História Jane The Slave - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jeff The Killer, Slender (Slender Man)
Personagens Jeff, Personagens Originais
Tags Creepypastas, Escrava, Jane, Jeff, Masoquismo, Sadismo, Sadomasoquismo
Visualizações 45
Palavras 1.278
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Magia, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Splendorman ?


[...]

Não demorou muito tempo pro Jeff parar em frente à um portão enorme e cheio de espinhos enrolados na beira dele.

O Jeff buzinou duas vezes e o portão se abriu,com bastante dificuldade mas abriu.

Rapidamente ele entrou e eu vi que aquele lugar era super bizarro e tinha uma espécie de mansão ou castelo preto ENORME e cheio de galhos e folhas secas no telhado...Completamente sujo.

-Vem...-Ele puxou meu braço e me arrastou até a porta da mansão com violência.

Fechei o zíper do moletom antes de chegarmos e ele abrir a porta.

Eu vi que aquilo parecia uma boate de estriper...E os garotos que tinham me estuprado à pouco estavam ali com umas garotas que estavam dançando apenas de calcinha.

As luzes estavam apagadas e tinha um som super alto além de ter várias pessoas dançando e alguns garçons e garçonetes semi-nus.

-Ta vendo isso aqui...? . -Jeff sussurrou em meu ouvido de um jeito sedutor.

-Quem vai limpar isso tudo vai ser você,amanhã...-Ele continuou me puxando e no caminho eu esbarrei com o ...

-Liu...? . -Meus olhos brilharam quando eu o vi,eu lia creepypastas desde os 11 anos e meu creepy favorito era ele,Homicida Liu,eu não fazia idéia de como era mundo então meu sonho era conhecer ele.

-Mas quem...-Seus olhos se dirigiram para o Jeff e logo um sorriso apareceu em seu rosto.

-Arranjou outra empregada Jeff ? . -Riu.

O Jeff riu e me jogou pra cima dele fazendo eu bater meu rosto em seu peito.

-É sim...Acabou de ser partida ao meio...

-Ela tá mais suja do que a Sally...-Ele riu.

-Que nojento...-Ele me empurrou pro Jeff novamente.

-Eu não vou usar ela agora...Pode levá-la pro seu quarto...Eu vou ficar com as gêmeas agora . -O Jeff me empurrou mais uma vez pro Liu que dessa vez segurou meus braços por cima do moletom pra eu não encostar nele.

"Só pode ser brincadeira...Eu..Eu vou passar uma noite com o Liu !!Eu vou morrer...Nos dois sentidos..."

-Eu não sei,Ela me parece...Bem fraquinha...Mas ta,Posso colocar ela como garçonete daqui ?

-Claro,Ela já era uma escrava antes de eu pegá-la...Mas só garçonete. -Falou frio e logo subiu à escada.

-Como é seu nome ? . -Sorriu de lado.

-J-Jane...-Corei.

-Você fala muito baixo !

-Eu..-Acabei olhando pra um dos lados e vi.

-Anna !! . -Corri até ela.

-N-Não toque em mim sua porca !!

-O que deu em você pra sair correndo daquele jeito !!? . -Gritou o Liu que segurou rapidamente os meus braços.

-Venha,Preciso te levar pro porão...-Eu olhei o homem que falou isso e vi aqueles olhos verdes.

-Taylor !?

-Jane...

-Por que você pegou a Anna !!? . -Gritei.

-Irei transformar Anna em uma linda boneca de porcelana...-Sussurrou.

-O-oque !!? Não !!J...Jane !!!Me ajuda sua idiota !!! . -Gritou desesperada.

O Taylor começou a levar ela e eu tentei à todo custo me soltar do Liu.

-Não faz isso Toy Maker !!! . -Gritei com raiva.

"Eu sei que disse que odiava ela por ser sua empregada mas...Éramos super amigas quando pequenas...Eu não contei mas...Um acidente fez ela perder a memória...E por algum motivo ela me odeia..."

-ANNA !!!! . -Me soltei do Liu e tentei seguir ela mas tinha muita gente e eu acabei me perdendo.

"Talvez eu tenha despistado o Liu...Tenho que correr."

Me bati em várias pessoas em quanto corria até ver o Taylor virando o corredor.

Corri até lá e quando eu ia virar alguém me abraçou forte pela cintura.

-Você não vai mais fugir garota !!

-ME SOLTA !!!EU QUERO AJUDAR A MINHA IRMÃ !!!

-Não...Por aqui não é assim...Você vai pro meu quarto agora !! . -Gritou com raiva.

Vi o Taylor sair de dentro daquele corredor sem a Anna e logo desesperei.

-Não vou !! . -Dei uma cotovelada em seu nariz e consegui sair.

Quando eu virei o corredor bati meu rosto no peito de alguém.

O cara me empurrou e eu corri até o final do corredor tinham três portas e duas delas eram um quarto e um banheiro.

