História Jeff horror or love? - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Lendas Urbanas
Tags Jeff
Exibições 38
Palavras 1.198
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Luta, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Notas da Autora


é isso galera, nossa historia chega ao fim aqui!
nem acredito.
comecei essa fic, pensando "porra essa zorra não vai dar certo!''
e agora tenho 46 favoritos...

em fim, acho que isso é um tchau, pah fala verdade eu não pretendia terminar à fic por agora, mas ouvi uns imprevistos...
em fim é isso ai

b
o
a

l
e
i
t
u
r
a
!

Capítulo 23 - End Bay


Fanfic / Fanfiction Jeff horror or love? - Capítulo 23 - End Bay

 

ZALGO- Se divertiram?

ISA- Zal... (fui interrompida por Jeff que parecia nervoso com à presença de Zalgo).

JEFF- Sim, e você? Se divertiu enquanto nos esperava?

ZALGO- Para falar à verdade sim! Foi divertido esperar vocês...

JEFF- O que você planeja?!

ZALGO- É chega de rodeios...

Se afaste de Isabela, só!

JEFF- Desculpa, isso eu não posso fazer! (Falou ironicamente!)                   

ZALGO- Bom acho que todos vocês querem saber o que planejo para à garota! Pois bem Isabela que antes era minha noiva, amanhã será minha esposa!

O que acha Jeff. Quer ter à posição de padrinho? Ou quer estar presente em nossa noite de núpcias? (Disse rindo com à reação de espanto de Jeff...)

 

Antes que eu pudesse contestar à decisão de Zalgo, Jeff passou por mim como um vulto quase que feito um jatinho. Tudo o que consegui ver depois disso foi uma feroz luta entre Jeff e Zalgo, em seguida pude ver Jeff ser arremessado para à parede, sua testa sangrava!

Levou um tempo para que eu assimilasse tudo aquilo pois, à luta foi muito rápida.

 

Corri em direção à Jeff, mas antes que eu pudesse alcança-lo, senti meu braço ser fortemente agarrado me puxando num solavanco...

 

ZALGO- Você deveria estar preocupada com seu futuro marido! (Disse irônico.)

ISA- Me solta... (Me debatia, nos braços de Zalgo. Mas era como nada, eu era pequena e frágil...

Sim...

Eu sempre sou incapaz de proteger aqueles que eu amo...

Sim...

Eu sempre me enxergo como fraca...

Mas não, hoje ia ser diferente eu não ia apenas aceitar aquela decisão! Não ia apenas me calar!)

 

Soltei um grito que deve ter despertado à mansão...

Dei uma cotovelada naquele demônio asqueroso que me soltou em reposta à minha ação...

Mas por pouco tempo, voltando à me segurar dessa vez pelo cabelo, tentei repetir o processo mas foi falho.

Senti uma forte pancada em minha cabeça, logo após apaguei sem saber o que havia acontecido.

 

Eu não fazia ideia do que acontecera com Jeff depois de meu possível desmaio!

Aliás eu nem sabia o que havia me acertado...

Ainda de olhos fechados, penso no que ia ser daqui para frente. Não queria abrir meus olhos por medo de Zalgo estar lá ou de eu simplesmente ouvir um “sinto muito Jeff não se encontra mas entre nós’’. Com medo da realidade permaneço de olhos fechados!

 

Ouço o ranger da porta, permaneço ilesa.

Passos se dirigem em minha direção, meu coração acelera, sinto uma mão gelada e grande em meu rosto acariciando o mesmo...

 

ZALGO- Sei que está acordada!

ISA- Como está Jeff?

ZALGO- ...

Não vai perguntar sobre mim? Afinal Jeff é forte pode ter me machucado! (disse com um sorriso maroto.)

ISA- ...

ZALGO- Ele está bem!

ISA- Você veio até aqui, creio eu que não foi para saber se estou bem!

ZALGO- Mas que cruel, na realidade esse é motivo!

porque? acha que demônios não amam nem se preocupam?

não torne as coisas difíceis, tudo o que você precisa é me amar ou sei lá algo parecido!

e em troca posso te proteger...

 

há quero um desenho meu também...

 

ISA- Do que você está falando?

ZALGO- Eu vi o desenho que você fez de Jeff...

Eu tenho direito de ter um...

ISA- O... O que você fez com o desenho? (perguntei um tanto preocupada

ZALGO-  Rasguei...

ISA- Você o que...

