História Jamais te esqueci (jikook) - Capítulo 59


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Namjin, Taeyoonseok
Exibições 468
Palavras 647
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Sobre eu não postar ultimamente...
Nada a declarar além de que eu ainda não me recuperei de não ter conseguido um ingresso para o show dos meninos aqui no Brasil 😭😭😭

Capítulo 59 - Me devolve


Fanfic / Fanfiction Jamais te esqueci (jikook) - Capítulo 59 - Me devolve

*Jimin's POV*

~~~~7° mês da gravidez~~~~

Estávamos em casa com os meninos, eles estão conversando e eu só estou observando a minha barriga em acaricio a mesma.

O médico havia me dito que ela não cresceria, mas acho que pelo fato de serem gêmeos ela acabou ganhando um pouquinho de volume. Não é nada tipo "NOSSA COMO ESTOU GORDO!!", até porque é quase imperceptível.

Reparo que o Suga levantou do sofá que estava na minha frente e ia dizer algo mas foi interrompido.

Jin: Eu vou no banheiro- e saiu correndo, deixando para trás um demônio com cara de preocupado e um suga com raiva.

Suga: Sacanagem, eu ía!

-Vai no do nosso quarto.-falei simplista.

Suga: Ok- ele segue em direção as escadas.

Kook: Então, nós estávamos pensando em nos mudar- é verdade estamos pensando nisso a algum tempo.

Quer dizer, pensamos em morar na casa da mãe do kook até pelo menos o aniversário de um aninho dos bebês (talvez estejamos pensando em um tempo longo de mais? Talvez...), nesse um ano eu também  vou me formar. Kook continua trabalhando no hospital e como já está bem estabilizado sua mãe pensou em mudar para Busan com a vó-Jeon, para poderem descansar um pouco. Depois de muito conversar chegamos a conclusão que essa casa vai ser grande de mais (mesmo que seremos quatro).

Jin: Do que estavam falando?- ele entra passando a mão na boca, para limpa-la.

Tae: Eles querem mudar de casa.

-É mas não por enquanto, com os bebês recém nascidos vamos precisar de bastante ajuda.

Jin: Entendi- ele é cortado pelo suga gritando.

-OLHA SÓ O QUE EU ACHEI!- ele para se jogando no sofá.- parece que o poderoso Jeon Jungkook dorme com urcinhos de pelúcia.

Hope: Deve ser do quados bebês seu bobão- ele da uma leve empurrada no rosto do suga.

Kook: É do Jimin e se eu fosse você eu largaria o urso bem devagar, acho que ele ama mais esse urso do que eu.- eu já o fusilava com um olhar de raiva, eu ódio que mexa nesse ursinho. Ele é MEU!!!!

-Me devolve- eu pulo nele tentando puxar o ursinho.

Nossa posição é meia estranha, vou tentar descrever: o Suga está abraçando o MEU ursinho, deitadocno sofá na mesma posição dos meus bebês (n/a: para lerdos de plantão- posição fetal). Já eu estou batendo na cabeça dele com uma almofada, enquanto os meninos ficam rindo da sena.

Suga: Tá bom, tá bom.. você ganhou, toma- ele me entrega e eu finalmente sucego.

Me levanto para voltar ao meu lugar, ando com um pouco de dificuldades pois estou sentido umas pontadas na minha barriga.

Kook: Mim~mim, você está bem, está com dor?- ele me ajuda a sentar ao seu lado.

-Estou bem, é uma dor normal da gravidez, eu acho- ele passa a mão nos meus fios de cabelo, fazendo carinho.

Abraço meu joelhos, com o grande ursinho no meio. Sinto as pontadas aumentarem, tanto no tempo entre elas, quanto na força. Escondo a minha cabeça no urso e começo a chorar sem fazer barulho.

Jin: Gente o Jimin não está bem- como ele não convesava deveria estar prestando atenção em mim.

Kook: Você está bem? Me responde, o que você está sentindo?

-Kook está doendo muito- eu digo entre lágrimas e soluços.

Sinto ele me pegar no colo.

Kook: Vou leva-lo para o hospital, se quiserem podem ficar.

Jin: De geito nenhum, nós vamos também.

Nam: Eu dirijo.

Fui levado pelo Kook para o carro do demônio, ou nesse caso anjo que está me ajudando. Fui no banco de trás deitado no colo do kook, que tentava me acalmar (mesmo que no fundo eu acho que ele estava tentando se acalmar, pois eatava mais nervoso que eu).

Quando Kook entrou comigo em seus braços no hospital, percebi que os funcionários pararam por um momento é depois começaram a se movimentar com uma certa agitação.

-O que aconteceu?

Kook: Eu falei que se algo acontecesse com você eu iria demitir todos.

-Você não faria isso, né?- ele não me respondeu e me deitou em uma maca...



Notas Finais


Espero que tenham gostado💜💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...