História Jeff the killer em amor ou ódio? - Capítulo 75


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jeff The Killer
Tags Diabolik Lovers, Jeff The Killer
Exibições 165
Palavras 2.863
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá pessoal cá estou aqui outra para outro capítulo especial e quero avisar a vocês que essas histórias eu consegui pela internet, mas o final do capítulo eu faço, bom o da Jane para não bugar a cabeça de vocês eu vou explicar, essa creepypasta dela tem uma forte ligação com a história real do Jeff ou seja foge dos padrões da história, eu quis coloca-la porque são muitos que tem a curiosidade de saber sobre a história de cada um, bom era só isso espero que gostem! E pelo amor não vão chegar nos comentários dizendo " MAS, NÃO TEM NADA HAVER COM A HISTÓRIA " tão avisados! Relembrando a história não fui eu quem escrevi e da própria creepy como os outros capítulos especiais todos eles eu peguei a história da Internet ( com exceção do Slender que tive que fazer kkkkk ) mas, o final eu invento!
Espero que tenham entendido e boa leitura!

Capítulo 75 - Especial Jane the killer


Fanfic / Fanfiction Jeff the killer em amor ou ódio? - Capítulo 75 - Especial Jane the killer

Meu nome é Jane Arkensaw. Eu não suporto mais o Jeff, mas minha história e a história de  Jeff.

Minha vida mudou no dia em que Jeff e sua família se mudaram para a casa ao lado da minha.

Eu estava sentada no meu quarto quando recebi a noticia que havia uma família nova no bairro, não fiquei surpresa com aquilo.Nosso bairro era bem agradável, e as casas eram relativamente baratas considerando a localização.

Eu tinha apenas 13 anos quando vi pela primeira vez Jeff.Falar com ele? Tentei uma vez antes de tudo, mas não foi pela minha própria vontade, mas ainda é muto cedo, vamos voltar a minha história.

A primeira vez que vi Jeff, foi meio que amor a primeira vista.Parecia um bom garoto.Provavelmente tinha boas notas, deveria ser um garoto legal.E também tinha seu irmão mais velho, Liu, ele parecia colocar sua família antes de tudo.

Liu e Jeff estavam sentados na calçada olhando para o nada enquanto eu me arrumava para ir para a escola, quando vi que já estava atrasada como o de costume, parei de observa los e continue a me arrumar.No dia seguinte quando estava indo para a escola atrasada, vi Randy e seus amigos indo na direção de Jeff e Liu.Randy era o valentão, ele sempre pegou no pé de todos, ele foi o motivo para os meus pais me buscarem na escola depois da aula varias vezes.Todos sabiam que Randy e seus amigos tinham facas e ameaçava usá-las em nós mas, eles nunca chegaram usar acho.

Bom, fiquei apenas de longe observando Randy tentar assustar Jeff e Liu.Me assustei um pouco ao ver Randy puxar sua faca e apontar para Liu, nesse momento Jeff se levantou e foi na direção do Randy

-Sente-se...- pensei-  Não seja estupido.

Então eu vi o soco que Jeff deu no rosto de Randy quebrando o seu pulso.

-Oh meu deus.-  Murmurei olhando a cena- Seu idiota!- gritei.

Meus pais saíram de casa e viram o que estava acontecendo.Logo Jeff esfaqueio um dos garotos acho seu nome era Keith e deu um soco no outro, acho que era Troy.

Depois disso aconteceu uma coisa muito estranha no colégio, eu era da mesma turma de Jeff e alguma vezes ele olhava para a mão suja de sangue e ria baixo, olhei para Liu e vi que ele não notou o comportamento estranho do irmão.

No dia seguinte descobri que Liu havia sido mandado à um reformato rio por causa de Randy e seus amigos.Não acreditei.A culpa era do Jeff, ele havia posto a culpa em seu irmão? Não conseguia acreditar que aquele garoto fez isso com o seu irmão.
-Eu ouvi dizer que que Liu cortou o braço de Keith- Murmurava uma menina que passava ao meu lado no corredor
-Eu ouvi dizer que Liu deu um soco tão forte no rosto de Randy que ele não consegue enchergar.
Como a luta de Jeff tinha virado de Liu?

