História Jackson - Capítulo 31


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7, Originais
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jinyoung, Mark, Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Visualizações 40
Palavras 1.764
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi oi bens amados, tá aí mais um capítulo.

Capítulo 31 - Surpresa, Sophia.


          Acordei cedo, fiz um café, e então Mark e Jinyoung acordaram, parece que o cheiro da comida despertava eles, então depois do café eu fui correr. A rua parecia exatamente como antes, tirando alguns prédios que estavam com pinturas renovadas, eu estava com meus fones tocando "Not today" e estava correndo pelas ruas da cidade. Eu estava super no embalo, correndo como uma profissional, meu cabelo deveria estar parecendo uma vassoura, e eu deveria estar soando feito um porco, então parei em uma lanchonete para pedir uma água com gás. Quando alguém me cutuca. 

 —Oi –JB fala. 

 —Oi, JB quanto tempo –Eu ia abraçar ele mas pensei duas vezes —Estou soando mais que um porco, vamos deixar o abraço para depois –Demos uma risada.

 —Você esta linda –Ele me elogiou.

 —Você também –Falei. 

 Ele havia mudado o penteado, e estava se vestindo diferente, estava mais homem.

 —Como anda a vida? –Ele me perguntou. 

 —Está indo muito bem, e a sua? Como vai seu irmão? –Não poderia deixar de perguntar.

 —Minha vida está de boa, meu irmão está bem, se podemos dizer assim... –Ele deu uma risada abafada e sem graça. 

 —Como assim? –Perguntei. 

 —Depois que você foi embora ele ficou louco, ele te procurou em todos os lugares, ligou para você milhares de vezes e quase matou Jungkook, mas então os meus sete "amigos" foram espertos e foram embora, depois de uns dois meses ele começou a trabalhar, voltou a morar comigo e estamos levando uma vida normal, mas ele não passou um dia sem pensar em você... 

 As palavras de JB atravessaram meu peito como uma flecha, doeu e me bateu uma leve tristeza, pensar em Jackson sofrendo por tudo era bem justo, afinal ele me fez sofrer muito também.

 —E você e Youngjae? –Mudei de assunto. 

 —Namorando firme e forte –Ele riu.

 —Fico feliz em saber, tenho que ir, Mark está me esperando –Falei beijando a bochecha de JB —Fiquei me perguntando o porquê de você não ter ido me visitar, vamos falar disso um outro dia, tchau JB.

 Sai da lanchonete e continuei a correr, e então quando virei a esquina vi Jackson no outro lado da rua andando com as mãos nos bolsos, ele estava lindo, um detalhe que talvez eu não tenha percebido a noite anterior era que, ele estava com os cabelos escuros, em um tom castanho, mas mesmo assim continuava ainda mais lindo, apenas olhei para frente e continuei correndo. Senti o olhar de Jackson em minha direção e então apenas ignorei e corri, ele fez o mesmo, apenas olhou para frente e continuou a andar. 

Virei em um beco, para respirar e poder observar ele um pouco, quando vou ver na rua ele estava me olhando já, então voltei para dentro do beco o mais rápido possível, torcendo para ele não ter me visto. Dois minutos depois ele aparece na entrada do beco. 

 —Você esta bem? –Ele pergunta rindo. 

—Por que eu não estaria? –Soltei um riso abafado. 

 —Como consegue ficar linda até toda desarrumada? –Senti meu rosto corar. 

 —Olha só a hora –Apontei para o relógio imaginário em meu pulso —Até mais Jackson. 

 Passei por ele e então ele me segurou pelo braço e me puxou. 

 —Vai mesmo me evitar? –Ele perguntou. 

 —Pergunta para o Jungkook, ele vai te responder –Puxei meu braço com violência e passei por ele.

 Continuei minha corrida e então cheguei em casa, fui direto tomar um banho, ainda eram dez da manhã, vesti um vestido amarelo, e desci para a sala. Senti meu celular vibrar e começou a tocar, logo vi um número desconhecido na tela e então atendi. 

