História Jealous - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Sasuhina
Visualizações 198
Palavras 1.278
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Josei, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Está ai e espero que gostem.

Capítulo 2 - Ela é boa


 

Sasuke pov:

Estou há dois dias tentando pensar o que fazer desde que eu decidi que queria a Hinata para mim. Eu não posso simplesmente chegar e roubar ela, eu tenho que pensar em uma estratégia digna. Já sei! Ninguém é melhor em estratégias do que o meu pai. Fugaku Uchiha um dos melhores advogados de Konoha. Sai do meu quarto e desci as escadas, encontrando a Dona Mikoto Uchiha na sala de estar.

- Mãe, onde está o meu pai?

Eu perguntei o mais educadamente possível, não vamos querer atrair a íra da Dona Mikoto, não é?

- Está no escritório dele, como sempre - ela disse com desgosto - se você for lá aproveita para dizer pra ele, que se ele não sair daquele escritório dentro de quinze minutos ele  sofrerá as consequências.

- Ok. Hum mãe, quais tipos de consequências? - perguntei curioso.

- Apenas diga isso a ele filho, ele irá entender - completou com um sorriso.

Eu não sei quais são as consequências, mas sempre funciona. Bati na porta do escritório e pedi para entrar, com ele me respondendo logo em seguida.

- Pai, preciso de um conselho seu, posso?

- É claro Sasuke, sente-se e me diga. Conselho sobre o quê?

Me sentei em uma poltrona de frente para ele, já pensando na mentira, que vai ter que ser bem convincente.

- É sobre um trabalho da escola - falei sério.

- E eu tenho cara de professor por a caso sasuke? - perguntou com nem um pouco de sutileza, como sempre.

- Bem, é que o senhor sabe, eu já estou no 2° ano e ano que vem vai ser o meu ultimo. E a escola nos deu um trabalho, sobre quais profissões pretendemos seguir. E ultimamente ando pensando muito em fazer Direito. - disse olhando nos seus olhos, e pela cara que ele fez parece ter mordido a isca.

Meu pai sempre quis que eu seguisse seus passos, assim como meu irmão mais velho Itachi. Na verdade eu pretendo fazer Engenharia Cívil, mas ele não precisa saber disso agora.

- Nossa meu filho, isso é ótimo, você nunca me disse que queria fazer Direito. - disse se ajeitando na poltrona.

- É que eu comecei a ter interesse à pouco tempo.

- Está pensando em advogar? - perguntou com uma esperança notável. Chegou a hora do cheque-mate.

- É claro.

Só para deixar claro, se depender de mim, isso NUNCA vai acontecer.

- Então como posso te ajudar? - ele me perguntou com um sorriso de felicidade, coitado.

- Bem, eu queria saber como se portar em um processo?

- Ahh, esta é uma ótima pergunta. Primeiro você deve analisar toda a situação, estudar o objetivo do cliente e coletar o maior número de dados possivel à seu favor. Depois você propõe à outra parte  envolvida do caso quais as suas exigências e tenta entrar em um acordo. - respondeu ele com suas mãos apoiando o queixo.

- E se a outra parte envolvida não aceitar nossos termos? - perguntei com interesse.

- Então nós vamos ser duros, e fazer o que estiver ao nosso alcance para o retalharmos e vencer o caso. É assim que o escritório de advocacia Uchiha trabalha. - respondeu sério.

- Muito obrigada pai você foi de grande ajuda - falei levantando indo em direção a porta e com um sorriso.

- Ahh e já ia me esquecendo, a mamãe pediu pra lhe dizer que se você não saísse desse escritório em quinze  minutos, iria sofrer as consequências - disse a ele com a metade do meu corpo para fora do cômodo.

- Fique tranquilo, eu ja vou - respondeu com uma cara, que se eu risse com mais frequência, estaria rolando no chão agora.

- Ok.