Os dias passaram e logo chegou o aniversário do Billy.Consegui fingir que estava doente para não ir na festa.Fui até a janela, e vi uma coisa muito divertida: Jeff correndo, com um chapéu de cowboy e uma arma de brinquedo.Ele estava tão ridículo que me deu vontade de rir.Talvez ele não é o monstro que eu pense... De repente vi Randy e seus amigos.
-De novo? -Murmurei 

Vi Randy e Jeff conversando, mas não conseguia saber sobre o que era, então vi Jeff dando as costas para Randy.Randy correu e atacou Jeff.Eu estava prestes a pegar o telefone e discar 911 quando ouvi Troy e Keith ameaçando as pessoas da festa.

Eu não podia chamar a polícia se não as pessoas da festa podiam morrer.Jeff estava apanhando tanto, levava vários chutes no rosto.
-Randy para! - Gritei, mas ele não podia me ouvir por causa das crianças gritando. Eles iam matar Jeff se ninguém fizesse nada.Meu coração parecia que ia explodir, ignorei minha razão e liguei para o 911.
-Olá 911
-Preciso de ajuda há uma emergência no lado! Alguns caras pularam a cerca e estão batendo em um garoto, quase o matando.Eles estão armados.
-OK, fale seu endereço
-Por favor...
Ouvi o som de tiros, gritei e deixei o telefone cair se quebrando.Corri para a janela, eu esperava ver Jeff morto mas pelo contrario, ouvi as pessoas gritando e vi que Randy e os outros estavam mortos,
Mortos?
Jeff havia ganhado? Não pois ouvi seus gritos e alguem falando que ele estava em chamas.Sai correndo do meu quarto e peguei o institor que o meu pai guardado, e pulei a cerca e fui até Jeff para a apagar o fogo.Ele estava desacordado, algumas partes do seu corpo estavam carbonizadas.Assim que vi Jeff daquele jeito acabei desmaiando.

Quando acordei estava numa cama de hospital.Entrou uma mulher no meu quarto e me abraçou.Me assustei muito com aquilo.
-Hã? - Eu disse
Logo entraram meus pais e olharam para mim sorrindo.
-Filha está é Margaret, a mãe do Jeff.
Olhei para a mulher e sorri de canto.
-Você salvou a vida do Jeff.
-Salvei? 
-Se não fosse por você, Jeff teria morrido carbonizado.
-Eu sempre soube que Randy era perigoso mas não a este ponto.- Comentou minha mãe
Olhei para a mãe de Jeff que agora me soltava e perguntei sobre Jeff.
-Ele fez uma cirurgia algumas horas atrás.O médico disse que ele ficara bem.
Após ouvir pude relaxar.
-Jane- Chamou Margaret
-Sim?
-Sabe houve no primeiro entre Jeff e Liu?
-Sim, Jeff só estava defendendo o irmão.
-Não tínhamos ideia que Jeff era capaz de fazer algo assim.- Disse Peter, o pai de Jeff.
-Estou disposta a testemunhar que Liu não atingiu ninguém e que Jeff só bateu em Randy e na sua gangue por legitima defesa.
-Não há necessidade.- Disse Margaret- Liu está sendo libertado depois do que aconteceu com aqueles meninos.
-Isso é muito bom- Disse
-Só viemos dizer muito obrigado por ajudar o nosso filho.O minimo que podemos fazer e convida-los para jantar na nossa casa depois que Jeff sair do hospital.
Olhei para os meus pais e eles falaram:
- Seria uma honra.
-Está resolvido então!Vamos chama-los assim que Jeff deixar o hospital- Disseram se retirando do quarto.
Dois dia se passaram e fui liberada do hospital,durante esse tempo não tive contato com Jeff nem com sua família.

