História Janus 2: The Girls World - Capítulo 9


Escrita por: ~ e ~Brubscham

Postado
Categorias Boyfriend
Personagens Donghyun, Hyunseong, Jeongmin, Kwangmin, Minwoo, Personagens Originais, Youngmin
Tags Boyfriend, Colegial, Gêmeos, Romance
Exibições 14
Palavras 2.813
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Ficção, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


BULTAOREUNE
FIREEEEEEEEEEEE
EOEO
OI POVO
Capitulo pra vcs <3

Capítulo 9 - Dark


Fanfic / Fanfiction Janus 2: The Girls World - Capítulo 9 - Dark

Carol POV on

     Acordo mais cedo do que deveria, o despertador do celular não havia nem tocado ainda e eu já estava totalmente acordada e sem sono. Levanto deixando minha cama linda, por algum motivo estava disposta para o colégio hoje... Coloco as lentes de contato e desço para o café.

Carol: Bom dia. – Digo para meus pais que já estavam comendo.

Pais: Bom dia.

    Como pão, bolo e café e saio de casa indo sozinha pelas ruas, pensando na vida e na conversa que teria hoje... Que droga, eu não sabia o que dizer e nem se ele estaria muito chateado, e se ele não quisesse mais olhar na minha cara? E se ele me expulsasse do c...

...: Bom dia. – Diz baixo e bem perto do meu ouvido.

Carol: AAHHHH CASCALHO. – Viro-me para ver que é e me deparo com Kwang rindo descontroladamente, começo a bater nele dando tapas enquanto ele tentava desviar. – Ficou maluco?! Quer me matar do coração?!

Kwangmin: Foi mal kkkkk Não resisti, você estava voando tanto que eu não consegui controlar kkkkkkk.

    Eu realmente estava voando, não tinha nem notado que estava no colégio, reparo que o gêmeo loiro e certinho estava lá também e rindo da minha cara.

Carol: Ate tu Youngmin?

Youngmin: Sorry.

Carol: Tudo bem, já me acostumei com as zueras. E bom dia.

Youngmin: Bom dia.

Kwangmin: Eu não ganho nem um abraço de bom dia?

Carol: Depois do que você fez? Vai sonhando.

Kwangmin: Mas...

Youngmin: NÃO, não, não, isso não. – Ele olhava para dentro do colégio, olhei na mesma direção e vi duas garotas correndo e se abraçando escandalosamente no meio do pátio.

Kwangmin: Vish. – Ele deu dois tapinhas nas costas do irmão rindo. – Que bosta ein.

Carol: Vish por quê?

Kwangmin: Você vai ver. – Ele apontou mostrando que as garotas vinham em nossa direção.

...: YOUNGUINHO, KWANGUINHO!

Carol: Kwanguinho?

Kwangmin: Minhas esperanças dela só lembrar do meu irmão já eram. – Ele se esconde atrás de mim. – Me protege Loira.

Carol: É o que?

...: Younguinho que saudadeeeeeee. – Ela tentou abraçá-lo deixando o mesmo sem graça, enquanto isso a outra ficava atrás sem dizer nada.

...: Kwanguinho vem aqui. – Ela tentou ir ate ele que ficava se escondendo atrás de mim, e vamos deixar as coisas claras, ela ficar o chamando de Kwanguinho estava me irritando.

Carol: Escuta aqui. – Ela parou e me olhou. – Quem é você mesmo?

...: Stephany. E essa e a Patrícia. Nós somos novas aqui.

Patrícia: E ai.

Carol: Novatas? – Dei um sorrisinho maléfico. – Sabe o que nós fazemos com novatas?

Stephany: O-o que? – Ela tinha uma cara apavorada.

Carol: Nós colocamos para fazer umas coisinhas, já lavou banheiros querida?

Stephany: B-banheiros?!

Carol: Isso, mas eu vou ser boazinha e te dar uma chance, se eu não ver você hoje ate o fim da aula nada acontece.

Stephany: Serio?! Vamos Patty. – Ela saiu correndo puxando a outra pelo pátio.

Kwangmin: WoW, isso foi maldade. – Ele sorriu. – Eu curti.

