História Jamais te esqueci (jikook) - Capítulo 58


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Namjin, Taeyoonseok
Exibições 284
Palavras 849
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 58 - Fim...


*kook's POV*

~~~~Quebra de tempo~~~~~
             30 de Dezembro

          Finalmente o último dia do ano, a data que indica que um novo ano vai começar. Não, vamos recapitular...marca o fim de um ótimo ano, para início de um melhor ainda.
       Esse próximo ano vai ocorrer o nascimento dos nossos filhos. Falo como se estivesse longe, mas Janeiro é daqui quatro horas e, nossos filhos daqui 3 meses.
       Jimin, minha mãe, avó e eu estamos na festa de fim de ano do hospital. Minha mãe organizou tudo sozinha para que cada detalhe dessa festa fosse incrível.
      Por motivos óbvios a festa está ocorrendo em casa, não no local da empresa (como na maioria). Acho que nunca vi essa imensa sala de estar tão cheia. No canto a direita está o bar onde Jimin está sentado conversando com os meninos, já que não pode beber.
    Até que uma ótima música começa a tocar e decido ir até lá chama-lo para dançar.
      -Min~min vamos dançar?
Min: Não.
     -Por que não?
Min: Você não pediu direito.
     -Sério que você vai mesmo me fazer falar isso?- ele indica que sim com a cabeça- Ok então... Você me daria a honra de me acompanhar nessa dança?
Min: Agora sim, não esto em trage de gala para não ser cortejado.
     -Sabia que você é uma piada?
Min: sabia, uma piada que você não consegui tirar da cabeça.- ele passa seus braços em volta do meu pescoço e encosta a cabeça no meu ombro.
      -Verdade.
       A partir daí não mudou muita coisa, ficamos dançando abraçados até a hora dos fogos de artifício, juntamente com aquela contagem regressiva para o novo ano.

~~~~(Quebra de tempo)²~~~~~~
       Final de março do novo ano

Min: kook, não precisa me acompanhar para todo lugar que eu vou, eu juro que estou bem, é só uma escada.
      -Mas o médico disse que você tem que tomar cuidado e não se esforçar. E principalmente evitar escadas.
Min: Isso não significa que eu não posso descer para tomar água.- ele me dá um selinho rápido.
     -Ok, você venceu. Mas seja tão rápido quanto esse beijo.
Min: pode deixar.
     Ele sai, eu fico no quarto deitado na cama e decido olhar as horas. Era 4h da manhã, o Jimin tem acordado quase toda madrugada para tomar água e eu sempre acho que nossos filhote vão nascer. Ele continua sendo o Jimin, que fica rindo da minha cara e falando quanto eu sou bobo.
Min: KOOK!- escuto um grito vindo lá de baixo.- JEON JUNGKOOK!
      -Tô indo!- para antes de descer a escada e ele está parada no meio da mesma.
Min: Kook, vai nascer.
        Depois disso eu o ajudei a descer uns degraus, voltei peguei a mala dos bebês e o ajudei a ir para o carro.
        Fico esperando do lado de fora da sala de cirurgia, já avisei a todos só para ver se o tempo de angústia passava mais rápido, não adiantou. Depois de um tempo o médico dele aparece.
MD: Senhor Jeon- me levanto da cadeira- meus parabéns, você é pai de dois lindos menininhos.-não posso evitar de abrir um grande sorriso.
     -E o Jimin, ele está bem?
MD: Está sim, só um pouco cansado por conta da cesariana (narradora: logicamente não foi parto normal, porque né...já é loucura de mais um homem grávido). Mas pode ir com ele para o quarto, daqui a pouco o a enfermeira irá levar os seus filhos para você ver.
      -obrigado doutor.
     Saio correndo em direção ao principal quarto do hospital onde Jimin ia ficar (vantagens de ser o dono). Chego lá e ele ainda está acordado.
      -achei que ia te encontrar dormindo.
Min: não até você ver nosso filhos também, não quero perder a sua cara quando ver quão lindos eles são.
      -Que eles são lindos eu já sabia, puxaram para o appa.
Min: seu bobo.
        Duas enfermeiras entram segurando dois pequenos bebês, meus pequenos bebês. Pego os dois no colo (ainda bem que meus braços são grandes), consegui segurar os dois sem dificuldade.
      -Então...qual é o Jae e qual é o won?
Min: não sei olhando assim de longe.-ele da uma risada fraca- acho que vamos ter esse problema até eles crescerem.
Enfermeira: No pulso esquerdo tem uma identificação com o nome de cada um.
      No meu braço esquerdo estava o Jae e no direito o won.
     -O Jae paredes mais com você.
Min: eu não tenho cara de joelho. Brincadeira..e o won parece mais com você, coitado fiquei com dó dele puxar um pai feio desses.
      - Eu acho que você está ficando muito engraçadinho, é  melhor você dormir.
Enfermeira: Com Licença, temos que leva-los de volta.
Min: Ah já?
Enfermeira: sim.- entrego o won e o jae e, elas saem os levando.
     -Agora você vai descansar como o médico disse.
Min: Ok.
      Ele se vira e dorme rapidamente, eu sento em um sofá ao lado de sua cama e aproveito para dormir também.


Notas Finais


Espero que tenham gostado💜💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...