie me surpreendeu me abraçando forte. Retribui o abraço e olhei para Jareth que sorria ao ver aquela cena.

Você é a melhor mãe do mundo!- Julie falou me olhando- E mãe...obrigada por me mostrar que as coisas nem sempre são boas na vida....e obrigada por me fazer saber que meus olhos de cores diferentes vinham de uma pessoa tão incrivel como o Jareth....o Meu Pai!

Logo ela nos abraçou juntos e demos um beijo na bochecha dela que sorriu. Logo Julie veio me fazendo um monte de perguntas e claro eu respondi todas deixando ela animada.

Julie....no meu quarto tem uma enorme caixa preta embaixo da minha cama...abra ela e pegue tudo o que eu trnho do seu pai e pode ficar pra você!- falei sorrindo.

Obrigada mãe!- ela falou sorrindo- Aliás....sei que meu aniversário é daqui a um mês, mas mesmo assim obrigada pelo presente de me fazer conhecer meu pai!- ela falou brincando- Caramba... não dá pra acreditar que meu pai é um rei....o rei Goblin!

Gargalhamos juntos e logo Julie anunciou que estava com fome. E para nossa surpresa Jareth disse que o jantar seria feito por ele.

Logo eu e Julie arrumamos a mesa e Jareth assim que terminou o jantar nos chamou. Julie sentou no meio e fez com que eu e Jareth ficasse-mos um de frente para o outro.

Nosso primeiro jantar oficialmente como uma família!- Julie falou animada.

Olhei para Jareth e fiz sinal de obrigada com a cabeça. Logo que o jantar terminou Jareth se despediu de nós e foi pra casa....dessa vez adormeci com a consciência limpa de ter falado a verdade para minha menininha.

Mas algo martela-va em minha cabeça....devo ou não recomeçar do zero com Jareth?

Sarah off.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...