História Jane Doe - Desconhecida - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Adolescente, Amiga, Amigo, Amor, Desconhecida, Fulana, Jane Doe, Legal, Qualquer Coisa, Romance, Sla, Triângulo Amoroso
Visualizações 23
Palavras 592
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oeeeee
Tudo bom?
Desde já, desculpe os erros.
E aproveite a leitura ^^

Capítulo 5 - A encontro novamente.


Fanfic / Fanfiction Jane Doe - Desconhecida - Capítulo 5 - A encontro novamente.

Procuro ela por uns 10 minutos, acho que deve ter ido para casa. Ela estava triste, espero que fique bem.

A garota calcinha ainda era um mistério. Mas acho que tudo bem, só havia passado um dia que a vi, na verdade, nem isso.

Vou em direção a sala de aula. Ainda tinha que limpa-lá. Que bom que dormi na aula, pois o dia estava imenso. Acho que consigo limpar razoavelmente bem, o que já é aceitável o suficiente.

Depois de 2 horas

Esse lugar realmente é difícil de limpar. Mas estou orgulhoso de mim.

Continuo preocupado com Jessie. E a garota calcinha ainda é um mistério. Não descobri nem seu nome.

Pego minhas coisas. Olho para a câmera ao lado da mochila. Precisava devolver ela. Estou pensando positivo. Por causa dela conheci Jessie e saí de uma rotina estressante.

Mesmo que tenha durado só um dia até agora, fico feliz por essa aventura. Meus dias eram tão comuns. Não tenho certeza do que fiz ontem, mas posso imaginar facilmente. Devo ter estudado, ouvido músicas e comido algum fast food.

Saio da escola, as únicas pessoas lá são os seguranças, as faxineiras e a bibliotecária. Percebo que o dia estava acabando. Melhor ir para casa.

A caminho, passo pela mesma praça onde esbarrei com a garota calcinha, dou um sorriso meio malicioso. A praça parecia mais colorida agora.

Do lado da praça há um pequeno parque para crianças. Mesmo que nunca tenha visto uma lá. Ouço um leve som de balanço. Mesmo que eu não saia muito, sei que é raro alguém ali. Por curiosidade vou ver quem é.

Lá vi a garota calcinha que lentamente se balançava enquanto olhava as poucas estrelas da cidade. Não parecia ter me visto. Só vou olha-lá por um tempo.

Ela é realmente linda.

Ela é fofa.

E ela parecia incrível.

Fico um longo tempo parado, só a olhando. Até que vejo ela se levantar e ir andando. Automaticamente vou a seguindo, com uma distância que ela não perceba.

Sinto algumas gotas. Estava começando uma pequena garoa. Mesmo assim ela continuava na mesma velocidade. Seus braços totalmente nus estavam tremendo.

A chuva aumentava sua densidade. Não conseguindo me controlar e tiro meu casaco, colocando em cima dela. Pego sua mão e saio correndo a um lugar coberto, acho que um ponto de ônibus. Olho para ela, mesmo com os óculos, sinto seus olhos surpresos me encarando.

"Você de novo?"

Enfim diz algo, mas seu tom não era lá muito simpático. Não penso em outra coisa e logo digo.

"Você não pode ficar doente. Pelo menos não agora."

Tiro um lenço do meu bolso e começo a secar seu rosto. Seus óculos estavam embaçados. Pego eles e o limpo.

"Porque não posso ficar doente? Você não se considera nem meu amigo."

Penso em ignorar sua pergunta. Mas lembro da loira, sua amiga.

"Você tem que fazer as pazes com a Jessie. Ela está magoada. E se importa com você. Depois pode ficar doente se quiser."

"Você conhece a Jessie? E como sabe que somos amiga?

Nem andamos juntas na escola."

Dessa vez realmente ignoro a pergunta. Pego sua mão.

"Vamos para sua casa. Eu a levo. Além de estar tarde, está chovendo."

Quando vou a puxar, ela recua e diz.

"Não quero ir para casa."

Seu rosto estava triste. Estranho um pouco essa história, mas é melhor não comentar. De qualquer maneira não posso deixa-lá na chuva, ela precisa de um banho quente. Penso, penso e não tem jeito.

"Vamos para a minha então. É aqui perto."

Ela simplesmente aceita e me segue quieta. Vamos andando juntas na rua, que continuava chovendo. Dou minha bolsa para ela colocar em cima da cabeça e não se molhar. Estava preocupado.


Notas Finais


Muito obrigado por lerem!
Podem comentar opiniões ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...