História Jamais te esqueci (jikook) - Capítulo 54


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Namjin, Taeyoonseok
Exibições 280
Palavras 742
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Claramente a primeira opção ganhou. E como eu disse, eu apaguei aquele capítulo.

Capítulo 54 - Hospital


*Jimin's POV*

      Escuto batidas na porta que está aberta, por motivos de: não deu tempo de fechar.
Kook: Você está bem mim~mim?

( Então a partir daqui a história vai tomar o rumo que vocês escolheram o "1"-onde o Jimin conta para o kook que está grávido mas não conhece o pai; que na minha opinião é o pior, fiz de propósito parecer mais tranquilo pois vai durar mais. No entanto eu queria o 2, mas vou fazer o 1 que vocês pediram).

     -Não kook, faz um tempo que estou mau...eu não disse nada porque ache que fosse por causa do mar, mas os enjôos continuam.
Kook: Você não acha que você está...
     -Eu não sei..-comecei a encarar o chão.- isso é possível?
Kook: uma vez eu ouvi falar de um caso assim lá no hospital.
      -...
Kook: vou te levar lá para confirmamos.
     Ele me pega no colo estilo noiva e desce as escadas.
Kook: Gente, eu vou levar o Jimin ao médico, fiquem à vontade vocês já sabem onde ficam tudo e já são de casa. Só não quebrem nada, nós já voltamos.
      Antes dos meninos responderem já tínhamos saído da casa, o motorista abriu a porta.
Kook: Não precisa, eu vou no meu carro. Fique aqui caso os meninos precisem ir a algum lugar.- o motorista só concordou com a cabeça.
        Acho que nunca andei de carro com o kook dirigindo, na verdade eu nem sabia que ele tinha um carro mas não estou surpreso. Ele me coloca chão em frente à uma Ferrari preta.
      - Carro humilde, né!?- dou um pequeno sorriso.
Kook: Era do meu pai, ele não deixava ninguém encostar. Mas para mim é disperso deixar um carro desse parado.
      -também acho.
     Entro no carro e kook faz o mesmo. Ficamos um tempo em silêncio, mas estou preocupado.
      -kook...se eu estiver grávido o que vamos fazer?
Kook: Vamos dar muito amor ao nosso filho. ...ou filha.
      -Mas nós ainda estamos no colegial e..
Kook: e nós vamos amar o nosso filho do mesmo jeito...ou você não quer?
      -Eu quero, mas acho que está muito cedo. E se nós não dermos conta?
Kook: é para isso que temos a minha mãe, minha vó e amigos.
       -...
Kook: chegamos.
       Nós devemos do carro e fomos até a recepção, me sento em um cadeira ao lado de uma mulher que estava com uma criança no colo.
      -oi- falo para ser simpático.
Mulher: olá - percebo que a criança estava cheia de manchas vermelhas no corpo.
       -Ele está bem- que pergunta Jimin, se ele está no hospital é claro que ele não está bem.
Mulher: eu não sei, estou esperando para fazer exame de sangue, mas a fila está muito grande, já estou esperando a 40 minutos.
       -Nossa, é muito tempo. Principalmente pelo fato de ser uma criança.-depois que termino dr far sinto alguém colocando a mão em meu ombro.
Kook: Vamos Jimin, o médico ### já vai te atender (narradora: estou sem criatividade para dar um nome para o médico).
      -ok.
Mulher: como conseguiram ser atendidos tão rápido? Esse médico estava com muita fila, eu até tive que tentar outro.
       Eu já estava em pé quando ela falou isso, eu olhei para a criança em seu colo que estava tossindo.
      - Kook..deixa ela ir agora no meu lugar.- falo em seu ouvido para que só ele escutasse.
Kook: Mas e você?
       -Eu não vou morrer. Ela está esperando a 40minutos, eu posso esperar a vaga dela.
Kook: tá bom.
        Eu falei para moça ir, não teria dinheiro que pagasse o sorriso que ela me deu junto com um grande obrigada. Esperamos uns 20 minutos e o kook estava morrendo.
      -Você alguma vez esperou na fila do hospital?
Kook: Nunca.
      -Isso explica o seu tédio.
Kook: eu não estou com tédio, estou pensando. Bom...as pessoas reclamam que demora muito, mas eu não sabia que era tanto. Vou tentar melhorar isso.
      -Quem diria que a solução é colocar o dono do hospital na fila.
Kook: Então né.
       Depois disso fomos chamados, tive que entrar sozinho. Tirei o sangue e logo voltei para o kook. Passou um tempo e o médico veio com um envelope e eu agradeci.
        Nós abrimos e começamos a ler, era verdade. Tinha um pequeno kook na minha barriga.

       


Notas Finais


Espero que tenham gostado💜💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...