—Alô? –Atendi. 

 —Sophia –Era JB.

 —Oh, que surpresa –Falei abrindo um sorriso. 

 —Que tal um jantar? Eu, Youngjae e você? 

 —Eu iria adorar –Iria adorar ficar de vela mais uma vez. 

 —Amanhã as sete está bom? 

 —Perfeito –Desliguei o celular. 

 O dia estava ensolarado, ótimo para uma leitura na praça, mas eu estava com medo de ir para lá e dar de cara com Jackson, eu não queria ter outra de nossas conversas estranhas e constrangedoras, eu só queria seguir minha vida e ele seguir a dele, como se nós não nos conhecemos mais. 

 —Vamos sair, se arrume... –Mark me olhou —Só vista um sapato e vamos. 

 Vesti um tênis branco que eu tinha em cima da sapateira, e acompanhei Mark para sei lá aonde, mas mesmo assim fui.

 —Aonde estamos indo? –Perguntei.

 —Karaoke –Ele riu —Todos vão estar lá... Menos Jackson, parece que ele não está se sentindo bem. 

 —Ah, claro... –Sussurrei —É mais difícil do que eu imaginei de morar na mesma cidade que ele. 

 —Ninguém disse que seria fácil –Eu e Mark entramos no karaokê. 

 JB e Youngjae cantavam "Bad" do Infinite, eles cantavam muito bem, quando nos viram logo pararam e JB me deu o microfone. 

 —Arraza amiga! –JB falou e então eu subi no palco.

 Fiquei indecisa ao escolher a música, mas então uma me chamou a atenção, era uma música que eu adorava muito, "Fuck It" do Bigbang. Comecei a cantar e então quando chegou a parte do refrão, Jackson entrou na sala de karaokê, e eu congelei, mas continuei cantando, Mark notou minha mudança de humor e então voltou sua atenção para Jackson, cantei o refrão e Jackson me olhou feio, retribui o olhar feio e revirei os olhos, continuei cantando. Quando a música acabou escolhi outra para mim e Bambam cantar, era "Eureka", cantamos a música seguindo a coreografia, quando me dei conta, todos os garotos estavam no palco dançando a música, menos Jackson. 

Jackson estava sentando no fundo escuro da sala só me observando, o que fazia eu me sentir incomodada.

 —Minha vez –Jackson falou.

 Os garotos gritaram de alegria e Jackson subiu ao palco, acho que ele fez isso para me provocar, cantou "Boy in luv" e depois "I Need you girl", enquanto ele cantava "i need you girl" sai da sala de karaokê e fui direto para a rua. Estava andado normalmente quando senti uma mão segurando meu ombro. 

 —Espere –Era Jackson. 

 —Ai garoto! Que susto! –Falei colocando a mão no peito.

 —Desculpe –Ele disse triste. 

 —Foi só um susto, Jack –Falei colocando a mão em seu ombro e logo retirei.

—Não por isso, mas por tudo –Ele pegou em minha mão —Vem comigo. 

 —Jack, eu realmente preciso ir para casa... 

 —Quieta garota, eu quero te mostrar uma coisa –Ele disse me puxando. 

 —Jack? 

 —Oi? 

 —Você está me assustando...

 —Desculpe, mas é uma surpresa, eu quero muito me desculpar por tudo, então eu fiz uma coisa... 

 —Jackson... Você não matou ninguém né? –Sussurrei para ele. 

 —Sophia, eu mudei, mudei muito, muito mesmo, e quero que você veja uma coisa... 

Chegamos em lote muito grande, a princípio parecia velho, mas quando Jackson abriu as duas grandes portas eu quase cai de costas. O lugar estava sendo iluminado com apenas velas, tinha uma mesa redonda com uma toalha branca e duas cadeiras de lados opostos bem no centro de tudo, pétalas de rosas brancas e vermelhas enfeitavam tudo, e então Jackson balançou a sacola em sua mão que eu nem tinha percebido que estava ali. 

