História Jardim Dos Deuses ( OH SEHUN ) - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Lendas Urbanas, Mitologia Grega
Visualizações 27
Palavras 699
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Notas do Autor


Perceberam que eu estou inspirada hoje ?¡ hahahaha
Boa leitura ♡

Capítulo 4 - Sentimentos


Fanfic / Fanfiction Jardim Dos Deuses ( OH SEHUN ) - Capítulo 4 - Sentimentos

               * Elektra On * 

Eu estava deitada no sofá, lendo um livro que peguei na estante ao lado da lareira. O livro estava bem interessante, eu já estava lá a uns 40/45 minutos até que ouço batidas na porta. 

               Toc Toc Toc...

Segui até a porta e quando abri não pude evitar que meu queixo caísse instantaneamente. Era ele, o garoto que a pouco tempo estava lutando bravamente com outros semideuses, o garoto que mais parecia um anjo, o garoto que roubara um sorriso meu sem nenhum esforço. Era ele.

Ficamos lá, durante alguns minutos, simplesmente nos olhando. Eu tenta desviar o olhar mais ao mesmo tempo eu queria permanecer ali, quanto tempo fosse possível, só admirando a beleza em pessoa. 

- O-oi. - Ele disse quebrando qualquer silêncio ali presente. 

- Ah, oi. -  Eu disse, ainda não conseguindo desviar o olhar. Agora eu podia ver claramente a cor que seus olhos carregavam, eram totalmente negros. E ainda assim, eram perfeitos.

- Prazer, me chamo Oh SeHun, filho de Hades, Deus Do Submundo. 

- Eu sei quem você é ! - Exclamei. - Ah, desculpa a falta de educação. Pode entrar ! 

Pude perceber que ele hesitou por um momento, mas logo adentrou na cabana. 

- Eu te vi hoje. Perto do Coliseu. - Eu sabia. Sabia que ele havia me visto. 

- Ah claro haha. Você luta muito bem, eu queria saber lutar assim. Mas Adria não permitia que eu agisse como Deusa no mundo dos humanos. - Eu disse com uma expressão um pouco triste.

       * QUEBRA DE TEMPO *

Estávamos conversando a algum tempo, e eu estava adorando. Agora, nos localizavamos no meu sofá, SeHun estava sentado e eu estava suspensa sobre o braço do sofá. Com o tempo, a conversa foi rolando e eu percebi que ele me entendia. Nem eu mesma me entendia mas ele, ah ele era incrível. 

- É, eu compreendo. Sei bem oque é ter toda a sua vida exposta, ser julgado sem ser conhecido, ter olhares sobre você a todo tempo. - É como eu disse, ele me entende. - E as vezes, eu sinto que estou sozinho. Mesmo com uma porção de gente ao meu redor, é como se eu estivesse preso em uma bolha. Proibido de se sentir amado, de se sentir protegido, se sentir necessitado. - A expressão do mais velho carregava uma pontada de tristeza e mágoa, acho que ele percebeu isso pois em questão de segundos tratou de botar um sorriso grande e invejável em seu rosto. E eu, tratei de animá- lo pois um rosto tão lindo não merece uma expressão tão triste. 

- Sabe, - Fiz uma pequena pausa mas logo prossegui.- Mesmo sozinho, o sol nunca deixou de brilhar. Faça o mesmo. - Abri um sorriso de orelha a orelha ao perceber a expressão do garoto tornar-se tímida e feliz. 

- Você é bem legal. - O mais velho tornou a falar, me deixando levemente corada. - Ah, olha só. Ela ficou vermelhinha hahhaha.

- Idiota.. - Dei um leve soco no seu braço oque nos causou risadas, várias risadas.



                    _________



             * Oh SeHun On *

A luz do sol entrava pelas janelas e tomava a sala por completa, eliminando qualquer resquício de privacidade que eu poderia ter. Quando ameacei me levantar, senti um peso constante sob meu abdome. Olhei para baixo e me deparei com a coisa mais bela aí eu já vira. Era Elektra, ela estava dormindo sob meu corpo. Era incrível como ela conseguia ser ainda mais linda dormindo. Ela tinha consigo um leve sorriso. Em pouco tempo, essa garota já possuía um grande efeito sobre mim.

Ela dormiu no calor de meus braços. E eu acordei sem saber se era um sonho...

Isso é ruim.

Isso é muito ruim.

Tudo que eu mais queria era fazer meu pai se orgulhar de mim. E tudo que meu pai menos queria era um filho apaixonado. Em questão de poucas horas eu me abri por completo para aquela garota, eu acabara de conhecer. Eu não podia deixar que aquele sentimento preenchesse o vazio que eu era. Por mais que eu quisesse. Eu precisava acabar com qualquer sentimento que eu pudesse nutrir pela Elektra. E era isso que eu iria fazer. 


Notas Finais


Gente se estiverem curtindo a fanfic, por favor deixem ideias.. Estou com um pequeno bloqueio, não estou tendo ideias mas não pretendo desistir da fanfic ent me ajudem ♡
Espero que tenham curtido o capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...