Eu subi direto para o meu quarto que é decorado com as cores preto e branco. Se é que se podia chamar ele de decorado. Deitei em minha cama e decidi que preciso saber de tudo o que acontece no relacionamento daqueles dois. Não vou envolver ninguém nisso é óbvio. Quantas pontas soltas houver,melhor.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Chego no colégio em cima da hora. Entro na minha turma e vejo que falta alguns alunos e o professor. Agora é a aula do Kakashi que nunca chega na hora certa. Passo pela Sakura que me cumprimenta e eu a respondo com um “hun” sentando na minha carteira. Ela me conhece o suficiente pra saber que isso já é alguma coisa. A maioria das garotas eu nem dirijo o olhar. Mas Sakura é considerada uma amiga. Que vive se declarando pra mim,  e eu rejeitando, mas é uma amiga.

Eu queria entender como uma turma com idade entre 16 e 17 anos, pode ser tão barulhenta. Eu não sei se eles são crianças de mais, ou eu sou mais maduro.

- Olá Sasuke, como vai?

Me viro já sabendo quem é, Karin Uzumaki, prima do dobe. Ruiva, cabelos longos, usa óculos e até que é bonitinha. Se acha a poderosa pois é a única do colégio com quem eu já fiquei. Na verdade ela não estudava aqui antes. Eu a conheci na festa de aniversário do Naruto. E então uma semana depois ela aparece, dizendo que o seu tutor Kabuto queria que ela estudasse no mesmo colégio que o seu primo. Se já não bastasse ela ainda se tornou repórter do jornal da escola, vive com uma câmera ou celular pronta pra descobrir algo sobre mim. Criou um quadro chamado “Cantinho do Sasuke”, onde ela estrevista as garotas com quem eu já fiquei. Dá pra acreditar? Ela jura que não me perseguiu, mas não sei não, tenho minhas dúvidas.

- O que é que você quer? - pergunto grosso, não estou com paciência hoje.

- Conhece Shion, loirinha que vive em Suna? Ela afirma ter ficado com você. Estou pensando em entrevista-lá.

Droga, eu fiquei com essa garota na minha viagem pra Suna. Eu odeio ter que admitir mas, a Karin é boa. Ela sempre descobre meus podres, tenho que tomar um certo cuidado com ela. Ela publicou uma vez que eu gosto de meninas com cabelos longos. Resultado: Noventa por cento das garotas da escola deixaram os cabelos crescerem.

- Não faço a mínima idéia de quem seja essa dai - neguei, óbvio.

- É mesmo? Ela disse ter uma foto de vocês juntos - respondeu sorrindo.

O QUÊ? Filha da…

- Até logo Hinatinha, te vejo no recreio tá! - escuto a voz escadolosa do Naruto de longe.

Como estou no fundo da sala consigo ter uma visão ampla. Vejo os dois parados na porta se despedindo, ela é da turma B, e a nossa é a turma A. Ouço um “te vejo mais tarde Naruto”, e ela dar um dos seus sorrisos doces, e um selinho. Cadê o Kakashi que não chega pra acabar com essa porcaria. Ahh cara, eu vou vomitar.

- Olha só o casal do ano - ouço Karin dizer - Todos acham eles uma graça juntos. Quer dizer nem todos, né Sasuke? - ela perguntou rindo.

Me virei pra ela em alerta e me dei conta que ela estava muito perto.Como assim?

- Do que é que você está falando?

- Da rosinha ali - me respondeu com deboche.

Foi então que eu direcionei meu olhar para algumas carteiras à frente, e vi a Sakura. Ela estava vidrada no casal, com uma cara de extremo nojo. Ela sim iria vomitar.

- E pensar que foi ela que apresentou os dois, não é irônico? - completou ela.

- É. É sim Karin.

A respondi com um meio sorriso. Não é que a Karin é boa mesmo.

 


Notas Finais


Achei o Sasuke muito sonso kkk, eu postei pelo celular então não sei se ficou apresentavel. Até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...