Quando voltei não esperava me tornar o centro das atenções, mais ou menos, porque eu era a única que viu o que houve na festa.
Mas as únicas pessoas que eu disse realmente o que aconteceu foram para os meus amigos, Dani, Marcy e Eric.
-Jeff deveria ter torturado aqueles idiotas.-Disse Dani, ela tinha cabelos negros como penas de corvo, seus olhos eram azuis safira.Ela geralmente era meio sangue-frio. 
-Ai pare! Pelo menos ele acabou com eles!- Disse Eric rindo, ele sempre usava aquelas roupas estranhas dos anos 80 ou algo do tipo, geralmente colorido.
-Enfim eu fui ajuda-lo - Disse

As semanas foram passando, Liu fez até uns amigos.Tudo estava normal, até que Liu veio falar comigo sobre Jeff.
-Eeeh desculpe, mas você é a Jane certo?
-Sim- respondi- Você é Liu irmão do Jeff.
-Sim
Liu parecia um pouco desconfortável.Então eu também fiquei.
-Bom, meus pediram para eu lhe falar que o Jeff irá tirar suas ataduras em pouco dias, então logo vamos chamar você e sua família para jantar lá em casa.
-Ah.. Ok, obrigado.
Ele estava prestes a ir embora quando eu disse:
-Liu... Escuta, o que você fez por Jeff, foi muito legal da sua parte.
-Ah, obrigado.Ouvi dizer que você ajudou Jeff com um extintor, isso também foi muito legal da sua parte.
-Obrigado.Vejo você por ai eu acho.
-Sim, você irá ver.- Disse Liu indo embora.
Eu não entendi o por que mas assim que Liu foi embora eu comecei a sorrir.
-Que feio senhorita Jane, traindo seu namorado com o irmão dele.
Me virei e vi Mercy sorrindo.
-Que feio e o irmão do seu namorado!
-Cala-boca!- Gritei

Dois dias de passaram até que o telefone tocou e minha mãe atendeu, quando ela desligou foi falar comigo.
-Jeff está saindo do hospital hoje.
-Isso é ótimo!
Algumas horas se passaram e eu vi um carro parar na frente da casa de Jeff.Eu fiquei ali na janela esperando para ver Jeff, mas seu pai sai do carro, seguido por sua mãe e Liu, e nada de Jeff.Quando derrepente saiu um garoto do carro, era Jeff? Fiquei na duvida mas depois vi que era ele.

Seus longos cabelos castanhos, agora eram negros e batiam em seus ombros, a pele era extremamente branca, parecia couro,e aquele sorriso, ah aquele sorriso... Era o mesmo sorriso que ele deu na sala de aula depois de bater em Randy e seus amigos.Jeff olhou para mim, quando ele olhou senti minhas alma queimando.Ainda tremo ao lembrar.Ele apenas olhou por alguns segundos mas, pareceu ser horas.Minha única resposta foi um grito, e logo depois desmaiei.

Quando acordei estava no meu quarto sozinha, estava muito escuro.A casa estava em um silencio mortal.Levantei-me e desci as escadas.Fui para a cozinha onde as luzes estavam acesas, o que era estranho pois meus pais sempre falavam para apagar as luzes após sair do comodo.Havia um bilhete sobre a mesa: "Você não vem para o jantar? Seus amigos também estão aqui". Eu comecei a tremer.Deixei o papel cair e corri para o lado de fora, vi as luzes da casa de Jeff acessas. Eu tinha que ir lá... Mas estava tão assustada.Então vi uma coisa, era Jeff apoiado na janela de sua casa, batendo na janela com uma faca como se tentasse chamar minha atenção para ir pra lá.Comecei a dar uns passos para trás, ele ainda sorria.Entrei em casa correndo, assim que entrei notei uma mancha vermelha de sangue no tapete.Fui para a cozinha e fiquei a observando, olhei tudo,até que peguei uma faca e a segurei forte.

