História Jealous - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Five Nights at Freddy's
Personagens Bonnie the Bunny, Foxy the Pirate, Freddy Fazbear, Golden Freddy, Mangle, Marionette, Nightmare, Nightmare Bonnie, Nightmare Chica, Nightmare Foxy, Nightmare Freddy, Nightmare Mangle, Plushtrap, Springtrap, Toy Bonnie, Toy Chica, Toy Freddy
Tags Boy×boy, Boyslover, Foxy×bonnie, Goldentrap, Nightplush, Springgolden, Yaoi
Visualizações 57
Palavras 2.491
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Perdão, perdão, perdão!!!!😖

Eu sei que sai do prazo eu peço bilhões de desculpas! 🤐

*me ajoelho e jogo a minha cara no chão.*

Mas eu preciso dizer, provas se aproximando, acúmulo de trabalho trimestral e eu ainda tenho vida social. Me lasquei.

*desvia de tijolos e algumas outras coisas.*

💕Acho que é só isso, boa leitura, boa semana e até domingo 💕

Capítulo 8 - A verdade


~ Nightnare Bonnie On

Tock tock tock tock tock tock....

Rosnei e me levantei.

Segunda, dia Internacional da preguiça.

As batidas continuaram e a minha raiva aumentou. 

Deixa eu dormir diabo! 

Abri a porta pronto pra dizer alguma coisa grosseira. Só não disse porque era N.Freddy. Ele estava apoiado na porta, olhando pro chão, na sua mão tinha um buquê de flores. Orquídeas?! Como ele sabia que eu gostava de orquídeas!?!

Diz alguma coisa desgrama!!!

N.Bonnie: oi Fred...- ele nem deixou eu continuar, me abraçou. Os meninos eram os mais sensíveis aqui no internato, até mais que as próprias meninas. Fiquei tão surpreso que não reagi, acho melhor responder antes que ele pense besteira. Entrelaço um de meus braços em seu tórax e o outro faço um cafuné em sua cabeleira marrom.

N.Freddy: Desculpa.- disse em um suspiro. Orgulhosos, fez esse drama todo pra pedir desculpas, típico do Freddy.

N.Bonnie: tá tudo bem.- me separei dele.- só não me ignora de novo que eu prometo não vacilar.- ele riu abaixando a cabeça.

N.Freddy: ah, são pra você.- me entregou o buquê corando. 

Ochi mãe!

N.Bonnie: não precisava, mas obrigado.- corei também. Falar com Freddy não era tão difícil quanto falar com o Foxy, como eu disse antes, ele foi sempre como um irmão.

N.Foxy: finalmente.- N.Freddy virou, o ruivo passou o braço por trás do moreno que não gostou muito, porém não fez nada.- agora acho que podemos recomeçar.- olhou pra mim e deu uma piscada. Me segurei pra não cair pra trás.

N.Freddy: o que está fazendo aqui?

N.Foxy: me desculpar também.- falou como se fosse óbvio.- sabe, tem certas pessoas que são, irresistíveis. Prometo que na próxima, trago um buquê de rosas.

N.Freddy: Bonnie não gosta de rosas, trouxa- revirou os olhos.

N.Foxy: não?!- olhou pra mim.- Porque Bon?- passei minha franja pra trás da orelha.

 Aí senpai, é tão difícil falar com você.

N.Bonnie: S-sabe aquele pensamento: "toda rosa tem seus espinhos"? - concordou.- pois é... pra mim, é como se a pessoa falasse discretamente que eu sou falso.- olhei pra eles.

N.Foxy: estranho, mas tudo bem.- deu o ombro.- vamos pra cozinha? - apertou mais o Freddy contra si. Eu quase estava rindo da sua cara.

Separa que vai dar briga

Deixei o buquê na estante do meu quarto e pra evitar qualquer bate boca, me meti no meio deles abraçando suas cinturas. Chegando na cozinha, como esperado, batemos com quase o internato todo nos olhando. Tentei ignorar e mas a N.Chica não conseguiu conter o sorriso meio malicioso:

N.Chica: aí que forma deliciosa de começar o dia!- suspirou.- acho que vou fazer sanduíche de geleia.- se levantou, eu entendi a referência! 

N.Bonnie: eu quero!- levantei seguindo ela.- ela me puxou para um canto mais afastado da mesa e começou:

N.chica: como você conseguiu unir os dois?- perguntou me cutucando.

N.Bonnie: eu não consegui, ele ainda se odeiam.- fiz meu pão.- o Freddy apareceu pedindo desculpas e depois o Senpai apareceu e fez o mesmo. 

N.Chica: e você? Como reagiu?- mordi meu pão.

