História Jammy I Love You! - Capítulo 20


Escrita por: ~ e ~LemonyY

Postado
Categorias Undertale
Tags Errorink, Freshpaper, Freshxpaperjam, Inkerror, Paperfresh
Exibições 94
Palavras 1.171
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Fluffy, Harem, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Chegay finalmente vejo vcs dps

Capítulo 20 - Uma para dois.


FRESH'S POV ON

Resumindo o que aconteceu enquantos os pecadores (vcs) estavam fora:

Depois de tanto tempo o bagui cedeu e quebrou rapidamente, caralhado bugado postou o vídeo na undernet e bombou. Enquanto eles (Error e Fell) makevam money eu morria de vergonha.

Por motivo do morro ser um “tanto” alto, eu acabei parando no hospital com o braço enfaixado.

Eu tinha acabado de voltar do hospital, fui direto pra casa do tintado porque lá eu me sinto mais em casa. Tava pensando em contar ao tintado sobre o que o Glitchy e Jammy conversaram enquanto le tintado corria atrás de mim.. Como eu sei disso? Simples, porque sou foda. Na verdade foi porque eu li o capítulo anterior, jóia.

Teleprotei pra dentro da casa, invadi mesmo sô ladrão rapá aqui ninguém trabalha não. Me sentei no sofá respirando fundo, meu corpo ainda dói bastante e meu braço enfaixado era o que eu mais amava ;-;

Na hora que eu abri meus olhos vi o tintado e o Glitchy sentados no outro sofá me assustando. Bugaralho me olhava com aquele sorriso convencido no rosto, só que o jogo vai virar meu amigo e esse teu sorriso em poucos segundos vai sumir dai.

(Fresh): Tinta.. Preciso falar uma coisa pra você..

Me caguei? Caguei. Mas tirei o sorriso convencido daquele rosto de carvão? Mais ou menos, ele agora estava com um sorriso forçado. O Tintado me olhou, esperando que eu dissesse algo.

(Fresh): Lembra quando você correu atrás de mim há algumas horas atrás?

Ele concordou com a cabeça (N/A: Oh não foi com o pé) já cruzando os braços, serrando seus olhos.

(Fresh): Então. Sabe o seu marido? Ele começou a falar tudo o que é palavrão pra tua filha, e ainda quis terminar de ensinar o que é transar pra menina. Falou do teu toba e ainda disse que um dia ela vai tá na cama.

Menti? Menti um pouco —POUCO— mas pelo menos o sorriso forçado do Glitchy sumiu. O tintado não tinha uma expressão no rosto, apenas uma doentia que até me fez arrepiar. Glitchy se levantou com um pequeno corbertor em mãos que tirou de Nárnia, colocou nas costas como se fosse uma capa e apontou para algum canto da casa.

(Error): AO INFINITO.. E ALÉM!!!

Correu o mais rápido que pode. Me encolhi no sofá, aquela cara do tintado já estava me assustando. De suas órbitas e boca começou a sair um líquido preto... Parecia.. Tinta? Pode até ser normal mas ele continuava quieto no mesmo lugar, teve uma hora que ele sumiu do nada me deixando com cara de trouxa. A maior merda que eu fiz na merda da minha vida, corri risco entre vida ou morte meu rad.

(Rad): Aê brother, cê tá ligado que tu fez uma coisa útil na tua vida, pegô?

(Fresh): Da onde uste saiu, demônio???

(N/A: Sobre o Rad: ele é meio que uma amigo imaginário de Fresh que raramente fala com ele pela cabeça, mas agora eu coloquei ele fora porque eu quis. Eu vou falar mais sobre isso nas notas finais.)

(Rad): Se liga que as fita aqui é louca, parça.

(Fresh): Que isso radicalzãum ein.

Sumiu do nada também, fiquei sozinho na sala.(N/A: AI CAM BÉQUI TU ÇI IOU IIN) Jammy estava na escola, eu não fui por causa do meu braço, mas talvez eu vá amanhã...

PJ'S POV ON

Ainda estava na minha terceira aula, queria chegar logo em casa e ver como mr. Fresh está, mamãe me disse que ele havia caído e quebrado o braço, eu fiquei tão preocupada que nem percebi me chamaram. (N/E: amigas aleatórias fodaçi se quiserem darem um nome a elas fiquem a vontade)

(Miga1#): Jammy, vem aqui garota!!