ZALGO- Faça-me o favor... eu nem o matei, você deveria me agradecer....

agora vá dormir, já que amanhã nosso casamento será consumado... e você não está bem

ISA- Como assim?

ZALGO- Verdade você ainda não sabe, já estou decidido...

 

Zalgo saiu do quarto sem me dar explicações...

eu estava confusa não sabia, se Jeff estava mesmo bem!

eu estava com muito, sono e acabei me dando por vencida. Depois de cochilar acordei com Sally me chamando.

 

SALLY- Acorda, hoje é um dia importante...

ISA- O... O que... (ainda bocejando começo à me lembrar de ontem.)

eu preciso fugir daqui.. eu...

SALLY- Calma! Não fique tão agitada...

 

Me dou conta que além de Sally  Jane também estava no quarto! pergunto o que era toda aquela agitação e elas me respondem que era por conta do casamento!

dizem também que não era lá um casamento era mas um ritual, um pacto! eu entregava minha lealdade à Zalgo e em troca ele me protegeria...

 

depois de um tempo ouvi um bater de porta! em seguida Jack risonho entra pedindo para que eu o acompanha-se.

 

JACK- Ele está bem...

ISA- Fala de Jeff?

JACK- Quem mas brigou com Zalgo? dah lógico que é ele...

ISA- Obrigada por me dizer isso!

 

depois de descer as escadas, encontrei Zalgo e todas as creepys sentadas, em direção à uma mesa que continha uma faca flores e uma vasilha de porcelana azul...

depois de um tempo sendo encarada por Zalgo, ele começa à falar uma língua em latim!

após as pronunciações na língua desconhecida Zalgo pega meu braço e em seguida passa à faca em meu pulso deixando meu sangue cair na vasilha de porcelana! luto para que ele não consiga, mas o mesmo aperta meu braço me deixando assustada e sem reação...

 

antes que o mesmo cortasse seu próprio pulso sinto um calafrio que só alguém poderia me causar...

 

 

JEFF!

 

JEFF- Seu desgraçado!

 

consigo ver Jeff correndo em direção à Zalgo com uma faca...

 

uma luta mortal é travada entre Zalgo e Jeff eu estava assustada assim como as outras creepys...

Jeef acertava facadas na garganta de Zalgo que parecia não sentir nada, quando Zalgo se cansa de receber golpes dá um tapa em Jeff permitindo que suas unhas fincassem no rosto do meu amada mas antes que eu pudesse gritar, senti minha barriga ser perfurada por um tentáculo.

reconheceria aquilo em qualquer lugar, era

SLENDER

Sinto-o retirar seu tentáculo de minha barriga me deixando cair de joelhos no chão...

antes de cair deitada observo o olhar de espanto na cara de cada um naquela sala!

caio deitada e começa à me ocorrer que...

poderia ter sido qualquer uma em meu lugar...

eu poderia ser mas uma garota normal...

mas fui eu! eu estava ali. preste à morrer ou simplesmente apagar durante um tempo. começo à enxergar tudo turvo e por mais clichê que pareça, assim como uma luz no fim do túnel eu podia avistar o rosto de Jeff claramente!

ele e tão lindo! pensar que pude viver com ele durante esse tempo! pensar que ele foi o único homem da minha vida.

não conseguia ouvir direito o que todo diziam mas à maioria estava agitada perto de mim eu podia enxergar embaçado com exceção de Jeff.  Zalgo, Sally e Ben. acho que eu tinha ideia o do porque Slender havia me acertado!

Slender é como pai para todos e eu estava bagunçando sua família!

começo à sentir as dores diminuírem.

e antes de eu dar meu último suspiro...

antes de meu coração dar sua última batida...

posso ouvir vindo da pessoa que eu amo pela segunda vez (...) seguido de minha última palavra...

 

 

 

JEFF- ISABELA fica comigo por favor eu juro que vou cuidar melhor de você, eu até paro de te chamar de puta...

Isabela EU TE AMO    fica comigo...

ISA- END BAY

...

 

 


Notas Finais


A SUICIDA MIRIM

Distante do mar, distante da terra, distante do céu!
Ela pensava se valia à pena se esforçar...
Longe dos pais, longe das guerras!
Ela pensava em sua infelicidade...
Longe do chão com o ar batendo em seu rosto, na ponta dos pés!
O choque contra o chão. Ela não estava pronta para voar, já era tarde...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...