Peguei o telefone e disquei 911, mas estava sem linha.
-Que merda!
Não tinha ideia de onde estava o meu celular.Eu não queria ir lá pra cima, eu não queria ser apunhalada pelas costa.E se eu pedisse ajuda a algum vizinho? Não, Jeff pode matar ou machucar a pessoa que ele tem em cativeiro.Tenho que enfrentar Jeff sozinha .Ainda segurando a faca, saí de casa.Cada passo que eu dava me sentia mais próxima da minha morte.

Quando finalmente cheguei na casa de Jeff meus joelhos começaram a tremer, minhas mãos começaram a suar e eu comecei a respirar ofegante.Agarrei a maçaneta, estava assustada demais e fechei os olhos.Empurrei a porta ainda de olhos fechados.Fiquei parada na porta, com  uma faca em uma mão e a outra ainda na maçaneta.De repente ouvi uma voz:
-Você veio.Estou feliz que tenha vindo amiga.

Abri os olhos, e comecei a chorar com o que vi.Os olhos de Jeff estavam arregalados sem piscar, e seu sorriso era vermelho bem forte.Ele havia esculpido um sorriso no rosto!Suas roupas estavam cobertas de sangue, então desmaiei (ooooooooo pqp).

Quando acordei estava em uma mesa de jantar.Minha faca tinha sido tirada de mim, e quando olhei ao redor, vi pessoas sentadas na mesa comigo.Eram meus pais, os pais de Jeff,Liu e meus amigos.Todos mortos com um sorriso esculpido no rosto.O cheiro era insuportavel, indescritível.Diferente de todo o cheiro que já tinha sentido antes.Era o cheiro da morte.Tentei gritar mas tinha uma mordaça na minha boca e eu estava amarrada na cadeira.
-Olha quem finalmente acordou.
Me virei e olhei para o meu lado direito onde estava Jeff, tentei gritar mais a mordaça não deixava. De repente, ele estava do meu lado com sua faca contra minha garganta, comecei a chorar.
-Shhhhh, não é educado gritar com seus amigos.
Ele começou a passar a lamina da faca no meu rosto, fazendo linhas invisíveis formando um enorme sorriso.Virei meu rosto mais ele  agarrou a parte de trás da minha cabeça e me  forçou a me olhar a cena a mesa.
-Agora, não seja rude, você está insultando a todos.
Fiquei vendo todos com aquele sorriso esculpido no rosto e com seus peitos sangrando.Eu chorava de mais, não queria ver aquela cena.
-Ooooh, o que foi? Você está chateada por que não é igual eles?Não se preocupe, irei faze-la ficar bonita também.O que você disse?- Ele deslisou a faca até a mordaça e a cortou.
Eu cuspi a mordaça e olhei em seus olhos, ele deitou um pouco a cabeça para o lado como se fosse um criança sem entender o que estava acontecendo.

Ele veio perto de mim, deixando seu rosto quase colado no meu (-v-), desviei o olhar, ele colocou uma mecha do meu cabelo para trás da orelha.
-Amigos fazem favores para amigos.Irei fazer um favor para você.
Ele se afastou de mim e saiu da sala de jantar.Olhei para a mesa de novo e comecei a chorar.
-Não chore - Disse Jeff- Irá ser breve.
Olhei para ele e vi que segurava um jarro de aguá sanitária e um uma lata de gás.Meus olhos se arregalaram.
-Eu não tenho álcool, então será isso- Disse ele jogando aguá sanitária em mim.Depois deixou o gás vazando na minha frente.
-É melhor se apressar Jane, vou chamar os bombeiros.
Ele puxou o isqueiro e o acendeu, e logo em seguida o jogou em mim.

Eu gritava o mais alto possível, a dor era insuportavel . Eu podia sentir a minha pele sendo queimada e restando somente carne, o calor possuía cada poro do meu corpo, fazendo cada gota do meu sangue evaporar, meus ossos se tornado frágeis e carbonizados. Antes de ficar totalmente inconsciente ouvi Jeff falando.
-Adeus minha amiga, espero que fiquei tão bonita quanto eu- E logo em seguida deu uma risada maléfica.
Depois disso ficou tudo preto.