Carol: Claro que sim... Agora podem me explicar o que aconteceu aqui?

Youngmin: Aquelas duas estudavam com a gente na outra escola.

Kwangmin: E ela meio que é viciada no Young, e nós somos iguais, então...

Youngmin: Apesar de que ela tinha deixado o Kwang por que ele meio que quase matou ela...

Kwangmin: Não literalmente é claro, se bem que seria uma boa idéia...

Youngmin: KWANG!

Kwangmin: QUE FOI?

Youngmin: VOCE DEVE TER PROBLEMAS MENTAIS MESMO.

Kwangmin: EU?! VOCE QUE TEM.

Carol: Ham... – Vejo Bru chegar enquanto os garotos discutiam.

Brub’s: O que esta acontecendo aqui?

Carol: Longa historia. Acho melhor te contar na sala.

Brub’s: Ok...

Carol: OS DOIS AI. – Eles pararam a discussão e olharam pra mim. – Vamos pra sala.

Youngmin: Bru bom dia.

Kwangmin: Bom dia.

Brub’s: Bom dia para os dois.

    Caminhamos para a sala e quando já estávamos na porta resolvi contar o que havia acontecido.

Carol: Então... Eu estava ali no portão com os dois quando...

Stephany: YOUNGUINHO!

Youngmin: Ah merda.

Brub’s: Younguinho?

Carol: Acho melhor ele te explicar isso, eu vou indo, ali, sabe, falous. – Sai rápido deixando eles para trás e indo para o meu lugar, não queria estragar meu humor com aquela garota.

Kwangmin: Hey, também fugiu dela?

Carol: Já tenho problemas demais pra resolver, e esse projeto de pessoa viciada em Youngmins me irrita.

Kwangmin: Ela me chamar de Kwangminho te irrita, esta com ciúmes? ( ͡° ͜ʖ ͡°)

Carol: Da onde você tira essas conclusões garoto?

Kwangmin: Da sua cara quando ela gritou Kwangminho garota. ( ͡° ͜ʖ ͡°)

Carol: Não sou capaz de opinar. – Viro para frente rapidamente.

Kwangmin: Puff. Não estou a fim de comer cabelo não, obrigado.

Carol: Ta, ta. Tenho uma piadinha, o carbono foi preso, o que ele disse quando chegou a delegacia?

Kwangmin: Não faço a menor idéia. – Ele me olhava com uma cara de wtf pela mudança repentina de assunto.

Carol: Tenho direito a quatro ligações. – Começo a rir descontroladamente da minha própria piada enquanto ele me olhava como se pensasse “Sou amigo disso?”.

Kwangmin: Qual é o desse bom humor?

Carol: Não sei, só acordei bem hoje.

Kwangmin: Será que o que aconteceu ontem tem a ver como isso?

Carol: Hum... Talvez... Se bem que ontem. – Sinto uma bad bater e fico depressiva. – Ah droga.

Kwangmin: Wtf, você tava rindo descontroladamente e agora ta assim, argh. – Ele bagunça os cabelos parecendo desesperado. – Mulheres, desisto de tentar entender.

Carol: Uhum...

Professor: Todos para os lugares. – Ele entra na sala ligando seu computador, Kwang vai para seu lugar e Bru senta na carteira de trás da minha assim como Stephany senta atrás de Young sendo seguida pela amiga irrelevante.

    A aula de slides fez o sono que eu perdi de manhã voltar, porem, os cochicos de Stephany me deixavam irritada.

Brub’s: Qual o problema dessa garota? -.-

Carol: Se chama Vicio Younguistico, mas o seu é ciúmes mesmo.

Brub’s: Não estou com ciúmes. -.-

Carol: Esta.

Brub’s: Não estou.

Carol: Esta!

Professor: O que esta senhorita Silva?

Carol: Ham... Esta totalmente certo o fato de biologia ser uma matéria obrigatória.

Professor: Hum... Voltemos aos slides.

Brub’s: Matéria obrigatória ham.

Carol: Shiu.

     Felizmente a aula terminou sem maiores complicações, infelizmente a professora de matemática chegou muito rápido na sala.