Exclamou, olhei para o lado e vi ela acenando pra mim. Me levantei do meu lugar e subi em cima da cadeira (N/E: kissu jovin) e ouvi a professora Toriel exclamar.

(Toriel): Jam!! Vai levar ocorrência!

(PaperJam): NÃO, DESCULPA PROFESSORA, NÃO. EU VOU DESPISAR, EU VOU DESPISAR!!

Fiz todo o progresso novamente só que ao contrário, fazendo a sala inteira rir. Profª Toriel me olhou brava e fez um movimento com a mão mandando eu sentar (N/E: ( ͡° ͜ʖ ͡°) oi)no lugar. Fiz como pedido entrando no tédio tedioso, depois de uns minutos fazendo nada ouvimos passos apressados pelo corredor lá fora, eu fiquei curiosa e tentei olhar pela janela. A porta rapidamente foi arrombada e adivinha por quem? Paiiii

(PaperJam): P-PAI?!!

(Error): FOI MAL AI CABRA VÉIA MAS É QUE EU TÔ COM UM PROBLEMA INRESOLVÍVEL (N/A: q pora d palavr éh eça) E TEM HAVER COM AQUELA GAROTA LÁ!

Apontou pra mim, morrendo de vergonha. Ele veio rapidamente até mim se sentando ao meu lado e NA MINHA CADEIRA AINDA, COMO QUE CABE UM ADULTO E UMA ADOLESCENTE NA CADEIRA?! (N/E: mágica.)

(Error): Pode continuar com sua aula ai, cabra. Eu acho que ele não vai me encontrar aqui. Jamster, deixa eu sentar ai no canto.. Ink tá putasso comigo e creio que ele não vá me achar aqui tão cedo

(PaperJam): O-ok mas por que você tá com um cobertor?

(Error): O Lindão aqui foi brincar de Buzz e se fudeu.

(PaperJam): Pare de falar estas palavras que eu não conheço.

Ele não respondeu e meio que “deitou” na cadeira quase me fazendo cair, Profª Toriel continuou a aula normalmente olhando pra cá algumas vezes. Papai começou a jogar bolinhas de papel em alguns dos alunos quase começando uma guerrinha, eu quase fui expulsada da sala por causa dele. O intervalo começou e papai ficou o tempo inteiro do meu lado, sempre olhando pros lados e algumas vezes ele mandava dedo do meio, qual mamãe me disse que era feio fazer tal, para alguns alunos que olhavam pra cá. Eu já avisei as meninas que iria me afastar hoje para não morrer de vergonha, como eu sei o jeito do meu pai ele vai querer fazer-me passar mais vergonha ainda.

Ele continuava a mandar o dedo do meio, eu só me encolhia mais e mais de vergonha.

(PaperJam): Pai, você quer parar? Tá me envergonhando.

(Error): Essa é minha missão. CAUMI OM MAI ÇÉUFON

Ele gritou e a atenção da escola inteira foi parar em nós, cobri meu rosto com meu cachecol enquanto meu pai continuava a gritar ou cantar.. Não sei de nada só sei que nada sei.

(Error): MEIN AI MUEN IN MIM MAI LOUVI, AI NOU UEN AI RUANGI

(PaperJam): P-pai, para por favor!

O intervalo finalmente acabou, meu pai ainda continuou com aquelas gritarias e meio que ficou “famoso” por outras coisas que ele fez como: Puxão na cueca, tapa falso (N/E: é tipo quando vc vai dar um tapa e coloca a outra mão no meio), as linhas dele, o Blaster Blaster tadinho, o teletransporte e etc. Pelo menos uma coisa útil ele fazia na escola, ele me ajudou nas atividades e ainda desenhou um stick man no meu rascunho -_-

(Error): EAE PANQUECA

Ele sempre gritava isso quando um garoto de outra sala passava, isso tirava minha concentração do trabalho. Eu batia nele mas não resolvia, era uma cadeira para um pai e uma filha.

Já estava me irritando com os ocorridos estúpidos do meu pai, como raios ele conseguiu tanta fama em poucos momentos?? 


Notas Finais


Se quiserem que Ink, Jammy e Error tenham um amigo imaginário deixem suas sugestões e nomes pruke criatividade ta faltando


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...