N.Bonnie: normalmente, por quê?- falei de boca cheia.

N.Chica: achei que você poderia dar o seu surto e eu teria que ir te socorrer.- deu o ombro colocando uma uva na boca.- mas parece que você reagiu bem.

N.Bonnie: acho que foi consequência do que aconteceu ontem. Sabe, esse negócio que  a gente aprende com os erros.- ela concordou. Voltamos pra mesa, Freddy e Foxy brigavam de guerra de braço.- lembre-se de nunca mais deixá-los alone.- Chica riu. Me meti de novo no meio deles terminando a guerra. Olhei pra Foxy que deu um sorriso, virei pro Freddy que também sorriu, estranho. Virei pra Chica.

N.Chica: olha só seus otários, se fizerem merda.- apontou pros dois.- você dançam.

N.Foxy: cáguei.- segurei o riso.

Fredbear: Freddy.- se aproximou.- o Puppet está te chamando.

N.Freddy: pra que?

Fredbear: não sei.

N.Foxy: desde quando decidiu virar secretaria do senhor cotonete?- abaixei minha cabeça pra não rir na frente da loira.

Fredbear: desde que o Nightmare sumiu.- virou.

N.chica: sumiu?! - se surpreendeu. Lembrei de ter encontrado ele é o Plush ontem. Pra onde eles fora mesmo? Ah é, eles foram no porão. Caraca... será que eles estão agora lá? Não, espera, eu vi a chave no lugar ontem quando fui pro quarto. Mas ele sempre vem com a Fredbear pra cozinha!! 

Processando...

Caraca! Eles ficaram presos!

N.bonnie: eu preciso ir!- falei saindo do lugar todo desajeitado, perdi o equilíbrio e cai de bunda.

N.Freddy: o que foi Bon?! - me segurou pelo braço. Fredbear me olhou meio desconfiando.

N.Bonnie: eu esqueci...- tentei arrumar uma desculpa.- eu tenho que ir.- puxei meu braço e sai correndo.

N.Foxy: Boni!

Coitadinhos! Devem ter sido trancados! Bem, eu sei que eles têm uns aos outros, mas ficar preso lá em baixo no escuro é crueldade. Espero que os meninos não tentem me seguir. Cheguei na sala e procurei a chave como se minha vida dependesse disso. Quando achei, virei e quase parei no teto do susto que levei. Fredbear estava na minha frente, séria, me mantive imóvel e escondi a chave da vista dela.

Fredbear: você...pareceu bem esquisito quando eu disse que o Nightmare sumiu.- cruzou os braços andando ao meu redor.- sabe onde ele está?- engoli seco.

N.Bonnie: naum...- disse tentando ir.- com licença.- ela me para.

Fredbear: tem certeza, Bonnie?- levantou a sobrancelha.- eu não sou a melhor pessoa para você mentir.- o tom dela me assustou. Apertei a chave mais contra minha mão, ela notou.- o que você tem aí?

N.Bonnie: nada. Agora, se não for pedir muito, eu gostaria de seguir com meu destino, ou isso também se tornou uma regra?- me fiz de durão, ela não se intimidou, apenas deu o espaço, o suficiente para passar.

Fredbear: cuidado Bonnie.- falou pro último antes de sair.

~ PlushTrap On

A respiração no meu pescoço, os braços firmes ao meu redor, me mantendo, me dizendo que era ali é onde eu devia ficar. 

Me espreguissei discretamente para não acordar a fera que dormia ao meu lado. Me levantei sentando no colchão e o observei, ele dormia tão bem, sua expressão era tão leve, primeira vez que eu via Nightmare tão calmo. Olhei ao redor, ainda estávamos naquele porão. Lembrei que N.Puppet deixou uma coisa na caixa, eu quero ver.

Era apenas um monte de papéis, todos, em nome de um restaurante chamado Freddy Fazbear's pizzaria. Tinha o nome de 5 crianças na frente, eles estavam desaparecidas, foliei a página e li algo sobre um assassinato ocorrido no local. Credo.

Nightmare: Plush? - virei, ele já estava de pé.- bom dia.

Plush: olá bela adormecida.- voltei para os papéis.- dormiu bem?

Nightmare: e como - se espreguiçou.- o que você está vendo? - apoiou a cabeça no meu ombro.

Plush: alguma coisa relacionado a uma pizzaria.- ele puxou o papel da minha mão.- ei!

Nightmare: Desculpa coelhinho, isso é coisa íntima do Puppet.

Plush: tá bem- falei no tom sarcástico e tentei pegar o papel de volta- me devolve! Se tiver alguma coisa do meu irmão aí?