Professora: Bom dia alunos.

Brub’s: Me pergunto por que motivo/razão/circunstancia tem aula de matemática todos os dias.

Carol: Por que matemática é lindo e é a melhor matéria.

Brub’s: Pra você querida, é claro que é.

     Young se levantou para jogar algo no lixo e fugir da garota que não parava de falar quando a professora parou na frente da sala chamando a atenção de todos.

Professora: Pessoal, vamos fazer hoje uma lista de revisão que também será nota livre, ela deve ser feita em duplas. E com duplas quero dizer de dois senhores.

     Olho para Bru e em seguida para a cadeira de Young que estava vazia.

Carol: De nada. – Digo para ela que me olha confusa enquanto eu trocava de cadeira e me sentava atrás do Moreno.

Stephany: Ei! Esse e o lugar do Younguinho.

Carol: Olha, eu ate ia te dar uma tirada mas eu estou boazinha hoje. Fica quietinha ai viu.

Kwangmin: Gosto dessa Loira.

Carol: Quer dizer que não gostava antes?

Kwangmin: Gostava antes, gosto agora e vou continuar gostando.

Carol: Awnt. Quanta melosidade.

Youngmin: Ham...

Carol: Eu deixo você fazer dupla com minha amiga Young, pode ir.

Youngmin: Ok... – Ele se senta no meu lugar e a professora entrega as listas por dupla.

Kwangmin: Matemática, minha inimiga mais antiga.

Carol: Uhum. – Eu fazia os exercícios, bem fáceis por sinal.

Kwangmin: Você esta fazendo todos, você tem problema? Eu gosto de uma gênio da matemática? Como eu faço a numero dois?

Carol: Não, menos, joga log.

Kwangmin: Log...

     Ele escreveu algo em uma bolinha e jogou em mim. Eu peguei e abri, estava escrito LOG.

Kwangmin: Joguei log.

Carol: Você... É muito, idiota. – Olho para a cara dele e começamos a rir atraindo a atenção de todos e da professora.

Professora: Já fizeram a lista queridos?

Carol: Quase terminando professora.

Professora: Terminando?!

Carol: Ela esta bem fácil sabe.

Brub’s: Gênio da matemática cof cof.

Professora: Posso saber o motivo de tantos risos?

Carol: Kwang estava me ajudando a lembrar como se jogava log.

Kwangmin: Isso mesmo Professora.

Professora: Sei... Estou de olho. – Ela sai e nos voltamos a rir.

     A próxima aula era química e por sorte só tínhamos uma lista de revisão.

Kwangmin: Vai ficar aqui mais essa aula não é?

Carol: Hum... Não custa nada deixar os dois juntos mais essa aula.

Kwangmin: Oxi, e eu não sou um bom motivo para ficar não?

Carol: Impressão minha ou você esta mais carente hoje?

Kwangmin: Impressão minha ou você está bipolar hoje?

Carol: Não me responda com outra pergunta.

Kwangmin: Na verdade foi você que fez isso primeiro.

Carol: Vamos fazer a lista que tal?

Kwangmin: Me trocando por química?

Carol: Quanto drama.

Kwangmin: Vai me trocar pelo Minwoo depois?

Carol: Não fala nele, estou tentando arrumar um jeito de falar com ele sem maiores estragos.

Kwangmin: Hum... ( ͡° ͜ʖ ͡°) Isso quer dizer que você vai dispensá-lo. Então eu vou estar aqui.

Carol: Aiai, mereço...

     O sinal toca e eu me levanto rápido ficando na frente da garota que estava sentada atrás de mim dando tempo para que Young e Bru saíssem correndo.

Stephany: Com licença.

Carol: Ah... Ham... Foi mal. – Saio da frente deixando a pobre coitada na missão impossível de achar os dois por ai.

Kwangmin: Vai fazer alguma coisa no intervalo?

Carol: Talvez... Quem sabe eu me esconda em algum lugar e tente achar a solução dos problemas da humanidade.

Kwangmin: Cheguei a conclusão de que você não está bem hoje. – Ele pega minha mão e começa a me puxar. – Vou comprar um lanche pra você.

