História Já Sou Gente Grande - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, V
Tags Jeongguk, Kid!taekook, Kooktae, Kookv, Taegguk, Taehyung, Taekook, Taekook!kid, Vkook, Vkookflows
Visualizações 121
Palavras 571
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drabble, Droubble, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


FELIZ ANIVERSÁRIO CHIMCHIM E FELIZ DIA DAS CRIANÇAS PRA QUEM NÃO GANHA MAIS PRESENTE, ESTAMOS NO MESMO BARCO!

Capítulo 1 - Singular


Jeongguk se encontrava sentado no banco daquele parquinho, fitando as meias coloridas de forma séria, como se de fato tivesse algum problema para resolver. O biquinho chateado não deixou seus lábios nem quando Taehyung sentou-se ao seu lado no banco desgastado. 


Seu hyung estava bonito como sempre, os fios castanhos caiam livremente sobre as orbes negras e um sorriso bonito enfeitava o rosto angelical. Fofo, Jeongguk pensou.


— O que aconteceu, Gukie? Por que esse biquinho? – o dedo pequenininho se direcionou para o meio das sobrancelhas do moreno, que só então notou o cenho franzido.


— Aconteceu tudo, hyung! – Jeongguk cruzou os braços em frente a sua camiseta do Homem de ferro e soprou a franja que caía sobre seus olhos. — Jonghyun hyung vai viajar com alguns amigos para um acampamento super legal, mas mamãe disse que eu não posso ir porque ainda sou muito novo; mas você sabe que já sou gente grande! 


Taehyung tombou levemente a cabeça para o lado enquanto desembrulhava um pirulito azul, com os olhos atentos de seu dongsaeng sobre si.


— Mas Gukie, talvez seja realmente perigoso ir para um acampamento com a nossa idade. – falou de modo sério, como se estivesse dando uma palestra. — Imagina não ter a comida da mamãe? Biscoitos com leite e os animes que assistimos de tarde? Também não ia ter cafuné e nem as lambidas do Miau! – Taehyung lembrou do gato que ambos adotaram e mantinham escondido (ao menos era isso que pensavam) dos pais.


Jeongguk ponderou, mordendo o interior da bochecha cheinha. Gostava de biscoitos com leite mais que tudo — depois de seu melhor amigo, é claro — e não suportava a ideia de não receber carinhos de sua mãe, quanto mais ficar longe de seu precioso gatinho. 


— Nós também não iríamos nos ver. – Taehyung voltou a falar, grudando-se como um coala no braço de seu dongsaeng. — Quem iria me proteger daqueles meninos malvados? Eles dizem que eu sou esquisito.


— Você não é esquisito, na verdade você é… Como é mesmo a palavra? – franziu o cenho e fitou o céu, tentando lembrar com clareza a nova palavra que havia aprendido com seu irmão mais velho. — Singular! Você é singular, hyung! Eu gosto quando leva tomate com açúcar para comer no recreio e não me importo com suas roupas coloridas, mesmo que você seja mais escandaloso quando está com Hobi Hyung.


— Eu também te acho singular. – o acastanhado sorriu, com uma linda janelinha sendo exposta. — Você é todo quietinho e fofo, mas passa por cima da sua timidez para me defender mesmo eu sendo o hyung, obrigada Gukie-ah. – foi sincero, depositando um beijo tímido na bochecha corada de Jeongguk. 


Ambos ficaram em silêncio por um tempo, apenas observando as outras crianças que brincavam na pracinha do condomínio, cada um perdido em seu próprio pensamento. Mas então Taehyung levantou de súbito, assustando o mais novo que lhe fitou curioso.


— Já sei! Por que não fazemos nosso próprio acampamento? Podemos montar minha cabana da Mulher Maravilha e dormir no quintal; de noite contamos histórias de terror enquanto comemos pipoca, o que acha?


Jeongguk nunca admitiria em voz alta, mas achou fofo o modo como o mais velho tentava agradá-lo. Por fim, concordou com a cabeça, entrelaçando o próprio mindinho ao do outro e seguindo em direção a própria casa para pedir autorização a progenitora.


E no final Taehyung tinha razão, talvez não fosse tão ruim não ir para o acampamento.


Notas Finais


Amém taekook kid


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...