História Jardim Secreto - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Taetae, Yoongi
Exibições 38
Palavras 1.020
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Ficção, Fluffy, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Bom, espero que gostem.

Capítulo 1 - Primeiro Capitulo


Fanfic / Fanfiction Jardim Secreto - Capítulo 1 - Primeiro Capitulo

Enquanto todos os humanos fecham os olhos num lugar mais acima coisas aconteciam. Em um lugar mágico, somente habitado por criaturas fantásticas, onde as árvores tomavam conta do lugar. Nesse lugar havia um lindo menino.

Mas vamos do começo...

Ele nasceu das árvores, ou melhor da junção de uma árvore com um humano. Seu nome era Park Jimin. Mas ele mal se lembrava dos humanos porque naquele lugar eles morriam facilmente. Todos odiavam aquela espécie, ainda mais depois do que aconteceu, depois que ele nasceu.

Ele, porém, era tratado muito bem, mas ainda havia aquela dúvida que o sufocava. Ele gostaria muito de conhecer os humanos. Como eles seriam? Por que todos falam que eles são ruins? Como seria realmente a espécie em que sua “omma” havia se apaixonado?

Em sua cabeça vinham milhões de ideias, e o pequeno confuso, resolve falar com sua omma. Afinal, ela já os tinha visto uma vez, talvez pensasse que eles não eram tão ruins. E talvez pudesse o ajudar a conhece-los.

Coitado, era tão inocente. Mal sabia todo o mal que os humanos a haviam feito. Mal sabia no que aconteceria por insistir tanto em um sonho tão grande e perigoso.

Foi andando em passos lentos até a maior árvore de lá, respirou fundo e com sua voz extremamente delicada a chamou:

-Omma, preciso conversar com você.

-Pode falar meu filho-Os ventos sopravam sua resposta, que aliás era a maneira como conversavam.

-Omma eu quero conhecer os humanos, eu preciso vê-los. Não quero mais histórias, preciso comprovar tudo que escuto com meus próprios olhos.

- Filho, eu sinto muito, mas você não pode. Os humanos são cruéis, eles...- Ela teria o contado toda a verdade agora, ele não teria insistido mais e tudo ficaria bem, mas como todos sabemos as coisas não acontecem assim.

Ele foi teimoso, ele não quis escutar mais, ele não quis saber, ele correu. Ele simplesmente correu. Não sabia para onde, só queria fugir, mas também não via para onde ia. Até que se sentiu despencar.

Ele abre os olhos e se encontra em uma grande escuridão. Ele nunca havia presenciado essa sensação. Logo porque, em seu mundo só existia o lindo e brilhante sol. Exigências da sua omma, já que ele fazia fotossíntese e por se locomover precisava de muito mais energia que uma árvore comum.

Então ele começou a correr no escuro, ofegante, sentia suas forças se esvaziarem como a de uma torneira aberta. E a cada passo a torneira se abria mais, até que seu corpo encontrou a escuridão, a verdadeira escuridão, mas não antes de ver um menino muito parecido com ele.

Ele abriu os olhos e se encontrou em um lugar estranho. De repente as lembranças lhe atingiram de forma avassaladora.

Mas onde ele estava?

POV’S Jungkook

Mais um dia normal, mais coisas entediantes para fazer. Por que minha vida tem que ser assim? A única coisa que me alegra é saber que no final do dia posso ir ao bosque onde ia com meu “appa”, um renomado biólogo. Só que infelizmente pela sua profissão ele se preocupa mais com as árvores do que comigo. Exatamente, um ótimo appa!

Fui para minha faculdade, mas como sempre, não presto atenção em nenhuma aula, somente no relógio que fazia com que as horas se arrastassem em um tic-tac irritante.

Finalmente, aula acaba. Vou correndo até o meu lugar preferido. Chegando lá me deito entre as árvores e começo a admirar as estrelas, assim como fazia com meu appa. Fico um tempo vendo as estrelas e coloco um fone em dos lados da minha orelha e volto a vê-las.

De repente escuto um barulho vindo de dentre as árvores. Me levanto rapidamente e começo a olhar na direção do barulho. Então vejo um menino correndo entre as árvores, atordoado. Então de repente esse mesmo menino desmaia.

Começo a correr em sua direção e chego mais perto dele, até que consigo ver seu rosto. Ele é lindo, tem os traços leves e tinha um ar de inocência. Olho para suas roupas e para minha surpresa elas são feitas de folhas e flores. Esse menino é muito curioso.

Acho que é melhor levar ele para minha casa. Lá eu cuido dele e posso saber o que houve. Pego ele no colo estilo noiva, e vou em direção a minha casa. Chegando lá o coloco na minha cama e vou dormir no sofá.

*No dia seguinte*

Acordo com o sol vindo na minha cara. Vou para cozinha fazer um pouco de café e vou para o meu quarto com a caneca na mão. Para minha surpresa aquele menino já acordou. Agora que consigo ver melhor seu rosto posso ver que seus olhos são de duas cores diferentes. Isso o deixa mais bonito ainda!

-Olá, meu nome é Jungkook, Jeon Jungkook. Te achei desacordo no bosque aqui perto então achei melhor te para minha casa. Qual o seu nome? Você está melhor?

Ele me olha assustado e se esconde nas cobertas, uma atitude que eu sinceramente achei muito fofa. Ele descobre somente os olhos e me olha curioso. Ela tira o resto do rosto e fala:

-E- eu sou o Jimin, Park Jimin- ele diz baixo e inseguro- Você é mesmo um humano?

- Sim, e você também- rio soprando

- Meu Deus! Eu preciso voltar! Voltar para o jardim das árvores- ele parece assustado

-O bosque?

- Não, jardim das árvores. - Esse menino, ele usa drogas?

- Do que você está falando?

- Eu sou filho de uma árvore com um humano- Tá, ele usa mesmo drogas- E eu preciso voltar urgentemente para o meu planeta. Jardim das Árvores.

- O bosque né? - Eu estou muito confuso.

- Não, Jardim das Árvores ele me olha como se fosse obvio- menino você é surdo? Eu tenho que voltar rápido. Minha omma disse que vocês são perigosos. Eu não quero me machucar. Me leva embora, por favor- ele me olhava com medo e com os olhinhos cheios de lágrimas.

Isso por algum motivo mexeu comigo. O que houve com esse garoto? Será que o que ele diz é mesmo verdade?

 

 

 


Notas Finais


Quantos baseados eu fumei antes de escrever isso? Kkkkk. N sei!
Então, pretendo postar uma vez por semana, mas n prometo nada.
Me falem o que acharam. Se quiserem, é claro. :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...