Carol: Lanche? Quero.

Kwangmin: Achei que ia querer.

     Saímos para o intervalo deixando de lado os problemas... Ou não, já que teriam mais três aulas affs. Falando nelas... Fiquei boa parte pensando no que diria a Minwoo e quando percebi já estava na hora da saída. 

   Sai da sala sozinha, não tinha visto Minwoo durante as aulas e tinha uma leve impressão de que ele estava fugindo de mim. Impressão essa que ficou para trás quando o vi parado no portão da escola olhando para mim como se dissesse que estava me esperando.

Minwoo: Estava esperando você. – “Isso eu notei", disse em pensamento.

Carol: Achei que estava me evitando.

Minwoo: Eu estava, mas não é como se isso fosse adiantar mesmo.

Carol: Ah... - Ele saiu andando e eu o segui, fomos um pouco para longe do portão e ele se apoiou de costas no muro dobrando uma perna fazendo com que seu pé se apoiasse no muro, atitude nada legal considerando que sujaria o muro recém pintado do colégio.

Minwoo: Então, acho que isso significa que estou sendo dispensado.

Carol: Me desculpa Minwoo, eu sempre tentei deixar claro que não gostava de você assim.

Minwoo: Deve ter sido um incomodo para você me ter no seu pé o dia todo. - Ele deu um risinho sem graça.

Carol: Não foi um incomodo, eu gosto de você Minwoo, mas como amigo entende?

Minwoo: Acho que estou destinado a friendzone afinal.

Carol: Você vai encontrar alguém Minwoo, todas as meninas do clube babam em você.

Minwoo: Todas menos a que eu quero de verdade.

Carol: Minwoo...

Minwoo: Só me diz uma coisa.

Carol: O que?

Minwoo: Por que ele? Vocês nem se conhecem, ele acabou de chegar.

Carol: Eu não sei, é como se eu o conhecesse, é algo diferente de tudo o que eu já senti antes, ele é diferente de todos os que eu conheci antes.

Minwoo: Nossa... - Ele deu um risinho. - Seus olhos brilham quando fala dele.

Carol: Hmff. - Tampei o rosto com as mãos por causa da vergonha. - N-Não é assim também...

Minwoo: É sim... Quem dera isso acontecesse quando fala de mim.

Carol: Está me deixando mais mal do que já estou.

Minwoo: Era essa a intenção.

Carol: Hum... Já pedi desculpas, o que quer que eu faça?

Minwoo: Posso pedir qualquer coisa?

Carol: Não. Qualquer coisa é coisa demais.            

Minwoo: Ok... - Ele parou para pensar um pouco. - Quero um abraço, e que você me prometa uma coisa.

Carol: Que coisa?

Minwoo: O abraço primeiro.

Carol: Ok. - Ele me abraçou apertado, tão apertado que eu achei que fosse morrer por falta de ar. - Vou morrer assim.

Minwoo: Sorry. Agora me prometa que vamos continuar amigos, e que não importa onde eu esteja se aquele... Garoto, te fizer alguma coisa você vai me contar por que eu serei o primeiro a estragar aquela cara de bad boy.

Carol: Como consegue? - Digo rindo dele.

Minwoo: Consigo o que?

Carol: Eu estou aqui, te dando um "fora" e você consegue dizer isso e me fazer rir assim.

Minwoo: Isso é por que eu sou incrível. Pensando bem quem vai sair perdendo é você.

Carol: Obrigada pela parte que me toca.

Minwoo: Então... Amigos?

Carol: Quer mesmo isso?

Minwoo: Sim eu quero.

Carol: Se você se arrepender, lembre-se que você que insistiu nisso.

Minwoo: Tudo bem. - Ele riu. - Tenho que ir agora.

Carol: Ok... Ate amanhã então.

Minwoo: Ate, amiga. - Ele me deu um abraço.

Carol: Ate, amigo.

   Ele foi embora e eu dei meia volta, fui andando ate chegar ao portão novamente.

Kwangmin: Hey. - Dei de cara com Kwang que estava parado no portão.