Nightmare: não tem nada.- se desviou.

Plush: e o que tem?

Nightmare: nada que precisa se preocupar, my little baby.- deixou o papel em uma outra caixa. Nossa, porque aquilo só por conta de um papel? Eu sei que é do N.Puppet e tudo mais, no entanto, ele estava agindo muito estranho, não só pelo apelido. Escutamos a porta ser aberta. N.Bonnie.

Nightmare: finalmente!

N.Bonnie: olha, vocês me fizeram fazer papel de maluco!!! - gritou com raiva.- espero que você morra!!! Você não Plush, é um cara legal.

Nightmare: aí que maldade.- se sentiu ofendido.- estou magoado!

N.Bonnie: tô nem aí! Agora vamos subir antes que o N.puppet aparece e mate todos nós!- o tom dele era de puro medo. Nightmare foi na frente e sem que ele pudesse ver, peguei o papel, dobrei e meti dentro do meu colete.


~ Ed On

Bati novamente na nuca de Fred pedindo que ele parasse de fazer piadas racistas. O desgraçado não parou:

Fred: alguém sabe o que é um pontinho preto em um microscópio? Um pretozoário!-  (Aviso: não fui eu que criei as piadas.) Cupcake pegou a faca da mesa e ameaçou o furar, mas Ted não deixou.

Cupcake: Seu bosta! Vai ser racista em outro lugar, animal! Demônio do inferno!

Ted: o demônio já não é de lá? 

Fred: não entendi, você pode ser mais clara?- entendedores entenderão. Revirei os olhos, melhor levar ela pra outro lugar.

Ed: vem, vamos sair.- puxei seu braço.

Ficamos conversando durante o caminho. Eu adorava quando Cupcake contava sobre suas fanfics, seus olhos brilhavam e eu me sentia tão bem. De repente, um baque, algo sendo jogado contra parede, pensei, Freddy deve estar batendo em Foxy, corremos até onde o barulho veio. Eu pensei errado. Nos escondemos atrás da porta e ficamos observando pela brecha, Fredbear tentando acertar alguns livros no Nightmare.

Nightmare: eu já pedi desculpa!

Fredbear: você me deixou sozinha aqui! Seu baitola!- ela joga outro livro.

Nightmare: para de trama!- desviou.- eu tava ajudando uma pessoa!- ela parou. Não sou de ler mentes, mas ela pensou na mesma pessoa que eu.

Fredbear: no que vocês mexeram lá embaixo!?- Embaixo? Espera! Eles não mexeram no porão.- você quer se queimar?! Sabe o que poderia ter acontecido se ele tivesse visto você lá?!

Nightmare: mas o importante foi que ele não viu, graças a você que apereceu bem na hora.- sorriu.- obrigadinha.

Fredbear: eu devia ter deixado ele te achar.- empurrou ele.- agora me diz: o que vocês mexeram? Sabe que lá embaixo tem coisa que o nanico...- ele a cortou. 

Nightmare: calma, ele não viu nada, eu fiz com que ele não achasse nada sobre o irmão assassino dele.- olhei pra Cupcake, irmão assassino? Eles estão desfazendo a única esperança do Plush, ou melhor, estão estragando.

Fredbear: eu espero. Porque se ele souber, o N.Puppet nos joga do precipício e ainda pisa nas nossas covas.- avisou antes de ir embora pela porta de trás. Afastamos da porta. 

Cupcake: o que será que eles estão escondendo?- cobri a boca, não podia ser verdade.

Ed: precisamos achar o Plush e rápido!


~ N.Mangle On

N.Puppet: pode parar- quando disse isso, larguei o pano me jogando no chão.- faltou aquele pedaço.-rosnei. Eu odeio esse palito! O pior que limpar é ter que ficar aturando ele me olhar durante a limpeza. 

Peguei o balde e deixei na lavanderia, quando voltei, ele estava falando no telefone. Aquilo era raríssimo de se acontecer, as únicas vezes que ele pegava no aparelho eram quando ele falava com alguém da Fazbear. 

N.puppet: eu não vou dizer outra vez, ele não está pronto - ele estava tentando não ser impaciente.- eu sei que se passaram quase 5 anos, mas pense, como ele vai reagir?- deu uma pausa.- depois eu ligo pra você estou com um Nightmare.- colocou o telefone no bolso, deu um suspiro.- Mangle!- me chamou, sai de trás da porta e agi como se não tivesse escutado nada.

N.Mangle: que é?

N.Puppet: vamos terminar por hoje, pode voltar.- ele falou tão...levemente?! Eu tava pulando de alegria por dentro, porém ele tava diferente, como se ,realmente, a sua pequena conversa tocasse lá dentro. Passei pelo mesmo. Sinistro. 