Acordei em uma cama de hospital toda infixada,da cabeça aos pés.Doía para piscar e respirar.Notei que estava sozinha do quarto e gemi alto de dor, e logo depois entrou uma enfermei no quarto.
-Jane, você pode me ouvir? - Disse ela
Olhei para ela, a sala começou a girar.
-Jane, eu sou sua enfermeira, Jackie, eu não sei como dizer isso, mas sua família morreu em um incêndio.
Comecei a chorar, as lagrimas escorriam pelo meu rosto
-Não querida não chore, se fizer isso não conseguira respirar. (ãn?)
Não dava para parar
-Vou lhe dar algo para você se acalmar ok?
Ela abriu a gaveta e tirou um remédio e injetou na minha veia, depois disso eu dormi.

Quando acordei já podia me mecher melhor, tentei me levantar mas a enfermeira me fez deitar de novo.Tentei falar, minha voz estava áspera.
-Dormi durante quanto tempo?
-Duas semanas, você foi coloca em coma induzido para seu corpo se curar.
-Me dê um espelho- Disse
-Jane eu acho melhor n...
-Disse para me dar um espelho! -Gritei
Quando olhei no espelho o deixei cair.Minha pele parecia couro marrom, eu não tinha um fio de cabelo, e não tinha mais palbebra. Estava quase igual a Jeff, comecei a chorar.
Logo apareceu um homem na porta com flores.
-Desculpe, mas tenho algo para a senhorita Jane Arkensaw.
-Eu pego - Disse Jackie.- Parece que essa pessoa gosta muito de você, lhe manda flores todos os dias, e veja tem um pacote junto hoje.
Peguei o pacote,estava embrulhado em um papel marrom com uma fita rosa.
-Desculpe-me, mas poderia trazer algo pra eu comer?- Disse com a voz mais doce possível.
-Claro, vou pegar- Disse Jackie
Minhas mãos tremiam quando comecei a abrir o pacote.Dentro tinha umas mascara branca, com um tule preto nos olhos e um sorriso feminino, uma peruca de cabelos negros iguais aos do Jeff com lindos cachos, um vestido preto comprido com gola e um par de luvas de couro pretas.Junto com estas coisas, tinha um buque de rosas negras e um bilhete dizendo: 
"Jane, sinto muito eu errei com a tentativa de torna-lá bonita.Então te dou esta mascara que vai deixar você linda até ficar melhor.Ah sim, você esqueceu sua faca comigo, venha pega-lá de volta algum dia"

                              Jeff

Assim que a enfermeira voltou escondi tudo de baixo da coberta.Naquela noite quando todos estavam dormindo, eu fugi.O único ruim, e que fui obrigada a usar as coisas que Jeff me deu.

Fui até o cemiterio e vi e encontrei as lapides dos meus pais, Isabelle Arkensaw e Gregory Arkensaw.Sentei na frente das lapides e gritei.Me virei e vi o sol nascendo.Nesse momente jurei vingança.Dali em diante seria conhecida como Jane The Killer.

Desde aquele dia, tento encontrar Jeff e mata-lo.Estou lhe caçando, perseguindo ele com o verdadeiro animal que é.

( Jane Narrando )

Aqui estava eu depois de ter traído a confiança de Slender que me ajudou a viver na mansão de Eyeless, o mesmo desconfia de minha identidade falsa, mas não posso me revelar caso contrário estarei morta!

Eu irei fazer Jeff pagar por tudo o que ele ja fez por mim e farei aquela vadiazinha dele sofrer como ele me fez.

As pessoas acham que os monstros ja existem e eu na verdade falo o contrário, os monstros existem porque nos os criamos e os tornamos piores do que os próprios seres humanos....


Notas Finais


Não se esqueçam de comentar sobre o que acharam do especial e até a proxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...