Carol: O que esta fazendo aqui?

Kwangmin: Eu disse que quando dispensasse ele eu estaria aqui esperando.

   Olhei para ele por o que me pareciam longos minutos e só percebi que estava chorando quando ele me olhou espantado.

Kwangmin: Por que esta chorando?!

Carol: Não sei. - O abracei, ele demorou um pouco a corresponder pela provável surpresa com o ato.

Kwangmin: Hey, tudo bem, aquele nanico fez alguma coisa?

Carol: Não... Sim... Só me abraça ta legal.

Kwangmin: Ok... Eu te abraçaria para sempre se pudesse.

Carol: Seu meloso.

Kwangmin: Só sou assim com você.

Carol: Hum...

Kwangmin: Para os outros eu sou o gêmeo revolts.

Carol: Gosto do gêmeo revolts que é meloso comigo.

Kwangmin: Que bom que gosta. - Ele riu. - Não sou do tipo que curti muito mudar pelas pessoas.

Carol: Por mim mudaria?

Kwangmin: Always. 

Carol: Referencia de Harry Potter, se esta tentando me conquistar assim fique sabendo que esta dando muito certo.

   Ele me afastou do abraço e me deu um beijo na cabeça.

Kwangmin: Vou continuar assim então.

Carol: Tenho que ir para casa.

Kwangmin: Vou te acompanhar ate sua casa milady.

Carol: Vai pedir minha mão em namoro para o meu pai também?

Kwangmin: Quer que eu namore com você?

Carol: O-O que?

Kwangmin: Foi você que disse.

Carol: Eu falei sem pensar.

Kwangmin: Não quer então? - Ele fez uma cara triste.

Carol: Não... Sim... Argh... Esta me deixando confusa.

Kwangmin: O que tem de confuso nisso? Só namore comigo e pronto.

Carol: Kwang.

Kwangmin: Sim?

Carol: Isso lá e jeito de pedir alguém em namoro?

Kwangmin: E eu lá sei pedir alguém em namoro?

Carol: Pois então aprenda.

Kwangmin: Por quê???

Carol: Por que só vou aceitar quando pedir direito.

Kwangmin: Quanta exigência... Mas já que vai aceitar eu faço.

Carol: Serio?

Kwangmin: Yeah, vai ser o melhor pedido que você já viu.

Carol: Não sei se fico animada ou com medo disso.

Kwangmin: Chegamos. - Ele disse parando em frente a minha casa.

Carol: Pois é.

Kwangmin: Ate Loira. - Ele deu outro beijo na minha cabeça. - Fique animada, vou surpreender você.

Carol: Tudo bem.

   Nos despedimos e acabei por ficar observando ele ir, não achei que fosse possível meu coração bater desse jeito... Me viro pronta para entrar em casa quando algo do teto * vulgo uma pessoa de preto * cai na minha frente, ele era muito branco e por algum motivo me lembrou açúcar...

Carol: M-Masoq?!

Pessoadepretoquecaiudoteto: BULTAOREUNE – Gritou colocando um pano em meu nariz me fazendo ficar inconsciente...

Carol POV off

 

Kwangmin POV on

      Depois de deixar a Loira em casa segui meu caminho andando calmamente, noto um garoto mais alto que eu vindo em minha direção e acabo o encarando já que o mesmo vestia um sobretudo preto, provavelmente para tentar não ser notado, porem isso não estava dando muito certo já que ele tinha uma blusa rosa chamativa por baixo.

Pessoadablusachamativa: OI.

Kwangmin: Ham... Oi?

Pessoadablusachamativa: Isso é um sequestro. – Ele coloca os dois dedos nos lábios e me manda um beijinho e antes que eu possa raciocinar o que tinha acontecido um saco brota em sua mão me colocando dentro dele. – Sempre quis dizer isso HÁ HÁ HÁ.

Kwangmin: MASOQ?! ME TIRA DAQUI SEU LOUCO.

Pessoadablusachamativa: Eu não sou louco, sou maravilhoso, HÁ HÁ HÁ.

Kwangmin POV off 


Notas Finais


BAUAUAU


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...