Avistei Jack-o-Bonnie e jack-o-Chica com os ouvido colado na porta do quarto do Plush. O que eles querem com o pobre coitado?

N.Mangle: ei! Que isso?!- gritei de longe, eles tomaram um susto.- o que está acontecendo?

Jack-o-chica: o Plush descobriu algo relacionado ao irmão dele, agora ele está lá quebrando as coisas.- arregalei os olhos.

N.Mangle: e por que não foram ajudar?!

Jack-o-bonnie: o Ed e a Cup já estão lá dentro, mas eu lhe aviso. A coisa tá feia.- malandros, sem esperar mais um tempo, abri a porta. Logo que entrei, me desviei de um retrato, uma foto do irmão de Plush. O coelho tava tão revoltado que nem mesmo Ed conseguia o segurar, ele gritava/chorava de raiva. Cup tentava chama-lo e se protegia. Eles não iam conseguir.

Abracei Plush contra sua vontade o imobilizado, aprendi com o N.Foxy, depois de 5 segundos gritando e se contorcendo, Ele parou. Abraçou minha cintura e escondeu o rosto. Quando notei que ele não teria mais o ataque de raiva novamente, fui falar com Cupcake.

N.Mangle: o que aconteceu pra ele ficar mal assim? -  sussurrei, ela apenas me mostrou um pedaço de papel, uma carta. 

__________________________

N.Puppet,
Sou eu, o irmão mais velho do pequeno coelho que eu deixei para trás. Gostaria que guardasse em segredo do porquê de meu afastamento. Estou sendo mantido na Fazbear por 5 anos em razão de meu crime no passado,  c
aso não lembre, fui eu quem matou as 5 crianças que a polícia ainda considera como desaparecida.. Sei que será bastante tempo e que ele lhe perguntará muitas coisas sobre mim, não diga nada, quero contar eu mesmo. 

Me dói saber que terei de fazer esse tipo de coisa com o caçula, ele sofreu muito durante a infância, cuide dele pra mim albino. 

Assinado SpringTrap

__________________________

Que merda mermão, o irmão dele era o que todos chamam de Purple guy. Tá bem, agora eu entendo. 5 fucking anos sem notícias e vem essa bomba. Olhei pra Cup que manteve o olhar triste. Ed se levantou depois de ter sido empurrado. Olhamos para Plush sentado, encarando as próprias pernas, as lágrimas caindo e seus soluços bem baixos. Eu queria tanto dar um abraço nele, dizer que tem sempre uma luz no fim do túnel, aqueles texto que a gente faz rápido sobre a vida e que sai bem massa,  mas respeitei seu espaço. 

Plush: eu... eu queria que ele parasse de me esconder coisas.- cobriu os olhos.- agora eu entendi.- deu um tempo.- Vai ser difícil olhar pra ele do mesmo modo que eu via antes.- a tentativa dele de conter o choro falhou. Chega, eu não vou deixar ele se afogar. Sentei do seu lado e o puxei para um abraço demorado.

N.Mangle: quando eu vim para cá.- pausei me separando dele.- me disseram que eu nunca seria mais a mesma pessoa de antes.- mexi em seu cabelo.- e não sou. Me tornei a a doida, maluca e as vezes pirada fushoji. Você conseguiria me imaginar não sendo assim?- balançou a cabeça dizendo um "mais ou menos" .- deixa pra la, eu so estou dizendo, todos nós tivemos um história ruim no passado, mas é como num filme que diz: você tem que deixar o seu passado para trás. Coisas ruins acontecem e você não poder fazer nada para evitar.- fazendo papel de Timão aqui.

Ed: Uau, eu nunca vi você falando tão sério assim.

N.Mangle: sou seria quando a coisa é extrema.- olhei pra ele dando um piscadela.- voltando, é como maioria dos irmãos mais velhos, ele fez isso porque te ama, você sofreu, no entanto teria sofrido mais se ficasse com ele.

Cupcake: concordo.

Ed: eu também. Os Fazbear teriam te tratado pior por ser irmão do cara roxo.- eles se juntaram mais pra perto.

Plush: estão certos.- enxugou as lágrimas.- mas agora eu quero vê-lo. Será que tem alguma forma de ir pra Fazbear sem o N.Pupper notar?- olhamos uns para os outros e um ideia brilhante surgiu. 

N.Mangle: sempre tem. 


Notas Finais


E terminamos mais um capítulo 🎉

Vocês conhecem o esquema de gritar sobre alguma coisa. 📣

Mais uma vez, desculpem pela minha demora.

💖 Até a próxima 💖


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...