História Jeff horror or love? - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Lendas Urbanas
Tags Jeff
Exibições 82
Palavras 718
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Luta, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Notas da Autora


yo mina!
é bem então eu realmente, agradeço o apoio...
ces num tão tendeno.
sério obrigada!

boa leitura, minhas (os) batatas!

Capítulo 12 - Volto ou não?


Fanfic / Fanfiction Jeff horror or love? - Capítulo 12 - Volto ou não?

eu realmente preciso, voltar.
ou será melhor apenas esquecer isso?

eu passei 8 anos longe e ainda não esqueci.
algo me diz que não vai ser fácil...
Não sei porque estou tão agitada? poderia ser apenas um assassino comum!
não, eu tenho quase certeza de que era ele.
aquele jeito de matar, aquela rapidez e até mesmo as vestes.
era jeff!

e se realmente fosse?
...

preciso voltar, sei quais são os ricos mas... o que eu posso fazer?
eu estou perdida.
(estava quase à ponto de chorar quando o telefone toca).

isa- alô.
...- esqueça.
isa- desculpe não estou entendo.
esquecer o que?
...- ...
isa- alô...
...- aquele dia, aquele cara esqueça tudo isso...
(essa voz)...
isa- jeff?!
...- jeff?!
entendo... acha que sou o jeff...
(ele solta um leve riso seguido de um silêncio).
...
apenas esqueça tudo! se cuida!

quem pode ter sido?
eu sei que aquela voz eu reconhecia de algum lugar, será que realmente não era jeff?
quem poderá ter sido?
mesmo assim essa pessoa sabe o que aconteceu, e conhece o jeff.
mas como ela descobriu meu número?

esse é só mas um motivo para eu realmente voltar...
não vou mentir estou com medo de fugir mas...
eu preciso, ver jeff.

ele tem me observado?
ele ainda me ama?
ele ainda mora nessa cidade?
ele quer me ver?

depois de um tempo, adormece.
acordei e de novo à mesma rotina.
mas desta vez eu apenas pensava em jeff!
se seria uma boa eu voltar...
mas também eu já baguncei de mais à vida de todos eles fazer isso de novo seria...
nem sei...

mas eu não me importo!
não?
eu só sei que vou voltar independente do resultado...

NARRADORA
ENTÃO ISABELA SAIU DO TRABALHO E FOI DIRETO PARA CASA.
COMO IRIA FUGIR, NÃO FAZIA SENTIDO IR PARA À AULA NA FACULDADE.
ENTÃO DEPOIS DE ARRUMAR À MOCHILA, ELA SEGUIU PARA À FLORESTA NA QUAL UM DIA À GUIOU PARA À MANSÃO CREEPY.
ISABELA NÃO SÁBIA AO CERTO PARA QUE LADO ERA, AFINAL À PRIMEIRA VEZ QUE ELA SE INFILTROU ALI FOI UM SIMPLES ACIDENTE...
ANDOU, ANDOU, ANDOU.



E ANDOU...
ISABELA JÁ ESTAVA CANSADA.
JÁ PENSAVA EM VOLTAR.
E QUE TUDO AQUILO ERA BESTEIRA MAS ANTES QUE SE DESSE CONTA COMEÇOU À CHORAR SE SENTOU ENCOSTADO-SE NUMA ÁRVORE E ABRAÇOU O JOELHO.
FICOU ALI DURANTE MEIA HORA.
ATÉ OUVIR PASSOS.
À PRINCÍPIO ISABELA SE ASSUSTOU. VIU APENAS UM VULTO VINDO EM SUA DIREÇÃO COM UMA FAÇA ENSANGUENTADA.

je... jeff?

quando ele havia me visto parou no meio do caminho ficou parado por pouco tempo e logo voltou à correr mais rápido que antes...
quando em fim se encontrava perto de mim, jeff me puxou pelo cabelo e me beijou.
então foi o apertando mais gentilmente de uma maneira que me causava um sentimento estranho.
era prazer?

nossas línguas duelavam espaço eu não sedia.
apesar de gostar daquela situação...
então nos separamos por falta de ar. e ele se pronunciou

JEFF- minha vadia voltou para mim...
(apesar de ter me insultado, ele riu e falou de uma maneira tão, sei lá, diferente!).
ISA- ...
JEFF- você continua uma muda?
ISA- (acabei rindo, e em seguida o abracei).
JEFF- também é bom te ver.
o cachorrinho, sentiu saudades?!
ISA- senti... (disse de uma maneira seria)
JEFF- ...
eu queria que você pudesse voltar mas...
se isso acontecer Zalgo pode ordenar sua morte.
e você sabe que eu te mataria sem problema!
ISA- eu sei.
JEFF- então você me ama!
ISA- o que?... (disse já corando).
JEFF- era o que dizia à carta.
ISA- ...
JEFF- ...
você precisa ir embora!
ISA- eu...
jeff naquela noite era você?
JEFF- que noi...
há! era eu sim...
ISA- e o telefonema anônimo?
também era você?!
JEFF- que telefonema?

foi quando ouvimos passos, jeff me mandou sair mais eu realmente queria ficar com ele, mas ele apertou meu braço me trazendo para perto do si me dando um beijo.
e dizendo que sábia onde eu morava poderia me visitar à qualquer hora,
para "brincarmos".
mas antes que eu pudesse voltar, slender havia aparecido!
gelei, mas depois de o reconhecer fiquei feliz.

SLENDER- jeff essa não é...
isabela!
JEFF- é sim...
mas ela já está de saída!
SLENDER- não está não!
vamos voltar e ela vem junto.
JEFF- ...


Notas Finais


...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...