 —Infelizmente não sei fazer aquelas comidas chiques, mas pedi comida chinesa. 

—Uau, esse lugar está incrível...

 Eu não tinha palavras para descrever, estava tudo muito bonito, e Jackson havia feito aquilo para mim, mesmo eu ignorando ele por completo, ele já planejava isso, a noite de hoje havia sido tudo enganação. 

 —Estou sem palavras –Falei levando a mão ao peito. 

 —Você não sabe o quanto eu senti a sua falta... 

 Ele falou em forma de sussuro, e então minha ficha caiu, e eu lembrei com quem eu realmente estava.

 —Então já que estamos aqui, devo lhe dizer que você fez um trabalho e tanto –Falei.

—Obrigado, fico feliz em ver esse sorriso no seu rosto de novo –Ele riu e eu também —Mark me ajudou a te trazer aqui. 

 —Eu já suspeitava –Dei uma risada e então nós se sentamos na mesa.

 —Eu queria te contar exatamente a história que você ouviu da boca de Jungkook –Ele tocou no assunto. 

 —Estou te ouvido... 

 Eu não queria ouvir nada dele, nada mesmo, eu só queria seguir a minha vida e deixar ele para trás. 

 —Eu realmente já fui traficante, e assaltante, me arrependo de tudo isso foi um erro, me desculpe não te contar, eu não queria te deixar com uma visão totalmente ruim de mim, eu caí nessa vida por causa que queria ajudar JB, então acabei como o chefe deles, então eu me mudei de lá, por causa que eu queria deixar aquela vida horrível de lado, a partir do momento que sai daquele país me tornei uma pessoa totalmente diferente. Eu sou o Jackson, o Jackson que você conheceu, eu queria te deixar com essa visão de mim, queria que você me olhasse como apenas eu e não como um ex criminoso. 

 —Você fugiu do país? 

 —Não, eu fui preso e paguei minha fiança. 

 —Então eles te pegaram –Bebi um gole de vinho da taça em cima da mesa. 

 —Não, eu me rendi, para poder ter porte livre para sair do país –Ele se jogou para trás encostando na cadeira. 

 —Então veio para cá e mudou... –Conclui. 

 —E depois conheci você, foi aí que mudei, para te dar o meu melhor e não o pior. 

—Ótimo, agora posso ter a minha mente limpa, esse ano todo pensei que você ainda era um criminoso foda. 

 —Eu ainda gosto muito de você, Sophia.

—Passei um longo ano tentando te esquecer, Jackson, e em dois dias você me fez lembrar de tudo novamente. 

 —Passei um ano me perguntando como você estava, aonde você estava, e por que você foi embora... 

 —Temos todas as respostas de todas as perguntas agora –Falei. 

 —Claro –Ele sussurrou. 

 —Agora podemos ser amigos sem ter todo aquele estranho clima –Falei e então dei um sorriso um tanto forçado. 

 —Ah, Sophia... Isso é uma tortura! –Ele passou a mão no rosto. 

 —Você supera –Falei.

 —Não, eu não vou superar! Você foi embora e esse ano eu me senti mais vazio do que o normal, você foi embora antes de eu dizer o que eu precisava dizer... 

 —Jackson... 

 —Eu te amo, eu te amo Sophia, e você foi embora antes de eu dizer isso. 

 Olhei para ele e seu rosto me deu uma certa tristeza, os olhos brilhavam mas não de felicidade, pareciam lágrimas se formado, mas ele era forte de mais e orgulhoso de mais para derramar uma lágrima. 

 —Esta na hora de eu ir embora, te vejo outro dia –Beijei a bochecha dele e sai do lote.


Notas Finais


Espero que tenham gostado beijoooos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...