-Anna !!!! . -O som estava bem alto mas eu pude ouvir um grito abafado vindo daquela última porta.

Entrei lá e a fechei rapidamente,logo em seguida acendi a lâmpada.

Era horrível...Tinham vários tipos de bonecas e bonecos humanos.

Eles não podiam se mexer mas eu ouvia eles sussurrando...Haviam vários instrumentos e ferramentas de cortes e sangue pelo chão .

-Anna !! . -Gritei novamente.

Ouvi um grito um pouco mais alto e ele vinha de dentro de um armário.

Fui até ele e o abri,Anna logo caiu por cima de mim.

Suas mãos e perna estavam pressas por uma fita e ela não conseguia se soltar.

Peguei um pedaço de vidro que tinha ali e cortei as fitas.

Ele me empurrou fazendo-me cair e um caco de vidro furar em minha mão direita.

-Aiii !!!! . -Choraminguei e ela me olhou com raiva.

-Por que demorou sua inútil !!?Ele podia ter me matado !!

Tirei o caco de minha mão e ela não parava de sangrar.

Me levantei com dificuldade.

-Eu...acabei de te ajudar...Você poderia me agradecer de vez quando...-Ela ia falar algo mais escutamos alguém se aproximando na porta e entramos dentro do armário.

Ele entrou e trancou a porta,logo em seguida veio até o armário e abriu.

-Mas oque...-Ele fez expressão de raiva e surpresa ao mesmo tempo.

-Corre Anna !! . -Ela saiu correndo e eu fiz o mesmo.

Mas ele segurou meu braço e o perfurou com suas unhas.

-Você...-Rapidamente furei seu olho esquerdo com o caco de vidro que eu ainda segurava,fazendo ele me soltar e eu correr.

-SUA VA---Fechei a porta antes de ele terminar.

-Vem Anna...-Puxei sua mão tão rápido que não deu nem tempo de ela reclamar.

Passamos por várias pessoas e alguns creepypastas que tinham ali.

Conseguimos sair da casa e tinham dois homens atrás da gente...Eu rapidamente os reconheci...Era o Toby e o Ben.

Fomos pra trás da mansão e achamos uma porta que levava ao porão e ficamos lá por um tempo até eles forem embora.

Conseguimos pular o muro sem ninguém ver e corremos o mais rápido possível.

[...]

-Isso é tudo culpa sua !! . -Ela me empurrou.

-Minha !?

-Se você não tão obcecada por esses creepys-sei-la-o-que...Eles não viriam atrás da gente !

-O que !?Anna !!Eu nem sabia que eles existiam !!E mesmo se eu soubesse,não ia pedir pra eles virem me sequestrar !!

Fazia tempo que estávamos andando e pelo caminho só era a rua e várias árvores...Isso já estava me estressando.

-FODA-SE !!A culpa é sua de está chovendo,a culpa é sua de estamos aqui e a culpa é sua da mamãe está morta !!! . -Gritou deixando lágrimas rolarem

-Anna...-Parei de falar pois acabei ficando meio zonza.

-Sua mão...

-Não é nada...

Ela parou e se agachou um pouco,começando à olhar por as árvores.

-Tem uma luz acesa ali...Podemos ir pra lá...-Enxugou suas lagrimas e rapidamente me olhou.

Ela rasgou uma parte de sua camisa e enrolou em minha mão.

-Você não pode morrer agora...Ainda vou precisar de você pra usar como escudo...

-Anna...

-...Pra me defender de uma arma ou algo assim...Não pense merda ! . -Acabei sorrindo e quase chorei.

-Ta !

Corremos o mais rápido que conseguimos pra quela luz e vimos...Outra mansão exatamente igual a do Jeff.

Ela era totalmente diferente,com tudo ao contrário e bem bizarro.

-Que porra é essa...

-Só entrando pra saber...-Falei e acabei rindo de leve.

O muro estava bem cuidado e tinham várias flores...E o mato estava bem verde.

Batemos na porta e quem atendeu foi um loirinho de olhos vermelhos que estava com o rosto pintado com flores e borboletinhas e um avental rosa com um coraçõe no meio.

A Anna acabou gargalhando um pouco e eu abaixei a cabeça pra conter a risada.

-Boa noite...-Respondeu meio sério .

-Estamos...Procurando ajuda...

-Entrem...Acabei de fazer alguns bolinhos...-Quando ele se virou,vimos que ele estava apenas com uma cueca box rosa.

Esperamos ele entrar e caímos na risada...Até que ele era bonitinho.

Ao entrar,quase levamos uma bola na cara...Se não fosse por um tentáculo.

O cara riu e se virou pra gente.

-Olá garotinhas !

-Espera...Pa...Papai ?

Ele riu mais uma vez.

-Não...Eu não sou seu papai....Eu me chamo...Splendorman !!

-Mas oque...?






Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...